HOME
OBJETIVO PRINCIPAL
QUEM SOMOS
CONTATO/ENDEREÇO
IGREJA EVANGELICA MISSÃO EBENEZER GUARULHOS
 MISSÃO EBENEZER DIV.BORDA DA MATA M/G
 DEVOCIONAL ANUAL COM 365 RESUMOS DE CULTOS
DEVOCIONAL/DIÁRIO/ORAÇÃO
PANORAMA DO TABERNÁCULO
O TABERNÁCULO A HABITAÇÃO DE DEUS
 O SIGNIFICADO ESPIRITUAL DO TABERNÁCULO
 O TABERNÁCULO E SUA TIPOLOGIA COM JESUS CRISTO
 O PLANO DIVINO ATRAVÉS DOS SÉCULOS
 CLÍNICA DA ALMA
 BENS AVENTURANÇAS/ORAÇÃO
O VOTO DOS CEM CULTOS
CURA INTERIOR E MEDITAÇÕES
 70 ANOS DA 2.ª GUERRA MUNDIAL
RÁDIO MISSÕES NOVA
 BÍBLIA ONLINE
Livro de visitas/Fórum
Links Favoritos
Álbum de fotos

"O  VOTO DOS CEM CULTOS”
Determine a data e comece a ler e meditar um culto por dia até atingir os cem dias interruptos.
Com toda a certeza deste mundo o irmão vai adquirir conhecimentos, e o principal de tudo é que estará agradando os olhos  de  Deus e conseqüentemente sendo abençoado.
Nestes cem dias escolha aquele(s) culto(s) que mais lhe tocar no seu coração e envie via e-mail ou imprime fazendo chegar às mãos de um amigo.
“Quando fizeres algum voto ao SENHOR teu Deus, não tardarás em cumpri-lo; porque o SENHOR teu Deus certamente o requererá de ti, e em ti haverá pecado” (Deuteronômio 23: 21).


@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


Domingo 14 de outubro de 2007                                                                      N.º 01
Culto de Louvor

Tema: “Nós somos instrumentos de Deus no mundo”

(1.º Corintios 5: 9 ao 13). 
“Já por carta vos escrevi que não vos comunicásseis com os que se prostituem;” <-> “Mas agora vos escrevo que não vos comuniqueis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com esse tal nem sequer comais” (1.Corintios 5: 9 e 11).
O Pastor iniciou dizendo que se trata de uma palavra boa para os nossos dias, a palavra dá a nós o entendimento que a primeira carta enviada foi mal entendida porque não houve especificação. Já a segunda carta passou a especificar.
O Pastor lembrou da esposa que proibia o marido de ir às festas de confraternização da empresa multinacional que trabalhava, pois ela considerava e chamava festa dos pagãos.
Acontece que no seu meio ela vivia dizendo que seu marido gozava de um bom salário, de um bom plano médico. O Pastor perguntou: quem paga o salário não é a empresa? Vivemos numa mentalidade evangélica errada, muitos cristãos  fazem acepção condenando aqueles que estão fora da igreja e com isso começa ficar difícil para as empresas contratar cristãos devido à desunião criada por eles mesmos.Na verdade o Apóstolo Paulo nesta segunda carta estava solidificando a sua posição. Mas o Senhor Jesus Cristo não pede ao Pai que sejamos retirados deste campo minado. Estamos no mundo mais não somos dele, o Senhor Jesus Cristo não veio transformar o mundo e sim salvar o mundo. “Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal” <-> “Não são do mundo, como eu do mundo não sou” (João 17: 15 e 16).A partir daí vemos que ser separados do mundo não quer dizer que temos que viver no ermo. Não somos daqui, mas estamos aqui; cumpramos, pois, nossa responsabilidade. Nós somos instrumentos de Deus no mundo, enquanto estivermos aqui, quer queira ou não, estaremos fazendo parte deste mundo.Não podemos rejeitar os de fora porque no passado também estivemos lá, por isso não podemos recuar.A primeira carta foi mal entendida, a igreja não é sociedade fechada e sim o corpo de Cristo mantendo sempre as suas portas abertas.Foi citado o exemplo do caso da idolatria, podemos ter alguém de nossa família que é idólatra, é claro que não concordamos com a idolatria, mas não podemos isolá-lo. O Pastor pediu a nossa atenção e perguntou: Quem é Jesus? E respondeu: o Senhor Jesus é nada menos que o vencedor do chefe de todos os ruins, por isso é só nós dizermos com firmeza: Saia! Os irmãos nunca devem ter medo e sim firmeza ao repreender o inimigo em nome do Senhor Jesus Cristo. Foi lembrado de um caso acontecido num terreiro espírita quando a família que freqüentava levou uma menina cristã. Esta menina sem ter conhecimento daquela heresia, assim que iniciou os trabalhos ela começou a cantar hinos de sua igreja. A menina cantando e louvando trazia luz naquele ambiente e devido à luz os espíritos não desciam, e os espíritos não descendo não haveria o trabalho, foi quando solicitaram a retirada da menina para que houvesse trevas e os espíritos descessem.O Pastor lembrou que os de fora precisam de nós, que estamos no meio (mundo) e fazemos parte dele. Preservar sim, mas acepção não.Também foi lembrado do exemplo de Maria Madalena. Ela já tinha conhecido a desgraça de ser possuída por sete demônios, mas, depois que Jesus os expulsou, Maria era uma nova mulher. O amor dele a havia resgatado, e o amor constante dela por ele jamais se enfraqueceu. Mesmo na cruz, quando as pessoas diziam que ele tinha fracassado e era um blasfemador, ela continuou a amá-lo, segundo mostra o seu retorno ao túmulo no dia em que Jesus ressuscitou dos mortos. Não é maravilhoso que a primeira a ver o Cristo ressuscitado tenha sido essa discípula dedicada? “Entre as quais estavam Maria Madalena, e Maria, mãe de Tiago e de José, e a mãe dos filhos de Zebedeu” (Mateus 27: 56).Agora aqui em nosso meio é outra coisa, tem que haver cobrança e a ação da igreja. “Mas agora vos escrevi que não vos associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com o tal nem ainda comais” (1.º Corintios 5: 11). Crente caído é nosso dever procurar trazer de volta e não aceitar os seus erros. “NÃO julgueis, para que não sejais julgados” <-> “Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós” (Mateus 7: 1 e 2). Todos nós temos erros, perfeito só o nosso Senhor Jesus Cristo, nós só vamos encontrar perfeição só na glória “Quem és tu, que julgas o servo alheio? Para seu próprio senhor ele está em pé ou cai; mas estará firme, porque poderoso é o Senhor para o firmar” (Romanos 14: 4).

Portanto irmãos, aos do mundo tratem com carinho, mas não julguem; já os de dentro procurem dar outro tratamento para evitar denegrir nossa imagem. Em (Mateus 7: 6) o Senhor Jesus Cristo usa animais aqui, como em outros lugares, para representar as características espirituais de certas pessoas.
Há cães espirituais neste mundo, ou seja, pessoas que simplesmente não apreciam o valor das coisas espirituais. Jesus está dizendo que não se deve forçar o evangelho sobre tais pessoas. Por mais que queiramos guiar uma pessoa ao Senhor, não podemos obrigar ninguém a obedecer a Deus.
Hoje em dia, precisamos fazer à mesma coisa quando ensinamos o evangelho. Àqueles que estão famintos e sedentos de justiça, devemos dar todas as oportunidades para aprenderem à vontade de Deus. Mas aqueles que já mostraram sua falta de interesse nas coisas espirituais não devem e não podem ser forçados a obedecer. Admoestações constantes, não importa se bem intencionadas, não transformarão um cão num cordeiro. “Não deis aos cães o que é santo, nem lanceis aos porcos as vossas pérolas, para não acontecer que as calquem aos pés e, voltando-se, vos despedacem” (Mateus 7: 6).
Em  Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
 
Terça feira 16 de outubro de 2007                                                                       N.º 02
Culto da família <-> Deus Salva a Família <->
Tema: “Os nossos olhos tem que estar voltados para o Senhor”
Salmos 25: 15 ao 22
“Os meus olhos estão postos continuamente no Senhor, pois ele tirará do laço os meus pés” (Salmos 25: 15).
O Pastor iniciou alertando a igreja da importância dos cultos das terças feiras. Tanto o Pastor como a Pastora tem sentido de Deus a necessidade de manter estes cultos cada vez mais fortalecidos na perseverança, coragem e fé, e da presença crescente da igreja, com a finalidade de haver intercessões para as famílias, pois hoje as famílias são os maiores alvos dos inimigos.
O Salmo 25 é mais um dos salmos maravilhosos de um homem que amava a Deus. Homem que estava solitário e aflito, sentindo na alma a perseguição dos inimigos.
Quantas vezes lemos um salmo similar a este e dizemos: Estas palavras estão sendo endereçadas para mim!
Algo que Davi fez que o diferenciasse foi ele estar em grande tribulação, mas os seus olhos estavam continuamente fixos no Senhor.
Muitas das vezes estamos angustiados, oprimidos por alguma coisa, cheios de ansiedades, é neste momento que os nossos olhos devem estar continuamente voltados para o Senhor. “Os meus olhos estão postos continuamente no Senhor, pois ele tirará do laço os meus pés” (Salmos 25: 15).
Foi lembrado de Paulo e Silas que ao serem desviados pelo Espírito Santo para Macedônia, ali foi convertida uma mulher chamada Lídia, considerada a primeira mulher convertida na Europa, também foi repreendido e expulso o demônio de uma jovem que tinha o espírito adivinhador. O Pastor perguntou: Paulo e Silas obedeceram ao Espírito Santo, pregaram a palavra, houve libertação, houve batismo, o que eles ganharam? Por causas destas coisas eles foram presos e açoitados, mas apesar da situação desesperadora que passavam não se abalaram e por volta da meia noite eles cantavam e oravam nos dando a entender que estavam com os seus olhos continuamente voltados para o Senhor.
Irmãos vejam que Paulo e Silas por estarem com os olhos voltados para o Senhor, naquele momento foram libertados juntamente com o livramento e libertação espiritual do carcereiro e família. (Ler Atos capítulo 16).
Com nós é a mesma coisa, quando vier à provação façamos como Davi, Paulo, Silas e muitos outros fizeram. Elevo os meus olhos para os montes; de onde me vem o socorro?” <-> “O meu socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra” (Salmos 121: 1 e 2).
O Pastor lembrou da mulher do fluxo de sangue que há doze anos sofria de hemorragia crônica que através de sua atitude de fé e coragem ao tocar no Senhor Jesus Cristo conseguiu sua cura e salvação. (Ler Lucas 8: 43 ao 48).
Tudo isto aconteceu porque esta mulher estava olhando continuamente no Senhor e os seus pés foram tirados do laço.
Irmãos, naquele tempo Davi já estava nos ensinando que a primeira pessoa que devemos olhar é para o Senhor Jesus Cristo.
O mesmo Davi diante do gigante nos mostra para quem ele olhou na hora do encontro desproporcional com Golias. Davi, porém, lhe respondeu: Tu vens a mim com espada, com lança e com escudo; mas eu venho a ti em nome do Senhor dos exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem tens afrontado” (1.º Samuel 17: 45). (Ler 1.º Samuel 17: 1 ao 58).
Também foi lembrado das dificuldades que se achava a casa de recuperação onde o Pastor entrou como interno e terminou como diretor. Eram vinte e cinco homens despreparados, famintos e muitas das vezes a casa tinha dificuldades em alimento e até mesmo para pagar os encargos. O Pastor disse que antes de qualquer atitude a ser tomada diante de situações de desafios era criada uma lista das necessidades, e em cima desta lista era feito a oração. No final, de um jeito ou do outro, tudo acabava dando certo, mas uma coisa era certa, a casa estava agindo como Davi. “Os meus olhos estão postos continuamente no Senhor, pois ele tirará do laço os meus pés” (Salmos 25: 15).
O Pastor lembrou do reinado de Asa num exemplo notável da sinceridade de Asa. Neste tempo é que ele destruiu e queimou o ídolo da sua própria mãe, e lhe tirou a dignidade de ser rainha-mãe. “rei Asa depôs Maacá, sua mãe, para que não fosse mais rainha, porquanto ela fizera um abominável ídolo para servir de Asera, ao qual Asa derrubou e, despedaçando-o, o queimou junto ao ribeiro de Cedrom” (2.º Crônica 15: 16). Ele não fez acepção por causa dos laços familiares. Muitos hoje mudam suas convicções por causa dos erros dos seus parentes. Podemos imaginar o impacto deste exemplo corajoso entre o povo de Deus daquele tempo. Deus aprovou este ato corajoso, e deixou registrado que “Os altos, porém, não foram tirados de Israel; contudo o coração de Asa foi perfeito todos os seus dias.” (2.º Crônicas 15: 17), mostrando que esta boa atitude e coragem continuaram durante muitos anos.
Quando Baasa atacou Judá, Asa vacilou na sua fé, e em vez de buscar ao Senhor procurou fazer um acordo com o rei da Síria, que estava ajudando Baasa, oferecendo pagamento para esta ajuda usando o ouro do Templo! Embora o plano de Asa teve sucesso, Deus enviou seu servo Hanani a Asa com uma mensagem de correção, fazendo-o lembrar da sua luta contra os etíopes, quando ele confiou somente no Senhor e teve uma grande vitória. A mensagem de Hanani nos ensina lições solenes que devemos considerar. “Quanto ao Senhor, Seus olhos passam por toda a Terra, para mostrar-Se forte para com aqueles cujo coração é perfeito para com Ele; nisto, pois, procedeste loucamente, porque desde agora haverá guerras contra ti” (2.º Crônicas 16: 9). Embora a nossa salvação seja garantida, nunca devemos pensar que as bênçãos do Senhor são automáticas para com o povo de Deus. Temos uma grande responsabilidade em permanecer fiéis ao Senhor nas provações desta vida. Em vez de humilhar-se perante esta correção divina, Asa se indignou e se enfureceu contra o mensageiro de Deus, lançando-o na prisão, e também oprimiu aos outros que não concordaram com ele neste caso. Não lemos de arrependimento, e quando ele caiu gravemente ferido dos pés no ano 39 do seu reinado, ele “não buscou ao Senhor, mas antes os médicos”. Provavelmente estes “médicos” eram espiritistas estrangeiros que serviam outros deuses. Assim a sua situação espiritual e física continuou a piorar, e dois anos mais tarde ele morreu e foi sepultado com grande honra em Jerusalém.
Quantos, como Asa, serviam bem, mas hoje não servem mais! A tendência da carne é de se orgulhar com o sucesso e rejeitar os conselhos e correções de Deus. Deus ainda usa seus servos para nos avisar quando este perigo está perto, e devemos aceitar a Sua correção. “Humilhai-vos na presença do Senhor, e Ele vos exaltará” (Tiago 4: 10).
Não devemos agir como Asa que não buscou a Deus, devemos buscar a Deus, por isso temos que ter fé e ser igual a Davi. “Olhai para mim, e sereis salvos, vós, todos os termos da terra; porque eu sou Deus, e não há outro” (Isaías 45: 22).
Na doença, nas dificuldades para onde olhamos? “Os meus olhos estão postos continuamente no Senhor, pois ele tirará do laço os meus pés” (Salmos 25: 15).
O Pastor terminou entoando um louvor “Eu queria tanto ter” 
Eu queria tanto ter
Asas e poder voar
Pra subir até o céu
E com o Senhor conversar

 
Eu queria tanto ter
O poder de flutuar
Pra chegar até Jesus
E receber sua luz

 
Mas eu não sei voar
Nem muito menos, flutuar
Mas eu tenho fé
E quem tem fé
Chega onde quer


Então eu me ajoelho
E me ponho a orar
Assim falo com meu Senhor Jesus
De onde estiver

 
Quando eu quero falar
Com meu Senhor Jesus
Me ajoelho e oro

Em Cristo        
Mario A.  Cabestre   
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21: 31         

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
   
Sexta feira 19 de outubro 2007                                                                        N.º 03
Culto de Libertação
Tema:“Quem tem amor com certeza conhece o nosso Deus todo poderoso”
1.º João 4: 8 2:
“Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor” (1.º João 4: 8).
O Pastor iniciou dizendo que o nosso Deus é todo amor, que Ele se lembrou de Noé, de Abrão, Ana e tantos outros. Esta palavra define realmente quem é o nosso Deus.
A pessoa pode cantar, pregar, orar, ser o mais culto do mundo, mas se ela não ama, não conhece a Deus; e quem não conhece a Deus não é liberto, e quem não é liberto não entra no céu.
Como sabemos se a pessoa tem o amor? Como podemos perceber? Como podemos conhecer? “Pois não é um inimigo que me afronta, então eu poderia suportá-lo; nem é um adversário que se exalta contra mim, porque dele poderia esconder-me;” <-> “mas és tu, homem meu igual, meu companheiro e meu amigo íntimo” (Salmos 55: 12 e 13).
O Senhor Jesus Cristo tinha escolhido para ser um conservo, um que ele tinha trazido para seu seio, um que se reclinava à sua mesa.  Anos antes, um salmista afirma a traição nas palavras do próprio Ungido:  "Até o meu amigo íntimo, em quem eu confiava, que comia do meu pão, levantou contra mim o calcanhar" (Salmos 41:9).  Jesus declara o cumprimento disto na "última ceia", quando ele ensopa um bocado com Judas, e o filho de Iscariotes se afasta da mesa e sai depressa no escuro, para vender seu Senhor por trinta peças de prata (Ler João 13: 18, 26 e 27).
O melhor meio de distinguirmos é quando:
a) Encontramos pessoas que estão dispostas em nos ajudar sem nada em troca, pessoas que pega em nossas mãos e nos transmitem amor.
b) Pessoas que nos encorajam, pessoas que nos estipulam a vitória, pessoas que agem como agiu Rute com a sua sogra. “Disse, porém, Rute: Não me instes para que te abandone, e deixe de seguir-te; porque aonde quer que tu fores irei eu, e onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus;” <-> “Onde quer que morreres morrerei eu, e ali serei sepultada. Faça-me assim o SENHOR, e outro tanto, se outra coisa que não seja a morte me separar de ti” (Rute 1: 16 e 17). (Ler os 04 capítulos do     livro           de     Rute).
O Espírito Santo dentro do crente é maior do que Satanás. Precisamos crer que maior é aquele que está em nós, do que aquele que está no mundo. “Filhinhos, sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo” (1.º João 4: 4). Esta é uma verdadeira prova de amor. O amor verdadeiro é como uma fonte que não para de jorrar águas limpas e purificadas. Todo aquele que crê que Jesus é o Cristo, é o nascido de Deus; e todo aquele que ama ao que o gerou, ama também ao que dele é nascido. Nisto conhecemos que amamos os filhos de Deus, se amamos a Deus e guardamos os seus mandamentos. Porque este é o amor de Deus, que guardemos os seus mandamentos; e os seus mandamentos não são penosos; porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé. “Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus” <-> “Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor” <-> “Nisto se manifesta o amor de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos” <-> “Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados” <-> “Amados, se Deus assim nos amou, também nós devemos amar uns aos outros” <-> “Ninguém jamais viu a Deus; se nos amamos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é perfeito o seu amor” (1.º João 4: 7 ao 12).

O Pastor lembrou de um certo homem que odiava o seu Pai, vivia ansioso, tinha um coração de pedra carregado de mágoa e rancor; durante um certo tempo este homem começou a secar, ficou em pele e osso. “O coração alegre serve de bom remédio; mas o espírito abatido seca os ossos” (Provérbios 17: 22). Passado algum tempo este homem voltou atrás, conheceu a palavra, conheceu o Senhor Jesus Cristo, e conhecendo a Cristo conheceu o amor; voltou a se alimentar, desapareceu o ódio, trocou seu coração e passou a falar do Senhor. Na verdade a pessoa que ama por onde passa faz discípulos.
c) Aquele que ama ensina a outra pessoa a amar, a pessoa que não ama  seu irmão é assassino, porque o assassino não terá a vida eterna. “Nós sabemos que já passamos da morte para a vida, porque amamos os irmãos. Quem não ama permanece na morte” <-> “Todo o que odeia a seu irmão é homicida; e vós sabeis que nenhum homicida tem a vida eterna permanecendo nele” (1.º João 3: 14 e 15). Aquele que ama passa da morte para vida e nesta palavra o Pastor lembrou de Ezequias que pela misericórdia do nosso Deus foi lhe dado mais quinze anos de vida. “Então veio a palavra do Senhor a Isaías, dizendo:” <-> “Vai e dize a Ezequias: Assim diz o Senhor, o Deus de Davi teu pai: Ouvi a tua oração, e vi as tuas lágrimas; eis que acrescentarei aos teus dias quinze anos” (Isaías 38: 4 e 5). (Ler Isaías Capítulo 38 de 1 ao 22).
E para evitar possíveis subjetivismos ou deformações no amor, o autor sagrado nos mostra, além disso, a maneira concreta. Com isto saberemos quem somos de verdade, e tranqüilizaremos nossa consciência diante Dele. Não tenham medo de brilhar sobre esse ponto essencial em seu exame diário de consciência, porque só assim caminharão na verdade de Deus. “Filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obras e em verdade” (1.º João 3:18).  
Uma vida de oração e de piedade sem caridade é uma deformação da vida cristã; uma obra de serviço ou de apostolado, qualquer que seja sua magnitude, mas sem a inspiração do amor a Deus e ao próximo, é vazio e estéril. Nenhum carisma dentro da Igreja tem sentido fora do espírito de caridade.

O amor é o que dá valor de eternidade a todas nossas palavras e obras, é a única coisa que nós levaremos a outra vida, e sobre o que seremos examinados ao final de nossa existência. “O amor jamais acaba; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;” <-> “porque, em parte conhecemos, e em parte profetizamos;” <-> “mas, quando vier o que é perfeito, então o que é em parte será aniquilado” <-> “Quando eu era menino, pensava como menino; mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino” <-> “Porque agora vemos como por espelho, em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei plenamente, como também sou plenamente conhecido” <-> Agora, pois permanecem a fé, a esperança, o amor, estes três; mas o maior destes é o amor” (1.ºCorintios 13: 8 ao13).  
Em  Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.Provérbios 21:31
@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Domingo 21 de outubro de 2007
Culto de Louvor                                                                                                   N.º 04
Tema: “O vaso é de barro, tirado do pó e ao pó voltará”                                    

2.º Corintios 4: 7, 13 e 15 

Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós” (2.º Corintios 4: 7).

O Pastou iniciou nos alertando que o vaso tem que ser de barro para que a grandeza esteja em nosso Deus e não no vaso, e que o tesouro é a palavra.Em meio de todas as fraquezas e variações de coisas que nos rodeiam a alma, devemos estar convictos com o apóstolo Paulo de que possuímos o conhecimento da verdade e a chama do amor, como quem transporta um tesouro em vasos de barro, para que a excelência da virtude resplandeça por luz de Deus e não nossa. Quem tem essa consciência em fé, já não se queixa. Nem tampouco julga que o vaso seja importante. Afinal, o vaso é de barro, tirado do pó e ao pó voltará! Mas o tesouro, esse sim, é eterno. E já nos habita como santa contradição da Graça, embora seus portadores sejam sempre expostas à fraqueza.Foi lembrado de um episódio que ocorreu com umas de nossas irmãs aqui da igreja. Esta irmã estava na fila do banco e sentiu que a pessoa que estava na sua frente demonstrava muita ansiedade, inclusive dando a entender a todos que seu jugo estava muito pesado. Assim que ouve uma oportunidade esta irmã falou da grandeza do Senhor Jesus Cristo. Fez o convite sugerindo que ela buscasse uma benção de Deus na igreja. Também aproveitou e deu seu testemunho dizendo que há tempos atrás também estava desanimada, buscou o Senhor Jesus Cristo e tudo mudou, pois a palavra de Deus confirma que onde estiver uma ou mais pessoas reunidas em seu nome, com toda certeza a presença do Senhor Jesus Cristo é certa. “Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles” (Mateus 18: 20).A Graça de Deus em nós vai alcançando as pessoas com a finalidade de aumentar a ação de graças, e isto é bom para nós, pois mais graças nos serão dadas, o nosso tesouro vai crescendo diante do Senhor. Por isso é que os cristãos não podem ficar calados, procurem fazer suas partes de vasos mostrando o tesouro que está dentro de cada um. ”Porque tudo isto é por amor de vós, para que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar a ação de graças para glória de Deus” (2.º Corintios 4: 15).O Pastor lembrou de Billy Graham famoso evangelista mundial, ele nos mostra que o poder da mensagem não é você e sim aquele que está em você. Quantas vezes temos ouvido Billy Graham dizer: “A Bíblia diz..., a Bíblia diz..., a Bíblia diz”. Por todo o mundo ele tem estado a anunciar: “A Bíblia diz”. E é aí que se encontra a autoridade do evangelista. “É necessário que ele cresça e que eu diminua” <-> “Aquele que vem de cima é sobre todos; aquele que vem da terra é da terra, e fala da terra. Aquele que vem do céu é sobre todos” (João 3: 30 e 31.
O foco do culto deve ser Deus e sua Palavra. Todo o culto deve ser construído sobre os pressupostos de que Deus deve ser glorificado, seus atos devem ser proclamados e sua Palavra ensinada.
Hoje está faltando no mundo pessoas que falam de Jesus, pois o poder está na mensagem e não no mensageiro.
Irmãos todos nós somos missionários, todos nós somos pescadores de almas, “E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens” (Mateus 4: 19), por isso é que somos mais que vencedores. “Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores, por aquele que nos amou” (Romanos 8: 37).
Em  Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31
@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
   
Terça feira 23 de outubro de 2007                                                                         N.º 05    
Culto da família <-> Deus Salva a Família <->
Tema: “Ele é suficiente em qualquer situação”
Salmos 46: 1
“Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia” (Salmos 46: 1).
 Estamos em situação difícil, estamos no deserto, no vale como diz o cristão, estamos sendo mal compreendidos, o que faremos?
Aonde vamos nos refugiar, em quem vamos buscar fortaleza?
Para onde olhamos?
O ser humano tem tentado se refugiar em alguma coisa. Qualquer coisa que lhe parece palpável naquele momento ele abraça, mas a bíblia diz que o justo, o cristão tem seu lugar certo para se abrigar e refugiar. “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia” (Salmos 46: 1)
Para onde olhamos? “Elevo os meus olhos para os montes; de onde me vem o socorro?” <-> “O meu socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra.” (Salmos 121: 1 e 2).
Deus quer estar perto do seu povo e prover-lhe ajuda e consolo. Este Salmo evidencia fé e confiança em Deus, em ocasiões de instabilidade e insegurança. Em Deus temos o poder e a capacidade de enfrentar as incertezas e lutas da vida. Fala de abrigo no perigo, mostrando que Deus é nossa real segurança nas tormentas da vida.
Ele está ao alcance do seu povo e quer que busquemos seu socorro em qualquer momento de necessidade. Ele é suficiente em qualquer situação e nunca nos deixa só. Por isso, não precisamos temer. “Cheguemo-nos, pois, confiadamente ao trono da graça, para que recebamos misericórdia e achemos graça, a fim de sermos socorridos no momento oportuno” (Hebreus 4: 16).
Deus usa a tribulação para ensinar preciosas lições a seus filhos. As tribulações visam a nos educar. E quando a sua boa obra está completa, uma gloriosa recompensa nos vem através delas. Há nelas um gozo suave e um valor real. Ele não as vê como dificuldades, mas como oportunidades.
Mesmo quando não percebemos a guerra ao nosso redor, isso não quer dizer que ela não exista. Em termos bem fortes, o apóstolo Paulo escreve que o mundo é um campo de batalha espiritual. Nós precisamos nos despertar para ver que a batalha é real, essa batalha não é guerra material (visível), e sim espiritual. “pois não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, conta os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniqüidade nas regiões celestes” (Efésios 6: 12). A prova disto é tão grande que basta ver em Daniel quando ele orou e a sua resposta não chegava devido a grande batalha que estava se travando na área espiritual. “Então me disse: Não temas, Daniel; porque desde o primeiro dia em que aplicaste o teu coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, são ouvidas as tuas palavras, e por causa das tuas palavras eu vim” <-> “Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias; e eis que Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar- me, e eu o deixei ali com os reis da Pérsia” (Daniel 10: 12 e 13).
Por tudo isso é que devemos andar sempre revestidos da palavra de Deus.
Para aquele que está em Jesus, não existe o que alguns chamam de contaminação espiritual, pois, maior é o que está em nós do que o que está no mundo. Olha! Maior é o que está em nós! Deus está em nós e se alguém tem que contagiar somos nós com o Espírito Santo que habita em nossos corações. “Filhinhos, vós sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo” (1.º João 4: 4).
E se quisermos ser vencedores, devemos ser fortes no Senhor, permanecer com a Palavra de Deus alicerçada em nós pelo Espírito Santo e permanentemente firmados em Cristo para resistirmos às ciladas do maligno, pois nós não somos os únicos a estar passando por dificuldades.   “Sede sóbrios, vigiai. O vosso adversário, o diabo, anda em derredor, rugindo como leão, e procurando a quem possa tragar;” <-> “ao qual resisti firmes na fé, sabendo que os mesmos sofrimentos estão-se cumprindo entre os vossos irmãos no mundo” (1.º Pedro 5: 8 e 9).
O nosso Deus nos protege, nos fortalece nos reanima, isto é promessa, Ele se coloca ao redor de nossas casas, de nossas famílias para que aja livramentos das doenças, vícios, assaltos, seqüestros e muitas outras coisas que estão pelo mundo. “Pois eu, diz o Senhor, serei para ela um muro de fogo em redor, e para glória estarei no meio dela” (Zacarias 2: 5). Tudo só depende de nós em estarmos firmes na palavra de Deus que é firme e eficaz, pois só oferece resistência ao mal quem está firme em Deus. Por isso devemos sempre confiar em nosso Deus e saber esperar o momento certo Dele. “Porque a sua ira dura só um momento; no seu favor está a vida. O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã” (Salmos 30: 5).
A Pastora lembrou de Asa rei de Judá, este fez o que era bom e reto aos olhos do Senhor seu Deus. Deus deu dez anos de paz, mas o rei não se acomodou e continuou a buscar o Senhor. “E edificou cidades fortificadas em Judá; porque a terra estava quieta, e não havia guerra contra ele naqueles anos; porquanto o Senhor lhe dera repouso” <-> “Disse, pois, a Judá: Edifiquemos estas cidades, e cerquemo-las de muros e torres, portas e ferrolhos, enquanto a terra ainda é nossa, pois buscamos ao SENHOR nosso Deus; buscamo-lo, e deu-nos repouso de todos os lados. Edificaram, pois, e prosperaram” (2.º Crônicas 14: 6 e 7).
Na verdade o nosso Deus quis testar Asa, a palavra do Senhor diz que ele clamou ao Senhor, o exercito do inimigo era grande, mas o exercito de Deus era imbatível. “E Asa clamou ao Senhor seu Deus, e disse: Senhor, nada para ti é ajudar, quer o poderoso quer o de nenhuma força; ajuda-nos, pois, Senhor nosso Deus, porque em ti confiamos, e no teu nome viemos contra esta multidão. Senhor, tu és nosso Deus, não prevaleça contra ti o homem” (2.º Crônicas 14: 11).
Este é o perigo nos nossos dias, buscamos a benção, o Senhor nos atende e de imediato interrompemos a nossa caminhada de fé, entra em nós um esfriamento. “Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios” (1.ºTimóteo 4: 1). ET: apostasia trata-se da diminuição gradativamente da fé.
È necessário que vigiamos sempre, pois os que estão na igreja são os que mais preocupa o inimigo, vejam que ao enviar seus discípulos de cidade em cidade, para por em prática o que lhes ministrara, Jesus os instruiu a serem prudentes e símplices como as pombas. “Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos; portanto, sede prudentes como as serpentes e simples como as pombas” (Mateus 10: 16).
Se crer que Ele é o seu Deus, você deve sempre orar e chama-Lo de Pai, o nosso Deus nos deu esta liberdade, nos deu esta intimidade.
A Pastora lembrou que durante esta tarde em sua casa sentiu se mal quando estava preparando a palavra para este culto, chegou a pensar em parar com tudo e se deitar. Ela lembrou que este pensamento foi muito rápido, como foi rápido a sua atitude em repreender o inimigo, pos se de pé e continuou sua preparação e agora está no púlpito para honra e gloria do Senhor. Há momento que não basta só orar, é necessário observar, entender e praticar a palavra de Deus para não cairmos no laço, pois assim quando vier à luta estaremos fortalecidos.
Uma coisa é certa, ninguém poderá impedir o agir de Deus. “Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; agindo eu, quem o impedirá?” (Isaías 43: 13).
Em Cristo        
Mario A.  Cabestre   
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21: 31        

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Sexta feira 26 de outubro 2007                                                   N.º 06                                Culto de Libertação
Tema:“ O Senhor Jesus Cristo é a nossa referencia máxima”
João 8: 12 ao 18

“Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida” (João 8: 12)

Trevas são mais que um símbolo, são uma maneira disseminada de viver e ver o mundo. Nas trevas está o engano, o mal, o crime, predadores, pecado e morte. Seguir a Jesus significa trazer nossos corações a ele, e deixá-lo expulsar as trevas que nos atormentam no interior, para que não temamos as trevas ao nosso redor. Desta maneira Jesus nos dá luz. Mas é uma luz que faz mais do que ocupar um cômodo escuro. É uma luz que ilumina nosso coração.
Esta luz que o Senhor Jesus Cristo fala é do conhecimento, da sabedoria, quanto mais sabedoria houver, mais iluminados seremos por Cristo. Conhecendo a palavra do nosso Deus e colocando em pratica cada vez mais seremos iluminados.
Esta luz é algo sério que todo dia o inimigo tenta desfazer para que o homem não veja a verdadeira luz. A maior parte da população não vê esta luz.
Muita gente acha que trevas é escuridão, mas na verdade trevas são falta de conhecimento.
O espírito das trevas não quer que adquirimos conhecimento, pois assim andaremos por maus caminhos e não haverá salvação.
Irmãos, aquele que quer adquirir sabedoria peça ao senhor nosso Deus que ele lhe dará. Busque sabedoria, procure viver na palavra que as demais coisas serão acrescentadas. Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Mateus 6: 33).
O Pastor voltou a frisar que grande número de pessoas está nas trevas e deu o seguinte exemplo: Quantas vezes vemos na mídia pessoas que ganham cento e vinte mil reais por mês e ainda não está bom. Por quê? A resposta é simples, para estas pessoas (que não são poucas) lhe faltam à sabedoria da luz no coração trazida pelo nosso Senhor Jesus Cristo. Eles vivem na luz artificial, vivem na luz material procurando encher seus vazios com coisas do mundo, não conseguem ter a percepção que sem o Senhor Jesus Cristo é a mesma coisa de um saco sem fundo. “Semeais muito, e recolheis pouco; comeis, porém não vos fartais; bebeis, porém não vos saciais; vesti-vos, porém ninguém se aquece; e o que recebe salário, recebe-o num saco furado” (Ageu 1: 6).
O Pastor também lembrou que a grande violência sem controle que há no mundo é causada pela falta da luz de Cristo, tem muitos em outras luzes e nestas outras luzes entra os príncipes das trevas.
Alguns que conhecem um pouco da palavra de Deus começa a reclamar, mas a palavra diz que não devemos imitar os ímpios. Não te indignes por causa dos malfeitores, nem tenhas inveja dos que praticam a iniqüidade” (Salmos 37: 1).
Irmão fique na luz de Cristo, nunca se esqueça que você é um vencedor lavado no sangue do cordeiro.
A Perda do temor é um problema muito sério, nós em número menor servimos de saco de pancada; veja que o inimigo só mostra alguém progredindo na terra, cabe a nós uma coisa, olhar sempre para frente.
O Pastor lembrou da passagem bíblica em que Lucas nos relata o episódio do rico e Lázaro pouco antes do Senhor Jesus Cristo ser ridicularizado pelos fariseus. “E os fariseus, que eram avarentos, ouviam todas estas coisas, e zombavam dele” (Lucas 16.14). A história dos dois homens que nos dá um alerta contra uma visão de mundo que supervaloriza os bens e ignora o bem maior. Mas a mesma história traz consigo uma palavra de chamamento a repensar o caminho e a arrepender-se. (Ler Lucas 16: 1 ao 31).
A Cruz de Cristo nos mostra o grande amor de Deus, e nos prova que a verdadeira intenção do Pai é que todos nós tenhamos a salvação onde é declarado em sua palavra que todas as nossas lágrimas serão enxugadas por Ele. “E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas” (Apocalipse 21: 4).
Olhamos para o Senhor Jesus Cristo e temos tudo que precisamos, se não usarmos o Senhor Jesus Cristo como referencial nunca vamos saber quanto somos impuros. Hoje o Senhor Jesus Cristo é o nosso advogado, mas quando voltar será o Juiz. Devemos ter conhecimento que é necessário para que a luz venha de fato a manifestar-se, é necessário que o homem, canal da luz, seja um bom ouvinte da Palavra. “Porque nada há encoberto que não haja de ser manifesto; e nada se faz para ficar oculto, mas para ser descoberto” <-> “Se alguém tem ouvidos para ouvir, ouça” (Marcos 4: 22 e 23).
"Quanto mais se aproximarmos da luz mais veremos nossas falhas, por isso da grande misericórdia do nosso Deus. “As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim;” <-> “Novas são cada manhã; grande é a tua fidelidade” (Lamentações 3: 22 e 23).
O Senhor Jesus Cristo não veio julgar, mas veio perdoar.
O Pastor lembrou da passagem bíblica da cura do cego de Betsaida que na primeira vez que Jesus o tocou, passou a enxergar as coisas de forma incompleta, sem nitidez. Para quem nada enxergava, aquilo já poderia ser o suficiente. No entanto, aquele cego reconheceu que poderia ser curado com uma intensidade ainda maior, e apelou a Jesus para que finalizasse aquele processo. Sendo assim, deveríamos nos despertar para as várias áreas de nossas vidas em que o processo de transformação ainda não está completo, e nos submeter, cada vez mais, aos toques de Jesus, a fim de que Ele possa completar a obra já iniciada.
“E, tomando o cego pela mão, levou-o para fora da aldeia; e, cuspindo-lhe nos olhos, e impondo-lhe as mãos, perguntou-lhe se via alguma coisa” <-> “E, levantando ele os olhos, disse: Vejo os homens; pois os vejo como árvores que andam” <-> “Depois disto, tornou a pôr-lhe as mãos sobre os olhos, e fez olhar para cima: e ele ficou restaurado, e viu cada homem claramente” (Marcos 8: 23 ao 25).
O inimigo não quer de jeito nenhum que nós usemos o referencial Jesus Cristo, então é determinante de nossas partes mantermos sempre próximos do entendimento e da prática da palavra de Deus. 

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM
 
Em  Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31
@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
   
Terça feira 30 de outubro de 2007                                          N.º 07            
Culto da família <-> “Deus Salva a Família”
Tema: “Busque em sua memória o que lhe pode dar esperança”
Jeremias 3: 17 ao 25 

“Naquele tempo chamarão a Jerusalém o trono do Senhor, e todas as nações se ajuntarão a ela, em nome do Senhor, em Jerusalém; e nunca mais andarão segundo o propósito do seu coração maligno.” (Jeremias 3: 17).
O Pastor iniciou nos alertando da necessidade da oração, orar o flho, a filha, a esposa, a nação, todos nós precisamos praticar a oração e intercessão. Através de uma oração fervorosa intercedendo numa peça de roupa, numa fóto, mesmo numa chave de casa  ou de carro a oração e a intercessão será sempre eficas.
Jeremias é um livro interessante, seu ministério seguiu 40 anos avisando Jerusalem, conhecido como profeta chorão, ministério duro, ninguem queria ouví-lo, nem mesmo a sua família.
Os falsos profetas falavam daquilo que o povo queria ouvir, já Jerimias falava a verdade de Deus e estas verdades não agradava ao povo.
A Palavra de esperança concernente à sobrevivencia de Judá depois do julgamento, estava presente na mensagem de Jeremias desde o inicio. Jerusalém será expontâneamente  reconhecida como capital do mundo por todos os povos, e não haverá mais hostilidade ou tensão política entre as nações. Naquele tempo chamarão a Jerusalém o trono do Senhor, e todas as nações se ajuntarão a ela, em nome do Senhor, em Jerusalém; e nunca mais andarão segundo o propósito do seu coração maligno” <-> “Naqueles dias andará a casa de Judá com a casa de Israel; e virão juntas da terra do norte, para a terra que dei em herança a vossos pais” (Jeremias 3: 17e 18).
Dá a impressão que o profeta Jeremias estava sentado e vendo a cidade do sonho do nosso Deus totalmente destruída. O templo destruído, as riquezas levadas, cadáveres pelo chão, então o profeta procurou trazer a memória de seu povo recordações que os animassem“Quero trazer à memória o que me pode dar esperança” (Lamentações 3: 21).
Trazendo para nossos dias podemos observar que muitas das vezes nos olhamos e sentimos que as coisas não estão caminhando como a gente queria, o profeta Jeremias está nos ensinando que devemos buscar sempre uma memória nova, uma memória renovada para que nos traga esperança.
Davi quando estava se preparando para enfrentar o gigante Golias foi alertado por Saul da impossibilidade de enfrentá-lo devido a sua mocidade e inexperiência. “Saul, porém, disse a Davi: Não poderás ir contra esse filisteu para pelejar com ele, pois tu ainda és moço, e ele homem de guerra desde a sua mocidade” (1.º Samuel 17: 33). Isto fez com que despertasse o interesse em Davi em enfrentar  o gigante; naquele instante Davi trouxe a memória naquilo que lhe poderia dar esperança e confiança; Davi lembrou de quando apascentava as ovelhas de seu pai (Jessé) enfrentou um leão e um urso saindo vencedor. “Disse mais Davi: O Senhor, que me livrou das garras do leão, e das garras do urso, me livrará da mão deste filisteu. Então disse Saul a Davi: Vai, e o Senhor seja contigo” (1.º Samuel 17: 37).
Com nós é a mesma coisa, procure buscar nas orações atingir o seu alvo, mas antes busque em sua memória e verá algo que lhe trará esperança.
O Pastor disse que certa ocasião passava por uma prova e buscou em sua memória  coisas que lhe trouxesse confiança, e veio a palavra em Jeremias: “Então disse eu: Ah, Senhor Deus! Eis que não sei falar; porque sou um menino” <-> “Mas o Senhor me respondeu: Não digas: Eu sou um menino; porque a todos a quem eu te enviar, irás; e tudo quanto te mandar dirás” <-> “Não temas diante deles; pois eu sou contigo para te livrar, diz o Senhor” <-> “Então estendeu o Senhor a mão, e tocou-me na boca; e disse- me o Senhor: Eis que ponho as minhas palavras na tua boca” (Jeremias 1: 6 ao 9).
Irmãos, estando em dificuldade, busquem em suas memórias coisas que tragam esperanças, lembrem de Abrão, das muralhas de Jericó, da rebeldia de Jonas que depois pediu perdão e o nosso Deus ouviu o pedido. “E orou Jonas ao Senhor, seu Deus, lá das entranhas do peixe;” <-> “e disse: Na minha angústia clamei ao senhor, e ele me respondeu; do ventre do abismo  gritei, e tu ouviste a minha voz.” (Jonas 2: 1 e 2). (Ler o livro de Jonas).
No mesmo raciocínio o Pastor lembrou: “Esperei com paciência pelo Senhor, e ele se inclinou para mim e ouviu o meu clamor” <-> “Também me tirou duma cova de destruição, dum charco de lodo; pôs os meus pés sobre uma rocha, firmou os meus passos” <-> “Pôs na minha boca um cântico novo, um hino ao nosso Deus; muitos verão isso e temerão, e confiarão no Senhor” (Salmos 40: 1 ao 3).
Procurando buscar na memória os que confiam fielmente no Senhor. “Aqueles que confiam no Senhor são como o monte Sião, que não pode ser abalado, mas permanece para sempre” (Salmos 125: 1), pois de outra maneira andaremos emburrados, ansiosos e depressivos e esquecemos que o Senhor é bom! “Bom é o Senhor para os que esperam por ele, para a alma que o busca” (Lamentações 3: 25).
Vamos procurar trazer em nossas memórias que mesmo estando caídos ainda podemos abrir a porta e desfrutar de uma intima comunhão com o Senhor. “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo” (Apocalipse 3: 20), Vamos procurar trazer em nossas memórias a lembrança de quando o Senhor Jesus Cristo compadeceu daquela viúva. “E, vendo-a, o Senhor moveu-se de íntima compaixão por ela, e disse-lhe: Não chores” <-> “E, chegando-se, tocou o esquife (e os que o levavam pararam), e disse: Jovem, a ti te digo: Levanta-te. E o defunto assentou-se, e começou a falar” (Lucas 7:  13 e 14), Vamos procurar trazer em nossas memórias a lembrança de quando o Senhor Jesus Cristo chorou com a morte de Lázaro e depois o ressuscitou. “Jesus chorou” (João 11: 35), Vamos procurar trazer em nossas memórias que o Senhor Jesus Cristo queria proteger Jerusalém como uma galinha protege os seus pintinhos. “Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas, e apedrejas os que te são enviados! quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintos debaixo das asas, e tu não quiseste!” (Mateus 23: 37), Vamos procurar trazer em nossas memórias que a palavra de Deus nos diz que não adianta se irar, pois a ira é por momentos e a vida com o Senhor Jesus Cristo é eterna. “Porque a sua ira dura só um momento; no seu favor está a vida. O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã” (Salmos 30: 5), Vamos procurar trazer em nossas memórias que os olhos e os ouvidos do Senhor nosso Deus estão sempre atentos aos justos. “Os olhos do Senhor estão sobre os justos, e os seus ouvidos atentos ao seu clamor” (Salmos 34: 15).
Se o profeta Jeremias naquela época olhasse a realidade, ficaria angustiado, nervoso, ansioso e não teria condições físicas e espirituais de passar esperança para aquele povo, pois como sabemos um coração ansioso chega a secar os ossos. “A ansiedade no coração do homem o abate; mas uma boa palavra o alegra” <-> “O coração alegre serve de bom remédio; mas o espírito abatido seca os ossos” (Provérbios 12: 25 e 17: 22).
ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM  
Em Cristo        
Mario A.  Cabestre   
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21: 31         


@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@ 

Sexta feira 02 de novembro de 2007                                              N.º 08

Culto de libertação – IEQ – Borda da Mata M/G
Tema: “Entre no exercito de Cristo e não fique só em treinamento”                  

“Saia para a batalha”
Marcos 16: 17
“E estes sinais acompanharão aos que crerem” (Marcos 16: 17-a).

O Pastor iniciou dizendo que: quando cremos os sinais nos acompanha, mas quando não cremos estes sinais não nos acompanha.
Os cristãos modernos também estão autorizados a testemunhar de Cristo através da pregação do evangelho acompanhada por sinais milagrosos.
Creia que Deus vai agir através da sua vida, creia que Ele tudo pode, tudo faz e é contigo. Cumpra seu papel, leve a palavra de Deus, se entregue, permita que Deus opere através de você e que o Espírito Santo conduza sua vida.
“E eles, tendo partido, pregaram por todas as partes, cooperando com eles o Senhor, e confirmando a palavra com os sinais que se seguiram. Amém” (Marcos 16: 20).
O Pastor lembrou da oração de Davi quando Israel começou a ser massacrado, esta intercessão mudou mexeu com o nosso Deus. “Ó Deus dos exércitos, volta-te, nós te rogamos; atende do céu, e vê, e visita esta videira,” <-> “a videira que a tua destra plantou, e o sarmento que fortificaste para ti” <-> “Está queimada pelo fogo, está cortada; eles perecem pela repreensão do teu rosto” (Salmos 80: 14 ao 16).
Os irmãos entenderão o sinal quando aceitarem, o importante é que aconteça em nossas vidas.
O Pastor lembrou da cura do cego de nascença aonde a cura veio por meio estranho ao homem, pois o Senhor cuspiu no chão fez lodo untou os olhos do cego e mandou se lavar no tanque de Siloé.  O Senhor usava o mesmo artifício usado na formação do homem (o barro) possivelmente o cego não tinha o globo ocular. Jesus havia feito Sua parte na recuperação daquele pobre homem. O cego não hesitou saiu titubeando foi ao tanque e se lavou, em obediência ao mandado de Jesus, e imediatamente começou a enxergar. “Dito isto, cuspiu no chão e com a saliva fez lodo, e untou com lodo os olhos do cego,” <-> “e disse-lhe: Vai, lava-te no tanque de Siloé (que significa Enviado). E ele foi, lavou-se, e voltou vendo” (João 9: 6 e 7).
O Pastor declarou que esta mensagem veio para ele através de um sonho, que a igreja preparasse o coração e declarou: Igreja prepare seu coração, vocês receberão uma unção nunca recebida, o nosso Deus levantou um plano e está dizendo: Agora é a minha vez!
Esta experiência nova com Deus está vinculada na obediência a Ele, e partindo para a obediência está sendo laçado uma campanha e nesta campanha o milagre vai acontecer.
O Pastor lembrou: Seguir o exercito significa treinamento. O Senhor Jesus Cristo não pediu para que ficássemos só no treinamento, ele disse que todos os sinais vão seguir nossas vidas, portanto igreja, mãos a obra!
O Pastor lembrou da passagem em 2.º Crônicas 20 onde o rei Josafá enfrentava um enorme exército de amonitas e moabitas. Josafá era um rei temente a Deus, como fora também seu pai, Asa. Judá não estava nesta época empobrecido nem enfraquecido. Tinha riquezas, poder, e um bom exército. Entretanto, o rei fez algo que é muito admirável e difícil para um líder fazer. Diante de todo o povo, ele disse: Escutem, não sei o que devo fazer! Alguém tem um conselho? Pode parecer um absurdo, mas foi isto que aconteceu.
A Bíblia diz que Josafá temeu, e que se dispôs a buscar ao Senhor. Ele proclamou um jejum por todo o Judá, e o povo se reuniu para pedir ajuda do Senhor. “Ah! nosso Deus, porventura não os julgarás? Porque em nós não há força perante esta grande multidão que vem contra nós, e não sabemos o que faremos; porém os nossos olhos estão postos em ti” <-> “E todo o Judá estava em pé perante o Senhor, como também as suas crianças, as suas mulheres, e os seus filhos” (2.º Crônicas 20: 12 e 13).
E sabe o que aconteceu? Simplesmente o nosso Deus ouviu a oração de Judá, e de imediato veio o Espírito do Senhor no meio da congregação avisando que o nosso Deus acabava de assumir a batalha. “E disse: Dai ouvidos todo o Judá, e vós, moradores de Jerusalém, e tu, ó rei Jeosafá; assim o Senhor vos diz: Não temais, nem vos assusteis por causa desta grande multidão; pois a peleja não é vossa, mas de Deus” (2.º Crônicas 20: 15).
O Pastor alertou que o nosso Deus dá a oportunidade de ver os sinais a todos aqueles que crêem. Que nossas orações são alcançadas e providencias são tomadas vindas diretas do Trono do Senhor. Que uma genuína humilhação através da confissão coletiva de pessoas remove o cativeiro, destrói maldições, desaloja os espíritos territoriais e sara a terra. “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra” (2.º Crônicas 7: 14).
Em Cristo
Mario A. Cabestre
ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31
@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Domingo 04 de novembro de 2007                                                          N.º 09

Culto de Louvor  “domingo de ceia”
Tema: “ O arrependimento é para todos”
João 8: 1 ao 11
“Mas, como insistissem em perguntar-lhe, ergueu-se e disse-lhes: Aquele dentre vós que está sem pecado seja o primeiro que lhe atire uma pedra” (João 1: 7).

Em nossas caminhadas às vezes não prestamos atenção como o nosso Deus é paciente com nós. No caso desta mulher adultera pela lei deveria ser apedrejada, mas o Senhor Jesus deixou na mão do povo esta decisão para que pudessem raciocinar sobre os seus pecados. “Ora, Moisés nos ordena na lei que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes?” <-> “Mas, como insistissem em perguntar-lhe, ergueu-se e disse-lhes: Aquele dentre vós que está sem pecado seja o primeiro que lhe atire uma pedra” (João 1: 5 e 7).
Jesus chama de acusadores os que queriam apedrejar a mulher adúltera. Atualmente muitos vivem apedrejando o seu próximo, condenando por aparências, doutrinas de homens. Veja que advertência faz o nosso Mestre! Jesus não condenou aquela mulher que estava em adultério, pega no flagrante. O Senhor a avisou para não pecar mais, claro. Mas não a condenou! E hoje muitos querem condenar um irmão apenas por aparências. Misericórdia!!! “Respondeu ela: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu te condeno; vai-te, e não peques mais” (João 8: 11). Eu também não te condeno disse o Senhor Jesus, irmãos que coisa linda de Deus para nós, isto mais uma vez nos mostra a grande paciência que o nosso Deus tem pelos seus filhos, nós dando prova que o Senhor Jesus Cristo não veio condenar, ele veio no intuito se salvar a igreja. “Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele” (João 3: 17).
O Pastor lembrou que quando o Senhor Jesus Cristo disse àquela mulher que abandonasse o pecado, também estava dizendo para ele (Pastor) e para os demais que tenham paciência com aquelas pessoas que estão já há algum tempo na igreja e não conseguem abandonar o pecado. Por que um não pode julgar o outro, mesmo que seja crítico.
O importante é reconhecer o erro, pois o erro reconhecido é erro não mais cometido.  Esta nossa caminhada não tem dia, cada dia é um novo dia, por isso devemos viver da melhor maneira, e esta melhor maneira é o caminho de Cristo. “O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; porém é longânimo para convosco, não querendo que ninguém se perca, senão que todos venham a arrepender-se” (2.º Pedro 3: 9).
Com certeza vocês devem ter muitas promessas, para sua vida, que ainda não se cumpriram, não é mesmo? Às vezes até já pensou, que Deus está demorando em cumpri-las, ou quem sabe até tenha se esquecido. O senhor não atrasa, não demora, para cumprir suas promessas, mas Ele tem o tempo Dele e age no tempo determinado por Ele.“Porque a visão é ainda para o tempo determinado, mas se apressa para o fim, e não enganará; se tardar, espera-o, porque certamente virá, não tardará” (Habacuque 2: 3).
O Pastor lembrou que o nosso Deus transforma falhas em sucesso e citou o adultério e homicídio de Davi “Então disse Davi a Natã: Pequei contra o Senhor. E disse Natã a Davi: Também o SENHOR perdoou o teu pecado; não morrerás” (2.º Samuel 12: 13). (Ler 2.º Samuel Capítulos 11 e 12), a desobediência de Jonas “E orou Jonas ao Senhor, seu Deus, das entranhas do peixe” <-> “E disse: Na minha angústia clamei ao Senhor, e ele me respondeu; do ventre do inferno gritei, e tu ouviste a minha voz” ( Jonas 2: 1 e 2). (Ler Jonas Capítulos 1 ao 4).
Irmãos comparem suas vidas de ontem com as de hoje, se existe alguma coisa errada acerte logo suas vidas, não abusem da paciência do nosso Deus. O arrependimento é para todos.
Hoje vemos o tempo nos dando sinais do fim. “Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa” (Apocalipse 3: 11).
Que pessoas devemos ser? Devemos ser pessoas cientes da paciência de Deus; pessoas cientes que o Senhor nosso Deus está dando oportunidade a todos de se arrepender; pessoas cientes que o dia final está chegando e que agora será fogo, com Noé foi água. 
Irmãos procurem viver de forma bonita, tudo que estiver em desacordo, tudo que é de má fama não nos interessa. Viva cada dia de forma piedosa agradando os olhos do Senhor nosso Deus. Viva através do fruto o Espírito Santo. “Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança” <-> “Contra estas coisas não há lei” (Gálatas 5: 22 e 23). 

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM 
Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
 
Terça feira 06 de novembro de 2007

Culto da família “Deus salva a família”                                                                N.º 10
Tema: “A oferta com alegria agrada os olhos de Deus”  

Hebreus 11: 4

“Pela fé Abel ofereceu a Deus maior sacrifício do que Caim, pelo qual alcançou testemunho de que era justo, dando Deus testemunho dos seus dons, e por ela, depois de morto, ainda fala” (Hebreus 11: 4).
Abel entrou na galeria da fé trazendo o melhor e agradou a Deus.
“E Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura; e atentou o Senhor para Abel e para a sua oferta” (Gênesis 4: 4). A gordura é explicada em Levítico 3: 16 “E o sacerdote o queimará sobre o altar; alimento é da oferta queimada de cheiro suave. Toda a gordura será do Senhor”.
Abel teve entendimento de Deus, ele queria demonstrar a Deus que queria ter mais intimidade com o Pai. Já com Caim foi diferente, sua oferta não agradou a Deus, dá a entender que lhe faltou amor, confiança e alegria em sua oferta. Deus quer obediência e não sacrifício. A benção de Deus é gratuita! Ofertar é ajudar na expansão da pregação do Evangelho, que é uma coisa bem diferente, é um ato voluntário e de amor para com a obra de Deus. “Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria” (2.º Corintios 9: 7).
Nós ofertamos a Deus e nem sempre ofertamos com a alegria que O satisfaça, em cada oferta devemos estar em comunhão buscando cada vez mais a intimidade com o nosso Pai.
Como crente, somos chamados, para seu reino e glória, sugerindo que devemos andar agora como filhos do Rei, mesmo antes de sermos glorificados pela ressurreição. Para que vos conduzísseis dignamente para com Deus, que vos chama para o seu reino e glória” (1.º Tessalonicenses 2: 12). Por isso é necessária muita atenção em ofertarmos ao nosso Deus; sabemos que a nossa fé agrada ao Pai, o importante é termos confiança e paciência na certeza que um dia vamos receber porque o nosso Deus é fiel. Se formos infiéis, ele permanece fiel; não pode negar-se a si mesmo” (2.º Timóteo 2: 13).
Devemos primeiramente amar a Deus, pois Ele é que cuida de tudo, só que muitas das vezes acabamos falando dos nossos problemas aos outros e não a Deus, ouvimos primeiramente os outros e não a Deus.
A Pastora testemunhou que tinha um sonho de toda sua família servir ao nosso Deus, este sonho durou 14 anos e hoje ela pode dizer aos quatros cantos: Eu e minha casa servimos ao Senhor! Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao Senhor, escolhei hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor” (Josué 24: 15).
Na verdade Deus se agrada tem prazer em nossas ofertas. Essas não tomam o lugar do dízimo, mas representam uma forma adicional de prestarmos a nossa adoração e amor para com Ele. Que possamos ter a visão bíblica da realidade, que não sejamos avarentos, mesquinhos e que estejamos sempre prontos a atender as necessidades que Deus colocou na nossa frente, tendo em mente que o nosso Deus quer obediência e não sacrifícios.
Ser abençoado não é só ter boa casa, bons filhos, carro do ano, ser abençoado é reconhecer que o nosso Deus está no controle de todas as coisas, pronto para nos dar a salvação.
Caim teve mal procedimento, nosso Deus como sempre misericordioso lhe deu nova oportunidade, mas Caim não quis abrir a porta e em porta fechada o Senhor não entra. “Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo” (Apocalipse 3: 20).
Nós também nesta correria em que vivemos muitas vezes esquecemos de abrir a porta para o Senhor Jesus entrar; esquecendo de abrir a porta o Senhor Jesus não entra e todos nós sabemos que sem ele a casa fica vazia.
Foi lembrado de Moisés quando o povo criou um bezerro de ouro atingindo o extremo da idolatria. Deus viu e logicamente não gostou, e de imediato avisou Moises que não iria acompanhá-lo devido tratar-se de um povo de dura cerviz; foi quando Moisés disse: Eu não vou sem o Senhor!  “Então Moisés lhe disse: Se tu mesmo não fores conosco, não nos faças subir daqui” (Êxodo 33: 15).
Irmãos é assim que devemos agir, pois sem o Senhor nosso Deus não vamos a lugar nenhum, exija Sua presença, Ele nunca te abandonará. Moisés clamou e foi atendido, com nós não será diferente. (Ler Êxodo Capítulos 32 e 33).
A Pastora em momento de reflexão disse que quando aceitamos o Senhor Jesus Cristo, ficamos mais bonitos, pois a gloria de Deus passa a resplandecer em nossos rostos.
A Pastora lembrou dos seguintes homens de Deus:
Abel: sentia a presença de Deus
Enoque: 65 anos sem conhecer a Deus e 300 anos andando com Deus acabou sendo arrebatado. “Andou Enoque com Deus, depois que gerou a Matusalém, trezentos anos; e gerou filhos e filhas” <-> “Todos os dias de Enoque foram trezentos e sessenta e cinco anos;” <-> “Enoque andou com Deus; e não apareceu mais, porquanto Deus o tomou” (Gênesis 5: 22 ao 24).
Elias: foi audacioso contra os 400 profetas “Sucedeu pois que, sendo já hora de se oferecer o sacrifício da tarde, o profeta Elias se chegou, e disse: Senhor, Deus de Abraão, de Isaque, e de Israel, seja manifestado hoje que tu és Deus em Israel, e que eu sou teu servo, e que conforme a tua palavra tenho feito todas estas coisas” <-> “Responde-me, ó Senhor, responde-me para que este povo conheça que tu, ó Senhor, és Deus, e que tu fizeste voltar o seu coração” <-> “Então caiu fogo do Senhor, e consumiu o holocausto, a lenha, as pedras, e o pó, e ainda lambeu a água que estava no rego” (1.º Reis 18: 36 ao 38), mostrou grande confiança quando orou para chover e confiou numa pequena nuvem do tamanho da mão do homem. “E disse ao seu moço: Sobe agora, e olha para a banda do mar. E ele subiu, olhou, e disse: Não há nada. Então disse Elias: Volta lá sete vezes” <-> “Sucedeu que, à sétima vez, disse: Eis que se levanta do mar uma nuvem, do tamanho da mão dum homem: Então disse Elias: Sobe, e dize a Acabe: Aparelha o teu carro, e desce, para que a chuva não te impeça” <-> “E sucedeu que em pouco tempo o céu se enegreceu de nuvens e vento, e caiu uma grande chuva. Acabe, subindo ao carro, foi para Jizreel” (1.º Reis 18: 43 ao 45)(Ler o Livro e 1.º Reis capítulos 18).
Deus nos criou não apenas para sermos alvo do Seu amor, mas também para que correspondêssemos a esse amor, ou seja, Deus também nos criou para amá-lo. Apesar de suficiente em Si mesmo, Deus deseja o nosso amor, e quando O amamos isso traz uma enorme alegria ao Seu coração. “E pelo que haveis de vestir, por que andais ansiosos? Olhai para os lírios do campo, como crescem; não trabalham nem fiam;” <-> “Contudo vos digo que nem mesmo Salomão em toda a sua glória se vestiu como um deles” (Mateus 6: 28 e 29).
Vamos dar o nosso melhor ao Pai enquanto estamos na terra.

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM 
Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
  

Sexta feira 09 de novembro 2007                          N.º 11
Culto de Libertação
Tema: “Cristo venceu aquele que pelo medo nos escravizava”
Hebreus 2: 14 ao 18

“E, visto como os filhos participam da carne e do sangue, também ele participou das mesmas coisas, para que pela morte aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o diabo;” <-> “E livrasse todos os que, com medo da morte, estavam por toda a vida sujeitos à servidão” (Hebreus 2: 14 e 15).
Ouvir, entender e praticar a palavra de Deus sempre com a razão e nunca com a emoção.
Razão:Jó pensou a mesma coisa diante da situação caótica que enfrentava, porém, no final, teve que reconhecer que em tudo Deus tem propósito de bênçãos aos Seus filhos.  “Bem sei eu que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido” (Jó 42: 2).
Na época de Sara a mulher estéril era sinal de maldição, só que quando o anjo repreendeu esta maldição também estava repreendendo todos os outros maus para que nada houvesse que impedisse o agir de Deus. “Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; agindo eu, quem o impedirá?” (Isaías 43: 13).
A fé vem por ouvir, o anjo de Deus avisou que no prazo de um ano voltaria e nesse tempo Sara teria o filho, este aviso é válido para nós, basta ter fé, basta colocar em seu coração que daqui a certo período (que você determinar), o anjo volta e veremos que o vício, a miséria, a doença que existia não mais existirá. Ao tempo determinado tornarei a ti por este tempo da vida, e Sara terá um filho” (Gênesis 18: 14-b).
O Pastor lembrou de um pianista americano que começou tocar desde pequeno na igreja (naquele tempo piano era considerado instrumento de mulher), por isso cresceu cheio de dúvidas e perguntava: Sou homem ou mulher? Até mesmo seu pai dizia que piano era instrumento de menina. Passados algum tempo largou a igreja, caiu no mundo e se tornou homossexual. Certo tempo de sua vida voltou para a igreja e Deus transformou sua vida. Hoje vinte anos depois é ministro de louvor tem vários cds, sendo uma de suas letras “Adoramos ó Rei dos Reis” traduzido em português pela Igreja Batista. “Haveria coisa alguma difícil ao SENHOR” (Gênesis 18: 14-a).
Lembrando que sempre que podemos devemos buscar no passado lembranças boas para alegrar nossos corações. “Torno a trazer isso à mente, portanto tenho esperança” (Lamentações 3: 21). Com base nesta palavra o Pastor buscou em sua memória que quando casou plantou a semente baseada em seu alvo de fé: Moradia, dois filhos, promoção para a esposa e manutenção do seu emprego. Hoje se passaram sete anos e tudo foi conquistado. “Haveria coisa alguma difícil ao SENHOR” (Gênesis 18: 14-a) <-> “E Jesus disse-lhe: Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê” (Marcos 9: 23).
O Pastor nos alertou que o nosso Deus tem todo o poder (poder infinito). Deus não tem limites. Deus Levanta o pobre do pó, só Ele poderá trazer verdadeira justiça à humanidade. 
A palavra de Deus está impregnada de orientações tendentes a garantir uma vida em que o conceito de justiça social não seja vão.  “O SENHOR é o que tira a vida e a dá; faz descer à sepultura e faz tornar a subir dela” <-> “SENHOR empobrece e enriquece; abaixa e também exalta” <-> “Levanta o pobre do pó, e desde o monturo exalta o necessitado, para o fazer assentar entre os príncipes, para o fazer herdar o trono de glória; porque do SENHOR são os alicerces da terra, e assentou sobre eles o mundo”. (1.º Samuel 2: 6-8).
 
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM 
Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31 

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
 
                                                                                          

Sexta feira 23 de novembro 2007                                                                     N.º 17               Culto de Libertação
Tema: “Deixe o nosso Deus preparar a terra”
Oséias 10: 12
“Semeai para vós em justiça, ceifai segundo a misericórdia; lavrai o campo de lavoura; porque é tempo de buscar ao SENHOR, até que venha e chova a justiça sobre vós” (Oséias 10: 12).

O Pastor iniciou observando que a recomendação não se tratava do fortalecimento da terra e sim do fortalecimento do povo.
Quase toda aquela nação se havia afastado de Deus. A maioria do povo de Israel vivia com infidelidade perante o Senhor; estava envolvido com o espírito da Assíria, com o pecado do mundo. Tinham esquecido de Deus, das Suas leis, dos Seus estatutos, das Suas promessas, e, em função disto, sofreram, viveram tempos difíceis, com acontecimentos devastadores.
Toda a vez que o ser humano se esquece de Deus, de suas promessas e de seus estatutos, tempos devastadores começa a surgir. O povo Judeu estava tomado de um orgulho, de uma auto-suficiência e de uma arrogância muito grande para com Deus; seu espírito de rebelião era constante perante Ele.
Nós cristãos devemos ter uma mente firme e confiante, pois todo pensamento do cristão é trazido à obediência a Cristo em vez de influenciado pelos demônios, pela nossa própria carne ou pelo mundo. “Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor, e de moderação” (2.º Timóteo 1: 7).
Na verdade ainda nos dias de hoje muitos só querem ouvir o que lhe interessa, quando vem à palavra de Deus a pessoa não tem humildade.
O profeta está falando a um povo de coração duro. Terra seca, terra ruim é terra triste, coração duro (pessoa) não tem alegria porque não recebe frutos. Em outras palavras o profeta dizia: Povo hebreu prepare seus corações para a chuva de bênçãos! “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra” <-> “Agora estarão abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos à oração deste lugar” (2.º Crônicas 7: 14 e 15).
O Pastor lembrou da repreensão do Senhor Jesus Cristo quando encontrou a figueira que dava folhas, mas não dava frutos, e assim é muitos cristãos. E, vendo de longe uma figueira que tinha folhas, foi ver se nela acharia alguma coisa; e, chegando a ela, não achou senão folhas, porque não era tempo de figos” <-> “ E Jesus, falando, disse à figueira: Nunca mais coma alguém fruto de ti. E os seus discípulos ouviram isto” (Marcos 11: 13 e 14).
È importante observarmos que o tempo vai passando e as pessoas vão ficando egoístas, se esquecem que a humildade é importante, por isso é necessário que sempre estejamos com a terra preparada para o nosso Deus poder abençoar, tudo depende de nós, é só mantermos a porta aberta para o Senhor Jesus Cristo. “Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo” (Apocalipse 3: 20). O Senhor Jesus Cristo está nos dizendo praticamente a mesma coisa que Deus mandou Oséias falar: Vocês querem ser curados dessa mornidão espiritual? Abrem as portas, deixe-me entrar, eu vos alimentareis e saciareis a tua fome, a tua sede de Deus.
A palavra de Deus é alimento para nossas vidas, e se abrimos as portas o Espírito Santo faz a obra.
A preparação da terra (arar) machuca como uma ferida boa, temos que jogar fora as coisas que gostamos e Deus não gosta, pois as coisas que não agradam a Deus não servem para nós. Nunca podemos esquecer que no lugar daquilo que deixamos (porcaria), o nosso Deus nos vai suprir de coisas muito melhor.
Comparação de terra: boa ou ruim
Humildade: estar com plena certeza da dependência de Deus em tudo.
A verdade é que a ciência continua descobrindo, a arqueologia continua trabalhando, mas uma coisa é certa: Em tudo que é descoberto não podemos esquecer que é mais uma prova incontestável da existência do nosso Deus.
Irmão, o nosso Deus vai te esperar e lhe perguntar: O que você fez com aquilo que te dei?
O Senhor mostrou ao Faraó do Egito e continua mostrando hoje que o homem sem ele não é nada. Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; agindo eu, quem o impedirá?” (Isaias 43: 13).
Quanto mais submissos a Deus, mais seremos abençoados.
Jesus nos ensinou a dar bons frutos. Não adianta vivermos como árvores frondosas, cheias de folhas se não cumprimos um dos principais papeis do cristão: De dar bons frutos. Podemos dar bons frutos nas nossas relações pessoais, com nossos colegas de trabalho, com os nossos empregados, clientes, com nossos vizinhos, com os nossos filhos e, enfim, em todo nosso modo de viver. Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus” <-> “Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons” (Mateus 7: 17 e 18).
Nunca podemos esquecer que através do Senhor Jesus Cristo nos foi dado o grande privilégio de podermos falar com o nosso Deus; portanto fomos criados com a finalidade de fazer a vontade do Pai.
O Senhor Jesus Cristo fala sobre os tipos de terra: “Ouvindo alguém a palavra do reino, e não a entendendo, vem o maligno, e arrebata o que foi semeado no seu coração; este é o que foi semeado ao pé do caminho” <-> “O que foi semeado em pedregais é o que ouve a palavra, e logo a recebe com alegria;” <-> “Mas não tem raiz em si mesmo, antes é de pouca duração; e, chegada a angústia e a perseguição, por causa da palavra, logo se ofende;” <-> “E o que foi semeado entre espinhos é o que ouve a palavra, mas os cuidados deste mundo, e a sedução das riquezas sufocam a palavra, e fica infrutífera;” <-> “Mas, o que foi semeado em boa terra é o que ouve e compreende a palavra; e dá fruto, e um produz cem, outro sessenta, e outro trinta” (Mateus 13: 19 ao 23).
O Pastor perguntou: Que tipo de terra nós somos? Porque estamos aqui neste mundo? Na primeira pergunta o Pastor respondeu que cabe a cada um uma análise profunda do coração para poder verificar em qual tipo de terra se enquadra; na segunda pergunta o Pastor respondeu que estamos aqui pela misericórdia do nosso Deus, e que o Senhor Jesus Cristo é o nosso salvador, ele é o Senhor.
Quem não abrir o coração não tem como Deus abençoar; o rei Herodes morreu comido de bicho, onde foi parar o grande rei? “E no mesmo instante feriu-o o anjo do Senhor, porque não deu glória a Deus e, comido de bichos, expirou” (Atos 12: 23).
Muitos se esquivam de uma vida como a que viveu nosso Salvador. Sente que requer muito sacrifício imitar o Modelo, produzir frutos em boas obras e então, pacientemente suportar a poda divina, para que possam produzir mais fruto. “Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer” <-> “Se alguém não estiver em mim, será lançado fora, como a vara, e secará; e os colhem e lançam no fogo, e arde”. (João 15: 5 e 6).
Mas quando o cristão se considera apenas um humilde instrumento nas mãos de Cristo e se esforça por cumprir fielmente todo dever, confiando no auxílio prometido por Deus, então tomará o jugo de Cristo e achará fácil fazê-lo; então assumirá responsabilidades por Cristo, e dirá serem agradáveis. Ele poderá olhar para cima com ânimo e confiança, e dizer: "Sei em quem tenho crido e estou certo de que Ele é poderoso para guardar o meu depósito até aquele dia." (2.º Timóteo 1: 12-b).
O pastor terminou com a seguinte frase: Se “deixarmos” o nosso Deus trabalhar, Ele nos quebra e faz de nós vasos novos carregados de bênçãos.
ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM 

Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.(Prov. 21:31)

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
 

Sábado, 24 de novembro de 2007                                                                           N.º 18

Culto: Encontro dos grupos: Homens e mulheres missionárias (IEQ)

Tema: “Período de decisão”Pastor Ernesto Taconi (Presidente do CED)
Felipenses 2: 1 ao 4
“PORTANTO, se há algum conforto em Cristo, se alguma consolação de amor, se alguma comunhão no Espírito, se alguns entranháveis afetos e compaixões,” <-> “Completai o meu gozo, para que sintais o mesmo, tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, sentindo uma mesma coisa” <-> “Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo” <-> “Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros” (Felipenses 2: 1 ao 4).

O Pastor iniciou dizendo que existe momentos que o nosso Deus permite com propósito para que a igreja possa melhorar tornando um instrumento para fazer a diferença (igreja corpo).
Para que eles tivessem amor uns pelos outros, eles deviam enxergar uns aos outros como Cristo fazia. Então cada um iria pensar melhor dos outros crentes do que deles mesmos.
Não podemos esquecer que somos pessoas especiais para Deus, o dia que fomos chamados foi com propósito para ingressarmos no Corpo de Cristo.
Corpo = Gerador de vidas, não podemos viver isolados, se isolarmos morreremos espiritualmente, perde a essência.
A vida está no corpo, o crente vem e se converte (meia boca), começa a caminhar, mas não muda, continua o mesmo tipo de pessoa, passa a viver uma vida camuflada, às vezes motivada por problemas existentes dentro da igreja.
A pessoa tem que se tornar um ser sensível, sabendo que tudo colabora para a glória de Cristo.
Estando no corpo temos que ser sensível para o desenvolvimento espiritual parecido com Jesus.
È necessário que vigiamos sempre. Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca” (Mateus 26: 41). Ele fala do nosso interior, nos alerta como são grandes nossas batalhas espirituais. O Pastor sita seu próprio exemplo: Estou com 47 anos de ministério e passo por provações que não são poucas, tenho que desenvolver cada vez mais o amor, buscar a santidade e saber que tenho que engolir sapo por amor a Jesus Cristo.
Você tem que dar um bom testemunho pondo a palavra dentro de casa.
A verdade é que o conviver do crente não é fácil, mas o não crente é pior ainda.
O Pastor lembrou que se não tivermos o caráter de Cristo não adianta orarmos, pois as orações não subirão alem do teto.
As mulheres foram alertadas para que tenham paciência, que continuem aturando o “bafo” de cachaça do marido, pois quando menos esperarem o Espírito Santo estará agindo de tal maneira que irá incomodar e muito seus maridos.
O Pastor lembrou de um jovem que se converteu em sua igreja, rapaz de boa aparência, mas sua esposa não concordava, tanto é que o abandonou. Hoje este jovem é obreiro caminhando para o ministério; por amor a Jesus mantém uma vida invejável. O Pastor ao encontrá-lo perguntou: Meu jovem você já casou? O jovem respondeu: ainda não Pastor, mas continuo esperando no Senhor.
È necessário à obediência, pois o temor é o princípio da sabedoria e clara abertura para que o Espírito Santo trabalhem nossas vidas. O temor do SENHOR é o princípio do conhecimento; os loucos desprezam a sabedoria e a instrução” (Provérbios 1: 7).
O Cristão de verdade auto-analisa e procura ficar parecido com Jesus veja a humildade de Cristo!
A palavra em Felipenses está focando a exortação, esta exortação bíblica fala em encorajamento, fala em levantar aquele que está caindo ou está caído. “PORTANTO, se há algum conforto em Cristo, se alguma consolação de amor, se alguma comunhão no Espírito, se alguns entranháveis afetos e compaixões,” (Felipenses 2: 1).

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em  Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

 Domingo 25 de novembro de 2007                                                                              N.º 19

Culto de Louvor
Tema: “Somos pessoas marcadas pelo sangue do Cordeiro”
Mateus: 5: 13 ao 16 
“Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens” <-> “Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte;” <-> “Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa.”<-> “Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.” (Mateus 5: 13 ao 16).

Mateus usa as metáforas de sal e luz para aplicá-las aos ouvintes do Sermão da Montanha. O sal era de suma importância no Oriente Médio. Era usado como tempero para dar sabor à comida e também para conservá-la. Também a imagem do sal era usada para simbolizar a Sabedoria e a Lei. Mateus afirma que os discípulos deve fazer com que o mundo se torne saboroso em sua aliança com Deus, através da vivência que nasce da sabedoria de Jesus e a nova Lei, do Sermão da Montanha. Se não assumirem essa missão, servem para nada e merecem ser jogados fora como sal sem sabor. Essa missão se realiza através da vivência da plena justiça, muito mais do que uma prática externa de leis.
A bíblia fala que nós também somos a luz do mundo, o Senhor Jesus Cristo é a luz do mundo e nós somos como um ramo da videira. Sendo de Cristo obviamente seremos exemplo consciente que parte de nós é aquilo que outra pessoa vai receber.
Exemplo: Vizinho com comportamento ruim a vizinhança espera que se converta, mas se não for nenhuma luz (cristão abençoado) levar a mensagem para ele, com toda certeza este vizinho permanecerá em trevas.
Portanto cada um de nós é responsável em contar a linda história do Senhor Jesus Cristo, isto é, cada vez que falarmos com alguém é necessário que citem o nome de Deus, pois não somos pessoas comuns, e sim pessoas marcadas pelo sangue do cordeiro, e isto nos identifica como verdadeiros filhos de Deus.
Uma das características marcantes entre o cristão e o não cristão é que somos pessoas diferentes. Temos luz, não luz própria como algumas celebridades do mundo costumam dizer de si mesmos, mas refletimos a luz de Cristo em nossas vidas.     
Somos uma nova criação de Deus, novos seres, com características radicalmente diferentes do que éramos antes. Antes éramos trevas e agora somos luz. Andávamos de noite e agora andamos de dia. Antes não enxergávamos, agora vemos além do véu. Antes éramos confundidos com qualquer um, pois nas trevas todos parecem iguais, agora os nossos rostos podem ser vistos, nossas ações podem ser confrontadas e o nosso caminhar pode ser observado.         “Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;” (1.º Pedro 2: 9).
Quando contemplamos o Senhor Jesus como nosso salvador e quando entendemos o motivo verdadeiro da sua vinda, da sua morte e da sua ressurreição, certamente passamos a reconhecer a nossa dependência dele em tudo o que somos e fazemos.
Lembrar sempre: O que você tem conversado está beneficiando alguém?
Você tem se lembrado sempre que é o sal bom da terra e a luz do mundo?
Repita comigo: Onde estiver trevas levarei a luz, pois sou diferente, e sendo diferente é necessário que eu leve a Salvação a todos que precisam, pois este é o sonho do Pai.
Jovem, você também é o sal da terra, sal bom, sal que toca na ferida e queima; o inimigo quer tirar cada vez mais jovens da presença de Deus porque a luz o incomoda e contra a luz o inimigo nada pode fazer.
O Pastor nos alertou do cuidado que devemos tomar no relato de alguns testemunhos, é necessário que não empolguemos exaltando o erro cometido, pois é possível que alguns jovens achem ser interessante cometer erros similares.
Portanto, ao testemunharmos não podemos esquecer que o grande exaltado sempre será o Senhor, procurem não falar em detalhes, não exaltem o tamanho dos seus pecados, e sim aquele vos livrou.
Os nossos testemunhos têm dois lados, podendo haver influencias boas ou, mas.
O Senhor Jesus Cristo quando fala do sal da terra, não está pedindo que andemos por ai exaltando o mal que fazíamos.
Não emitamos o mal, “Cão vivo, leão morto” (Ary Quintella) É melhor um cachorro vivo do que um leão morto. O cachorro vivo é aquele irmão que goza de má fama e os outros irmãos, ao vê-lo, dizem: "É mau!", enquanto que sua obra, que está junto do Senhor, é boa e excelente. O leão morto, pelo contrário, é aquele irmão que goza de uma boa fama junto de todos os irmãos, mas cuja obra entre ele e o Senhor é morta e vã. “Ora, para aquele que está entre os vivos há esperança (porque melhor é o cão vivo do que o leão morto)” (Eclesiastes 9: 4).
O irmão deve agir corretamente para que o nosso próximo vê em você coisas boas, por isso nunca devemos ser egoístas “eu faço o que quero”. “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam” (1.º Corintios 10: 23). Você é responsável pelo outro, esta é a ordem do Senhor Jesus Cristo. “Como também eu em tudo agrado a todos, não buscando o meu próprio proveito, mas o de muitos, para que assim se possam salvar” (1.º Corintios 10: 33).
Exemplo: Estou recebendo a visita de um irmão de outra denominação, e para ser gentil ofereço café sabendo que sua denominação abomina; para esta denominação estou escandalizando. A mesma coisa pode acontecer ao contarmos uma história, por isso é que o apóstolo Paulo pede para não sermos egoístas. “Ninguém busque o proveito próprio; antes cada um o que é de outrem” (1.º Corintios 10: 24).
Para sermos benções na mão do nosso Deus é preciso conquistar o outro, mas é preciso cuidar para que este outro não se perca pelos nossos escândalos.
Abençoando o nosso próximo, mais abençoados seremos pelo Pai.
É necessários que preocupamos com a consciência do outro e não com a nossa, pois somos luz (sal) e deste modo com certeza devemos incomodá-lo tanto que vai chegar uma hora seremos observados e indagados: Como é possível este comportamento? De onde tira tanta alegria?
Por causa da companhia muitos que eram sal bom foram embora e se tornaram sal insípido. “Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes” (1.º Corintios 15: 33).
Os valentes vão morrendo e indo para o inferno, para nós está reservado o céu.
O Pastor lembrou da agitação de Marta e do sossego de Maria procurando ouvir as histórias de Jesus, histórias que nós também contamos para engrandecer aqueles que ouvem. “E respondendo Jesus, disse-lhe: Marta, Marta, estás ansiosa e afadigada com muitas coisas, mas uma só é necessária;” <-> “E Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada” (Lucas 10: 41 e 42).
O importante é que tomemos cuidado com a nossa boca, com nosso modo de se vestir, com nossas atitudes, comportamentos etc. Sede meus imitadores, como também eu o sou de Cristo” (1.º Corintios 11: 1).  
Nunca devemos esquecer que somos responsáveis por alguém, valorizando a importância de sermos amigo de Deus e anjo de Cristo.

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PÁGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Terça feira 27 de novembro 2007                                                                                  N.º 20 

Culto da família <> “Deus Salva a família”

Tema: “A confiança de Davi é claramente demonstrada”

Salmos 23: 1 ao 6 

Disse mais Samuel a Jessé: São estes todos os teus filhos? Respondeu Jessé: Ainda falta o menor, que está apascentando as ovelhas. Disse, pois, Samuel a Jessé: Manda trazê-lo, porquanto não nos sentaremos até que ele venha aqui” (1.º Samuel 16: 11). 

Deus é perito em fazer coisas espantosas, de transformar coisas pequenas em grandes e poderosas. Entre todos os filhos de Jessé, homens fortes, bonitos, Ele escolheu o menor entre todos, o mais simples e humilde, Deus escolheu a Davi, o Pastor, para ser rei sobre Israel em lugar de Saul.Davi Pastor de ovelhas mostrava o cuidado e zelo que tinha com estes animais, ele sabia que com muito mais zelo o nosso Deus cuidava de nós. “Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?” (Lucas 11: 13).Davi deve ter ficado muito espantado, muito surpreso, quando Samuel disse que ele seria o rei de Israel, assim como, com certeza, você ficou espantado quando lhe falaram que você foi escolhido por Deus para mudar a história da Nação. Mas, não se preocupe, mesmo sendo pequeno, você é capaz de fazer coisas tremendas em nome de Jesus, na sua boca há poder para destruir as obras do diabo, é só você crer e Deus fará o resto, pois Ele não olha a aparência, o tamanho, Ele olha para o seu coração. “Mas o Senhor disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a grandeza da sua estatura, porque eu o rejeitei; porque o Senhor não vê como vê o homem, pois o homem olha para o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração” (1.º Samuel 16: 7).A experiência que Davi teve com o nosso Deus foi pessoal, serve para nos encorajar, pois mantendo um bom relacionamento com o Senhor nada nos faltará. A parábola comparando o homem, este deixa as noventa e nove e vai atrás da única perdida. Comparado ao senhor Jesus Cristo nos somos ovelhas do seu aprisco. Ele deixa as noventa e nove no corpo de Cristo (igreja) e vai à busca daquela que está extraviada; se no momento você faz parte desta parábola não se preocupe que o nosso Deus vai resgatá-lo. “Que vos parece? Se alguém tiver cem ovelhas, e uma delas se extraviar, não deixará às noventa e nove nos montes para ir buscar a que se extraviou?” <-> “E, se acontecer achá-la, em verdade vos digo que maior prazer tem por esta do que pelas noventa e nove que não se extraviaram” <-> “Assim também não é da vontade de vosso Pai que está nos céus, que venha a perecer um só destes pequeninos”  (Mateus 18: 12 ao 14).Temos que comportarmos como as ovelhas, assim como elas são submissas ao Pastor, nos também devemos ser submissos ao nosso Deus. “Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem” (João 10: 14).Não só submissos como também ter o comportamento das ovelhas, pois assim foi o nosso Senhor Jesus Cristo. “Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a boca; como um cordeiro que é levado ao matadouro, e como a ovelha que é muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a boca” (Isaías 53: 7).O Pastor lembrou que o rei Davi foi muito dirigido por Deus, prova disto foi o Salmo 23, ele sabia como ninguém cuidar de ovelhas. Descreve com muita propriedade os sentimentos e atenção que uma ovelha precisa, e quando olha para o alto, Davi vê que o Soberano Pastor de nossas almas, tem um carinho todo especial para cuidar de nós com sua vara e o seu cajado. Ele se coloca como uma ovelha nas mãos do Senhor. Quando estamos oprimidos, desoladas, o Senhor Jesus Cristo vem e nos consola. O Senhor é o meu pastor; nada me faltará” (Salmos 23: 1).
A ovelha é um animal que se assusta fácil, e se as águas estiverem em movimento (riacho, ou rios), elas não se aproximam para beber, pois têm medo de se afogar. Então o Pastor usa a parte debaixo do Cajado para fazer um risco no chão e desviar um pouco a água, a fim de que fique parada e a ovelha possa beber com tranqüilidade, por isso ele diz guia-me as águas tranqüilas. Deitar-me faz em pastos verdejantes; guia-me mansamente a águas tranqüilas” (Salmos 23: 2).
Veredas são caminhos e justiça é a Palavra de Deus. Então Davi está dizendo que só a Palavra de Deus pode conduzir o homem em triunfo.  Refrigério é porque a ovelha devido ao calor precisava sempre ter a cabeça molhada para não desfalecer. Assim, Deus molha a todo instante a nossa cabeça com o óleo da unção, para estarmos preparados e enfrentar as adversidades da vida. Nossa caminhada é estreita, temos que ter uma conduta correta. “Refrigera a minha alma; guia-me nas veredas da justiça por amor do seu nome” (Salmos 23: 3) <-> Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Mateus 6: 33).
Tudo indica que Davi escreveu esse Salmo logo após o confronto com Golias no vale; por isso ele usa essa expressão, da sombra e da morte, porque a sombra de Golias refletida nele simbolizava a morte. Também dá a nos entender da lembrança por Davi da grande perseguição sofrida por Saul.
Quando o pastor conduzia as ovelhas por vales, os lobos se escondiam entre as rochas para atacar as que ficavam para trás, caídas. Então o Pastor voltava e, se encontrasse alguma ovelha caída entre as pedras, usava o cajado para resgatá-la.
Assim é Deus com as nossas vidas. Davi era submisso a Deus. “Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam” (Salmos 23: 4).
O Pastor antes de soltar as ovelhas para pastar, sempre vai à frente delas e arranca as ervas venenosas. Coloca as ervas sobre uma pedra, numa altura em que a ovelha não possa alcançá-las e venha a comê-las e morrer.
Também quando as ovelhas têm ferimentos por espinhos e pedriscos é colocado óleo nos ferimentos.                    
Assim Deus faz nos encalços de nossas vidas, o Senhor derrama óleo em nossas cabeças com o cálice. (cálice significa alegria, aliança). Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos; unges com óleo a minha cabeça, o meu cálice transborda” (Salmos 23: 5)
A ovelha sabia que o seu Pastor nunca a abandonaria e nunca desistiria dela. Jamais! Por isso podia contar com sua bondade mesmo quando ela se desviava do rebanho e ficava a mercê do lobo. O Pastor sempre se fazia presente, e na hora certa a livrava.
Deus não desistiu de você mesmo sabendo que estás desviado da sua presença. Ele continua te livrando por misericórdia e te dando oportunidades de voltar. Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida, e habitarei na casa do Senhor por longos dias” (Salmos 23: 6).

ET: ESTE TRABALHO SE NCONTRA NA PÁGINA: WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM          

Em Cristo
Mario A.  Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor
(Provérbios 21: 31)

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


Sexta feira 30 de novembro de 2007                                                                        N.º 21

Culto de libertação

Tema: “Sem acordo, torna-se impossível andar com Deus”
Amós 3: 3
“Acaso andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?” (Amós 3: 3).

Palavra bonita serve em todos os momentos, é uma orientação em nossas vidas. Para duas pessoas andarem juntas, elas precisam estar de acordo, ter harmonia entre si.
O Pastor citou que acordo do coração não se trata só de marido e mulher, também tem o acordo entre nós e Deus, por isso o nosso Deus está perguntando: Como posso eu ser o Deus de vocês se entre nós nunca há a manutenção de nenhum pacto?
O Pastor lembrou que quando ele houve dizer: O nosso Deus parece que esqueceu de mim! Este é o perigo, porque esta atitude demonstra haver desacordo entre esta pessoa e Deus. Deus fará alguma coisa quando Ele achar bom principalmente para nós.
Estar em acordo com Deus é confiar em suas promessas, é confiar naquilo que o Senhor falou.
Foi lembrado da mulher de Jó, por ela não haveria acordo nenhum entre seu marido e o nosso Deus. Então sua mulher lhe disse: Ainda reténs a tua integridade? Blasfema de Deus, e morre” (Jó 2: 9).
O Pastor citou como exemplos:
a) A pessoa que tem um cargo de chefia, para seu trabalho ser eficaz é necessário que haja concordância com a diretoria.
b) O representante de um determinado país no exterior se estiver em desacordo com o seu governo não adiante nem viajar, pois não está capacitado para representar seu país.
Na parte espiritual é a mesma coisa, a dádiva é don perfeito de Deus (palavra), sempre quando Deus fala para nós fala coisa boa.
O nosso Deus só nos dá palavra de incentivo para que aja acordo e nesse acordo é que vêm as bênçãos. 
Portanto a fé é a maior ferramenta para que sempre estejamos de acordo com o nosso Deus, pois com fé temos a certeza absoluta que o Pai cumpre suas promessas.
A partir da duvida não há acordo, se não houver acordo, como vamos andar com Deus? Deus é tudo (amor e sabedoria) porque não concordarmos com Ele?
Deus concedeu tão grande amor e, que amor é este? Só conhecem este amor, o amor de Jesus, aqueles que sentiram o amor de Deus. "Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome" (João 1: 12).
Se acreditarmos haverá acordo e havendo acordo receberemos as bênçãos, do contrário não seremos abençoados, não que o nosso Deus não queira nos abençoar, pois somos povos escolhidos por Ele. “Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as grandezas daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; <-> “vós que outrora nem éreis povo, e agora sois de Deus; vós que não tínheis alcançado misericórdia, e agora a tendes alcançado” (1.º Pedro 2: 9 e 10).
Irmão, não se colocando nesta palavra, estará havendo desacordo com o nosso Deus, não temos que achar nada, nós temos que concordar, pois tenho plena certeza que todos querem ser abençoados.
Você concorda com Deus que é uma nova criatura? Somos filhos de Deus, ouve mudanças, por isso devemos viver as nossas vidas como novas criaturas. “Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo” (2.º Corintios 5: 17).
Somos verdadeiros filhos de Deus, não somos do mundo. “Se fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu; mas, porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia” (João 15: 19).
Diga bem alto: Somos filhos de Deus!
Devemos lembrar sempre: Somos mais que vencedores em todas as circunstancias de nossas vidas. “Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores, por aquele que nos amou” (Romanos 8: 37).
Pessoas que tem medo da morte (chega a perder o sono), não têm o verdadeiro conhecimento da morte, o Senhor Jesus Cristo no terceiro dia levantou dos mortos e foi ter com os vivos como se quisesse dizer: Olha eu aqui! A morte não é como vocês estão pensando!
O que o diabo faz? Tenta nos persuadir que somos fracassados, derrotados, doentes, medrosos, para que não tomamos posse da palavra como vencedores. “Sede sóbrios, vigiai. O vosso adversário, o Diabo, anda em derredor, rugindo como leão, e procurando a quem possa tragar” <-> “ao qual resisti firmes na fé, sabendo que os mesmos sofrimentos estão-se cumprindo entre os vossos irmãos no mundo” (1.º Pedro 5: 8 e 9). Mais um motivo de sempre estarmos em acordo com o nosso Deus, pois estando nós em acordo com nosso Pai, estamos sempre acima de tudo, estamos sempre protegidos e amparados.  “Seja a vossa vida isenta de ganância, contentando-vos com o que tendes; porque ele mesmo disse: Não te deixarei, nem te desampararei” <-> “De modo que com plena confiança digamos: O Senhor é quem me ajuda, não temerei; que me fará o homem?” (Hebreus 13: 5 e 6).
O Pastor perguntou: Porque você fica desanimado? Você acha que o nosso Deus lhe abandonou? Nada disso, basta entrar em acordo com o Pai, Ele está sempre com você!
Para encerrar o Pastor fez as seguintes observações:
a) Nunca devemos esquecer que a maior de todas as heranças se encontra no céu a nossa espera.
b) Que fomos comprados por valores incalculáveis, mas com valores iguais para que perante o nosso Deus não tenhamos maior ou menor valor, e sim que sejamos iguais, pois o grande amor do nosso Deus por nós não se altera, Ele ama a todos com a mesma intensidade.
c) Diante do Pai somos todos iguais, temos o mesmo valor no coração de Deus.

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PÁGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM
Em Cristo
Mario A. Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


 Domingo 02 de dezembro de 2007                                                                           N.º 22 

Culto de Louvor – domingo de ceia
Tema: “Bom é o Senhor para os que esperam por ele”
Lamentações 3: 17 ao 23
“Minha alma ainda os conserva na memória, e se abate dentro de mim” (Lamentações 3: 20).

Hoje vamos falar sobre lembranças, coisa que todos nós temos em nossas vidas, estas lembranças podem trazer alegria como podem trazer tristezas.
Em Lamentações 3: 20 diz que a alma pode se lembrar e sabemos que a lembrança é função da mente. Por isso podemos afirmar que a mente é uma função da nossa alma.
 A mente é a função mais importante da alma. Se a nossa mente for obscurecida, nunca poderemos chegar ao pleno conhecimento da verdade. A nossa mente é renovada para poder experimentar e entender a vontade de Deus, que é revelada em nosso espírito.

Ao trazer para dentro de sua mente lembranças de coisas tristes, o irmão é sério candidato a depressão, traumas, e quem não conseguir se livrar dessas lembranças estará sujeito a mágoas, agressões e muito mais coisas que provavelmente abalarão sua saúde. 
Sabemos que o nosso Deus nos deu a facilidade de lembrar e de esquecer.
Este profeta chama uma nação ao arrependimento, mostra-lhes o exemplo do reino do norte que por não ouvir a voz do Senhor fora dizimado pelo exército assírio e demonstra que o mesmo destino vem de encontro ao reino de Judá caso não haja arrependimento.
Jeremias chora, chora porque não foi ouvido e agora observa um povo exilado em meio ao cativeiro babilônio, uma nação destruída, o templo no chão. Sua alma continuamente recorda e por sua vez se abate dentro dele. Recorda uma nação forte, o templo e a presença do Senhor entre o povo; recorda também que foi rejeitado e desprezado em sua mensagem de arrependimento.   
Ele queria trazer à sua memória coisas que poderiam dar esperança. O único meio do ser humano levar coisas a sua memória é através dos (cinco) sentidos. Porém, aparentemente era impossível que Jeremias trouxesse coisas boas à sua memória. Sua visão só contemplava destruição, seu tato podia sentir as ruínas daquilo que um dia foi o templo, seu olfato já não sentia o cheiro dos sacrifício oferecidos pelos sacerdotes, seu paladar já não sentia a carne dos animais sacrificados, assim como sua audição já não captava o som emitido por seu povo.
Conforme foi dito acima, das coisas ruins Jeremias tinha muitas, mas ele preferiu lembrar daquilo que traz esperanças. “Torno a trazer isso à mente, portanto tenho esperança” (Lamentações 3: 21).
É nesta hora que Jeremias usa sua fé e traz a sua memória que as misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, lembra-se que grande é a fidelidade daquele que domina sobre tudo e todos e que não deixa que nada escape ao seu controle. “A benignidade do Senhor jamais acaba, as suas misericórdias não têm fim;”<->“renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade” (Lamentações 3: 22 e 23).
Hoje nós temos estas opções, a escolha é nossa, logicamente devemos usar a razão optando por boas lembranças.
Muitas vezes nos encontramos em situações em que só vemos destruição, morte, tristeza e dor. Humanamente falando não temos como nos alegrar e trazer esperança a nossa memória. É nesta hora que surge a fé. “Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem” (Hebreus 11: 1).
Jeremias agradece a Deus e mostra que a única esperança é o Senhor Jesus Cristo.
Nunca devemos esquecer que o convertido que vive trazendo o passado ruim na verdade não é convertido.
Em momento algum deixe o inimigo trazer em sua memória coisas ruins, delete!
Irmão procure trazer a sua memória às coisas boas, e as ruins jogue fora, afinal você é uma nova criatura lavada no sangue de Jesus. Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo” (2.º Corintios 5: 17).
O amor de Deus não é um interesse passageiro, nem um capricho volátil, mas é um juramento de amor procedente de um Deus que não deixa de cumprir a Sua Palavra.
Traga para sua mente somente coisas boas e verá como nosso Deus é BOM!
Jeremias escreveu: “A minha porção é o Senhor, diz a minha alma; portanto, esperarei nele” <-> “Bom é o Senhor para os que esperam por ele, para a alma que o busca” (Lamentações 3: 24 e 25).
Viva feliz lembrando das coisas boas, as coisas ruins são do inimigo e só serve para te castigar.

ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PÁGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM
Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

 @@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Terça feira, 04 de dezembro 2007                                                                             N.º 23 

Culto da família
Tema: “Determine sua benção com firmeza”
Jó 22: 28
“Também determinarás algum negócio, e ser-te-á firme, e a luz brilhará em teus caminhos” (Jó 22: 28).

Muitas vezes determinamos alvos e na caminhada paramos e o sonho acaba ficando para traz.
O Pastor lembrou do ciclista americano Lance Armstrong, um verdadeiro colecionador de feitos quase impossíveis. Aos 25 anos, venceu um câncer que atingiu seus testículos, pulmão e cérebro. Três anos depois do diagnóstico e um após o fim do tratamento, foi pela primeira vez campeão da Volta da França, prova ciclística mais tradicional e importante do planeta. Oito anos depois, aos 33 anos, venceu pela sétima vez consecutiva a competição, tornando-se absoluto num esporte amplamente dominado pelos europeus. E anunciou sua aposentadoria como um dos grandes ídolos esportivos do mundo.
O final foi vitorioso conforme descrito acima, mas até chegar neste final foi de uma determinação incrível. Vejamos um resumo do que este jovem passou:
Veio à doença começando nos testículos, foi avançando, chegou ao pulmão, atingiu o cérebro, veio à quimioterapia pesada, o campeão estava caído. O campeão não tinha mais patrocínio e consequentemente ninguém queria contratá-lo. Milagrosamente foi curado, queria voltar a correr, mas ninguém lhe dava crédito. Muitos diziam: este nunca mais será um vencedor!
Veio o patrocínio, começou a desafio (Tour da França), a prova mais difícil do mundo nesta área. O percurso é composto de mais de 3000 km de estradas irregulares e montanhosas que, de certa maneira, representam uma volta na França.
Como é do conhecimento do irmão, Lance Armstrong saiu vencedor em tudo porque ele foi determinado e por isso a luz brilhou em seu caminho.
Também foi lembrado de Neemias o restaurador de muros de Jerusalém, com muitos contra, mas Neemias não deu ouvido e os inimigos se levantaram. Sambalate e Gesem mandaram dizer-me: Vem, e congreguemo-nos juntamente nas aldeias, no vale de Ono. Porém intentavam fazer-me mal” <-> “E enviei-lhes mensageiros a dizer: Faço uma grande obra, de modo que não poderei descer; por que cessaria esta obra, enquanto eu a deixasse, e fosse ter convosco?” (Neemias 6: 2 e 3).
Neemias deixou o conforto do palácio por uma vida de trabalho duro, insulto do inimigo, perseguição; ninguém gosta dos que aparecem para mostrar a verdade. Ele fazia tudo dentro da orientação do Senhor; era um homem de fé e ação. Neemias começa triste, orando, chorando, jejuando, mas através de sua terminação termina alegre e cheio de jubilo. A restauração dos muros de Jerusalém e o bem-estar dos judeus eram o desejo do seu coração e isto se cumpriu.
O Irmão está fazendo uma grande obra? Faça como Neemias!
Foi lembrado do apóstolo Paulo, em Filipenses no capítulo 3 nos versículos 1 ao 5, Paulo dizia tudo o que era, inclusive da sua dupla cidadania, mas ele tinha uma posição e determinou em sua vida. “Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão adiante,” <-> “prossigo para o alvo pelo prêmio da vocação celestial de Deus em Cristo Jesus” (Filipenses 3: 13 e 14).
O Pastor lembrando da casa de recuperação onde esteve por um determinado período disse: Na época eu determinei: Eu quero sair daqui restaurado!
Foi lembrado do Reis Asa o terceiro rei de Judá, depois da divisão do reino reinou durante quarenta e um anos. Deu início ao reinado com uma reforma parcial, abolindo a prostituição religiosa e depondo corajosamente a rainha mãe, Maaca, cuja imagem da deusa Aserá ele destrui. “E Asa fez o que era bom e reto aos olhos do Senhor seu Deus;” <-> “Porque tirou os altares dos deuses estranhos, e os altos; e quebrou as imagens, e cortou os bosques” (2.º Crônicas 14: 2 e 3).
Asa veio para restaurar a nação, ele determinou que através do esforço de todos a vitória seria certa. “Mas esforçai-vos, e não desfaleçam as vossas mãos; porque a vossa obra tem uma recompensa” (2.º Crônicas 15: 7).
Para encerrar o Pastor lembrou de alguns provérbios:
Termina um ano, começa o outro, mas continue fazendo seu alvo de fé, determine com toda firmeza. “Viste o homem diligente na sua obra? Perante reis será posto; não permanecerá entre os de posição inferior.” (Provérbios 22: 29).
Pessoas firmes e determinadas logo chamam a atenção de Deus e dos homens. “E acharás graça e bom entendimento aos olhos de Deus e do homem” (Provérbio 3: 4).
Seja persistente, tenha bom animo e determine, pois o preguiçoso não chegará a lugar nenhum. “A alma do preguiçoso deseja, e coisa nenhuma alcança, mas a alma dos diligentes se farta” (Provérbios 13: 4).

ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PÁGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM
Em Cristo
Mario A. Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.

Provérbios 21: 31 

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


 Sexta feira 07 de dezembro de 2007                                                                       N.º 24 

Culto de Libertação
Tema: “A obediência agrada os olhos de Deus” 
Jeremias 36: 9
“E aconteceu, no quinto ano de Jeoaquim, filho de Josias, rei de Judá, no mês nono, que apregoaram jejum diante do SENHOR a todo o povo em Jerusalém, como também a todo o povo que vinha das cidades de Judá a Jerusalém” (Jeremias 36: 9).

O Pastor iniciou relatando que a poucos momentos ao sair de sua casa para a igreja deparou com o cadeado do portão emperrado. Foi obrigado a pegar um martelo e estourar o cadeado para não perder o ônibus daquele horário de costume, pois assim não chegaria atrasado no compromisso de tão importância que é pregar a palavra de Deus.
Ele nos alertou que falar sobre jejum (foi à palavra que veio em seu coração) não seria fácil em apenas quarenta minutos, mas que a sua intenção era trazer a benção e não complicação.
Revelação: Há 2.610 anos A/c no mês nono (dezembro).
Obediência: Sempre haverá a recompensa através da benção do Senhor, até mesmo as pessoas que não conhecem a palavra quando obedece a seus superiores (patrões) tem a recompensa.
Israel não tinha boa obediência, por isso o nosso Deus enviou o profeta para testar aquela gente.
No capítulo 35 a palavra de Deus nos mostra os recabitas, povo sem casa a 250 anos, porque seu patriarca disse: Eu não quero que vocês bebam vinho, nem plantem e nem construam casas.
Assim, os recabitas constituíam uma família israelita que vivia de forma nômade, seguindo as recomendações que seu patriarca estabelecera. Jonadabe, um líder de excelência, que ainda influenciava seu povo depois de 200 anos de sua morte!
O Senhor mandou fazer este teste aos recabitas, chamando-os no templo e servindo a eles vinho. Toda a comunidade dos recabitas estava presente à convocação. Seguindo as ordens de Deus, Jeremias serviu jarras de vinho e copos numa mesa e mandou que os recabitas se servissem.“E pus diante dos filhos da casa dos recabitas taças cheias de vinho, e copos, e disse-lhes: Bebei vinho” (Jeremias 35: 5). Os recabitas mostraram que suas vidas estavam pautadas pelas recomendações que aprenderam com seus antepassados. Eles prezavam por cumprir o modelo de vida ensinado pelo seu líder. “Porém eles disseram: Não beberemos vinho, porque Jonadabe, filho de Recabe, nosso pai, nos ordenou, dizendo: Nunca jamais bebereis vinho, nem vós nem vossos filhos” (Jeremias 35: 6).
Este povo não era do lado de Deus, eram nômades peregrinos, mas tinha um grande censo de obediência. Obedecemos, pois, à voz de Jonadabe, filho de Recabe, nosso pai, em tudo quanto nos ordenou; de maneira que não bebemos vinho em todos os nossos dias, nem nós, nem nossas mulheres, nem nossos filhos, nem nossas filhas;”<->“Nem edificamos casas para nossa habitação; nem temos vinha, nem campo, nem semente” (Jeremias 35: 8 e 9).
 Deus usou este exemplo no intuito de envergonhar Judá e Israel. È como se o nosso Deus falasse a seu povo: Veja Israel, este povo que não é meu obedece ao conselho do seu pai, mas vocês que são meu povo não obedecem aos conselhos do seu Deus o Senhor dos Exércitos.
Nós crentes devemos sempre desenvolver a obediência, apesar de termos pleno conhecimento que é mais fácil obedecer às determinações do mundo que obedecer às coisas de Deus. O perigo é passarmos do pensamento para a atitude.
Somente após uma completa humilhação é que o povo estaria em condições de pensar sobre uma restauração.
Naquele momento o rei apregoou jejum, o povo tinha sido humilhado, o sapato estava apertado. “E aconteceu, no quinto ano de Jeoiaquim, filho de Josias, rei de Judá, no mês nono, que apregoaram jejum diante do SENHOR a todo o povo em Jerusalém, como também a todo o povo que vinha das cidades de Judá a Jerusalém” (Jeremias 36: 9).
Então agora, enquanto acontecia o jejum em Jerusalém, Jeremias enviou seu escriba Baruque para proclamar aquele que seria o último aviso de Deus antes do julgamento. Baruque trovejou uma mensagem que sintetizou vinte e sete anos de avisos.
O rei pegou o livro, rasgou com um canivete e jogou no fogo. “Ora, o rei estava assentado na casa de inverno, pelo nono mês; e diante dele estava um braseiro aceso” <-> “E sucedeu que, tendo Jeudi lido três ou quatro folhas, cortou-as com um canivete de escrivão, e lançou-as no fogo que havia no braseiro, até que todo o rolo se consumiu no fogo que estava sobre o braseiro” (Jeremias 36: 22 e 23).
Na nossa sociedade de hoje, muitos juízes, políticos e poderes ateus manejam canivetes. Estão prontos para cortar e queimar a Palavra de Deus, e acabar com sua existência. Mas estas pessoas nunca terão sucesso. Quando Baruque disse a Jeremias o que o rei tinha feito, o profeta instruiu seu servo para simplesmente escrever outro rolo com as mesmas profecias, e ainda acrescentaram muitas palavras semelhantes. “Tomou, pois, Jeremias outro rolo, e deu-o a Baruque, filho de Nerias, o escrivão, o qual escreveu nele, da boca de Jeremias, todas as palavras do livro que Jeoiaquim, rei de Judá, tinha queimado no fogo; e ainda se lhes acrescentaram muitas palavras semelhantes” (Jeremias 36: 32).
Portanto o jejum de Israel não agradou a Deus, podendo ser considerado como um sacrifício de tolo.“Guarda o teu pé, quando fores à casa de Deus; porque chegar-se para ouvir é melhor do que oferecer sacrifícios de tolos; pois não sabem que fazem mal” (Eclesiastes 5: 1).
Irmãos, tudo isto serve como exemplo para nós, se não lermos a palavra de Deus e obedecer, estaremos tomando a mesma atitude deste rei, ou seja: estaremos rasgando e queimando o livro sagrado.
Se alguém entre nós esta sentindo neste momento que está fazendo sacrifícios de tolos, por favor, peça perdão. “Samuel, porém, disse: Tem, porventura, o Senhor tanto prazer em holocaustos e sacrifícios, como em que se obedeça à voz do Senhor? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar, e o atender, do que a gordura de carneiros” <-> “Porque a rebelião é como o pecado de adivinhação, e a obstinação é como a iniqüidade de idolatria. Porquanto rejeitaste a palavra do Senhor, ele também te rejeitou, a ti, para que não sejas rei” (1.º Samuel 15: 22 e 23).
O Pastor terminou nos alertando que o Senhor quer mais obediência do que sacrifícios, que Jesus quer fazer a partir de nós, uma Geração Eleita, uma nação Santa. Só depende de nos, temos que estar conscientes que se fizermos a nossa parte, tranqüilamente o Senhor Jesus Cristo fará a dele.“Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as grandezas daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;” (1.º Pedro 2: 9).

Veja este trabalho e outros no site:
www.grupodohomensmissionarios.com
Em Cristo 
Mario A. Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21: 31
 

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

 Domingo 09 de dezembro de 2007                                                                     N.º 25 

Culto de Louvor
Tema: “A misericórdia é a exteriorização do sentimento de amor
Mateus 5: 7    
“Bem aventurados os misericordiosos porque eles alcançarão à misericórdia” (Mateus 5: 7).

Dádiva que transforma a bem aventurança em misericórdia.  
Se formos procurar no mundo veremos que a maioria precisa de misericórdia, mas o mundo não tem, depende de nós e nós também dependemos da misericórdia.
No decurso de nossa existência, em contacto com os companheiros de jornada terrena, temos oportunidade de fazer o bem, de ajudar este ou aquele e usar de misericórdia com os sofredores que cruzam o nosso caminho. Aqueles que agem desta maneira, com certeza também receberão misericórdia de seus momentos difíceis.
Dar e receber faz parte da Lei Divina. Procuremos sempre dar o melhor de nós, a fim de receber o melhor.
A misericórdia é a exteriorização do sentimento de amor.

Muitas vezes quando chega o final do ano nem tudo termina como o nosso coração queria, mas nada poderá nos abalar fazendo que fuja de nossos corações a misericórdia.
A misericórdia (comida) ficou muito pequena, a gente julga coisas que não temos direito. Não importa a pessoa, hoje ela pode estar carregada de pegado, mas enquanto estiver aqui na terra ela precisa de misericórdia, amanhã poderá ser uma pessoa misericordiosa.
O Pastor lembrou do apóstolo Paulo que alcançou misericórdia: no caso, ser aceito como seguidor de Deus, ele que foi perseguidor dos seguidores de Deus. ainda que outrora eu era blasfemador, perseguidor, e injuriador; mas alcancei misericórdia, porque o fiz por ignorância, na incredulidade;” (1.º Timóteo 1:13). Isto pode acontecer com quem estiver precisando do perdão de Deus para ter um novo relacionamento com Ele.
Nós temos a misericórdia de Deus e isto é um grande privilegio e para nós é mais que suficiente.
O Pastor perguntou: Tem muita gente que está na dependência da misericórdia do homem, e nós o que podemos fazer?
Nós cristãos nunca devemos esquecer que a misericórdia existe para que façamos uso dela, mesmo que não haja retribuição isto não deverá tirar nosso estímulo, porque nós dependemos impreterivelmente da misericórdia do nosso Deus.
Portanto irmãos façam sua parte que o verdadeiro misericordioso está com seus olhos e ouvidos atentos. Senhor, tu me sondas, e me conheces” <-> “Tu conheces o meu sentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento” (Salmos 139: 1 ao 2).
No mundo as pessoas se tornaram egoístas, sempre estão disputando para ver quem é maior e esquecem que quanto mais diminuirmos mais o nosso Deus crescerá em nós. “É necessário que Ele cresça e que eu diminua” <-> “Aquele que vem de cima é sobre todos; aquele que vem da terra é da terra, e fala da terra. Aquele que vem do céu é sobre todos” (João 3: 30 e 31).
Quem quer ser o maior seja o menor sabendo que um dia será servido por Ele. “O homem bondoso faz bem à sua, própria alma; mas o cruel faz mal a si mesmo” (Provérbios 11: 17).
Ajude o seu próximo porque Ele é misericordioso, tire o seu coração de pedra, não seja religioso, seja misericordioso de acordo com o seu coração (não de pedra), procurando sempre fazer a vontade do nosso Deus. “aprendei a fazer o bem; buscai a justiça, acabai com a opressão, fazei justiça ao órfão, defendei a causa da viúva” <-> “Vinde, pois, e arrazoemos, diz o Senhor: ainda que os vossos pecados são como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que são vermelhos como o carmesim, tornar-se-ão como a lã” (Isaías 1: 17 e 18).
O Pastor lembrou do Senhor Jesus Cristo no calvário que em vez de olhar para eles como quem merece punição e castigo, Jesus enxerga que eles também eram vítimas. Aqueles homens estavam em cegueira e ignorância espiritual, debaixo de influência maligna, sem nenhum discernimento de quem estavam de fato matando. Eram vítimas de todo um sistema que os afastou de Deus e da revelação das Escrituras.
O Senhor Jesus Cristo vendo o povo blasfemar seu nome; diante de enorme sofrimento ele não considerou ninguém inimigo e rogou ao Pai:“Jesus, porém, dizia: Pai, perdoa-lhes; porque não sabem o que fazem” (Lucas 23: 34 –a).
O pastor lembrou que no mundo de hoje vemos diariamente pela mídia pessoas assassinas, são pessoas frias, mas que não devemos interpretá-las com rancor e vingança, e sim com misericórdia porque estas pessoas são dignas de misericórdias.
Não julgue, deixe o julgamento para o juiz. 

Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

 @@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Terça feira, 11 de dezembro 2007                                                                      N.º 26 

Culto da família <-> Deus salva a família
Tema: “Deixe o Senhor Jesus Cristo entrar em sua casa”
Lucas  4: 38 ao 40
“Ora, levantando-se Jesus, saiu da sinagoga e entrou em casa de Simão; e estando a sogra de Simão enferma com muita febre, rogaram-lhe por ela” <-> “E ele, inclinando-se para ela, repreendeu a febre, e esta a deixou. Imediatamente ela se levantou e os servia” (Lucas 4: 38 e 39).

A Pastora iniciou nos alertando que a febre é aviso de infecção, logo se presume que a sogra de Pedro estava com alguma infecção.
Foi Pedro que levou o Senhor Jesus Cristo para sua casa, tudo indica que havia mais pessoas no local intercedendo pela sogra de Pedro.
Nós também podemos levar o Senhor Jesus cristo para nossas casas. Se o irmão está sentindo a ausência do Senhor Jesus Cristo faça como Pedro, convide-o para ir a sua casa, abra a porta para ele entrar. Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo” (Apocalipse 3: 20).
Às vezes estamos na casa do Senhor e não sentimos a sua presença apesar de sabermos que ele está presente, e onde ele estiver não tem febre, nem doenças e nem tristezas. “Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles” (Mateus 18: 20).
O Senhor Jesus Cristo quer ouvir o nosso clamor, ele quer ser exigido, deseja ser apresentado a outras pessoas e em tudo isso o Senhor se alegra.
Nunca se esqueça que o Senhor se alegrando, os desejos do seu coração serão realizados. Deleita-te também no Senhor, e ele te concederá o que deseja o teu coração” (Salmos 37: 4).
Outra coisa importante é nunca deixarmos de interceder pelos outros, pois o Senhor não se alegra do egoísmo.
A Pastora lembrou de passagens bíblicas que ouve intercessões:
a) Jairo era uns dos chefes líder da Sinagoga dos Judeus e está com sua filhinha de 12 anos à beira da morte quando desesperado encontra Jesus. Sem rodeios ou lamentos ele derrama sua dor e angustia de forma objetiva, jogado aos pés de Jesus. Você pode imaginar a dor e a angústia que este homem sentia.  “Chegou um dos chefes da sinagoga, chamado Jairo e, logo que viu a Jesus, lançou-se-lhe aos pés” <-> “e lhe rogava com instância, dizendo: Minha filhinha está nas últimas; rogo-te que venhas e lhe imponhas as mãos para que sare e viva” (Marcos 5: 22 e 23).
b) Como de hábito, uma grande multidão seguia Jesus na cidade de Cafarnaum, junto ao mar da Galiléia. Veio a seu encontro um centurião romano, rogando-lhe auxílio para um seu criado muito estimado que jazia, paralítico, em sua casa, estando "muito doente, quase à morte". De imediato, prontificou-se Jesus a acompanhá-lo. “O centurião, porém, replicou-lhe: Senhor, não sou digno de que entres debaixo do meu telhado; mas somente dize uma palavra, e o meu criado há de sarar” <-> “Pois também eu sou homem sujeito à autoridade, e tenho soldados às minhas ordens; e digo a este: Vai, e ele vai; e a outro: Vem, e ele vem; e ao meu servo: Faze isto, e ele o faz” (Mateus 8: 8 e 9).
c) Havia uma mulher cananéia desesperada, porque tinha uma filha miseravelmente possessa por espíritos malignos. Certamente aquela mulher já tinha recorrido a muitos médicos, religiosos, familiares e amigos e a ajuda não tinha chegado. Muitos até certamente diziam que já não havia mais esperança para a sua filha.
Mas um dia, aquela mulher ouviu que Jesus ia passar pelas suas terras. Então, começou a desenvolver uma fé e confiança em Jesus que poderia ajudar a libertar a sua filha. Assim, em vez de pensar que não há mais solução, esta mulher cananéia, esqueceu-se de todas as limitações impostas pela sociedade daquela época pelo facto de ser mulher e da sua raça não se comunicar com os Judeus, e quando Jesus ia a passar com uma multidão ela gritou por misericórdia por ela apesar de estar intercedendo pela filha. “Ele, porém, respondeu: Não é bom tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos” <-> “Ao que ela disse: Sim, Senhor, mas até os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus donos” <-> “Então respondeu Jesus, e disse-lhe: ç mulher, grande é a tua fé! seja-te feito como queres. E desde aquela hora sua filha ficou sã” (Mateus 15: 26 ao 28).
"Cachorrinho" era o termo que os judeus usavam para se referir aos gentios, porque consideravam que o povo pagão não valia mais que esse animal, quando se tratava de receber a bênção de Deus.
A mulher não discutiu quanto a ter ou não o valor de um cão. Concordou em ser comparada a um "cachorrinho", desde que sua filha pudesse receber a bênção de Deus. Mas Jesus não usou o termo para rebaixar aquela mulher, como faziam os judeus, e sim para mostrar-lhe que Deus não a julgava indigna de sua bênção. Jesus contrapôs a vontade divina de alcançar os gentios à dos judeus de desprezá-los. Ironicamente, muitos judeus perderam a salvação e as bênçãos divinas porque rejeitaram Jesus, e muitos gentios foram salvos porque o reconheceram e aceitaram.
Com nós não é diferente, ao intercedermos por outras pessoas estamos crescendo no conceito do Pai, e nesse crescimento teremos grandes bênçãos.
A pastora terminou alertando que nunca devemos ser ingratos e sim sempre gratos, procurando nos espelhar no exemplo da sogra de Pedro, pois assim que a febre passou ela de imediato começou a servir. E ele, inclinando-se para ela, repreendeu a febre, e esta a deixou. Imediatamente ela se levantou e os servia” (Lucas 4: 39).
 
ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PÁGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM
Em Cristo

Mario A.Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.

Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
 

Sexta feira 14 de dezembro de 2007         N.º 27
Culto de Libertação
Tema: “Deus projetou e idealizou o corpo para ser seu santuário”
1.º Corintios 6: 12 ao 20
 
“Ou não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que habita em vós, o qual possuís da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos?” (1.º Corintios 6: 19).
Nos dias de hoje a tentação do sexo se torna o maior pecado.
Deus criou o corpo do homem com um destino bem definido. Assim como Ele fez o estômago para os alimentos (e vice-versa), o que revela um propósito e destino bem específico, assim também projetou e idealizou o corpo para ser seu santuário. Desde o início Deus queria fazer de nós sua habitação. O corpo não foi criado para a prostituição, mas para ser SANTO de modo a servir como morada de um Deus santo!
Todos os seres vivos da face da terra é criação de Deus. A partir do momento que o homem descobriu sua capacidade de pensamento, com a sabedoria percebeu que era inteligente achando que poderia ser comparado a Deus, a partir deste momento começou a errar.
O Pastor lembrou-se da Torre de Babel:
O povo decide construir uma cidade e uma torre no intuito de serem famosos e não se separarem uns dos outros, e também para a adoração dos astros. 
Aquela cidade recebeu o nome de "Babel", que significa "confusão", pois foi ali que Deus criou diferentes idiomas, obrigando o povo a se espalhar pela terra.
Satanás enganou Adão e Eva dizendo que eles seriam como Deus. Depois, conseguiu enganar Ninrode e sua esposa (Ninrode criador de um império em Sinar (Babilônia), sendo as suas principais cidades Babel, Ereque, Acade, e Calné) dizendo que se eles fizessem uma torre, eles chegariam ao céu e seriam deuses. Deus descobriu e não deixou ir longe. “Por isso se chamou o seu nome Babel, porquanto ali confundiu o Senhor a linguagem de toda a terra, e dali o Senhor os espalhou sobre a face de toda a terra” (Gênesis 11: 9).
Hoje é a mesma coisa, o homem tem sabedoria, mas não sabe usar, as nações se respeitam somente por causa da “bomba”.
Sendo nós o sal da terra, temos que conservar sempre o nosso corpo como a habitação do Espírito Santo. Não podemos fazer do nosso corpo coisa ruim, ou ta dentro, ou ta fora, morno nunca! “Assim, porque és morno, e não és quente nem frio, vomitar-te-ei da minha boca”  (Apocalipse 3: 16).
Devemos escolher o que nos convém, não esquecendo que estamos caminhando rapidamente para a vida real, e para chegarmos lá é necessário que sejamos aprovados nesta. “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas; mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas” (1.º Corintios 6: 12).
O nosso corpo é o veículo de comunicação, onde é necessário que expressem o amor, a misericórdia é sempre demonstrando ao nosso Deus que estamos cuidando bem do nosso corpo. “Rogo-vos pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos como um sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional” (Romanos 12: 1).
O Pastor deu o seguinte exemplo: O irmão ganha um carro novo do seu pai, o irmão vai deixar alguém riscar? Vai deixar alguém entrar com os pés sujos? È claro que não, este tipo de coisa que ninguém permite, porque todos sabem que custou caro, que ninguém compra carro novo todo dia.
O que você está fazendo com o corpo que Deus te deu? O nosso Deus está falando com você: Você é o meu carro novo, não deixe ninguém estragá-lo, mantenha-o sempre limpo e encerado, se quebrar alguma peça, por favor, reponha peça nova e original.
O Pastor nos alertou que na parte pessoal muitos usam alimentação errada deformando o corpo e ainda acham que o nosso Deus é culpado!
Suicídio, homicídio, tudo é pecado, pois ninguém pode tirar o corpo a não ser Deus. Você não tem direito de tirar nenhuma vida, no final será cobrado, por isso trate de cuidar bem de você.
O Exercício é um meio de cuidar do corpo, se você não cuidar acaba estragando aquilo que Deus lhe deu.
O nosso corpo é de Deus, quando há imoralidade sexual pecamos contra Deus, mesmo os do mundo a própria consciência o acusa.
“Fugi da prostituição. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo” (1.º Corìntios 6: 18).
O nosso corpo é uma dádiva de Deus, não importa se a ciência não pensa assim.
O Pastor nos alertou que o homem mesmo sendo do mundo tem medo, ele tem consciência que vida vai continuar. Na verdade ninguém sabe nada, tudo o que temos não é nosso, veio de alguém e este alguém é simplesmente o nosso Deus.
Irmão cuida com carinho daquilo que Deus lhe deu, olhe para você e agradeça, glorifique ao Senhor deixando o seu corpo O adorar.
O Pastor voltou a frisar que o nosso corpo é dádiva de Deus, por isso é necessário que seja preservado e respeitado.
Estando ou não com Cristo, seu corpo pertence a Deus.
Quanto melhor seu corpo for cuidado mais abençoado será.

Em Cristo 
Mario A. Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21: 31

 @@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
 
 Domingo 16 de dezembro de 2007                                                                         N.º 28 

Culto de Louvor
Tema: “Natal, limpe seu caminho para Rei passar”
Isaías 40: 1 ao 5 
                                
“Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do SENHOR; endireitai no ermo vereda a nosso Deus” (Isaías 40: 3).

Época em que o povo atravessava momentos difíceis veio a mandado de Deus o profeta Isaías trazendo uma palavra de esperança.
Era costume da época preparar os caminhos por onde o rei deveria passar, hoje não é diferente, no mundo todo onde quer que vá uma autoridade, os caminhos são preparados com antecedência. Tudo isto para o poder do homem.
O Pastor nos alertou que há setecentos anos o profeta Isaías alertava o povo que preparassem o caminho do coração, pois o Senhor Jesus Cristo iria chegar. Depois João Batista fez à mesma coisa, mas o povo não entendeu, o povo continuou e continua preparando o caminho para as autoridades da terra. “Porque este é o anunciado pelo profeta Isaías, que disse: Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, Endireitai as suas veredas” (Mateus 3: 3).
Muita honra para as pessoas e pouquíssima honra para o Senhor, o verdadeiro dono da honra e da glória.
Por exemplo: Se uma determinada denominação quiser fazer um grande evento ela logicamente vai convidar um ou mais cantores de fama porque os próprios organizadores já sabem que o cantor será muito mais aplaudido do que a mensagem a ser levada. Isto significa que o Senhor Jesus Cristo é substituído pelo líder feito pelo povo.
O Pastor Perguntou: De quem é a honra?
O instrumento usado não deve ser idolatrado, mas as pessoas esquecem que quem deu este instrumento foi o nosso Deus, e muitas vezes o nosso Deus é substituído pelo instrumento.
O caminho do Senhor somos nós, para nós é diferente.
Para se preparar o caminho do Senhor é preciso afastar o passado marcado pelo pecado. Como João Batista que apontava seu dedo em direção a Jesus. É buscar santidade de Jesus; querer se tornar santo, por isso é que nós é que somos o caminho do Senhor.
O Pastor lembrou do natal, um calendário complicado, grego, hebraico, mas o importante é estarmos lembrando que nasceu o Salvador Jesus (Deus convosco). “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3 16).
O que temos feito para receber o Senhor Jesus cristo, ele vai passar, nosso caminho (coração) já esta preparado? Durante o ano temos o fruto do Espírito? “Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança” (Gálatas 5: 22).
O irmão tem ajudado o próximo? Quantas pessoas você visitou? Quantas você ligou? Quantas você atendeu? Quantas você não atendeu?
Às vezes falamos, mas o coração não é condizente com que falamos, às vezes temos magoas no coração e tudo isso é pecado, não devemos carregar raiz de amargura no coração (palavra).
Portanto em cada natal simboliza o nascimento do Senhor Jesus Cristo, ele vai estar conosco se o nosso coração estiver limpo. “Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?”<->“E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade” (Mateus 7: 22 e 23).
Nós somos membros do corpo de Cristo (palavra), esta noite é o momento para a gente refletir, nós não estamos brincando, estamos falando de vida ou morte, pois não demora haverá o juiz.
O Pastor fez questão de deixar bem claro que esta palavra (sermão) não é só para a igreja, serve para ele que também é igreja e lembrou do profeta Isaías: Então disse eu: Ai de mim! Pois estou perdido; porque sou um homem de lábios impuros, e habito no meio de um povo de impuros lábios; os meus olhos viram o Rei, o SENHOR dos Exércitos” (Isaías 6: 5).
Somos o caminho do senhor, então preparemos o caminho, se pecarmos temos o advogado (palavra).
Proximidade do natal: preparação do caminho para a passagem do Rei.
                    
ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PÁGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Terça feira, 18 de dezembro 2007                                                                            N.º 29

Culto da família <-> Deus salva a família
Tema:“Não busque explicações nas coisas de Deus, apenas cumpre-as”
Jeremias 29: 11 ao 13 

“Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais” <-> “Então me invocareis, e ireis, e orareis a mim, e eu vos ouvirei” <-> “E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração” (Jeremias 29: 11 ao 13).
Muitas vezes não entendemos o motivo de vivermos em tais situações e perguntamos: Qual o motivo de não abrir uma porta de emprego? Qual o motivo que faz com que carrego esta doença? Qual o motivo do meu filho estar viciado? E assim sucessivamente.
O Pastor com experiência em casa de recuperação  citou o exemplo de um jovem que saia de uma casa e entrava em outra e não evoluía, mas nesse vai e vem sua família acabou abrindo o coração para Deus. Com o doente não estava acontecendo nada, mas sua família cada vez mais se aproximava do nosso Deus.
Vejam o exemplo acima: A família mantinha o filho na parte carnal e o filho mantinha a família na parte espiritual.
Por isso é que muitas das vezes não compreendemos os planos de Deus.
A bíblia está repleta de exemplos:
Neste caso Jerimias escreve uma carta ao povo cativo da Babilônia, situações que não entendemos, o texto nos mostra que Deus tem planos bons e não mal.
Na saída do povo do Egito o nosso Deus os levou para o caminho mais longo e difícil. Por quê?
José do Egito o caçula da família, de escravo para governador do Egito. Por quê?
Bem, não entendemos realmente os planos de Deus, mas de uma coisa temos que ter certeza que os planos Deus são bons. “Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor”<->“Porque, assim como o céu é mais alto do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos” <->“Porque, assim como a chuva e a neve descem dos céus e para lá não tornam, mas regam a terra, e fazem produzir e brotar, para que dê semente ao semeador, e pão ao que come”<->“assim será a palavra que sair da minha boca: ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei” (Isaías 55: 8 ao 11).
No caso de Davi o nosso Deus precisava de um rei e mandou buscá-lo no curral. Ninguém imaginava que seria Davi o escolhido, nem Samuel e muito menos seu pai Jessé. Qual é a explicação disso entre nós?“Agora, pois, assim dirás a meu servo Davi: Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Eu te tirei do curral, de detrás das ovelhas, para que fosses chefe do meu povo Israel”<->“E estive contigo por toda a parte, por onde foste, e de diante de ti exterminei todos os teus inimigos, e te fiz um nome como o nome dos grandes que estão na terra” (1.º Crônicas 17: 7 e 8). Vejam de onde Deus tirou Davi e para onde ele foi levado, quem ele apascentava e de quem passou a apascentar. “Também elegeu a Davi seu servo, e o tirou dos apriscos das ovelhas;”<->“de após as ovelhas e suas crias o trouxe, para apascentar a Jacó, seu povo, e a Israel, sua herança”<->“E ele os apascentou, segundo a integridade do seu coração, e os guiou com a perícia de suas mãos” (Salmos 78: 70 ao 72).
Neste mesmo raciocínio o Pastor lembrou de Jó, ele não entendia o que estava vivendo, como se estivesse perguntando: Por que tudo isso? Que sofrimento é este? No final Deus pediu para ele orar para seus amigos e isto nos mostra mais uma vez que só pode curar feridas quem já foi curado, conformar corações quem já foi confortado, libertar quem já foi libertado, restaurar quem já foi restaurado. “Bem sei eu que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido” (Jó 42: 2).
O patriarca Jó passou por tudo aquilo para que sua oração fosse forte.“Muitas são, Senhor, Deus meu, as maravilhas que tens operado e os teus pensamentos para conosco; ninguém há que se possa comparar a ti; eu quisera anunciá-los, e manifestá-los, mas são mais do que se podem contar” (Salmos 40: 5).
Realmente muitas das vezes não entendemos os planos do nosso Deus, mas esta não deve ser a nossa preocupação, a nossa preocupação deve ser sempre fazer a Sua vontade. “Rogo-vos pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos como um sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional” <->“E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus” (Romanos 12: 1 e 2).
Para encerrar o Pastor lembrou da conversão de Saulo no caminho de Damasco que pela fama de perseguidor até o discípulo chamado Ananias ficou surpreso com a ordem de Deus (Ler Atos capítulo 9). O próprio Paulo na Primeira carta do apóstolo Paulo ao Timóteo descreve quem ele era antes de ser convertido. “Ainda que outrora eu era blasfemador, perseguidor, e injuriador; mas alcancei misericórdia, porque o fiz por ignorância, na incredulidade;”<->“e a graça de nosso Senhor superabundou com a fé e o amor que há em Cristo Jesus” (1.º Timoteos 1: 13 e 14).

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PÁGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM
Em Cristo
Mario  A. Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.

Provérbios 21: 31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


Sexta feira 21 de dezembro de 2007                                                                         N.º 30 
Culto de Libertação
Tema: “Natal! Ele é o aniversariante e não nós”   
Mateus 18: 1 ao 4

“Naquela hora chegaram-se a Jesus os discípulos e perguntaram: Quem é o maior no reino dos céus?”<-> “Jesus, chamando uma criança, colocou-a no meio deles”, e disse: Em verdade vos digo que se não vos converterdes e não vos fizerdes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus.” <-> “Portanto, quem se tornar humilde como esta criança, esse é o maior no reino dos céus” (Mateus 18: 1 ao 4).
O Pastor inicia dizendo que a três dias do natal não poderia deixar de falar desta palavra onde o Senhor Jesus Cristo referencia as crianças.
As crianças crêem realmente no natal, espera o presente o tempo todo. Para as crianças o natal significa presente, esperança e nós quando éramos crianças não era diferente.
Hoje cabe a nós e a todos os cristãos estarmos convictos que fomos presenteados com o maior presente que é o Senhor Jesus Cristo, pois aquele que tem Cristo tem a vida eterna. Estas coisas vos escrevo, a vós que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a vida eterna”  (1.º João 5: 13).
Na sociedade não é o Senhor Jesus Cristo a esperança, maior é a festa que se faz em torno do natal, são as trocas de presentes, roupas novas, encontros, abraços, e o aniversariante (Jesus) mais a salvação acabam ficando de lado.
Nós cristãos temos que estar cada vez mais conscientes que o significado não é tempo de presente e sim tempo de louvarmos o Senhor.
O Pastor lembrou do carinho do Senhor Jesus Cristo com as crianças. Elas são diferentes, não entende que o alvo é o Senhor Jesus Cristo; já nós temos pensamentos diferentes das crianças, pois somos maliciosos.
Por isso é necessário que nós cristãos devamos ser como as crianças, tendo nossos corações carregados de coisas simples e humildes.
Devemos lembrar do Senhor Jesus Cristo como a criança aguarda o presente, devemos lembrar que o dia comemorado do nascimento do Senhor Jesus Cristo é o dia que o nosso Deus enviou o maior presente a seus filhos, presente este que transformou tudo. “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3: 16).
Nada impede de festejarmos, alias devemos festejar sim, mas sempre lembrando que o Senhor Jesus Cristo é o único Salvador, ele é o aniversariante e não nós!
Nunca se esqueça do significado do natal, prepare sua festa e também prepare seu coração porque o Senhor Jesus Cristo vai participar da festa.
O tamanho das coisas mediante a grandeza daquilo que o homem faz a bíblia ficou pequena, o homem faz todas estas coisas para sua vaidade.
O Senhor Jesus Cristo é maior que todas as arvores de natal, maior que qualquer papai Noel, maior que qualquer presente, não importa a data de seu nascimento, o importante é conscientizarmos que o Senhor veio ao mundo para nos salvar.
A maior grandeza continua sendo o Salvador de todos nós.
Nós temos que se tornar uma criança para buscar o reino do céu, pois não sendo criança a malícia tira a fé.
O Senhor está ao lado do Pai; portanto Natal é Jesus!
Por causa da ciência a palavra de Deus passa a ser desacreditada, o objetivo do natal acaba mudando de endereço devido a crescente malicia do coração do homem.
O Senhor Jesus Cristo veio para levar cada um de nós.
Quantas pessoas se lembram que o natal é Jesus? Que ele está vivo e se encontra entre nós, e que existimos nele para honra e gloria de Deus?
O natal é a parte da fixação se tornando realidade, mas tudo isso acaba e a única verdade é que o Senhor Jesus Cristo veio para levar cada um de nós.
O maior presente é o Senhor Jesus Cristo, trata-se de um presente insubstituível, um presente com quatro funções primordiais: Salva, batiza cura e voltará como Rei.
O Senhor Jesus Cristo veio, pagou um preço incalculável por cada um de nós e foi preparar nossa morada; enquanto isso ele não nos deixou sozinho, foi enviado o Espírito Santo para nos dar sabedoria e discernimento além de uma alegria que ninguém poderá tirar de nós. Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei” <-> “Assim também vós agora, na verdade, tendes tristeza; mas outra vez vos verei, e o vosso coração se alegrará, e a vossa alegria ninguém vo-la tirará” (João 16: 7 e 22).  

Veja este trabalho e outros no site:
www.grupodehomensmissionarios.com
Em Cristo 
Mario A. Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21: 31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Sexta feira 28 de dezembro de 2007                                                           N.º 31                      Culto de Libertação <-> IEQ Borda da Mata M/G
Tema: “Se você é Marta procure ser Maria”
Lucas 10: 41 e 42
“E respondendo Jesus, disse-lhe: Marta, Marta, estás ansiosa e afadigada com muitas coisas, mas uma só é necessária;” <-> “E Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada” (Lucas 10: 41 e 42).

Algo em nossas vidas que às vezes não damos tanta importância.
O Senhor Jesus preparou a igreja como a noiva se prepara para o casamento. A noiva (mulher) se prepara e quando vai chegando à hora do casamento ela se preocupa. O Senhor disse que com a igreja não é diferente, preocupações e ansiedades todos nós temos, mas é necessário que saibamos administrar. “Por isso vos digo: Não andeis ansiosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?” (Mateus 6: 25).
Jesus nos convida a mudar nossa forma de pensar. Ele está dizendo que devemos nos preocupar com a vida eterna que temos com Deus e não esta vida terrena, natural que vivemos hoje, pois a terrena um dia acaba, mas a espiritual nunca termina. Jesus nos convida a ajuntar tesouros no céu, que significa passar a praticar os seus mandamentos e se preocupar com as coisas Divinas em primeiro lugar. Quando fazemos isso, Ele mesmo fará com que sejamos supridos em todas as nossas necessidades. Não teremos mais falta de nada, nossas carências estarão saciadas pela água vida do Deus vivo! Que descanso é saber que Cristo Jesus olha todos os dias para a nossa vida e nos protege, nos guarda, nos supre, nos dá abundância em tudo. Guarda nossa casa, nossa família, nos dá uma alegria e segurança que não existe no mundo. Quem vive assim não se preocupa mais com o dia de amanhã, se vai faltar comida, se vai faltar roupa, se vai faltar dinheiro, se vai ficar doente, se vai ser assaltado, se vai morrer sozinho, nada mais o preocupa. Porque quem depende de Deus, espera Nele todas as coisas.
Quando éramos do mundo a nossa preparação era carnal (hoje isso não pode tomar lugar em nossas vidas), pois é ai que inicia a preocupação e a ansiedade. Nem todos sabem que dando crédito na palavra de Deus estas coisas começam a desaparecer.
Deus usa o ímpio para abençoar o justo, mas não usa o ímpio para nos aconselhar.
Quem aconselha a nós é o Espírito Santo.
Com Deus na frente nós preparamos, planejamos e realizamos; colocando na balança vemos que erramos pouco e acertamos bastante. 
Pessoas pressionadas tomam decisões erradas causando preocupações e estas preocupações são ciladas do diabo.
O Senhor Jesus Cristo queria ensinar todas estas coisas para as irmãs, mas nem sempre o cristão consegue acatar, às vezes ele erra o alvo e despreza a voz de Deus passando a ser usado pela mente e não pelo coração.
Mente: Capita variações
Coração: Projeta a verdade do homem, por isso o Senhor Jesus Cristo sempre olha para o coração e não para mente, já o diabo usa a mente. “Porque o Senhor não vê como vê o homem, pois o homem olha para o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração” (1.º Samuel 16: 7-b).
O apóstolo Paulo nos alerta da necessidade da renovação de nossas mentes. Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano;” <-> “E vos renoveis no espírito da vossa mente;” <-> “E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade” (Efésios 4: 22 ao 24).
Deus é o centro de nossas vidas, por isso Maria escolheu a boa parte. “E Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada” (Lucas 10: 42).
O Pastor lembrou da situação de Pedro que nada tinha pescado, naturalmente estava decepcionado, e Jesus emprestou seu barco para fazer de púlpito. Pedro com o orgulho de pescador ferido deve ter pensado: Mas isto é demais! Trabalhei a noite inteira, estou decepcionado por nada pescar e ainda o Senhor Jesus cristo pede meu barco emprestado!
Pedro pode até ter pensado, mas foi obediente aceitando o projeto de Deus, e sua obediência resultou na grande pescaria e no perdão solicitado junto ao mestre. “Feito isto, apanharam uma grande quantidade de peixes, de modo que as redes se rompiam”<->” Vendo isso Simão Pedro, prostrou-se aos pés de Jesus, dizendo: Retira-te de mim, Senhor, porque sou um homem pecador” (Lucas 5: 6 e 8).
Nunca use o nome do Senhor Jesus Cristo sem autorização, faça alguma coisa sim, mas com a autorização do Senhor.
Foi lembrado dos sete filhos de um judeu chamado ceva, sumo sacerdote, eram exorcistas ambulantes e tentaram invocar  nome do Senhor Jesus Cristo sobre os que tinham espíritos malignos.Ora, também alguns dos exorcistas judeus, ambulantes, tentavam invocar o nome de Jesus sobre os que tinham espíritos malignos, dizendo: Esconjuro-vos por Jesus a quem Paulo prega” <->“respondendo, porém, o espírito maligno, disse: A Jesus conheço, e sei quem é Paulo; mas vós, quem sois? (Atos 19: 13 e 15).
Marta era serva crente, Já Maria era diferente, ela queria aprender como ter a orientação de Deus.
Marta tinha um coração servidor, Jesus chegou a sua casa ela abriu a porta e recebeu-o e foi logo fazer bolo, café, limpar a cozinha, verificar se tinha xícaras limpas pensando que estava agradando. E quando Ela se sentiu fadigada com tantos serviços, lembrou-se de sua irmã Maria e colocou logo a culpa nela.
Irmãos estamos no final do ano (2007), mais três dias e estaremos entrando num novo ano (2008) eu lhe pergunto: Como o nosso Deus poderá nos livrar do mal?
È muito simples, basta haver entendimento. Tudo vai servir para que tenhamos um grande entendimento, porque confundir não pode.
No pressentimento veja se é o coração ou a mente; se for a mente e for dado brecha o inimigo nos causará pavor, chegamos a perder o sono.
Quando é revelação de Deus é diferente, sentimos alegria no coração, o Espírito Santo nos consola, nos dá confiança, coragem para dobrarmos os joelhos e dizer: Eu tenho autoridade para expulsar todo mal. E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas;” <-> “Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão” (Marcos 16: 17 e 18).

Veja este trabalho e outros no site:
www.grupodehomensmissionarios.com
Em Cristo 
Mario A. Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21: 31
@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

 Sexta feira 04 de janeiro de 2008                                                                          N.º 32 

Culto de libertação
Tema: “Deixe a luz entrar em sua casa, inclusive naquele quartinho que você mantém fechado”

1.º João 1: 5 ao 10
“Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado” (1.º João 1: 7.

O nosso Deus mostra coisa interessante, no decorrer de nossa caminhada de fé, sentimos que falar sobre Jesus Cristo não é um assunto que as pessoas querem ouvir! Muitos não querem ouvir falar de Jesus Cristo o filho de Deus. Somente querem a Jesus quando estão em grandes apuros!
Não tem um justo se quer, todos estão contaminados, é mortal enquanto ele não purificar. “E esta é a mensagem que dele ouvimos, e vos anunciamos: que Deus é luz, e não há nele trevas nenhumas” (1.º João 1: 5).
O andarmos na luz é um teste de comunhão com Deus, uma vez que a vida de comunhão é a vida que é continuamente purificada do pecado através do sangue de Jesus.“Se dissermos que temos comunhão com ele, e andarmos em trevas, mentimos, e não praticamos a verdade” (1.º João 1: 6).
O bonito é que a comunhão nossa está na luz, se andarmos na luz vamos entender o próximo e o sangue de Jesus nos purifica. “Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado” (1.º João 1: 7.
Nós não somos diferentes, também somos pecadores e dependentes da misericórdia, precisamos sempre da glória de Deus. Uma coisa é certa, se todos entendessem esta palavra o mundo inteiro se converteria. “Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós” (1.º João 1: 8).
O Pastor lembrou que, às vezes, é necessário que algo seja destruído para que a cura possa acontecer. Por exemplo: Para tratar a leucemia, é preciso destruir todos os glóbulos vermelhos, transplantar uma nova medula óssea, e esperar para ver se ela produzirá sangue “limpo”, isto é, livre de células cancerosas. Quando o tratamento funciona, a alegria é incrível. Pacientes que viveram sob a ameaça da morte por leucemia e foram restaurados, receberam uma esperança renovada – um sangue novo e purificado. Quando é relacionado isso com Jesus, compreendemos melhor o Evangelho. A Bíblia diz muito sobre o papel de Jesus no perdão. O que é mais importante para nós é que Jesus, por meio da sua morte e ressurreição, nos oferece a “medula da vida”. Se reconhecermos que somos pecadores e estivermos dispostos a eliminar o nosso pecado, recebemos vida nova através do “transplante” que Ele nos dá. E a boa notícia é que, com Jesus, o transplante de medula nunca falha. Entretanto, a questão não está no que Jesus pode fazer, mas sim, se somos capazes de compreender e aceitar o que Deus nos oferece nele. E isto, com certeza, depende do quanto realmente desejamos-nos “misturar” com Deus. Nós somos criados dentro da contaminação, o mundo todo está contaminado, por isso o nosso Deus providenciou o Senhor Jesus Cristo que estava sem mácula para nos purificar e nos dar a vida eterna. Jesus cristo é a nossa medula. “Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou
sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido” <-> “Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados” (Isaías 53: 4 e 5).
O Evangelho agora é a nossa única salvação. Isto porque, depois da decisão lá no Jardim do Éden em abandonar o Criador, todos os seres humanos, também você e eu, não conseguimos mais, por si próprios, fazerem à decisão certa. A bíblia diz que todos se desviaram: “Todos se desviaram do caminho certo, todos se perderam. Não há mais ninguém que faça o bem, não há ninguém mesmo” (Romanos 3.12).
O nosso Deus através do Senhor Jesus Cristo nos transformou em povo nobre, basta cada um de nós se entregarmos para sermos lavados pelo sangue do Cordeiro. Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;” <-> “Vós, que em outro tempo não éreis povo, mas agora sois povo de Deus; que não tínheis alcançado misericórdia, mas agora alcançastes misericórdia” (1.º Pedro 2: 9 e 10).
Podemos ter tudo, mas se não tivermos o Senhor Jesus Cristo como nosso Salvador estaremos contaminados, de modo que infalivelmente caminharemos para a morte, e da morte para inferno.
O Pastor lembrou que o Senhor Jesus Cristo é o único sumo sacerdote eterno criado por Deus onde o Senhor cumpriu com perfeição as exigências do sumo sacerdócio. “Assim também Cristo não se glorificou a si mesmo, para se fazer sumo sacerdote, mas aquele que lhe disse: Tu és meu Filho, Hoje te gerei”<->”Como também diz, noutro lugar: Tu és sacerdote eternamente, segundo a ordem de Melquisedeque” (Hebreus 5: 5 e 6).
Só o Senhor Jesus Cristo salva, por isso se andarmos na luz, teremos comunhão e isto é coisa santa. Ter amigos é importante e o sangue de Cristo nos purifica do pecado.
Isto na verdade é buscar a salvação, e dentro desta salvação tem muita coisas boas que faz que vivemos com alegria até que chegue a hora.
O Senhor nosso Deus é o que mais quer a nossa alegria, por isso deu o seu filho unigênito para nos salvar; transformando este grande amor como um ato de doação. “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16). 
O Pastor pediu que fosse guardado em cada coração:
O nosso Deus pode e quer dar muito mais do que queremos, o importante é saber que quanto mais você se dar ao Senhor, mais limpo você será; é como um balde cheio de água suja, basta abrir a torneira com água limpa que dentro de um determinado tempo a água suja é jogada para fora e fica a limpa.
O Pastor lembrou que o alvo do inimigo somos nós porque somos de Cristo, o inimigo o tempo todo está em nossa volta e quer nos contaminar. “Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar;” (1.º Pedro 5: 7),  e o Senhor Jesus veio com este conselho em (1.º João 1: 7) porque ele não quer ver nós nas mãos do inimigo.
Portanto irmãos, nunca se esqueçam que vocês foram lavados pelo sangue do Cordeiro e transformados em novas criaturas.
Senhor Jesus, ajuda-nos a compreender a nossa necessidade do teu presente. Faze funcionar a medula da tua salvação na nossa vida, para que possamos estar perto de ti. Amém.

Veja este trabalho e outros no site: 
www.grupodehomensmissionarios.com
Em Cristo
Mario Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Domingo 06 de janeiro de 2008                                                                                     N.º 33 

Culto de Louvor – 1.º domingo do mês (ceia)
Tema: Examine-se, pois, o homem a si mesmo”
Salmos 32: 1 ao 11
“Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todos os dias” (Samos: 32: 3)

O pecado nos torna impuros e nos atormenta quando não confessado. Por isso que existem pessoas tristes que não são felizes nunca; quem aciona a culpa é o inimigo que o tempo todo quer nos destruir. Já quando confessado o nosso coração fica aliviado, ficamos em paz, a nossa consciência nada acusa e dormimos tranqüilo.
Pecado confessado é perdoado, o inimigo não mais vai perturbar.
O nosso Deus não quer ver o cristão vivendo com culpa, pois enquanto a antiga aliança podia trazer apenas uma lembrança dos pecados, a nova aliança traz o verdadeiro perdão. “Acrescenta: Também de nenhum modo me lembrarei dos seus pecados e de suas iniqüidades, para sempre” (Hebreus 10: 17).
Lembre-se que o Senhor Jesus Cristo suportou o seu julgamento. Portanto, venha com humildade, confissão e adoração e se fortaleça nele. “Examine-se, pois, o homem a si mesmo” (1.Corintios 11: 28-a).
Religião não salva o que realmente salvo é o sangue do Senhor Jesus Cristo, porem se acharmos que tendo o Senhor Jesus Cristo não temos mais culpas não é verdade, pois sempre temos culpas.
Todo dia é um novo dia, por isso o cristão tem que se acostumar em corrigir seu comportamento, desde seu modo de vestir, até seu modo de falar.

O cristão que não se corrige é a mesma coisa de uma pessoa que passou por uma cirurgia no estomago, a pessoa ficou curada do estomago, mas seu cérebro permanece o mesmo. “Não sejais como o cavalo ou a mula, sem entendimento, os quais com freios e cabrestos são dominados; de outra sorte não te obedecem” (Salmos 32: 9).
Aceitou o Senhor Jesus? Gloria a Deus! Procure eliminar os costumes, pois eles acabam levando de novo ao pecado.
Chame de volta aquilo que errou procurando corrigir o seu erro do jeito que o irmão agiu ou falou.
Quanto a pecar: Procure resolver no mesmo dia se possível na mesma hora, não importe com as conseqüências, não se esqueça que o irmão está guardado pelo Sangue do Senhor Jesus Cristo.
Tirar fora é fácil?È claro que não!
Nunca fique na mesma dimensão da pessoa, não se esqueça que o irmão é de outra dimensão.
Em cada dia fale com o Senhor Jesus Cristo, faça uma análise do seu dia dia, dobre seus joelhos e peça perdão, peça a sua correção de imediato e sem perceber o irmão estará em outra dimensão. Então estará feliz e com certeza na salvação. “Muito sofrimentos terá que curtir o ímpio, mas o que confia no Senhor, a misericórdia o assistirá” <-> “Alegrai - vós nos Senhor e regozijai - vós, ó justos; exultai, vós todos que sois retos de coração” (Salmos 32: 10 e 11).
Portando irmão, se o perdão não for buscado constantemente a tendência é aumentar cada vez mais a separação com o nosso Deus. “Mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que vós não ouça”(Isaías 59: 2).

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM
Em  Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Terça feira,  08 de janeiro de 2008                                                                             N.º 34  
 Culto da família # Deus salva a família #
 Tema: A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus”
 Gênesis 32: 28
“Então, disse: Já não te chamarás Jacó, e sim Israel, pois como príncipe lutaste com Deus e com os homens e prevaleceste” (Gênesis 32: 28).

A Pastora iniciou dizendo que pregar a palavra de Deus é uma responsabilidade grande, que este é o primeiro culto desta segunda terça feira do ano de 2008.
Jacó queria a bênção, lutou até o fim e obteve a vitória.
Na sua meditação a Pastora nos lembrou que quando agimos devemos comportar-mos como reis do Senhor, porque foi Deus quem nos nomeou. Para tomarmos posse desse reinado temos que ser firmes, o nosso coração tem que estar quebrantado e longe da soberba.
Nunca podemos esquecer:
Deus fez a sua parte! O senhor Jesus Cristo fez a dele! Agora cabe a nós fazermos a nossa parte.
O Senhor Jesus Cristo sofreu para que cada um de nós tivesse direito em tomar posse da benção, o Senhor quer que aja abundância em nossas vidas, e para isso é necessário que aja luta e perseverança em busca da santidade. Vamos procurar fazer a nossa parte sem temor, vamos trabalhar na obra procurando alcançar uma alma perdida.
O nosso Deus como todos nós sabemos é onisciente, Ele sabia que Jacó iria até o fim. Respondeu-lhe o Senhor: Duas nações há no teu ventre, e dois povos se dividirão das tuas estranhas, e um povo será mais forte do que o outro povo, e o mais velho servirá ao mais moço” (Gênesis 25: 23). Na nossa vida também existe uma promessa de Deus, e quando Ele determina ninguém poderá impedi-lo. “Eu sou Deus; também de hoje em diante, eu o sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; operando eu, quem impedirá?” (Isaías 43: 13).
Jacó era querido da mãe Rebeca e Esaú era querido do pai Isaque.“Isaque amava a Esaú, porque comia da sua caça; mas Rebeca amava a Jacó” (Gênesis 25: 28).(ler até o versículo 34).
Às vezes as coisas começam erradas, mas ao buscarmos arrependimento o nosso Deus corrigirá. “Eis que estou contigo, e te guardarei por onde quer que fores, e te farei tornar a esta terra; pois não te deixarei até que haja cumprido aquilo de que te tenho falado” (Gênesis 28: 15). O nosso Deus confirmou a promessa como sempre, com nós não é diferente, tudo depende de nós, é só esperarmos em Deus o Pai é soberano e não mente. “Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa. Porventura, tendo ele dito, não o fará? ou, havendo falado, não o cumprirá?” (Números 23: 19). Por tudo isso é que temos que procurar sempre a santificação porque Ele é santo.
Foi lembrado do casamento de Jacó quando Labão o enganou na troca de noivas. “E aconteceu que pela manhã, viu que era Lia; pelo que disse a Labão: Por que me fizeste isso? Não te tenho servido por Raquel? Por que então me enganaste?”
(Gênesis 29: 25) e mesmo assim Jacó mostrou paciência, foi perseverante e não mostrou avareza. Sejam vossos costumes sem avareza, contentando-vos com o que tendes; porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei” <-> “E assim com confiança ousemos dizer: O SENHOR é o meu ajudador, e não temerei O que me possa fazer o homem” (Hebreus 13: 5 e 6).
É interessante ressaltar que quando Jacó fez acordo com Labão que todos os animais malhados e salpicados mais os que nascessem malhados e salpicados seriam de Jacó e os sem manchas seriam de Labão, o nosso Deus já havia dado sabedoria a Jacó.“Passarei hoje por todo o teu rebanho, separando dele todos os salpicados e malhados, e todos os morenos entre os cordeiros, e os malhados e salpicados entre as cabras; e isto será o meu salário” (Gênesis 30: 32).
Jacó estava coberto de sabedoria que chegou ao ponto de criar a “sublimação” (mecanismo de defesa através do qual condutas instintivas e motivações não aceitáveis são substituídas por formas de atividades socialmente aceitáveis) “Então tomou Jacó varas verdes de álamo e de aveleira e de castanheiro, e descascou nelas riscas” <->“E cresceu o homem em grande maneira, e teve muitos rebanhos, e servas, e servos, e camelos e jumentos” (Gênesis 30: 37 e 43).
Por fim Jacó se humilha diante Deus e acabou mostrando a cada um de nós que não é porque o irmão está maduro,  bem empregado, família em boa posição que não precisamos mais do nosso Deus! “Menor sou eu que todas as beneficências, e que toda a fidelidade que fizeste ao teu servo; porque com meu cajado passei este Jordão, e agora me tornei em dois bandos” (Gênesis 32: 10).
Irmãos façam como Jacó, tomam posse da benção, pois como vocês sabem, a palavra de Deus não volta vazia.“Assim será a minha palavra, que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei” (Isaías 55: 11).

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM
Em  Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


 Sexta feira 11 de janeiro de 2008                                                                              N.º 35 

Culto de libertação
Tema: “O temor a Deus é a porta aberta para a benção”
Levítico 24: 10 ao 16
“Aquele que blasfemar o nome do Senhor, certamente será morto; toda a congregação certamente o apedrejará. Tanto o estrangeiro como o natural, que blasfemar o nome do Senhor, será morto” (Levítico 10: 16).

As coisas não eram fáceis naqueles tempos, tudo era dente por dente e olho por olho e isto serve como um alerta para nós. “Não tomarás o nome Senhor teu Deus em vão; porque o Senhor não terá por inocente aquele que tomar o seu nome em vão” (Êxodo 20: 7).
Hoje as coisas são diferentes do passado, vivemos na dispençassão da graça, é a misericórdia de Deus que comanda tudo, mas a palavra é a mesma.
O Pastor lembrou do menino que gostava de assustar os outros através de alarme falso. O primeiro dia de trabalho em cuidar de ovelhas levantou três alarmes:
No primeiro e no segundo alarme o menino gritou falsamente: Olha o lobo! Veio socorro nesses dois alarmes. No terceiro alarme (o verdadeiro) até o seu grito foi diferente, pois realmente o lobo tinha aparecido porem, este menino havia perdido o crédito e ninguém veio socorrê-lo. Esta atitude nos mostra que o menino brincou com o que era sério.
Portando irmãos, quando gritarmos (clamar) ao nosso Deus é necessário que seja sério. “Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão; porque o Senhor não terá por inocente aquele que tomar o seu nome em vão” (Deuteronômio 5: 11).
O pastor lembrou dos movimentos evangélicos nos dias de hoje que são sem necessidade, por exemplo:
O sangue de Jesus é poderoso, isto nos trás a lembrança do menino que cuidava das ovelhas e fazia alarmes falsos. Jargões evangélicos, frases repehor Jeustidas, líderes de célula sem humildade para honrar a Igreja de Jesus em todos os seus âmbitos, exclusivismo, são alguns dos “pequenos pecados” que se tornaram tão enraizados na Igreja de Jesus a ponto de não serem perceptíveis aos olhos de quem carece de discernimento.
Irmãos guardem bem isso: Se o irmão está acostumado a falar o nome do Senhor toda hora, quando chegar a hora verdadeira a fé estará  fraca.
Portanto é preciso tomar muito cuidado quando formos usar o nome do Senhor, é necessário ser restrito ao respeito, e não falarmos seu nome em vão.
Por exemplo: Barraca Jeová, pousada Javé, tatuagem no corpo com o nome do Senhor Jesus e assim por diante.
Cuidado, não esqueça que ele é o nosso advogado, o nosso Juiz, o nosso Salvador. O nome do Senhor Jesus Cristo é muito sério.
Sabemos que o nosso Deus esta aqui, mas o que faz Ele nos ouvir é a fé, pois com a fé existe o respeito.
“Buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração” (Jeremias 29: 13).
O Pastor lembrou da frase bíblica “Deus Proverá”.
Só quando acreditamos que aquilo que precisamos Deus provera. Viver dizendo em vão que Deus proverá é simplesmente brincar com o nosso Deus.
Em Mateus (6), Cristo reafirmou aos seus ouvintes da época, e reafirma aos Cristãos de hoje, que Deus proverá as necessidades básicas daqueles que buscam seu reino.
Deus sempre provera quando precisamos e confiamos Nele as nossas necessidades. (Mateus 6: 32 ao 34).
O nosso Deus sempre nos deu prova que nos ama, e a maior prova foi quando deu seu filho único para nos salvar e também para nos mostrar que por um homem esbanjou o pecado a toda a humanidade, e por um homem (Jesus) fomos tirados das trevas e colocados na luz. “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3: 16).
Vejam como o nosso Deus é maravilhoso, isto prova que nada nos vai faltar, e sendo assim, em nossas necessidades é só clamar que Ele responde. “E invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás” (Salmos 50: 15).
Somos dependentes de Deus, Ele não depende de nós.
Por isso tem que ser grande o nosso cuidado de quando falarmos Dele. Por exemplo, músicas evangélicas:
Rítimo de música estimulando ao balanço, ao requebrado, isto na verdade se torna uma blasfema.
O Pastor perguntou: A musica não é para Deus? De quem é a gloria?
Qualquer musico que esta louvando na que seja para Deus tem que louvar ao Senhor, tem que fazer o louvor subir e agradar o coração do nosso Deus, pois cantar sem saber o que esta louvando ao Senhor não vale nada.
Muitas expressões usadas por nos são de forma errada, o correto é usar o nome do senhor para ser engrandecido, louvado e exaltado.
O Pastor lembrou da liberdade existente hoje nas salas de aulas, não há o mesmo respeito que havia em anos atrás, o governo que deu liberdade perdeu o respeito e assim também esta caminhando com as coisas de Deus. O nosso Deus, o nosso Cristo é e sempre será o Senhor.
Nunca devemos colocar o nosso Deus todo poderoso na altura do homem. 
Crê no amor de Deus, peça o que você precisar, mas saiba pedir “Pedis e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites” (Tiago 4: 3).
O Irmão vai orar? Trate o seu Deus com muito respeito, quando for falar com Deus use a reverencia, quanto mais reverencia, mais respeito, mais benção terá.
A oração é a descida de senhor para receber nossos pedidos.

WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM
Em Cristo
Mario A. Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:30

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Domingo 13 de janeiro de 2008                                                                                  N.º 36   
Culto de Louvor
Tema: “O nosso Deus não aceita cofinamento”
Atos 17: 16: ao 23
“E, tomando-o, o levaram ao Areópago, dizendo: Poderemos nós saber que nova doutrina é essa de que falas?” (Atos 17: 19).

Imaginem a situação do apóstolo Paulo, onde ele estava era um lugar que só tinha coisas das trevas, simplesmente estava em Atenas, o centro mundial dos deuses.
Em Atenas, o areópago era o tribunal onde se reuniam não só os magistrados, mas também os sábios e os literatos. Estando a pregar nas praças, Paulo foi conduzido ao areópago para, diante da assembléia, explicar a doutrina que pregava.
O Apóstolo Paulo estava cercado de adoradores de estátuas, mas teve capacidade para falar de um Deus verdadeiro, mas desconhecido daquele povo.
Pedimos ao nosso Deus que a sabedoria que foi dada a Paulo também nos seja dada para que tenhamos o mesmo discernimento do apóstolo em adorar um Deus único e verdadeiro.
O Pastor lembrou:
Que a mulher é a gloria do homem, o homem é a gloria de Cristo e Cristo é a gloria de Deus.
Hoje não é diferente, tem muita gente tentando diminuir o poder do nosso Deus através de adoração a ídolos.
Toda vez que pegamos alguma coisa para representar certamente estaremos limitando o nosso Deus em alguma coisa. “Não te encurvarás diante delas, nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam” <-> “e uso de misericórdia com milhares dos que me amam e guardam os meus mandamentos” (Êxodo 20: 5 e 6).
Uma estátua ou qualquer objeto de adoração depende de nós, se cair no chão quebra, se nós não tiramos a poeira fica suja, se não mudarmos de lugar lá fica até se acabar, logo é menor que nós, deveria ser maior que nós.
Uma coisa é certa, apesar de tudo as estátuas estão roubando a gloria do nosso Deus.
“Então Paulo, estando de pé no meio do Areópago, disse: Varões atenienses, em tudo vejo que sois excepcionalmente religiosos;” <-> “Porque, passando eu e observando os objetos do vosso culto, encontrei também um altar em que estava escrito: AO DEUS DESCONHECIDO. Esse, pois, que vós honrais sem o conhecer, é o que vos anuncio.(Atos 17: 22 e 23).
O Pastor perguntou:
Quem te deu a vida? Quem derramou o sangue?
Foi simplesmente o amor que fez tudo isso.
Se não dermos à devida gloria ao nosso Deus, certamente não entraremos no reino dos céus.
Outra coisa de suma importância é observarmos que a maior validade não é sermos curados e sim estarmos preparados para entrar no reino do céu.
Também foi lembrado da incredulidade daquele povo, do desejo insaciável pela idolatria, bastou Moisés demorar um pouco no encontro com o nosso Deus para que fosse feito um bezerro de ouro para adoração.
“Mas o povo, vendo que Moisés tardava em descer do monte, acercou-se de Arão, e lhe disse: Levanta-te, faze-nos um deus que vá adiante de nós; porque, quanto a esse Moisés, o homem que nos tirou da terra do Egito, não sabemos o que lhe aconteceu” (Êxodo 32: 1). (Ler Êxodo 32: 1 ao 35).
O Pastor lembrou que tem virtude porque é pregador, é escolhido por Deus, mas não é Deus. O apóstolo Paulo disse: Eu não sou Jesus Cristo, sou igual a vocês, com desejos e pecados.“De modo que, nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento” (1.º Corintios 3: 7).
O diabo usa de artimanhas para roubar a glória de Deus, tem pessoas que tem ídolos de todo tipo, desde um jogador de futebol até papai Noel. Isto nos deixa bem claro que o povo não quer ouvir a voz de Deus.
Somos um grãozinho de areia perto da grandeza do nosso Deus, mas se clamarmos verdadeiramente, o nosso Pai dá uma importância enorme.
Deus salva vida: Quando estamos em apuros clamamos e o Senhor escuta e resolve, mas quando tudo passa esfriamos com o nosso Deus.
Deus quer o nosso retorno, quer o nosso amor, pois Deus é só amor, portanto não podemos usar o nosso Deus como Aladim.
A bíblia diz que fomos ingratos com o nosso Deus, e isto entristeceu Seu coração.
Colocar nosso Deus num amuleto isto é ingratidão e acaba aborrecendo e entristecendo Seu coração.
Quando entendemos que em tudo é necessário a presença e o agir do nosso Deus, as coisas se tornam mais fáceis. “O Deus que fez o mundo e tudo o que nele há, sendo ele Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens;” <-> “nem tampouco é servido por mãos humanas, como se necessitasse de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, a respiração e todas as coisas;” (Atos 17: 24 e 25).
Portanto irmãos, o nosso Deus não é sorte, é Deus racional, é Deus poderoso, Ele nos fez e sabe o que está fazendo.

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PÁGINA:
WWW.GRUPODEHMENSMISSIONARIOS.COM
Em  Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@ 

Sexta feira 18 de janeiro 2008                                                                                     N.º 37      
Culto de Libertação
Tema: “Os meus olhos estão sobre os fiéis da terra”
Salmos 101: 1 ao 8
“Cantarei a benignidade e o juízo; a ti, Senhor, cantarei” (Salmos 101: 1).

Esta era a posição do rei, vejam a forma de como ele faz a colocação afirmando com total confiança como seria seu comportamento diante do Pai. “Não porei coisa má diante dos meus olhos; aborreço as ações daqueles que se desviam; nada se me pegará” (Salmos 101: 3).
Não despenderei momentos preciosos em ler o que não terá proveito nenhum para mim, e que apenas me impedirá de ser útil a outros. Devotarei tempo e pensamentos em adquirir habilidade para o serviço de Deus fúteis e pecaminosas. Fecharei meus olhos às coisas fúteis e pecaminosas.
Davi chama a atenção de cada um de nós, faz com que sentimos a responsabilidade do rei no meio do seu povo, e isto serve de exemplo para nós pastores, obreiros e chefes de famílias. Ele falando percebe-se que às vezes estamos passando momentos difíceis devido à escolha errada; esta foi à responsabilidade do rei e a nossa?
È para a gente pensar: De repente estamos parecidos com aos infiéis devido o nosso comportamento errado.
O Pastor disse: Sei que é difícil falar NÃO, mas é uma atitude maravilhosa.
A fofoca é um grande mal, nunca podemos falar do outro, não esqueçamos que o nosso Deus também o ama. “Orar sim, difamar nunca”.
Portanto as pessoas de coração orgulhoso e de olhos insolentes não agradam os olhos do nosso Deus. “Aquele que difama o seu próximo às escondidas, eu o destruirei; aquele que tem olhar altivo e coração soberbo, não o tolerarei” (Salmos 101: 5).
Porque não diga não ao erro? Aprenda a dizer NÃO, nunca fique no mais ou menos, o que não presta não presta, aprenda a dizer não especialmente para você.
Nunca devemos ficar tímidos em dizer NÃO para alguém.
O salmista Davi nos mostra que tomou sua decisão perante a Deus, e esta decisão está nos ensinado como devemos agir quando as coisas erradas e pecaminosas surgirem em nossa frente.
O Pastor lembrou do programa de televisão Big Brother.
“Lá dentro vale tudo, sem se importar se os valores humanos e cristãos acabam na lixeira e a sociedade termina num suicídio coletivo. Para reforçar a dose, alguns meios de comunicação incentivam a degradação com títulos provocantes: «Big Brother faz festa erótica com dança do poste e muita bebida” (pequeno texto de crítica feito por um jornal evangélico).
Irmão, se você assiste programas desta natureza, reflitam neste salmo e daqui para frente deleta de sua vida todas estas coisas que nada lhe acrescenta, pois essas coisas somente entristecem os olhos do nosso Deus.
No convívio social não é diferente, somos nós que temos que tomar a decisão, o nosso Deus já fez a sua parte, cabe a nós escolher entre a benção ou maldição, ser de Cristo ou das trevas.
Vejam como a disputa é ingrata, o mundo tem muitas coisas para oferecer e o Senhor Jesus Cristo só tem uma que é a salvação, com toda a certeza é a mais importante, só que o homem pela sua natureza carnal/material, não se preocupa, pois ele sempre acha que não está na hora.
Por isso é que o caminho é estreito, só entrarão aqueles que foram lavados pelo sangue do Senhor Jesus Cristo.
O importante é mantermos nossa lealdade.
O que aprendemos com estes conselhos de Davi?
Aprendemos que esta responsabilidade é nossa, que cada um de nós tem que deixar o egoísmo e seguir os conselhos do Senhor Jesus Cristo. Para um homem “negar a si mesmo” totalmente, deverá renunciar completamente suas luxúrias ou desejos carnais. “Então, disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz, e siga-me” (Mateus 16:24).
Vamos cuidar bem de nossas vidas e das vidas de nossas crianças, vamos colocar limites não dando liberdade na televisão, vídeos, cinemas e internet, pois total liberdade nessas coisas não trará benefícios a ninguém. Deus conhece os nossos pensamentos, antes mesmos de falarmos o Senhor já leu, por isso não vamos deixar a nossa mente se encher de lixo. “Sem que haja uma palavra na minha língua, eis que, ó Senhor, tudo conheces” (Salmos 139: 4).
O Pastor lembrou que o final está próximo, que o tempo de se tomar decisão está cada vez mais se encurtando. Aquele que ainda não tomou a decisão até o momento se esforce, e a partir deste momento acate os conselhos do salmista Davi e passe a ser ma nova criatura voltada para plena obediência ao nosso Deus.
Não entristeça o coração do nosso Deus, cante louvores para Ele. “Cantarei a benignidade e o juízo; a ti, Senhor, cantarei” (Salmos 101:1).
Mude sua vida, cante louvores, e nunca se esqueça que tudo que pedir com fé, certamente receberá. “E tudo quanto pedirdes em meu nome, eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho” <-> “Se me pedirdes alguma coisa em meu nome, eu a farei” (João 14: 13 e 14).

ET: Este trabalho e os demais se encontram na página:
www.grupodehomensmissionarios.com
Em Cristo
Mario Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@ 

Domingo 20 de janeiro 2008                                                                                     N.º 38 

Culto de Louvor
Tema: “Amando a Deus estará incluindo a vida do outro”
Êxodo: 20: 13
“Não matarás” (Êxodo 20:13)

No livro do Gênesis há um episódio muito triste e doloroso: a história de Caim e Abel. Ambos irmãos ofereciam sacrifícios a Deus, mas Caim oferecia o pior, enquanto Abel oferecia a Deus os melhores cordeiros do rebanho. Por isso, o fumo do sacrifício de Caim não subia ao céu, enquanto que o de Abel era agradável a Deus e subia ao céu. Caim sentiu inveja de seu irmão, convidou-o a passear pelo campo e com uma queixada de animal o matou.
Deus amaldiçoou a Caim por ter derramado o sangue de um homem inocente. O sangue inocente grita vingança ante Deus e Caim viveu errante durante o resto de sua vida, cheio de remorsos.
O quinto mandamento não só ordena “não matar”; mas também proíbe as brigas, agressões, invejas etc., e, sobretudo, ordena o respeito e o cuidado com a vida humana, que é um dom de Deus.
Deus é o Senhor da vida, portanto a nossa foi Ele que nos deu.
O pastor lembrou que tempos atrás os erros eram contornados através da justiça, hoje as coisa é resolvida com violência, você errou, você vai morrer.
È necessário procurarmos entender um pouco mais o nosso próximo, mesmo numa traição nunca devemos pensar em tirar a vida do outro.
A situação está difícil? Praticamente impraticável? Clame a Deus, Ele é o Senhor da vida.
Lembrança importante: O homem não tem direito em tirar a vida do outro, mas é só olhar os anúncios que veremos abortos e atentados todos os dias. Quem somos nós para rejeitar uma criança?
O Pastor lembrou de uma criança nascida encefálica (sem cérebro), pela ciência não teria condições de vida, mas esta criança se manteve viva vários dias. Isto nos dá prova que com cérebro ou sem cérebro a vida depende de Deus, o Senhor querendo haverá vida, pois a vida vem Dele.
Guerra, violência, pena de morte são evidentes sinais de finais dos tempos.
Em lugar algum a Bíblia fala de um avivamento na época dos tempos finais. Pelo contrário, ela diz que o período que antecederá a volta de Cristo será caracterizado por uma crescente apostasia, por engano e sedução religiosa. Injustiça e zombaria aumentarão enquanto o amor esfriará em quase todos os corações. E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará” (Mt 24.12).
Ninguém quer ser bandido, a mente vazia é depósito de lixo, o maior amor depois de Deus é o amor ao próximo que é o segundo maior mandamento.
Quem é o próximo que o mandamento nos manda dar amor? Cada um de nós é diferente do outro.
O Senhor Jesus acrescentou mais coisas para nós. “Eu, porém, vos digo que todo aquele que se encolerizar contra seu irmão, será réu de juízo; e quem disser a seu irmão: Raca, será réu diante do sinédrio; e quem lhe disser: Tolo, será réu do fogo do inferno” (Mateus 5: 22). (Ler Mateus 5: 21 até 26).
Os insultos foram mencionados no final do versículo 22. Jesus nos adverte contra o chamar a nosso irmão de raca (provavelmente o equivalente à palavra aramaica que significa “oco”) ou more (a palavra grega para “tolo”). Parece que “raca” é um insulto à inteligência da pessoa, dizendo que ela é “cabeça-oca”, e os comentaristas rivalizam-se entre si, propondo paralelos, tais como “pateta”, “estúpido”, “parvo” ou “cabeça-dura”!
Zombar de alguém é um momento delicado, é escarnecer, e tirar o brilho da outra pessoa, ou seja, tirar a vida dessa pessoa. Qualquer desmerecimento é pecado.
Acontece hoje entre os evangélicos: Você namora e casa, de repente recebe bilhete anônimo dizendo que você merece um companheiro ou companheira melhor, pois o seu conjugue está praticando adultério. Tratando do ser humano logicamente surgirá um desejo no coração de destruição para aquela pessoa.
O Pastor lembrou de outro fato: Constrangimento em excluir uma pessoa por causa (acepção).
Não devemos zombar de ninguém e nem fazer separação, o que devemos fazer é não aceitar o pecado.
Hoje em dia há certo partidarismo entre as igrejas cristãs, dentro e fora delas e ainda entre igrejas de mesma denominação. Esta situação entristece o coração de Deus. Por que temos agido com indiferença em relação às pessoas de outras denominações ou religiões diferentes da nossa? Deus ama os pecadores, ele abomina o pecado. Quantas vezes nos enchemos do orgulho de sermos “crentes” ou “cristãos” e julgamos as pessoas pela aparência ou pelo o que elas praticam.
Também foi lembrado de pessoas afeminadas que aceitaram o Senhor Jesus Cristo sendo lavados pelo se sangue, casaram e hoje constitui famílias sendo abençoados por pelo nosso Deus. “Mas Deus dá prova do seu amor para conosco, em que, quando éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nós” (1.º Romanos 5: 8).
Deus ama a todos aqueles que nele crê, nosso Pai não vê pele, cor, raça, mas vê o coração. Mas o Senhor disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a grandeza da sua estatura, porque eu o rejeitei; porque o Senhor não vê como vê o homem, pois o homem olha para o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração”(1.º Samuel 16: 7).
Outra acepção lembrada: Depreciar as pessoas pela qualidade de vida que você tem, o Pastor deu o exemplo de Nabucodonosor
Serviu como uma lição provando o nosso Deus é o único pelo qual é o criador do céu e da terra e de todas as coisas. “Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; agindo eu, quem o impedirá?” (Isaías 43: 13).
Deus nos amou quando éramos pecadores e seu inimigo.
Nosso Deus deu o cordeiro quando não éramos merecedores.
O Pastor frisou que foi de grande importância o que foi dito nesta noite, trata-se de um assunto muito sério, pois tratamos de vida, poder que só o nosso Deus tem para dar e tirar.

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM 
Em  Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21: 31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@ 

Terça feira 22 de janeiro de 2008                                                                                  N.º 39    
Culto da família <-> Deus salva a família <->
Tema: “Busque viver enraizado na Palavra de Deus”
Hebreus 2: 1 a 4
“PORTANTO, convém-nos atentar com mais diligência para as coisas que já temos ouvido, para que em tempo algum nos desviemos delas” (Hebreus 2: 1).

Se não ficarmos firmes na verdade da palavra de Deus e muito bem enraizados, corremos riscos de sairmos de Sua presença.
Não podemos desgarrar da palavra, somos como um barco de navegação se está parado temos que apoitar, porque se não vem o vento e ficamos na deriva.
Quem conhece a palavra de Deus e está enraizado não corre o risco.
A Pastora lembrou de Consuelo González, de 57 anos, quando do reencontro com suas filhas em Caracas em 10 de janeiro, seis anos e quatro meses depois de seu seqüestro. Estas crianças perderam o contato com a mãe nada menos que seis anos.
Assim somos nós, se firmarmos em Sua palavra, manteremos contato com Deus diariamente, passamos a conhecê-Lo melhor, passamos a ter intimidade com Ele. Tendo intimidade com o nosso Deus nos não queremos outro a não ser Ele.
A palavra é o alimento que renova, alimenta e dá a consistência na fé.
Nós devemos ser como as crianças, assim como elas não dormem sem o bichinho de pelúcia, fraudinha ou travesseirinho, nós não dormimos sem sentir a presença de Deus. “E os teus ouvidos ouvirão a palavra do que está por detrás de ti, dizendo: Este é o caminho, andai nele, sem vos desviardes nem para a direita nem para a esquerda” (Isaías 30: 21).
Você sempre vai ouvir esta palavra: O verbo se fez carne! Verbo igual à palavra, palavra igual a Jesus.
O Senhor Jesus Cristo habita dentro de nós, para isso temos que buscar andar conforme sua palavra. “Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho” (Salmos 119: 105).
 Se tiver trevas haverá luz. “A entrada das tuas palavras dá luz, dá entendimento aos símplices” (Salmos 119: 130).
Por mais simples que a pessoa seja, se apegando na palavra de Deus ela vai ter entendimento.
Todos nós temos entendimento para falar com Deus na Palavra, ele trás benefícios para nossas vidas. “Em verdade, em verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna e não entra em juízo, mas já passou da morte para a vida” (João 5: 24). Quem se apega na palavra de Deus se educa e transforma e tem a vida eterna. (Ler Romanos 10: 13 ao 17).
Queiram ou não queiram a palavra de Deus vai ser pregada até os confins do mundo.
Portanto irmãos, o Senhor Jesus Cristo está voltando, não fique parado, se movimente, faça alguma coisa para que quando ele voltar você ser incluso. “Escondi a tua palavra no meu coração, para não pecar contra ti” (Salmos 119: 11). Guarde em teu coração a Palavra, pois ela afugenta o inimigo e cura o doente “Enviou a sua palavra, e os sarou, e os livrou da destruição” (Salmos 107: 20).
No momento de perigo o inimigo vem perturbar, esta palavra repreende o mal. Ela modifica, transforma um mal caráter, do nada o nosso Deus faz um Pastor, um missionário, um pai de família.
A Pastora lembrou de Jó, do seu grande sofrimento e mais uma vez nos foi mostrado que o nosso Deus na hora certa toma o controle de qualquer situação.“Pois eu sei que o meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a terra” (Jó 19: 25).
A palavra de Deus derrota a tentação e nos traz esperança, libera pureza em nossas mentes. “A exposição das tuas palavras dá luz; dá entendimento aos simples” (Salmos 117:130).
Se você não está enraizado na Palavra de Deus, procure rapidamente se enraizar, pois assim com toda a certeza o milagre vai acontecer em sua vida.
A Palavra gera vida eterna, então não tem porque não ficarmos enraizados.
A Pastora lembrou que Deus criou o mundo através da sua palavra, Ele falava e as coisas existiam. Veja o exemplo da luz. “Disse Deus: haja luz. E houve luz” (Gênesis 1: 3).

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PÁGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM
Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@ 

                                                     

Sexta feira 25 de janeiro 2008                                                                        N.º 40                   

Culto de libertação
Tema: “Os dois lados: carnal e espiritual”
Colossenses  3: 5 ao 11
“Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a prostituição, a impureza, a afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria” (Colossenses 3: 5).

O apóstolo Paulo está nos chamando atenção quanto das práticas imorais. 
Ele nos alerta que estas coisas comandam o mundo, e que sendo nós novas criaturas, somos a cruz do mundo, logicamente não devemos estar debaixo destas coisas.
Prostituição: Trato sexual com outra ou outro distinto do próprio cônjuge, em troca de dinheiro ou em outra forma de pagamento. Na antiguidade houve inclusive a prostituição sagrada. Os profetas, assim como recorreram à imagem do matrimônio para expressar a intimidade de Deus com seu povo, também empregaram a de prostituição como expressão da infidelidade (Oséis 2; Êxodo 16: 26; ver também Apocalípse 17: 1 e 19: 2).
Impureza: Qualidade do que é impuro; coisa impura; o que perturba a pureza de qualquer substância; impudicícia.
Afeição: Sentimento de ternura e amizade; afecto; dedicação.
Concupiscência: Desejo ou apetite excessivo. Geralmente se entende do relacionado com a inclinação sexual, embora abarque também os outros âmbitos. A concupiscência é apresentada na Bíblia como causa de pecado.
Avareza: Apego excessivo ao dinheiro; mesquinhez; sovinice.
Dentro do homem existem duas forças, aquela que sobressair será a vencedora, e com base nessas forças o Pastor lembrou de um certo conto que dizia o seguinte: Um velho índio descreveu certa vez em seus conflitos internos: "Dentro de mim existem dois cães, um deles é cruel e mau, o outro é muito bom e dócil. Os dois estão sempre brigando..." Quando então lhe perguntaram qual dos cães ganharia a briga, o sábio índio parou, refletiu e respondeu: “Aquele que e eu alimentar” Quem alimenta o ódio atira fogo ao próprio coração.
Esta historinha não tem nada a ver com a Palavra de Deus, pois pela Palavra existe um juízo.
O apóstolo Paulo disse que os desejos carnais estão batalhando entre de nós, e que o domínio é inteiramente nosso, nosso Deus deu a nós a livre escolha.
O Pastor lembrou que uma pessoa traumatizada é uma pessoa furiosa, capaz de fazer coisas espantosas, ela precisa do domínio, o autodomínio que vem através do Senhor Jesus Cristo.
Podemos fazer alguma coisa? Se a pessoa quiser sim, mas se não quiser, nada podemos fazer.
È coisa grave? Descanse na mão de Deus, para que a magoa não entre em tua alma, pois verdadeiramente temos dentro de nós uma batalha.
Se não perdoarmos, não seremos perdoados, muitas das vezes as pessoas não querem perdoar as outras, elas vão à igreja, canta louvores, mas seu coração não está bem, seu perdão não houve, não liberou perdão.
Portanto irmãos, nós cristãos devemos tomar muito cuidado, o que não podemos não devemos fazer.
Impureza: Entra um monte de coisas, o melhor é você não conhecer este lado.
Paixão: A única e verdadeira paixão que existe é de Cristo, ele nos amou tanto que morreu por nós.
O apóstolo Paulo, apaixonado por Jesus Cristo, diz com razão: "Porque o amor de Cristo nos constrange" (2.º Corintios 5:14-a); já outro tipo de paixão só nos trará problemas.
O nosso Deus nos deixou o domínio e a livre escolha; Caim não procurou se dominar e fazer o certo, ele ficou magoado (ouve inveja) e se vingou do irmão. “Então disse Caim ao SENHOR: É maior a minha maldade que a que possa ser perdoada” (Gênesis 4:13).
Portanto irmãos, as duas vontades estão dentro de nós, a carnal e espiritual, logicamente se partirmos para a vida espiritual será o caminho estabelecido por Deus, mas o alimento do desejo carnal é muito grande e faz com que
Você se afaste da busca do alimento espiritual. “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; <-> Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra” (2.º Timóteo 3: 16 e 17).
Nós temos que ter a virtude de falar não para você e sim procurar sempre agradar a Deus e não agradar mundo. “Deleita-te também no SENHOR, e te concederá os desejos do teu coração” (Salmos 37:4).
Pergunte a você: Será que eu quero alimentar a inveja?
Não se esqueça que ao alimentar destas coisas estará alimentando o inimigo.
Quando o nosso Deus mandou aquele anjo avisar o rei Josafá que a batalha era Dele, também está dizendo a mesma coisa para nós. “E disse: Dai ouvidos todo o Judá, e vós, moradores de Jerusalém, e tu, ó rei Jeosafá; assim o SENHOR vos diz: Não temais, nem vos assusteis por causa desta grande multidão; pois a peleja não é vossa, mas de Deus” (2.º Crônicas 20: 15). Isto nos mostra mais uma vez que existe um juízo final.
Aprenda a não alimentar a carne, alimente a Deus! – Está algo incomodando feche a janela. “E, se a tua mão te escandalizar, corta-a; melhor é para ti entrares na vida aleijado do que, tendo duas mãos, ires para o inferno, para o fogo que nunca se apaga”(Marcos 9: 42).
Como já foi dito anteriormente, temos dentro de nós dois desejos; espiritual e o carnal, o mais forte já sabe que é o carnal porque é do mundo.
Se estivermos em Cristo nós dominamos o extinto carnal, matamos o que é terreno e passamos a dar ênfases ao que é de Deus. “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma” (1.º Corintios 6:12).
O Pastor encerrou lembrando da história do índio: Qual lado que sobressai? Você é quem sabe! “E vos vestistes do novo, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou” (Colossenses 3:10).
Este trabalho se encontra na página:

www.grupodehomensmissionarios.com
Mario A. Cabestre
Em Cristo
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.

Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Domingo 27 de janeiro 2008                                            N.º 41                           

Culto de Louvor                                    

Tema: “A língua é uma flecha mortífera”
Gênesis 9: 7 e 8
“Portanto assim diz o SENHOR dos Exércitos: Eis que eu os fundirei e os provarei; pois, de que outra maneira procederia com a filha do meu povo?” <-> “Uma flecha mortífera é a língua deles; fala engano; com a sua boca fala cada um de paz com o seu próximo, mas no seu coração arma-lhe ciladas” (Jeremias 9: 7 e 8).

Através do poder da palavra/língua o mundo faz terrorismo, assim também parte da juventude é perdida por causa da palavra.
Por exemplo: Você esta vestido com roupa diferenciada, se eu não gostei e só pensei nada acontece, pois nos não conseguimos ler o pensamento do outro, porem se eu falar que não gostei, a dor é grande, isto nos mostra que a palavra pode maltratar a alma. Numa briga corporal de duas pessoas os ferimentos são nos corpos; já uma palavra mal colocada fere a alma.
O Pastor pediu para ler (Tiago 3: 1 ao 12), vejam que os 12 versículos falam do poder desse pequeno órgão chamado de língua. Porque Tiago escreveu tudo isso? Porque a língua é poderosa vem do velho testamento e entra no novo.
Quem ensina tem que tomar muito cuidado, ensinar é de grande responsabilidade, não importa a nossa fala, nosso tamanho e nem nossa cultura.
Nós seres humanos somos dominantes, o nosso Deus nos deu o domínio, por isso o homem domina todos os animais da terra. E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra” (Gênesis 1: 26).
O Pastor lembrou que pessoas traumatizadas receberam uma palavra de destruição em sua vida, a palavra tem força, tem poder tanto para fora como para dentro.
A mesma coisa acontece com a beleza, muitas das vezes a pessoa tem beleza externa mas quando abre a boca não dá para ficar perto, pos sua língua está inflamada pelo inferno.
Assim também a língua é um pequeno membro, e gloria-se de grandes coisas. Vede quão grande bosque um pequeno fogo incendeia” <-> “A língua também é um fogo; como mundo de iniqüidade, a língua está posta entre os nossos membros, e contamina todo o corpo, e inflama o curso da natureza, e é inflamada pelo inferno” (Tiago 3: 5 e 6).

È um mal incontrolável porque é indomável, e isto prejudica a família, a igreja e o serviço; ele ataca com ingratidão. Você não gostou? Quer vingar?  Certo é de todas as formas segurar a língua.

 “Mas nenhum homem pode domar a língua. É um mal que não se pode refrear; está cheia de peçonha mortal” (Tiago 3: 8).

O Pastor lembrou que o Senhor Jesus Cristo não precisou ofender ninguém e ele é o Senhor, Sacerdote Real. “ORA, a suma do que temos dito é que temos um sumo sacerdote tal, que está assentado nos céus à destra do trono da majestade” (Hebreus 8: 1).

Maria Madalena estava para ser apedrejada quando Jesus interferiu a seu favor sem praticamente nada falar. O Senhor Jesus Cristo mostrou que para repreender alguém não é necessário agredir fisicamente ou com palavras de ofensas. Por isso é que existe calunia até mesmo na igreja (cuidado com a língua fiada).“Isto diziam eles, tentando-o, para que tivessem de que o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, escrevia com o dedo na terra” <->“E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se, e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela” (João 8:7). (Ler João 8: 1 ao 11).

A língua tem poder da vida e da morte.

Irmão use sua língua para falar coisas bonitas, para levantar as pessoas, veja os médicos mudaram seus costumes para que você não morra antes da hora, os pacientes saem mais conformados. “A morte e a vida estão no poder da língua; e aquele que a ama comerá do seu fruto” (Provérbios 18: 21).

Procure pensar que cada dia é o Senhor que oferece, pense com alegria que o Senhor vai providenciar tudo do melhor para você. Nunca diga que você é uma porcaria (palavra de maldição), não escolha seu destino derrotado.

Deus fala que você é vencedor! Depende tudo de você!

Seja sábio ao dirigir sua palavra para você e para os outros.

Lembra irmão que a língua branda, suave, tranqüila, tem o poder de desarmar o inimigo. “Pela longanimidade se persuade o príncipe, e a língua branda amolece até os ossos” (Provérbios 25: 15).

Agora vocês já imaginaram a língua não branda, a língua de um linguarudo que fala maldição para todo o mundo?

O Pastor ressaltou que o inimigo trabalha onde somos fracos, então cutuca a vida inteira.

Não se zangue com Deus, Ele nunca se zangará contigo, pois o nosso Deus é amor.

Se você não abrir sua boca para abençoar, também não a abra para amaldiçoar. “Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar” (Tiago 1: 19).

No livro de Lucas capítulo 4 em diante vemos o Senhor Jesus recusar às tentações de Satanás. Sendo assim, Jesus nos oferece um exemplo e a Fonte para vencer a tentação. Primeiro, Jesus nos oferece um exemplo. Em cada um deles, Jesus confronta a tentação com a Palavra de Deus. Quando Satanás tentava O enganar, Jesus permaneceu nas Escrituras. Ele citou a Bíblia. Ele obedeceu a Bíblia. A Bíblia foi uma espada poderosa nas mãos do Filho do Homem. Com ela, Ele destruiu qualquer racionalização que o inimigo poderia jogar sobre Ele. Quando Satanás tentou enganar Jesus citando, também, as Escrituras (fora de contexto), Jesus simplesmente citou as Escrituras dentro do contexto certo. Jesus é nosso exemplo de como vencer a tentação. Nós temos a mesma arma que Jesus usou para vencê-la.
As raposas têm as suas tocas, diz Ele, e as aves dos céus os seus ninhos, mas o Filho do Homem, isto é, Cristo, não tem onde reclinar a cabeça. Quando finalmente deixou repousar a cabeça sobre a cruz, entregou o espírito. “E, quando Jesus tomou o vinagre, disse: Está consumado. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito” (João, 19: 30).
O Pastor nos alertou que muitos entram para o suborno para ganhar casa, carro e acabam perdendo tudo. Por isso é que não devemos aceitar tais tipos de desafios. Nesta vida não são poucos os que sonham com grandezas, sonham com o poder. Quando chegam a vereador, querem ser prefeitos; quando chegam a deputados, querem o governo do Estado; Quando chegam a deputado federal, ou a senador, passam a aspirar a presidência da república. Não há mal nenhum nisso, diga-se de passagem. O mal, entretanto, está no fato de dar mais valor a isso do que à própria vida, ou à vida de seus súditos, aos seus governados. Ora, para aquele que está entre os vivos há esperança (porque melhor é o cão vivo do que o leão morto). (Eclesiastes 9: 4).
Portanto irmãos, se alguém falou uma palavra forte você deve cancelar repreendendo-a, e se o irmão falar para si mesmo cancele de imediato e peça perdão.
Nós somos de Deus, e o que deve sair de nós é somente bênçãos.
 
ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM 

Em  Cristo
Mario A. Cabestre 
“O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor” Provérbios 21: 31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Sexta feira 01 de fevereiro de 2008                                                                          N.º 42 

Culto de libertação
Tema: “A inveja é podridão para os ossos
Provérbios 30: 14
“Há uma geração cujos dentes são espadas, e cujas queixadas são facas, para consumirem da terra os aflitos, e os necessitados dentre os homens” (Provérbios 30:14).

Dos sete pecados capitais, certamente a inveja é um dos mais presentes no mundo. Em maior ou menor intensidade, de maneira explícita ou camuflada, a inveja penetra grande parte das relações do homem.
A pessoa que tem quase não percebe que se tornou uma pessoa antipática e não muito querida, na verdade passa a ser uma pessoa esquisita.
Quando adquirimos a tendência de comparar com alguém e tentamos sobressair sobre os outros, simplesmente estamos se tornando invejosos.
Pessoas invejosas são aquelas que seus olhos não param está sempre procurando.
Alem da inveja entra a crítica e a pessoa acaba perdendo sua identidade e passa a considerar-se melhor que os outros, e sem perceber passa a lançar coisas malignas em cima do invejado.
O Pastor lembrou que Saul era o Rei, não havia necessidade de se preocupar com Davi, mas a inveja tomou conta do coração de Saul. “Então Saul se indignou muito, e aquela palavra pareceu mal aos seus olhos, e disse: Dez milhares deram a Davi, e a mim somente milhares; na verdade, que lhe falta, senão só o reino?” (1.º Samuel 18: 8).
O Pastor alertou da necessidade de cada um de nós em nosso cotidiano (trabalho, escola, família, igreja) procurarem sentir como estamos vendo as pessoas, caso o irmão note alguma ponta de inveja em seu coração, por favor, tira fora, pois isso não leva em nada.
Trata-se de um campo perigoso, tem família enterrada financeiramente por causa da inveja.
Nós somos o que somos, o que vai fazer a gente sobressair é Deus, por isso em tudo procure dar graças a Deus. “Regozijai-vos sempre” <-> “Orai sem cessar” <-> “Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco" (1.ª Tessalonicenses 5:16 ao18).
Tenha os seus olhos em Cristo, fixa os seus pensamentos no Senhor não importando o que está acontecendo em sua volta, por isso sempre tenha o Senhor Jesus Cristo como teu referencial. “POR isso, irmãos santos, participantes da vocação celestial, considerai a Jesus Cristo, apóstolo e sumo sacerdote da nossa confissão,” (Hebreus 3: 1).
No mundo aumentou e muito a calunia, o roubo, a inveja, ao invés do referencial Jesus cristo as pessoas procuram imitar as pessoas que são o inverso de Cristo.
Estas pessoas acabam se esquecendo que um dia vai chegar o juízo final através do Senhor Jesus Cristo que hoje é o nosso advogado, mas amanhã será o Juiz.
O Pastor lembrou de uma história que envolveu um preso famoso e um advogado que estava iniciando a carreira. O preso rejeitou o novo advogado, por mais que este insistisse o preso não o aceitou e procurou um outro mais experiente.
Aconteceu que este outro experiente não se dispôs a atendê-lo e o preso acabou ficando sem o advogado do nível que procurava.
No decorrer dos anos se aproximou o julgamento; o preso precisando urgente ser defendido procurou o primeiro advogado antes jovem e inexperiente, e este respondeu o seguinte: Prezado cidadão, naquela época minha função era defender, mas agora é julgar, pois eu serei o Juiz no dia do teu julgamento.
Irmãos, este pequeno exemplo serve para mostrar que assim será com o nosso Senhor Jesus Cristo, hoje nosso advogado, amanhã será o juiz.
O nosso pensamento, a nossa vida tem que estar em Cristo.
A pessoa com inveja não vive, não tem alegria e tem sua saúde afetada, não é bem quista em lugar algum. “O sentimento sadio é vida para o corpo, mas a inveja é podridão para os ossos” (Provérbios 14: 30).
A Bíblia diz: Estais contentes! Porque tanta preocupação! “Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que havemos de comer? ou: Que havemos de beber? ou: Com que nos havemos de vestir?” (Mateus 6: 31).
O Pastor lembrou da passagem bíblica onde o profeta Eliseu foi zombado pelos jovens. (Cuidado com os filhos de Deus!)
Os ateus têm um costume de interpretar a bíblia de modo que tudo saia do jeito que eles querem pra poder dizer a todos que evangélicos são burros, os ateus não atentam para os fatos históricos contido nas passagens.
ELISEU PERANTE O POVO:
Eliseu ainda era visto por alguns como o assassino de Elias, já que foi o ultimo a estar com ele. E ainda é assim hoje em dia, se a mulher morre num fato estranho o marido é o suspeito numero um.
Pois como Elias e Eliseu andavam juntos, haviam pessoas que achavam que ele era um assassino....
ELISEU PERANTE DEUS:
Eliseu havia tomado o lugar de Elias, Eliseu agora era a boca pela qual o Senhor falaria ao povo, estava constituído de poder, estava a serviço de Deus, ele era o representante de Deus perante o povo, o sucessor de Elias!!
“Então subiu dali a Betel; e, subindo ele pelo caminho, uns meninos saíram da cidade, e zombavam dele, dizendo: Sobe, calvo; sobe, calvo!” <-> “, virando-se ele para trás, os viu, e os amaldiçoou em nome do Senhor. Então duas ursas saíram do bosque, e despedaçaram quarenta e dois daqueles meninos” (2.º Reis 2: 23 e 24).
Portanto irmãos, os invejosos estão sempre contra a vontade do nosso Deus, mas aqueles que estão de acordo com a vontade do nosso pai suas forças sempre serão renovadas. “mas os que esperam no Senhor renovarão as suas forças; subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; andarão, e não se fatigarão” (Isaías 43: 31).
Deus sempre deu, Deus dá e continuará dando “GRAÇA e FORÇA” para os humildes!
 
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario A. Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Domingo 03 de fevereiro de 2008                                                                            N.º 43  

Culto IEQ Borda da Mata MG – 1.º domingo do mês (ceia)
Tema: A igreja que não ora e não intercede não, reina!”

Atos 9: 36 ao 43
“Mas Pedro, tendo feito sair a todos, pôs-se de joelhos e orou; e voltando-se para o corpo, disse: Tabita, levanta-te. Ela abriu os olhos e, vendo a Pedro, sentou-se” (Atos 9: 40).

Pedro nunca abandonou o Senhor Jesus Cristo, sempre foi determinado, sabemos que passou momentos de precipitações agindo com suas próprias forças quando cortou a orelha daquele soldado e quando interpelado negou o Senhor Jesus Cristo.
Depois Pedro se encheu do Espírito Santo e Deus mostrou mais uma vez que Ele age naquele que tem coragem.
No caso da menina Tabita, por exemplo, Pedro foi chamado para um caso impossível para o homem, mas possível para o nosso Deus.
Tabita estava morta, mas quando acreditamos em Deus até mesmo os mortos sobrevirá, Pedro agiu com seu coração.
O Pastor lembrou de uma situação difícil na cidade de Barbacena MG, ele pastor estava iniciando no ministério e sem dúvida nenhuma ficou apavorado ao deparar com um homem tomado pelo demônio.
O Pastor lembra que procurou falar com Deus perguntando como seria esta autoridade e de imediato o Senhor respondeu que ele ficasse sozinho com este homem e em pouco tempo fez uso da autoridade de Jesus Cristo e o ouve a libertação.
Pedro pediu para sair a todos porque o seu coração pediu, isto pode acontecer quando você substituir o choro pela esperança e passar a confiar.
O que quero para a minha vida?
È normal à gente achar ruim quando acontece qualquer coisa, se esquecendo que as coisas não acontecem só por acontecer, e sim porque muitas das vezes existe a permissão de Deus para que haja de nossa parte perseverança, vigilância e gratidão.Perseverai na oração, velando nela com ações de graças” (Colossenses 4: 2).
As pessoas aceitam mais a parte negativa (satanás) do que a parte positiva.
Pedro estava no Espírito, não deixou a carne tomar conta, pois a emoção carnal no sentido razão é achar que se trata da vontade de Deus, mas acontece que o nosso deus não enxerga desta forma, Ele simplesmente quer agradar o nosso coração.
O Espírito Santo deva ter falado: Pedro vai lá e ressuscita esta mulher para que as pessoas vejam o Meu poder.
Acreditando no poder de Deus e na fé sua vida passa a ser diferente. “Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado” (Marcos 16: 16).
Vejam que Pedro não consultou ninguém, ele apenas ouviu o Espírito Santo e passou a agir na realidade de Deus, com nós não é diferente basta agirmos nesta realidade e não se abalaremos com quaisquer notícias.
Pedro nada argumentou, ao pedir para ficar sozinho com a doente ele estava usando a razão, esta é a razão do Espírito Santo que nós devemos ficar em qualquer situação.
O Pastor citou como exemplo os nossos antepassados na peregrinação no deserto. Qual era a razão? A razão era a terra prometida. E porque tinha gente nela?
Também foi lembrado dos sinais de Moisés para mostrar os poderes de Deus e que os mágicos de Faraó também faziam para mostrar os poderes dos seus deuses. “Pois cada um deles lançou a sua vara, e elas se tornaram em serpentes; mas a vara de Arão tragou as varas deles” (Êxodo 7: 12).
Pedro agiu certo, em sua oração pediu permissão para Deus, pois na área espiritual temos que solicitar permissão do Pai, mesmo sabendo que é coisa feita pelo diabo.
Temos que ter sabedoria dada pelo Espírito Santo.
Também foi lembrado de Abraão orando (falando com Deus) na intercessão aos habitantes de Sodama.
Então, Abraão ficou sabendo que Ló também poderia morrer se Deus destruísse aquela cidade.  Mas, ele amava Ló e queria salva-lo.   Por isso, ele começou a falar com o Senhor:
Deus reconheceu o amor de Abraão, que o levava a mediar tão zelosamente a favor dos habitantes de Sodoma e por isso, prometeu poupar a cidade pelos 40 justos.
E Abraão continuou assim, até chegar a apenas dez pessoas justas.  E o Senhor lhe respondeu: Se houver somente dez justos na cidade, não a destruirei. “Disse mais: Ora, não se ire o Senhor, que ainda só mais esta vez falo: Se porventura se acharem ali dez? E disse: Não a destruirei por amor dos dez” (Gênesis 18: 32).
Assim sucedeu na vida de Moisés. Diz que pela fé ele viu o invisível. Isto não é contraditório, isto é a fé, fé no poder de Deus, mas o homem carnal não entende isso. “Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.” (1.º Corintios 2: 14).

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario A.  Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


Sexta feira 08 de fevereiro de 2008                                                                         N.º 44   

Culto de libertação
Tema: “Eu e a minha boca grande”
Deuteronômio 30: 14 e 15
“Porque esta palavra está mui perto de ti, na tua boca, e no teu coração, para a cumprires” <-> “Vês aqui, hoje te tenho proposto a vida e o bem, e a morte e o mal;” (Deuteronômio 30: 14 e 15).
Moisés estava encerrando sua jornada e entregando a Josué, mais pra frente começamos a entender a força da palavra. (bênção ou maldição).
È importante notarmos que toda palavra sai da boca, mas para chegar até a boca ela passa pelo coração.
Tiago está chamando a nossa atenção ao fato que, por natureza, gostamos de tapar os nossos ouvidos, e abrir as nossas bocas para falar e reclamar. Vivemos num mundo que está tardio para ouvir, e pronto para falar, pronto para se irar. Este "falar" e "se irar" pode ser resumido em uma palavra: auto-justificação. Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar” (Tiago 1: 19).
Devemos sempre pensar antes para não falarmos o indevido e ficarmos presos devido à leviandade da palavra; mesmo que se prove a inocência, a dúvida ficará. A calúnia é como um saco de penas jogadas ao vento; jamais conseguiremos colher todas de novo, por isso é que a palavra antes de sair tem que ser ponderada.
O homem de Deus não pode falar coisas negativas, não importa as circunstancias, procure não mostrar seu sentimento, pois o diabo poderá tirar proveito disto. “Raça de víboras, como podeis vós dizer boas coisas, sendo maus? Pois do que há em abundância no coração, disso fala a boca” (Mateus 12: 34).
Não tente encantar o outro com palavras, isto é hipocrisia e hipocrisia não é de Deus. Cuide de seu coração, pois ele é o centro de emoções.
Nasceu de novo? Então procure aprender coisas novas, passe a usar um novo palavreado, novo pensamento, seja como uma nova fonte jorrando água pura.
De acordo com as palavras que falamos, são as bênçãos que virão em nossas vidas.
O Pastor lembrou da ética pastoral: “Manter rigorosa confidenciabilidade no aconselhamento pastoral, a não ser nos casos em que a revelação seja necessária para evitar danos às pessoas. “Código de Ética Pastoral” (Artigo 13. º - X). O Pastor concluiu: O nosso maior cuidado é com aquilo que vamos falar!
Foi lembrado da mulher “virtuosa”, ela elogia seu marido e este é conhecido pelo o que sua mulher fala. A mulher virtuosa elogia sua gente.
Interessante a descrição da mulher virtuosa estar inserida dentro dos conselhos dirigidos a um rei, o rei Lemuel. Provavelmente essa mulher seria um modelo real de mulher. “Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis” (Provérbios 31: 10).

A nossa família deve ser uma família santa, uma família modelo para que possamos sempre dar o testemunho.

Entretanto, nossa decisão precisa ser consciente como aquela anunciada por Josué no final do texto básico: “Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao SENHOR, escolhei hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao SENHOR” (Josué 24: 15).

Ao sermos otimistas com as coisas de Deus, estaremos mostrando confiança no Pai e com toda a certeza deste mundo, nenhum mal entrará em nossas casas. “Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda” (Salmos 91: 10).

O irmão se esqueceu que tem a marca de Cristo? Perdeu a casa, o carro pare e pergunte: Quem me deu o carro e a casa? Logicamente você chegará a conclusão que foi Deus que lhe deu, e assim como Ele te deu a primeira vez te dará novamente!

Temos que sempre estar cientes que o Senhor é o nosso refugio. “DEUS é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia” (Salmos 46: 1).

Tudo que o homem tentar fazer não haverá impedimento, porque Deus deu o livramento, a escolha é nossa!

“Porque em verdade vos digo que qualquer que disser a este monte: Ergue-te e lança-te no mar, e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que disser lhe será feito” (Mateus 11: 23). Esta é a palavra se a sua boca falar !!! è isto que o Senhor Jesus Cristo está dizendo, o Senhor está garantindo.

Uma coisa é certa e é necessário que os irmãos estejam convictos: Palavra de benção é benção e palavra de maldição é maldição.

Fale o que você quer sem duvidar e será feito.

O Senhor Jesus Cristo falou com o mar (acalma-te) e também repreendeu a fúria do vento. E ele, despertando, repreendeu o vento e disse ao mar: Acalma-te, emudece! O vento se aquietou, e fez-se grande bonança” (Março 4: 39).

A bíblia diz que exercitar a fé é colocar as coisas boas e acreditar (palavra)

Cuidado: Falou, você decretou! Diga não ao que é errado e passe a exercitar em colocar só coisas boas em seu coração.

O Pastor lembrou de Joyce Mayer quando escreveu: “Eu e a minha boca grande”

Sua boca está ocupada falando sobre todos os problemas de sua vida? Parece que sua boca tem vontade própria? Coloque sua língua em um curso de imersão para a vitória. Você pode controlar as palavras que fala e fazê-las trabalhar para você!        

"Eu e minha boca grande" lhe mostrará como treinar sua língua para dizer palavras que o colocarão em um lugar superior nesta vida.

 

Veja este trabalho e outros no site: 

www.grupodehomensmissionarios.com
Em Cristo
Mario A. Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Domingo 10 de fevereiro de 2008                                                                             N.º 45 

Culto de Libertação
Tema: “Tenha como objetivo não o ATRIO, nem o Lugar SANTO, mas o LUGAR SANTÍSSIMO”
1.º Corintios 3: 1 ao 9
“Porque ainda sois carnais; pois, havendo entre vós inveja, contendas e dissensões, não sois porventura carnais, e não andais segundo os homens?” (1.º Corintios 3: 1).

Exaltação do apóstolo Paulo aos irmãos de Corintios nos mostrando que naquela época também existias pessoas inconstantes.

Paulo fala aos Corintios do quanto estavam imaturos espiritualmente e que os sintomas eram claros, os frutos da carne eram evidentes, ciúmes e contendas, ainda eram carnais e agiam segundo os homens. Sendo assim Deus não poderia dar-lhes o alimento sólido, permaneceriam no leite, como crianças. O Senhor não ministraria verdades espirituais profundas, tinham que ficar nos fundamentos básicos. Egoísmo e presunção cegavam-os para as suas necessidades espirituais.
O povo não tinha identidade e surgiam coisas estranhas, como por exemplo, a idolatria até mesmo por Paulo e Silas, situações que ainda acontece hoje onde às pessoas se dividem por causa dos pregadores de suas preferências se esquecendo da referencia que sem duvida nenhuma é Cristo Jesus.
Portanto dentre os pregadores homens e mulheres de Deus nos não podemos achar que um é mais poderoso que o outro, se acontecer é caracterizado como idolatria, por isso o apóstolo Paulo estava chamando a atenção da igreja e mostrando que todos nós somos de Deus. “Porque, dizendo um: Eu sou de Paulo; e outro: Eu de Apolo; porventura não sois carnais?” <-> “Pois, quem é Paulo, e quem é Apolo, senão ministros pelos quais crestes, e conforme o que o SENHOR deu a cada um?” (1.º Corintios 3: 4 e 5).
O Pastor deu o seguinte exemplo: O irmão começa a pensar que se ficar aqui não será curado, mas se for para outra igreja poderá ser curado ou que aqui não consegue libertação, mas se mudar para outro lugar poderá ser libertado em ambas as situações se esquecendo que o Senhor Jesus Cristo é o mesmo, que o mesmo Espírito Santo que está agindo no Pastor titular também estará no Pastor auxiliar. Todos nós somos de Deus e é Dele que vem o conhecimento.
O maior perigo é ficarmos confundido, a identidade é importante para que possamos se identificar com a igreja e com o irmão.
Não podemos esquecer que todos nós estamos na Sua presença.
Quando somos carnais é dado um estímulo errado, por isso alguns pregadores se acham dono de tudo; parece que não precisam da ação do Espírito Santo para fazer a obra de Deus prosperar, e assim tratam o reino de Deus com um expansionismo que em nada difere da visão de desenvolvimento e de sucesso dos empreendimentos humanos, inclusive os de natureza religiosa e acabam se esquecendo que a glória e a honra são de Deus e não do homem (pregador). “Por isso, nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento” (1.º Corintios 3: 7).       
O que mais importa é a salvação, porem o povo corre atrás daquilo que a igreja oferece (muitas coisas, menos a salvação); o povo vive muito ansioso, esquece do Senhor Jesus Cristo e esquecendo do senhor automaticamente estará esquecendo as salvação.
O Pastor lembrou que é necessário vir na igreja preparado para ouvir a palavra, caso contrário não terá o encontro com o Senhor Jesus Cristo.
Quando o Pastor vem ao púlpito, vem ungido com a unção espiritual.
E hoje, como está você, como estamos nós em Cristo?
Há entre nós inveja e contendas? Quantos casos de dissensões e divisões em igrejas, disputa de cargo e até ciúme por dons? Será que não estamos vivendo como a Igreja de Corinto?
A situação moderna da Igreja é similar a vivida por Paulo, e que o levou a escrever aos Corintios. Crentes carnais, que agem como os homens. Assim como os irmãos da Igreja primitiva de Corinto, os contemporâneos não entendem o que vem a ser crente carnal ou espiritual.
O Pastor lembrou que as igrejas estão fazendo aquilo que o povo gosta. O trabalho não está sendo feito para ganhar pessoas para Cristo e sim para ganhar adeptos para a igreja (denominação).
Foi lembrado de grandes eventos de várias denominações, onde o espetáculo musical tem atraído multidões, e nós temos observados que o mais importante é o shool e não a palavra de salvação. Não importa a quantidade de pessoas, o mais importante é a palavra.
Também foi lembrado pelo Pastor que o don de pregar é um ministério, que o Pastor não é hipócrita e sim um Servo de Deus.
Deus levantou Pastores para plantar e regar através do conhecimento vindo do Espírito Santo, e este mesmo Espírito é que fará ambos crescerem.

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31


@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Terça feira 12 fevereiro 2008                                                           N.º 46                                  
Culto da família <> “Deus Salva a família”
Tema: “Suba na arvore da vida para ver o Senhor Jesus”
Lucas 19: 9 e 10
 “E disse-lhe Jesus: Hoje veio a salvação a esta casa, pois também este é filho de Abraão” <-> “Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido” (Lucas 19: 9 e 10).
 
Quem já sentiu perdido em sua vida? Possivelmente todos nós já tivemos esta sensação.
No mundo em que vivemos existe muita gente sem orientação, sem a aproximação de alguém que possa dar uma ajuda, esta pessoa passa despercebida de tudo e de todos.
O nosso Deus nos deixou a palavra para nos orientar, para nos instruir, e encontrando nós na palavra, automaticamente estaremos encontrando a Salvação.
Neste raciocínio o Pastor lembrou de pessoas nascidas no berço evangélico, muitos deles estavam prosperando na musica quando alguém até mesmo da família elogia sua vós e diz: Tem chance de grande sucesso para atingir o mundo todo, basta começar a cantar de tudo. Muitos destes aceitaram o conselho experimentando o gosto do sucesso, deixando a presença de Deus e da família, se apegando a satanás. Hoje muitos deles estão esquecidos e acabados, dentre eles o exemplo de Michael Jackson.
O inimigo lança a seta e uma forma de combater os dardos inflamáveis é através da fé, o inimigo lança e continuará lançando, mas naqueles que estão firmes na presença de Deus nada acontece. “Aqueles que confiam no Senhor são como o monte Sião, que não pode ser abalado, mas permanece para sempre” (Salmos 125: 1).
Hoje não só as pessoas do mundo estão se perdendo, também no meio evangélico têm gente atingida pelos dardos malignos de satanás perdendo as forças para retornar a vida na presença de Deus. Somos a herança de Abrão, se alguém de nossas famílias se perderem podemos resgatar através da oração em nome do Senhor Jesus Cristo. Também temos que ter conhecimento que só recebe aquele que se arrepender reconhecendo que errou.
Sabemos que as nossas famílias é o alvo do inimigo, mas quando dobramos nossos joelhos e clamamos em nome do Senhor Jesus Cristo estamos buscando a proteção de nossas famílias.
Você pode ter a mesma paz e felicidade que Zaqueu possuía quando encontrou a Jesus naquele dia em Jéricó. Jesus Cristo, o Salvador e Mestre, convida você, agora, hoje! Ele conhece os seus e os meus problemas, as suas e as minhas necessidades e os nossos pecados são patentes aos Seus olhos..
Jesus quer salvar a mim e a você como salvou Zaqueu. Zaqueu foi um homem que procurou a Jesus. Você também deve procurar a Jesus. Deve procurar a salvação nAquele que morreu na cruz por você e por mim. Jesus
quer salvar a todos os Seus filhos.
Faça, meu amigo, a mesma decisão que Zaqueu fez. Se ele tivesse procrastinado, talvez nunca mais tivesse encontrado a salvação, porque Jesus nunca mais voltou a Jericó. Hoje, Cristo está passando, e convida a mim e a você. Vamos receber a Jesus agora mesmo em nossa vida? Vamos convidá-Lo a morar em nosso coração? Pode ser que Ele passe hoje e nunca mais teremos outra oportunidade. Não vamos deixar nossa decisão para amanhã.
Portanto meus queridos irmãos se for preciso vamos subir na árvore, vamos chamar a atenção do Senhor Jesus Cristo como Zaqueu chamou. 

ET: Veja este trabalho na página:
www.grupodehomensmissionarios.com
Em  Cristo
Mario A.  Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Sexta feira 15 de fevereiro de 2008                                                                                N.º 47 

Culto de libertação
Tema: “Deixa Deus operar”
Hebreus 13: 8
ET: Nesta sexta feira foi dada oportunidade a obreira Elaine Cristina Tomaniki Silva para trazer a Palavra de Deus.
“Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente” (Hebreus 13: 8).

Hoje a humanidade, até mesmo os cristãos está sofrendo as injustiças. Todos ou quase todos tem uma situação que aflige.
Portanto irmãos deixem a partir de agora a porta do coração bem aberta para a entrada do Espírito Santo, para que a partir deste momento possa adorar o Senhor Jesus Cristo.
Que nós passamos a adorá-lo para que Ele venha de transforme nossas vidas de improdutivas para produtivas.
A bíblia nos dá exemplos de vários homens que fizeram a diferença, eles foram vencedores nos dando o exemplo de perseverança. Eles vivenciaram o problema, mas nunca deixaram de crer na vitória; eles tinham convicção que acima de deles estava o Criador de tudo capaz de qualquer coisa para nos ajudar, que estava presente o Deus verdadeiro pronto para agir, pronto para fazer o impossível acontecer.
Por isso irmãos, quando choramos o nosso Deus chora, quando iramos o nosso Deus também se ira e quando alegramos no seu Espírito logicamente Ele também se alegra.
Muitas vezes quando passamos situações difíceis decidimos ficarmos parados se esquecendo que o possível cabe a nós e o impossível cabe a Deus. Por isso é que não podemos se acomodar, temos que jejuar, orar e colocar nas mãos de Deus, tendo convicção que este problema servirá para nos dar fortalecimento.
Não devemos ficar prostrados, devemos agir como vitoriosos profetizando sempre a vitória.
Por exemplo:
1)    Na doença, passe a profetizar de acordo com a palavra de Deus. “Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido” (Isaías 53: 4).
2)    Na humilhação devido sucessão de derrotas, de forma alguma devemos sentir como perdedores. “Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece” (Felipenses 4: 13).
3)    Problema financeiro, desemprego, desavenças familiar, não podemos deixar o pensamento negativo tomar conta de nós. Jesus, não veio para driblar a vontade do Pai, nem para correr, mas para vencer. O Senhor Jesus se entregou para que nós fossemos salvos. Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo” (João 16: 33).
A pregadora alertou que sentir receio é normal, mas o medo não é de Deus.
Esforçar é empregar toda a força, toda a energia e diligência para conseguir alguma coisa é encher-se de coragem. A palavra esforçar o próprio Deus disse três vezes a Josué: Esforça-te, e tem bom ânimo; porque tu farás a este povo herdar a terra que jurei a seus pais lhes daria” <-> “Tão-somente esforça-te e tem mui bom ânimo, para teres o cuidado de fazer conforme a toda a lei que meu servo Moisés te ordenou; dela não te desvies, nem para a direita nem para a esquerda, para que prudentemente te conduzas por onde quer que andares” <-> “Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem te espantes; porque o SENHOR teu Deus é contigo, por onde quer que andares” (Josué 1: 6-7 e 9).
Portanto o Espírito do Senhor está dizendo nesta noite: Vai em frente, não desanime, seja o que for estarei contigo. O nosso Deus está sempre com as mãos estendida, basta nós estendermos um pouco nossos braços. “Eis que a mão do SENHOR não está encolhida, para que não possa salvar; nem agravado o seu ouvido, para não poder ouvir” (Isaías 59: 1).
A você que perdeu a esperança, que está desesperado ele está dizendo para não se preocupar, para não se incomodar com o que está acontecendo e sim refletir de quantos livramentos você escapou, as vezes num só dia. Procure não esquecer que o nosso Deus deu seu unico filho para te salvar. “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3: 16).
A pregadora explicou que seja qual for a sua necessidade o irmão deve colocar diante de Deus acreditando e profetizando aquilo que necessita, pois o nosso Deus não mente e com toda certeza deste mundo, tudo que é promessa do Pai será cumprida. “Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria?” (Números 23: 19).
Quando o Senhor Jesus Cristo disse está consumado é porque realmente está consumado. “Não temais, nem vos assusteis por causa desta grande multidão; pois a peleja não é vossa, mas de Deus” <-> “Nesta batalha não tereis que pelejar; postai-vos, ficai parados, e vede a salvação do SENHOR para convosco, ó Judá e Jerusalém. Não temais, nem vos assusteis; amanhã saí-lhes ao encontro, porque o SENHOR será convosco” (2.º Crônicas 20: 15-b e 17) Tomar decisões são atitudes. O Senhor pode estar falando: Desce, sobe ou permanece no local, a peleja é minha eu irei à sua frente, cabe a nós tomar atitudes mesmo que estas atitudes sejam dolorosa e certamente o livramento virá.
 
Veja este trabalho e outros no site: 
www.grupodehomensmissionarios.com
 
Em Cristo
Mario Cabestre

O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.

Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Domingo 17 de fevereiro 2008                                                                                       N.º 48   

Culto de Louvor
Tema: “Com Cristo as perseguições são suportáveis”
Marcos: 10: 29 e 30
“E Jesus, respondendo, disse: Em verdade vos digo que ninguém há, que tenha deixado casa, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher, ou filhos, ou campos, por amor de mim e do evangelho,” <-> “Que não receba cem vezes tanto, já neste tempo, em casas, e irmãos, e irmãs, e mães, e filhos, e campos, com perseguições; e no século futuro a vida eterna” (Marcos 1029 e 30).
O Pastor iniciou com a palavra “perseguições”
A igreja tem que ser uma família, se um precisar de ajuda é necessário que a igreja o ajude. Vejam que aqueles que estão em Cristo formam uma família grande.
A muita reclamação sobre a perseguição, em muitos entra o desanimo e chegam ao ponto de abandonar a igreja e até mesmo a obra. Por isso da necessidade de entendermos e praticarmos a palavra de Deus; veja o exemplo de quando o apóstolo Paulo enviava Timóteo a igreja de Tessalonicenses. “E enviamos Timóteo, nosso irmão, e ministro de Deus, e nosso cooperador no evangelho de Cristo, para vos confortar e vos exortar acerca da vossa fé;” <-> “Para que ninguém se comova por estas tribulações; porque vós mesmos sabeis que para isto fomos ordenados” (1ª Tessalonicenses 3: 2 e 3).
Jesus veio para salvar o homem da segunda morte e consequentemente o levando para salvação eterna.
Deus quer que você use o livre arbítrio. Você ama a Deus ou foi por acaso? A perseguição vem para testar sua fé.
O Pastor lembrou do soldado em guerra, este soldado está em terra inimiga, distante de tudo vivendo de lembranças e desconfiança, tudo em sua volta está sujeito a armadilhas. A permanência nossa aqui na terra não é diferente, pois na verdade não somos do mundo, mas pertencemos ao mundo, daí estarmos em guerra e o nosso cuidado é prudência. Por isso mesmo é que a cada dia que nasce teremos perseguições, pois o inimigo não dorme nem de dia e nem de noite.
Temos que ser soldados cautelosos não podendo cochilar, pois o descuido faz com que o soldado perca a vida na carne e na guerra espiritual faz com que perdemos a vida eterna.
O Pastor voltou a citar o apóstolo Paulo quando dizia a Timóteo: Você acompanhou a minha vida e viu como fui perseguido, mas também viu como sai vitorioso em todas as batalhas. “Tu, porém, tens seguido a minha doutrina, modo de viver, intenção, fé, longanimidade, amor, paciência,” <-> “Perseguições e aflições tais quais me aconteceram em Antioquia, em Icônio, e em Listra; quantas perseguições sofri, e o Senhor de todas me livrou;” <-> “E também todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições” <-> “Mas os homens maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados.” (2º Timóteo 3: 10 ao 13).
Também foi lembrado pelo Pastor de quando o apóstolo Paulo foi levado ao 3º céu, Paulo guardou para si demonstrando que não queria ser visto pelo que viu e sim pelo que ele era. “Conheço um homem em Cristo que há catorze anos (se no corpo, não sei, se fora do corpo, não sei; Deus o sabe) foi arrebatado ao terceiro céu” (2º Corintios 12: 2). (Ler 2º Corintios 12: 1 até 10).
É na perseguição e na aflição que a gente mais busca a Deus, por isso do perigo do excesso de bênção. Parece incrível, mas podemos afirmar com toda certeza que tem muita gente pecando devido o excesso de benção.
O pastor nos alertou que com saúde ou sem saúde, com casa ou sem casa, com carro ou sem carro é nosso dever buscar ao Senhor todos os dias e todas as horas.
Não estou falando de você ficar as 24 horas todos os dias aos pés do Senhor, mais sim deixar que Jesus permaneça em você as 24 horas de todos os dias de sua vida. Nós precisamos de Deus, e ele está sempre ao nosso lado. Basta deixar que Ele tome conta de nossas vidas. “Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto” (Isaías 55: 6).
Perseguição: Se ela bater em sua porta não fique contrariado.
Perseguição: Não se esqueças que é nestas horas que dependemos totalmente de Deus.
Sabemos que não é fácil quando perseguido, mas o irmão deve ficar forte sempre dando glorias a Deus sabendo que o Senhor nosso Deus é contigo, e este tipo de perseguição é uma prova que o irmão está incomodando o inimigo (satanás). “Meus irmãos, tende grande gozo quando cairdes em várias tentações;” <-> “Sabendo que a prova da vossa fé opera a paciência” (Tiago 1: 2 e 3).
O que é de Deus o maligno não investe, pois o inimigo está ao derredor, mas os anjos estão ao redor.
O Senhor Jesus Cristo disse que devemos ser o sal (bom) da terra, pois sendo o sal da terra estaremos fazendo a diferença.
A perseguição não nada mais é que mostrar que o irmão está fazendo a diferença. “Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens” (Mateus 5: 13).
Os Cristãos são os sais da terra. Dois valores do sal são: dar sabor e poder de preservação da corrupção. Os Cristãos e as igrejas, portanto, devem das exemplos para o mundo e, ao mesmo tempo, militarem contra o mal e contra a corrupção na sociedade, dão gosto ao que é insípido, refrescam e purificam ao que dá mau cheiro espiritual.
 
ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM 

Em  Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.

Provérbios 21: 31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Sexta feira 22 de fevereiro de 2008                                                                  N.º 49   

Culto de libertação
Tema: “Vencendo os obstáculos”
Mateus 5: 13 ao 16
“Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus” (Mateus 5: 16).
O Senhor Jesus Cristo mais uma vez estava ensinando como vencer os obstáculos através de boas obras, por outro lado nos alerta que a luz só brilha se o pecado estiver ausente.
Hoje por estarmos em momentos de apostasia à igreja acha que muitas coisas que não se praticavam antes, hoje passaram a ser normais. “Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios;” (1.º Timóteo  4: 1).
O Pastor nos alertou que o pecado nos distancia de Deus e o sal não faz mais a diferença e que nos temos uma vida bonita diante de Deus, mas temos que ter todo o cuidado com o pecado. Podemos dizer que o pecado é tudo aquilo que ofende a Deus, veja que até mesmo o palavreado do mundo ofende a Deus, daí vem a necessidade de nossa obediência em Sua palavra.
O mundo está repleto de maldades, não somos do mundo, mas temos que estar nele. “Mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça” (Isaías 59: 2).
O Senhor Jesus Cristo está nos alertando que a nossa conduta tem que ser exemplar procurando sempre agradar a Deus, pois estando agradando a Deus também estaremos agradando os homens de boa vontade. “Não te desamparem a benignidade e a fidelidade; ata-as ao teu pescoço; escreve-as na tábua do teu coração” <-> “E acharás graça e bom entendimento aos olhos de Deus e do homem” (Provérbios 3: 3 e 4).
O Pastor lembrou da escola boa e da escola ruim:
Sempre vamos falar bem ou mal e isto regula sua freqüência de bem freqüentada ou mal freqüentada.
É necessário que o verdadeiro cristão sempre tenha a linguagem da fé, não viva se lamentando e sim almejando a vitória. “Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas;” <-> “Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo;” <-> “Retendo a palavra da vida, para que no dia de Cristo possa gloriar-me de não ter corrido nem trabalhado em vão” (Felipenses 2:14, 15 e 16).
Portanto é necessário estarmos conscientes que a nossa linguagem é de Deus e que para o nosso Pai tudo é possível, e que o nosso jeito de ser (pecado) pode prejudicar os outros, por isso é que temos de ter uma vida bonita pensando no próximo. “Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento” <-> “E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes” (Marcos 12: 30 e 31). Procure passar as coisas boas para outras pessoas, não guarde só para você, fale para todo o mundo desta maravilhosa fonte. Procure influenciar os outros com seus exemplos. “Sede meus imitadores, como também eu de Cristo” (1.º Corintios 11: 1).
A hipocrisia não é usada somente no teatro, ela é muito comum na vida religiosa; na tentativa de causar danos a outros; e para escapar da culpa e da condenação. Até por benefícios mais leves o fingimento ou a arte teatral chamada hipocrisia é usada para obter vantagens. Muitas pessoas fingem, encenam algum tipo de enfermidade para ganhar benefícios do seguro. Alguns maridos ou esposas, às vezes encenam um cansaço para receber benefícios e carinhos. O cristão fingido só vai criar problemas lá fora, vem para a igreja vestido de pele de cordeiro, mas fora não é nada disso e o pior de tudo pensando que pode encanar a Deus se esquecendo que o nosso Pai sabe de tudo. Tu sabes o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento” (Salmos 139: 2).
O cristão tem que ter consciência que a sua obrigação é conquistar as pessoas pelo seu comportamento sendo o sal bom da terra, pois o sal insípido nada serve, como luz escondida também nada serve. “Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens” (Mateus 5: 13).
A verdade é uma só; os santos santificam mais e os sujos sujam mais. “Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente!” <-> “Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca” (Apocalipse 3: 15 e 16).
Irmão tenha perseverança, pois a Palavra de Deus diz que ao ser perseguido por causa de Cristo, grande será seu galardão no céu. “E Jesus, respondendo, disse: Em verdade vos digo que ninguém há, que tenha deixado casa, {ou} irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher, ou filhos, ou campos, por amor de mim e do Evangelho” <-> “Que não receba cem vezes tanto, já neste tempo, em casas, e irmãos, e irmãs, e mães, e filhos, e campos, com perseguições; e no século futuro a vida eterna” (Marcos 10: 30).
Não fique preocupado se importando com o que o mundo faça, veja o Senhor Jesus Cristo na hora mais difícil diante da tentação foi equilibrado e firme, com o Senhor não teve meio termo.
O Pastor aconselhou a igreja para que haja esforços no intuito de ser uma verdadeira benção onde estiver lembrando sempre que somos novas criaturas em Cristo Jesus. “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo” (2.º Corintios 5: 17). Você nasceu de novo, aprendeu de novo, inclusive a não ser fingido.
Peça sabedoria ao nosso Deus em nome do Senhor Jesus Cristo para que o irmão seja bonito por dentro e por fora!
 
Veja este trabalho e outros no site: 
www.grupodehomensmissionarios.com
 
Em Cristo
Mario A. Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Domingo 24 de fevereiro de 2008                                                                                    N.º 50  

Culto de Libertação
Tema: “Deus cobriu a nudez e o homem descobre”

Gênesis 3: 7 até o 13 e 21
Então foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; e coseram folhas de figueira, e fizeram para si aventais” (Gênesis 3: 7).

O homem foi a ultima criatura a ser criada, percebe-se que estava nu e as outras criaturas (animais) foram criadas primeiras e tinha proteção!
Acontece que Deus fez o homem e cuida; o homem não é um animal. Quando Adão e Eva foram criados estavam revestidos com o Espírito do Criador, por isso não perceberam que estavam nus. Ele se cobre de luz como de um vestido, estende os céus como uma cor” (Salmos 104: 2).
O homem e a mulher estavam revestidos com esta cobertura (luz), a partir do momento que houve o pecado esta luz desapareceu e ambos sentiram a nudez.
Adão assustado se escondeu de Deus e o Pai perguntou: Quem falou que você estava nu? Certamente que o nosso já sabia, mas o Senhor queria ouvir de Adão. E Deus disse: Quem te mostrou que estavas nu? Comeste tu da árvore de que te ordenei que não comesses?” (Gênesis 3: 11).
A Bíblia relata que após este acontecimento o fruto ficou conhecido como o fruto do bem e do mal. Deus como sempre misericordioso providenciou a roupa de pele de cordeiro como se quisesse nos avisar que a muitos anos depois seriamos vestidos em nossas nudez espiritual através do Senhor Jesus Cristo que foi o cordeiro que através do seu sacrifício salvou o mundo. “E fez o SENHOR Deus a Adão e à sua mulher túnicas de peles, e os vestiu” (Gênesis 3: 21).
O Pastor fez questão de ressaltar a grandeza do amor do nosso Deus providenciando a roupa da salvação a todos nós através de seu filho amado. (Deus não quer que seus filhos andem pelados) “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3: 16).
Também foi feito o seguinte apelo pelo Pastor:
Igreja guarde em seu coração; o Senhor nosso Deus, nosso Pai, criador dos céus e da terra nos deu o espírito de vida juntamente com a sabedoria e discernimento. Irmãos isto é tudo e muito mais que suficiente para que possamos viver em paz e sempre agradando o coração do nosso Pai.
O que o diabo quer é que andemos cada vez mais com menos roupa para que aja o desrespeito como ouve no passado despertando assim o desejo sexual.
Enxergar com os olhos da carne é era o que o inimigo queria.
Deus não quer, mas o inimigo quer os homens cada vez mais pelados. Deus sentiu que aquelas folhinhas não eram suficientes.
As tribos foram espalhadas pelo mundo e hoje são raças diferentes, os povos que não seguiram as ordens de Deus foram consumidos.
O Pastor lembrou de Sodoma, Gomorra e de Nínive. (Ler Gênesis 19: 23 até 29) (Ler os 04 capítulos de Jonas).
O que importa para nós é que a palavra de Deus seja cumprida. Hoje os estilistas trabalham dentro das coisas do inimigo, por exemplo: Todo o desfile tem a atenção voltada para a mulher uma parte incentivando o sexualismo e outra parte judiando do corpo que é templo do Espírito Santo através de regimes exagerados que acaba provocando doenças e às vezes até a morte (anorexia). A finalidade é ganhar muito dinheiro em cima da mulher.
Nos desfiles de hoje é totalmente o contrário da ordem de Deus, por exemplo: Deus tirou a folhinha e cobriu o homem, hoje o homem tirou a cobertura e colocou a folhinha. “Não haverá traje de homem na mulher, e nem vestirá o homem roupa de mulher; porque, qualquer que faz isto, abominação é ao SENHOR teu Deus” (Deuteronômio 22: 5). Por isso irmãos, o que é do homem é do homem e o que é da mulher é da mulher.
O pastor lembrou dos vestimentos das grávidas. (feche os olhos que vai cair). Quando a grávida passa desse jeito o homem não a vê como uma grávida e sim com desejos diabólicos.
Deus não quer ver a o homem pelado e sim com roupa para a gloria dele e Cristo para a gloria do homem.“Mas quero que saibais que Cristo é a cabeça de todo o homem, e o homem a cabeça da mulher; e Deus a cabeça de Cristo” (1.º Corintios 11: 3).
O diabo é uma rebeldia contra Deus e isto faz com que o casal de hoje vê o exterior e se esquece do interior.
Sem dúvida nenhuma os vestimentos de hoje são para agredir o senhor nosso Deus. Não te desamparem a benignidade e a fidelidade; ata-as ao teu pescoço; escreve-as na tábua do teu coração” <-> “E acharás graça e bom entendimento aos olhos de Deus e do homem” (Prevérbios 3: 3 e 4)

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario  A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@ 

Terça feira,  26 de fevereiro de 2008                                                                       N.º 51 
Culto da família # Deus salva a família #
Tema: “Com sabedoria se edifica a casa
Provérbio 24: 3 ao 6
“Com a sabedoria se edifica a casa, e com o entendimento ela se estabelece;” (Provérbios 24: 3).

Tem muitas coisas em nossas vidas que necessitamos da misericórdia de Deus, mas também tem muitas coisas que estão em nosso alcance e estas coisas cabe a nós fazer, pois o nosso Deus não as fará. Por isso mesmo que é necessário usar a nossa capacidade dada por Deus para que aquilo que é possível a nós ser colocado em ação.
A pessoa sabia tem discernimentos de entender a situação, compreendendo tudo em qualquer situação e agindo corretamente na hora certa.
Por isso da necessidade da sabedoria em tudo que nos envolve, desde nosso lar até no nosso trabalho.
Uma definição importante e pouco em moda entre os cristãos deste início do século XXI é a importância de falar pouco. O Pai Celeste não deu ao homem uma só boca e dois ouvidos por mera coincidência ou obra do acaso. Isto demonstra a necessidade de ouvir mais e falar menos. “Até o tolo, quando se cala, é reputado por sábio; e o que cerra os seus lábios é tido por entendido” (Provérbios 17: 28).
A Pastora lembrou de certa mulher que por falta de sabedoria passou a freqüentar determinada seita fazendo um juramento (voto) que enquanto seu marido não convertesse não dormiria com ele. “Toda mulher sábia edifica a sua casa; mas a tola a derruba com as próprias mãos” (Provérbios 14: 1).
Vejam que na Bíblia o Senhor Jesus nos ensina e nos apresenta estratégicas de como administrar as nossas coisas. Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para ver se tem com que a acabar?” <-> “Para que não aconteça que, depois de haver posto os alicerces, e não a podendo acabar, todos os que a virem comecem a escarnecer dele” <-> “Dizendo: Este homem começou a edificar e não pôde acabar” (Lucas 14: 28 até o 30).Aqui Jesus esta falando de administração. Uma pergunta: Quantos de nós são do tipo que controla e administra suas entradas e saídas? Eu acho certo e bom, para não dizer necessário, ter um espírito empreendedor nesses dias, mas não podemos perder o equilíbrio. O cuidado no planejamento financeiro é necessário e pode evitar verdadeiros desastres.
Parece que a coisa já está predestinada a “não poder terminar”. Sem observar o segundo ponto, o nosso construtor até consegue lançar alicerces, ou seja, consegue começar. Tem muita coisa que conseguimos fazer. O sistema vigente avaliza nossos sonhos com cartões de créditos e cheques especiais (enquanto temos nome).
Geralmente, quando uma pessoa não é responsável suficiente para planejar, jamais irá querer alguém fiscalizando suas idéias, jamais procurará orientação. É o tipo “sou dono do meu nariz”; “posso sozinho”. É apenas isto que o crédito faz, financia o alicerce enquanto o planejamento determina a conclusão da obra.
A Pastora lembrou de uma das muitas respostas sábias do Senhor Jesus Cristo quando mais uma vez foi interrogado. E enviaram-lhe alguns dos fariseus e dos herodianos, para que o apanhassem nalguma palavra” <->E, chegando eles, disseram-lhe: Mestre, sabemos que és homem de verdade, e de ninguém se te dá, porque não olhas à aparência dos homens, antes com verdade ensinas o caminho de Deus; é lícito dar o tributo a César, ou não? Daremos, ou não daremos?” <-> “Então ele, conhecendo a sua hipocrisia, disse-lhes: Por que me tentais? Trazei-me uma moeda, para que a veja” <->”E eles lha trouxeram. E disse-lhes: De quem é esta imagem e inscrição? E eles lhe disseram: De César”<->” E Jesus, respondendo, disse-lhes: Dai pois a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus. E maravilharam-se dele” (Marcos 12: 13 até o 17).
Nesta passagem é bom frisar, principalmente, aos evangélicos, o que Jesus nos ensinou apropriadamente no tocante ao relacionamento com o poder, que é autenticamente instituído por Deus.
Devemos atentar para a divisão clara e distinta que Jesus nos mostrou na passagem entre o poder público e a fé religiosa. Nós vivemos num mundo que há governo, e devemos   nos subordinar às         leis.
Devemos dar a César o que é de César e a Deus o que é de Deus, e não misturar as duas coisas: uma é governo terreno, passageiro. A outra, uma vida espiritual eterna com Jesus em seu reino.

Também foi lembrado de outra prova imposta ao Senhor Jesus Cristo na qual ele mais uma vez mostrou grande sabedoria. (Ler João 8: 1 até o 11).
O Senhor Jesus Cristo que é sabedor de todas as coisas ao ver a insistência deles disse: “Aquele que dentre vós está sem pecado seja o primeiro a atirar pedras nela”, e tornou a escrever na terra.        
E eles começaram a olhar um no rosto do outro e a olhar para o povo que estavam ouvindo o ensino do Mestre, e viram que tentaram em vão envergonhar o Senhor Jesus no meio do povo, pois o Senhor Jesus em um simples ato de ironia e sabedoria de Deus desmantelou o esquema deles, e quando ouviram e viram a autoridade da palavra do Senhor Jesus, foram saindo um a um a começar pelos mais velhos, interessante, os mais velhos foram os primeiros a sair, porque será que não foram os mais novos?

Portanto vemos que o Senhor nos deixou o livre arbítrio e a consciência com a finalidade de acusar cada um de nós. “Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios (Efésios 5: 15).
E finalmente a Pastora definiu que a sabedoria é a capacidade de usar o conhecimento no momento certo e da maneira mais apropriada.
Em tudo que se faça é necessário colocar a sabedoria.
“Com a sabedoria se edifica a casa, e com o entendimento ela se estabelece;”<->“E pelo conhecimento se encherão as câmaras com todos os bens preciosos e agradáveis” (Provérbios 24: 3 e 4).

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM
Em  Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Sexta feira 29 de fevereiro de 2008                                                                           N.º 52    

Culto de libertação
Tema: “Que bom se todos fossem pescadores de almas”
Lucas 5: 1 até o 11
OBS: Neste culto foi dada a oportunidade ao obreiro Revair Veronez para trazer a palavra.
“E, entrando num dos barcos, que era o de Simão, pediu-lhe que o afastasse um pouco da terra; e, assentando-se, ensinava do barco a multidão” <-> “E, quando acabou de falar, disse a Simão: Faze-te ao mar alto, e lançai as vossas redes para pescar” (Lucas 5: 3 e 4).

Em Lucas capítulo 5, versículo 4 encontramos quatro discípulos de Jesus com as redes nas mãos, redes rasgadas e cheias de algas muito provavelmente por terem enfrentado mais uma noite de temporal e prejuízo no mar da galiléia. Jesus os encontrou quando já haviam desembarcado (Lucas 5:2), ou seja, já haviam desistido de pescar. Um dos barcos pertencia a Pedro, e a este barco que havia enfrentado grande tempestade, que voltara vazio, um símbolo do fracasso, Jesus pediu emprestado para servir de canal de vida e poder. O barco seria o púlpito de Jesus de onde Ele falaria da beleza e da riqueza do reino de Deus contrastando com a pobreza e a miséria que os cercava.
O pregador em forma de alerta a igreja afirmou: Eu creio que o Senhor Jesus Cristo está aqui e faz um convite nesta noite para que todos nós sejamos pescadores de almas. “E, de igual modo, também de Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram companheiros de Simão. E disse Jesus a Simão: Não temas; de agora em diante serás pescador de homens” <-> “E, levando os barcos para terra, deixaram tudo, e o seguiram” (Lucas 5:10 e 11).
È necessário entender que a nossa rede é a palavra, e que esta rede seja lançada para aquele que não tem conhecimento.
A chamada de Cristo deve ser levada muito a sério, por todos os cristãos. Não adianta ser capaz e não estar disponível para a vontade de Deus. Muitas vezes pessoas que no julgamento humano e injusto, são consideradas incapazes, acabam realizando uma obra mais perene e vitoriosa que os considerados capazes. A chamada dos primeiros discípulos de Jesus mostra bem essa verdade. Você está disponível querido irmão? Eles largaram as redes e seguiram a Jesus!
O pregador aproveitou a oportunidade para contar um pouco de como era a sua vida quando estava no mundo:
Sem conhecer Cristo eu era do mundo e sendo do mundo sentia um grande vazio dentro de mim e este vazio por falta de Cristo fazia com que eu não gostasse de crente.
Sem amor ao próximo eu vivia sempre desesperado e para cobrir este desespero buscava a “felicidade” na bebida e na prostituição. Por estar no mundo da prostituição eu trocava de mulher como se troca de camisa.
Lembro-me que na época tinha um filho de 12 anos que demonstrava muito amor por mim e eu achava que tinha muito amor por ele, porem bastou trocar de mulher para que eu o deixasse, e no dia da despedida ele me disse: Papai eu te amo muito.
Queridos irmãos hoje eu vejo que a diferença do homem que tem Deus no coração é muitíssimo diferente daquele que não O tem.
O obreiro disse que hoje após concluir o curso de obreiro está tendo a primeira oportunidade e que não poderia deixar de falar de uma pessoa de pequena estatura, mas com uma perseverança fora do comum, pescadora, paciente, daquelas que tem fé, esperança e amor, mas que sabe que é o amor que prevalece em tudo e esta pescadora é a sua esposa. “Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor” (1.º Corintios 13: 13).
O obreiro disse: Minha esposa lançou a primeira rede e a igreja completou o resto. Também lembrou que hoje existem muitos vivendo em situações semelhantes a que ele viveu em tempos atrás, por isso de seu empenho em ser mais um pescador de almas.
Lembrou que seu filho deixado há 25 anos atrás foi cuidado por cristão e que com toda certeza também é um obreiro pescador daqueles que aonde for estará lançando suas redes, pois uma alma vale mais do que o mundo todo.
Continuou o obreiro dizendo: Quantas vezes passamos debaixo das pontes, ou mesmo nas ruas e vemos muitos precisando ouvir uma palavra que esclareça coisas que eles nem fazem idéia da grandeza do nosso Deus. Quantas vezes estas pessoas nos procuram e não estamos preparados para dar uma melhor atenção; se esquecendo que muitas das vezes estas pessoas pode ser um anjo enviado por Deus. “Permaneça o amor fraternal” <-> “Não vos esqueçais da hospitalidade, porque por ela alguns, não o sabendo, hospedaram anjos” (Hebreus 13: 1 e 2). È por isso que temos que estar preparado para primeiramente suprir a fome da carne deles e depois saciar a fome com o alimento espiritual mostrando a água da vida que mata a sede. “Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna” (João 4: 14).
Lançando a rede na caridade:
Certo dia estava jejuando com pretensões até as 12:00 horas, quando faltava 10 minutos para as 12:00 horas comecei a preparar a marmita (pois como muitos de vocês sabem, trabalho com sucatas) e estou sempre comendo de marmita fora. Naquela mesma hora apareceu um homem com necessidade de alimentar o seu corpo mais do que eu, e foi quando eu joguei a rede oferecendo a marmita para saciar sua fome para depois jogar outra rede no intuito de alimentá-lo com a palavra de Deus.
Lançando a rede para pescar almas:
Em barão Geraldo (distrito de Campinas) visitei uma senhora que havia retirado um ceio devido o câncer; falei de Jesus para ela e fui embora para minha casa. Acontece que no caminho comecei a ficar incomodado, o Espírito Santo começou a me cobrar por eu não ter ofertado o Senhor Jesus Cristo como o único e eterno Salvador para aquela mulher. Ao chegar em casa comentei com minha esposa, eu disse a ela que estava muito incomodado, e que estava disposto a voltar (apesar de longe) de imediato ela respondeu que iria comigo. Naquela mesma hora saímos de casa já praticamente à noite e lá fomos nós novamente para Barão Geraldo com a missão até mesmo de ter que acordar a mulher no intuito de ofertar o Senhor Jesus Cristo. Assim que a mulher nos viu perguntou: O senhor está de volta? Esqueceu alguma coisa seu Riva? De imediato respondi: Esqueci sim dona, esqueci de ofertar o Senhor Jesus Cristo como o único Salvador, esqueci de dizer a senhora que aceitar o Senhor Jesus Cristo não é carregar a carga e sim descarregar a carga, é diminuir o peso.
"Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei” <-> “Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma” <-> “Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve" (Mateus 11:28, 29 e 30). Naquela noite voltei para casa com o coração aliviado, pois aquela senhora havia aceitado o Senhor Jesus Cristo como seu único Salvador.
Passados 15 dias, voltei para fazer nova visita e me disseram que aquela senhora havia falecido.
É necessário sem perda de tempo que lançamos incansavelmente a rede, lembrando sempre que o Senhor Jesus fez na minha e na sua vida, fará em qualquer vida que O aceitar como único Salvador.
Portanto irmão, estou feliz por saber que você deseja discipular novos seguidores de Jesus Cristo! A experiência do discipulado é uma das mais fascinantes da vida cristã. Quem é pai sabe o que significa o momento sublime do nascimento de um filho. Na vida espiritual também experimentamos grande alegria ao ver pessoas nascendo em Cristo Jesus. Você faz muito bem em desejar fazer discípulos e estamos juntos nesta missão. 

Veja este trabalho e outros no site: 
www.grupodehomensmissionarios.com
 
Em Cristo
Mario A. Cabestre

O cavalo prepara-se para a batalha, mas a vitória vem do Senhor

Provérbios 21: 31 

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Domingo 02 de março de 2008                   N.º 53    

Culto de Louvor
Tema: “O pecado não confessado faz o braço de Deus ficar pesado"      

Salmos 32: 1 ao 7
Porque de dia e de noite a tua mão pesava sobre mim; o meu humor se tornou em sequidão de estio. (Selá.)” (Salmos 32:4). Juntando com o Salmos 51 (o pecado de adultério e homicídio de Davi) também juntando com o Salmos 32 e 2.º Samuel 11 e 12 onde nos mostra falhas graves.

Davi demorou quase um ano para pedir perdão de seus pecados. “Quando eu guardei silêncio, envelheceram os meus ossos pelo meu bramido em todo o dia” (Salmos 32: 3).
O Pastor lembrou da Graça que nos foi dada, ou seja, o presente não merecido, a Graça de Deus não pode ser descrita, ela é muito grande e por isso quando confessamos nossos pecados o Senhor nos perdoa.
Foi lembrado de Paulo com o espinho da carne em 2.º Corintios, o apóstolo Paulo escreve a respeito de um mensageiro de Satanás que estava presente em sua vida. Isso, a primeira vista, nos causa no mínimo estranheza, não é mesmo? Um homem como Paulo, convertido, chamado por Deus, designado, predestinado, cheio da presença de Deus, ter também a presença de um mensageiro de Satanás atormentando-o, incomodando-o? É isso mesmo. E meditando com mais profundidade na palavra, percebemos que o mensageiro de Satanás foi enviado por Deus. O quê, por Deus? Por Deus, com a sua autorização, carimbo e assinatura. Paulo insistiu que o Pai tirasse esse espinho da sua carne (por três vezes!!), mas Deus não se importou com o quanto aquele espinho era ruim na vida de Paulo, ele se importou que Paulo entendesse, conhecesse mais a graça, a misericórdia Dele através disso. “E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar” <-> “Acerca do qual três vezes orei ao Senhor para que se desviasse de mim” <-> “disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo” (2.º Corintios 12: 7, 8 e 9).
Coisa difícil, pois o espinho na carne é quando o Espírito Santo nos acusa e nos pressiona devido a culpa em nossa consciência.
O Pastor frisou que o crente é tirado da presença de Deus quando o pecado não é confessado então a consciência cobra duro e doído. “Faze-me ouvir júbilo e alegria, para que gozem os ossos que tu quebraste” (Salmos 51: 8).
Por estas coisas é que vemos a importância de confessarmos ao Senhor os nossos pecados ainda mais nos nossos dias que não é necessário sacrifício algum, pasta apresentarmos em conversa intima ao Senhor, pois o Senhor nos deu tal intimidade. “Confessei-te o meu pecado, e a minha maldade não encobri. Dizia eu: Confessarei ao SENHOR as minhas transgressões; e tu perdoaste a maldade do meu pecado.” (Selá.) (Salmos 32: 5).
O Apóstolo Paulo faz uma confissão espantosa. Ele, o grande apóstolo, demonstrou pelo que escreveu, ter vivenciado o mesmo drama que muitas pessoas têm experimentado. Entendemos que esse é um problema comum a todos os filhos de Deus por estarmos ainda na carne. Alguns um pouco mais, outros um pouco menos, mas de modo geral, todos têm de lutar contra nossa natureza humana. “Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço” <-> “Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim” (Romanos 7: 19 e 20).
O Pastor lembrou quando o Senhor Jesus fez um convite a todos aqueles que se encontravam cansados e oprimidos. Alguém que está cansado é o sujeito que já esgotou suas forças, que já andou por muitos caminhos, porém não encontrou alívio para a opressão. Um homem oprimido é aquele que não está descansando, pois não há paz no seu coração. Muitos motivos levam uma pessoa a estar oprimida, mas se pesquisarmos bem veremos que a insatisfação com a nossa vida, com o que temos e com o que queremos é o principal motivo da opressão que nos toma. “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei” (Mateus 11:28).
Irmãos a culpa nos deixa longe da presença de Deus Mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça” (Isaías 59: 2).
Nas falhas de Abraão, de Jacó, de Sanção, do apóstolo Paulo, até mesmo de Davi e de muitos outros, Deus deixou escrito que não negligenciou o pecado de nenhum deles. E a graça de nosso Senhor superabundou com a fé e amor que há em Jesus Cristo” (1.ºTimóteo 1:14)<-> “Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós” (1.º João 1: 8) <-> “Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo” (1.º João 2: 1).

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Terça feira 04 de março de 2008                                                                                     N.º 54    

Culto da família “Deus Salva a família”
Tema: “Deus chama a existência as coisas que não existem”
Lucas 6: 17 até 19
“E toda a multidão procurava tocar-lhe, porque saía dele virtude, e curava a todos” (Lucas 6: 19).
 
O texto nos fala de uma mulher que há doze anos estava doente e cercada por um grande sofrimento. Sofria por ser mulher, que naquela sociedade era alvo de muitos preconceitos; sofria pelo tratamento da doença em si e sofria ainda pela solidão que essa doença lhe imputava. Ela provavelmente vivia sozinha, porque caso fosse casada, esta enfermidade era motivo para o divórcio. O retrato desta mulher era da mais pura desesperança.
Essa corajosa mulher alcançou o favor do Senhor, porque decidiu enfrentar a discriminação da multidão e tomar posse da sua cura através de uma atitude.
Com nós é a mesma coisa, o Senhor Jesus Cristo deixou a nós esta liberdade, nada nos impede de tocarmos em sua orla em busca de libertação, de cura, de intercessão.
Nos dias de hoje temos plena convicção que o deserto está ampliando dentro das famílias, é grande o tormento tanto na falta de alimento para o organismo como na falta do alimento espiritual.
Por exemplo: Nenhum de nós estamos aqui nesta noite por acaso, com toda certeza nos viemos na casa do Senhor em busca das bênçãos para nós e nossos familiares.
A Pastora levantou um clamor dizendo que pelos olhos da fé, pelos olhos espirituais cada um de nós neste momento estará tocando na orla do Senhor Jesus Cristo e ele estará tocando em nós. “Ouvindo falar de Jesus, veio por detrás, entre a multidão, e tocou na sua veste <-> “Porque dizia: Se tão-somente tocar nas suas vestes, sararei” (Marcos 5: 27 e 28).
Vejam que por mais que estejamos alicerçados o que acontecer a um de nossos familiares automaticamente estaremos sentido. O Senhor Jesus Cristo antes de ser crucificado orou com tanta intensidade que verteu sangue e depois veio à mulher com o fluxo de sangue tema de nossa pregação. “E, posto em agonia, orava mais intensamente. E o seu suor tornou-se em grandes gotas de sangue, que corriam até ao chão” (Lucas 22: 44).
No caso da mulher de fluxo de sangue dá a nos entender que havia uma multidão em busca de cura, mas somente ela estava determinada somente ela estava disposta. “E foi com ele, e seguia-o uma grande multidão, que o apertava” (Marcos: 5: 24).
Por isso quando vamos há igreja temos que estar determinados desde a saída de nossas casas, pois assim seremos abençoados.
A Pastora lembrou que em qualquer situação ficar na frente da televisão, ficar lamentando com os vizinhos de nada adianta, é extremamente necessário que clamamos ao Senhor. “Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas” (Felipenses 2: 14) <-> “E invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás” (Salmos 50: 15).
Irmão não deixe nada deste mundo enfraquecer as suas forças e levantar a sua soberba.
A pastora lembrou a passagem do espinho na carne do apóstolo Paulo: Certamente a perspectiva correta do cristão se encontra em (2.º Corríntios 12: 9) “Depois de Paulo ter orado três vezes para a remoção do espinho na sua carne ,a resposta chegou a ele. "A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza"
Que resposta linda recebeu! Qual cristão não continuaria levando no corpo alguma fraqueza desanimadora, no conhecimento de que haveria graça diária para assim fazer e poder suficiente de Deus para ajudar? Será que Paulo sentiu isso mesmo? Aqui temos as suas próprias palavras relatadas em (2.º Coríntios 12: 9-b) "De boa vontade, pois me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo".
Era uma multidão segundo a bíblia, não importa a quantidade e sim a qualidade da fé, se toda a multidão o tocasse com fé na orla do Senhor Jesus Cristo, todos seriam curados. “E, correndo toda a terra em redor, começaram a trazer em leitos, aonde quer que sabiam que ele estava, os que se achavam enfermos” <-> “E, onde quer que entrava, ou em cidade, ou aldeias, ou no campo, apresentavam os enfermos nas praças, e rogavam-lhe que os deixasse tocar ao menos na orla da sua roupa; e todos os que lhe tocavam saravam” (Marcos 6: 55 a 56).
Por isso é que nunca devemos brincar de ser cristão, ser o verdadeiro cristão não é fácil, é uma luta, por isso da necessidade de nossa determinação; só querer e ter vontade não é suficiente, é necessário que o cristão esteja disposto. “Se dispuseres o coração e estenderes as mãos para Deus;” <-> “Pois te esquecerás dos teus sofrimentos e deles só terás lembrança como de águas que passaram (Jó 11: 13 e 16).
Alguém pode estar pensando: Será que o Senhor Jesus Cristo ainda continua operando? Claro que sim; a bíblia no livro de Hebreus não deixa dúvidas. “Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente” (Hebreus 13: 8).
Também foi lembrado que até a sombra de Pedro curava os enfermos. Lemos em Atos 5:15 que até a sombra de Pedro curava enfermos, tal o Poder que emanava dele: "a ponto de levarem os enfermos até pelas ruas e os colocarem sobre leitos e macas, para que, ao passar Pedro, ao menos a sua sombra se projetasse nalguns deles" (Atos 5: 15). E veja que os lenços e panos que Paulo tocava, eram levados aos enfermos e expulsavam demônios e curava enfermos. “E Deus pelas mãos de Paulo fazia maravilhas extraordinárias” <-> “De sorte que até os lenços e aventais se levavam do seu corpo aos enfermos, e as enfermidades fugiam deles, e os espíritos malignos saíam” (Atos 19: 11 e 12).
Aquela mulher ouviu falar do Senhor Jesus Cristo e veio buscar a cura, seja você como esta mulher, tudo vem dele, ele está nos esperando, só depende de nós; basta abrir a porta, basta quere! E Jesus não faz nenhuma exigência!“Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo” (Apocalipse 3: 20).
A respeito da mulher do fluxo de sangue ela simplesmente ouviu falar do Senhor Jesus Cristo e veio buscar a benção. Seja você irmão, irmã como esta mulher, pois a virtude vem do Senhor e ele está nos esperando para nos abençoar.
Mesmo nos dias de hoje, ainda existem casos que nós médicos não conseguimos chegar a um diagnóstico preciso, nem a um tratamento adequado, como no caso da mulher do relato bíblico, e nesses casos vale muito mais ainda “tocar na orla das vestes de Jesus”, que é o Médico dos médicos e o mesmo ontem, hoje e eternamente.
(Eliade B. Duarte
Médico Ginecologista e Obstetra)

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM
Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


Sexta feira 07 de março de 2008                                                                              N.º 55     
Culto de Libertação
Tema: “Das sete virtudes, uma é a generosidade”
   “    : “O generoso sempre será abençoado”
Provérbios 22: 9
“O que vê com bons olhos será abençoado, porque dá do seu pão ao pobre” (Provérbios 22: 9).

Justamente quando estávamos de costa virada ao Pai Ele mais uma vez nos mostrou generosidade.
A generosidade entre nós é de grande importância, mas infelizmente o tempo vai passando e a generosidade tende a diminuir cada vez mais.
No intuito de ilustração o Pastor lembrou da história do jovem que apanhava estrelas-do-mar e de uma passagem bíblica em (Mateus 14:13-21; Marcos 6:30-44; Lucas 9:10-17).
Caminhando pela praia, um homem encontrou um jovem que apanhava estrelas-do-mar e as atirava de volta à água. Aproximando-se dele, o homem perguntou: “O que você está fazendo?” O jovem respondeu: “Estou devolvendo estas estrelas ao mar”. E continuou: “Se eu não as devolver agora, antes que a maré baixe, certamente elas irão morrer. ” Então o homem replicou: “Meu caro rapaz, há quilômetros de praia e muitas estrelas-do-mar. Com certeza, você não conseguirá salvar todas elas. Esse seu trabalho me parece inútil. ” O jovem pacientemente curvou-se, pegou mais uma estrela e, atirando-a ao mar, respondeu: “O senhor tem razão. Não poderei mesmo salvar todas elas, mas para aquela que acabei de lançar nas águas eu fiz toda a diferença. “No Evangelho encontramos a história de um rapaz que, generosamente, ofereceu a Jesus dois pães e cinco peixes. Naquela hora de cansaço e fome, o que representava tão pouco alimento para tanta gente? Que diferença faria sua pequena e humilde contribuição? Entretanto, Jesus aceitou a oferta, multiplicou-a e alimentou mais de cinco mil pessoas. O que possuímos se colocado nas mãos do Mestre, certamente será transformado em bênçãos para nós e para outros.
O importante não é a quantidade, mas o que você está fazendo.
O nosso Deus quer ver se você é realmente agradecido, Ele quer ver você generoso, fazendo com amor o que é possível. O Pai vê a mão que dá e abençoa.
Portanto é necessário que nunca esqueçamos que na generosidade tem todas as coisas que o nosso Deus gosta.
A palavra de Deus diz que devemos amar o próximo como amamos a nós mesmo.
Se pega o pouco que você tem e dá, não fique falando que o valor é muito pouco, o que não se pode fazer é seguir o raciocínio daquele homem da praia. O Senhor Jesus provou que os duzentos dinheiro de Felipe triplicou.
Também o Pastor lembrou que devemos encorajar o costume da hospitalidade, afirmando que nem sempre se sabe as bênçãos que podem resultar. “Não vos esqueçais da hospitalidade, porque por ela alguns, não o sabendo, hospedaram anjos” (Hebreus 13: 2).
O pouco que você deu com toda certeza em nome do Senhor Jesus Cristo se tornou muito.
Portanto irmãos, nunca neguem seus corações porque dentro da generosidade contem grandes milagres.

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM
Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Domingo 09 de março de 2008                                                                                       N.º 56    

Culto de Libertação
Tema: A mulher no lar tem um ministério específico”   
Mateus 15: 21 ao 28
“E ele, respondendo, disse: Eu não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel” <-> “Então respondeu Jesus, e disse-lhe: Mulher, grande é a tua fé! Seja isso feito para contigo como tu desejas. E desde aquela hora a sua filha ficou sã” (Mateus 15: 24 e 28).

O Pastor iniciou lembrando que ontem dia 08 de março de 2008 foi comemorado o “Dia internacional da mulher”
Afirmou que tudo depende da mulher lembrando que a mulher cristã tem vários papéis a desempenhar na sociedade, na igreja e principalmente no lar, onde ela tem um ministério específico. Ela pode edificar, e construir, aliás, foi para isto que o Senhor a criou. Contudo, se não for sábia, pode vir a destruí-lo, com suas próprias mãos. Toda mulher sábia edifica a sua casa; mas a tola a derruba com as próprias mãos” (Provérbios 14: 1).
O Senhor Jesus Cristo não veio para os gentios e sim para os judeus.
Na passagem da mulher cananéia temos a nítida impressão que inicialmente o Senhor Jesus Cristo queria testar aquela mulher.
Sabemos que existem exceções, mas para a maioria absoluta a coisa mais importante são os filhos. È normal a mãe deixar de ter suas coisas para os filhos e marido.
A resposta da mulher cananéia foi inteligente, ela mostrou ao Senhor Jesus Cristo que conhecia a palavra e mostra a cada um de  nós a necessidade de conhecermos esta palavra.
Sabe por que ela gritava? A mulher tinha um problema terrível em casa. Sua filha sofria terrivelmente em função de possessão demoníaca. Era uma tortura para a mulher; pois sentia a dor da filha e não podia fazer nada sobre o problema. Então, descobriu que Jesus estava naquela região. Quando existe um problema na vida, o Senhor o usa para que possamos clamar: “Senhor, Filho de Davi, tem misericórdia de mim” e pedir sua presença. Alguns ficam muito amargurados e tristes quando passam por provações. Mas Deus permite que as provações aconteçam para nos fazer glorificar o nome de Jesus.
Há quem pense: gostaria de ter nascido em algum outro lugar ou numa família diferente. Outros acreditam: se não tivesse sofrido tanto abuso em minha infância, seria uma pessoa feliz. Sentem amargura no coração por aquilo que são, pelo local onde cresceram e onde estão. Mas veja o que essa mulher fez durante a tempestade que se abateu sobre sua vida. Foi buscar Jesus e começou a quebrar as regras da religiosidade. Ela não disse: “Jesus é judeu, e eu sou uma mulher pagã; não tem nada a ver comigo”. Ela foi até Jesus porque sua filha estava sofrendo. “E eis que uma mulher cananéia, que saíra daquelas cercanias, clamou, dizendo: Senhor, Filho de Davi, tem misericórdia de mim, que minha filha está miseravelmente endemoninhada” (Mateus 15: 22).

Olhando para a bíblia vemos o exemplo de várias mulheres abençoadas:
Joquebede, mãe de Moisés, destaca-se de entre uma pleiade de heroínas que ao longo dos séculos souberam compreender e aproveitar o tempo da infância.
Pensa-se que Joquebede teria convivido com o seu filho Moisés entre seis/sete anos, mas como os aproveitou bem! Ela soube, como poucas, compreender o valor da infância. Em tão pouco tempo ela incutiu valor, princípios e ensinamentos que nem quarenta anos no corrupto palácio de Faraó, nem quarenta anos de pastorícia rude e hostil puderam esquecer.
Ana, mãe de Samuel foi uma pessoa de atitudes e palavras louváveis. Recebeu sua grandiosa e perene recompensa.
Rute uma jovem mulher, uma estrangeira, age com fé, e desfruta da mais rica bênção que uma pessoa do Antigo Testamento poderia ter... tornar-se um ancestral de nosso Salvador, o Senhor Jesus!
Ester a libertação dos judeus por meio dela quando rainha.
O Pastor citou a grande mudança da mulher de hoje devido à diferença existente entre a igreja e o mundo de hoje: A igreja prega o sexo após o casamento, mas o mundo prega o contrário.
A mulher de hoje é mãe, é esposa, trabalha fora e estuda.
A luta da mulher é para a vitória da família, por isso a mulher vive em função da família.
Irmão seja persistente que sua hora acaba chegando, o Senhor Jesus Cristo com toda certeza deste mundo vê o choro das mulheres.
Maridos, amem vossas esposas.          
Não é a toa que as escrituras exortam os maridos a amarem    suas esposas.        
Não que os maridos não tenham esses sentimentos, mas porque há uma dificuldade de os homens expressarem, na prática, o que sentem por suas esposas. “Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela” (Efésios 5: 25).

O Senhor Jesus Cristo disse que vai dar certo, basta buscá-lo com perseverança.

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31
 
@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Terça feira 11 de março de 2008                                                                                      N.º 57 
Culto da família <-> Deus salva a família <->
Tema: “Temos um tesouro dentro de nós coberto com vazo de barro”
Leitura: 2.º Corintios 4: 5 a 12
“Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós” (2.º Corintios 4: 7).

A bíblia nos fala de homens que fora heróis bíblicos e que foram abençoados por Deus. O Pai os abençoou e profetizou bênçãos e quando cometeram erros o nosso Deus nunca deixou de falar de seus erros.
Você já começou a entender o que significa ser um cristão? Ser um cristão é ser uma pessoa em quem aparentes incompatibilidades coexistem, mas em quem é o poder de Deus que muitas vezes triunfa. Um cristão é alguém em cuja vida há um inerente e misterioso paradoxo; e esse paradoxo é de Deus. Algumas pessoas concebem o cristianismo como todo o tesouro e não o vaso. Se, por vezes, o vaso de barro é visível em um servo de Deus, elas acham que esse servo é um caso perdido, enquanto a concepção de Deus é que, nesse mesmo vaso, Seu tesouro deveria ser encontrado.
O Apóstolo Paulo está dizendo que temos um tesouro dentro de nós; e que ao sairmos no meio da multidão com toda certeza somos privilegiadas, pois temos o verdadeiro tesouro (a presença do Espírito Santo).
Por isso somos diferenciados, conseguimos ver o que certas pessoa não conseguem ver porque temos luz é só perceber (observar), as pessoas olham de imediato e notam a diferença devido andarmos na luz e sendo o sal da terra. “Porque não nos pregamos a nós mesmos, mas a Cristo Jesus, o Senhor; e nós mesmos somos vossos servos por amor de Jesus” <-> “Porque Deus, que disse que das trevas resplandecesse a luz, é quem resplandeceu em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Jesus Cristo” <-> “Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós” (2.º Coríntios 4: 5, 6 e 7). 
Portanto temos um tesouro de dentro de nós coberto com vazo de barro.
Na verdade somos vasos que sentem as intempéries da natureza, vasos de dores, vasos de fácil trincas, mas dentro desses frágeis vasos estão guardados o maior tesouro de valores incalculáveis.“Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o SENHOR. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel” (Jeremias 18: 6).
Tudo isso nos prova uma vez mais que o homem não é perfeito e que a existência vem de Deus.
O Pastor lembrou Elias dizendo que até o triunfo do Carmelo quando Elias sozinho enfrentou quatrocentos e cinqüenta profetas de Baal, não se observa nele segundo as Escrituras nenhum traço de depressão espiritual. Mas depois do Carmelo e mais precisamente quando Elias aguardava à entrada de Jezreel boas notícias que dentro de um prognóstico seu viriam da casa real, tudo mudou. “E a mão do SENHOR estava sobre Elias, o qual cingiu os lombos, e veio correndo perante Acabe, até à entrada de Jizreel” (1.º Reis 18.46).
Elias caiu em depressão por se achar um fracassado em sua missão espiritual para com o povo e, sobretudo com Acabe e Jezabel. As bênçãos materiais, Deus tinha derramado, mas as espirituais como a salvação e a mudança de atitude da realeza para com Ele mesmo e seu povo, o Senhor não realizara. Isso foi o bastante para o mundo de Elias ruir. Disse o profeta: “Basta; toma agora a minha alma, não sou melhor do que meus pais” (1.º Reis 19: 4). Elias não teve poder de reação para lidar com o ocorrido, e isto trazendo para os dias de hoje acaba servindo como exemplo, nos mostrando a instabilidade existente em nós. “Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados” <-> “perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não desanimados”<->“Perseguidos,       mas         não desamparados; abatidos, mas não destruídos” (2.º Coríntios 4: 8 e 9).<-> “Tristezas de morte me cercaram, e torrentes de impiedade me assombraram” <-> “Tristezas do inferno me cingiram, laços de morte me surpreenderam” <-> “Na angústia invoquei ao SENHOR, e clamei ao meu Deus; desde o seu templo ouviu a minha voz, aos seus ouvidos chegou o meu clamor perante a sua face” (Salmos 18: 4; 5 e 6).
Mais uma vez temos provas que em situações adversas se assustamos, que apesar de termos o tesouro nós se apavoramos, Elias se apavorou, Davi também, mas nunca podemos esquecer que o nosso Deus sempre vem com o socorro.
Também o Pastor lembrou de Jeremias, homem chamado por Deus desde a sua infância. Jeremias recebeu sua chamada para o ministério quando era jovem, apesar de ter sido escolhido por Deus desde o ventre de sua mãe, foi muito perseguido em seu ministério. Tinha uma paixão pelo seu povo, mas não negava de lhes entregar a Palavra profética como Deus lhe ordenava.
Uma das coisas mais interessantes da vida de Jeremias era como ele defendia sua integridade diante de Deus. Como outros profetas que viveram em épocas de pura abominação e pecado, ele escolheu uma vida íntegra ao Senhor. Jesus teve a ousadia de dizer aos religiosos da época: “Quem dentre vós me convence de pecado? E se vos digo a verdade, por que não credes? (João 8:46).
Em épocas em que todos abraçaram o pecado, todos se desviaram do Senhor, todos escolheram outros deuses, todos se prostituíram, Jeremias se tornou uma voz destoante dos hábitos de sua época. Era inconformado com o molde pecaminoso do povo.
De um jeito ou do outro sempre vem a palavra de Deus para nos tranqüilizar.
Quantos pregam curas e são doentes, pregam harmonia e estão em desarmonia. “Porque, mesmo quando chegamos à macedônia, a nossa carne não teve repouso algum; antes em tudo fomos atribulados: por fora combates, temores por dentro” <-> “Mas Deus, que consola os abatidos, nos consolou com a vinda de Tito” (2.º Coríntios 7: 5 e 6). Deus nos fortalece, Deus nos tranqüiliza. “Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada?” <-> “Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia; Somos reputados como ovelhas para o matadouro” <-> “Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou” (Romanos 8: 35; 36 e 37)
Mais uma vez o apóstolo Paulo prova que o Senhor restaura as nossas vidas e que nada é fácil, pois o próprio Senhor Jesus Cristo nos alertou.
Nada poderá separar-nos do amor de Cristo, somos um vaso de barro, mas temos um grande tesouro.
 “Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia” <-> “Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente;” <-> “Não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas” (2.º Coríntios 4: 16 ; 17 e 18).
O nosso interior vai se renovando dia a dia, a luta tende a nos fortalecer espiritualmente dando a nós maturidade espiritual. “E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência” <-> “E a paciência a experiência, e a experiência a esperança” <-> “E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado” (Romanos 5: 3).
Finalmente: Do mais sábio, do mais corajoso, ou do mais inteligente, o nosso Deus não tirou a fraqueza.
ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PÁGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
 Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Sexta feira 14 de março 2008                                                                                         N.º 58    

Culto de libertação

Tema: “A tua fé te salvou”
Mateus 9: 18 ao 26
ET: nesta sexta feira foi dada oportunidade a obreira Reginéia Dias Guerra para trazer a Palavra de Deus.
“E Jesus, voltando-se, e vendo-a, disse: Tem ânimo, filha, a tua fé te salvou. E imediatamente a mulher ficou sã” <-> “Disse-lhes: Retirai-vos, que a menina não está morta, mas dorme. E riam-se dele” (Mateus 9: 22 e 24).

A obreira iniciou nos alertando que nesta passagem bíblica trata-se de dois milagres, mas hoje será focado o milagre da “mulher de um fluxo de sangue”.
Esta mulher estava doente há doze anos, ficou sabendo do Senhor Jesus Cristo e de imediato com muita coragem e perseverança foi em buscar de sua bênção.
Trazendo para a luz do dia, podemos observar que o Senhor Jesus Cristo está falando com nós na necessidade de buscarmos nossa bênção.
A passagem nos mostra mais uma vez que o nosso Senhor é o Deus do impossível, Deus que transforma e que sempre nos honra. Basta que toquemos em sua orla com fé que sairemos vencedores no nosso dia a dia e vencedores do mais importante busca que é a salvação.
O Senhor Jesus sabe muito bem o que precisamos por isso Ele nunca deixou de suprir nossas necessidades.Tu sabes o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento” (Salmos 139: 2).
Esta mulher nos dá uma grande lição de perseverança e fé, pois como diz a Palavra do Senhor: “Se uma mulher tiver um fluxo de sangue por muitos dias fora do tempo da sua impureza, ou quando tiver fluxo de sangue por mais tempo do que a sua impureza, por todos os dias do fluxo da sua imundícia será como nos dias da sua impureza; imunda será” (Levíticos 15:25).
Pela Lei Mosaica, durante todo este tempo ela deveria estar excluída de sua de sua sociedade, era considerada imunda.
Mas mesmo sendo descriminada e excluída ela colocou toda a sua fé em Jesus Cristo e enfrentou a multidão. Muitas mulheres sentem-se sem valor, talvez por palavras que ouvem ou por suas limitações sociais de uma sociedade que sempre pregou uma diferença muito grande. Porém Jesus veio resgatar isso, em seu Ministério terreno dando grande valor as mulheres. Sem contar que a todo o tempo Ele dá prova de seu amor a todos nós. “Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores” (Romanos 5: 8).
Se quisermos ser abençoados que sejamos obedientes, o toque daquela mulher na orla do senhor foi diferente, foi toque de fé, pois saiu virtudes do Senhor Jesus Cristo.
A obreira lembrou que tudo depende de nós, que o nosso Deus sempre esteve, estará e continuará estando a nossa disposição. “Eis que a mão do SENHOR não está encolhida, para que não possa salvar; nem agravado o seu ouvido, para não poder ouvir” (Isaías 59: 1).
A grande virtude é de quem sabe esperar no Senhor, pois a partir do momento que o irmão aprenda a esperar no Senhor, automaticamente sem ele perceber está dando uma prova de confiança junto ao Pai. “Esperei com paciência no SENHOR, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor” <-> “Tirou-me dum lago horrível, dum charco de lodo, pôs os meus pés sobre uma rocha, firmou os meus passos” (Salmos 40: 1 e 2).
Ele te chamou porque tem vitória, assim como foi curadas a mulher e a menina também o Senhor quer ti curar. Vejam que o Senhor Jesus Cristo (no caso da menina) pediu para alguns que saíssem da casa porque percebeu que tinha gente ali dentro com a fé abalada (fraca). “Disse-lhes: Retirai-vos, que a menina não está morta, mas dorme. E riam-se dele”<->“E, logo que o povo foi posto fora, entrou Jesus, e pegou-lhe na mão, e a menina levantou-se” (Mateus 9: 24 e 25).
Irmão o clamor é muito importante, se nós não clamar as pedras irão clamar em nosso lugar. “E disseram-lhe de entre a multidão alguns dos fariseus: Mestre, repreende os teus discípulos” (Lucas 19: 39) <-> “Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes que não sabes” (Jeremias 33: 3).
O que você quer?
È necessário saber pedir e ter conhecimento que sem fé nada acontece.
O Senhor quer aliança eterna com nós, daí a necessidade de estarmos preparados.

ET: Este trabalho se encontra na página:
WWW.grupodehomensmissionarios.com.
Mario A. Cabestre
Em Cristo
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor. Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


Domingo 16 de março de 2008                                                                                       N.º 59     
Culto de Louvor
Tema: “Na intimidade com Deus sua vida é transformada”
Mateus: 6: 5 em diante
“E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão” (Mateus 6: 5).

Quando jovem na fé o primeiro amor é bonito, mas no passar do tempo as coisas vão se afinando e vamos perdendo o primeiro entusiasmo. Por essa razão da lembrança do Pastor neste assunto.
O relacionamento com Deus tem que ser constante, é como o ar se parar nos morremos.
A capacidade que temos de viver em comunhão com o nosso Deus tem que ser constante para que não haja o esfriamento.
Os irmãos podem estar pensando: O Pai sabe muito bem o que precisamos, logo não há necessidade de pedirmos!
O Pastor nos alertou que não é bem assim, pois não é só nós que precisamos pode, por exemplo, ser um filho e este filho depende de nós, a dependência é bonita e nós sentimos responsáveis.
Com o nosso Deus é a mesma coisa, ou seja, muito mais importante; na realidade o nosso Deus não tinha responsabilidade de fazer nada, pois quem errou fomos nós. Na verdade nosso Deus fez algo que não merecíamos.
Conclusão: Nosso Pai espera de nós o retorno que através da oração vem o agradecimento e não mante-Lo no esquecimento, afinal o nosso Deus deu a liberdade de estarmos em intimidade com Ele.
Devemos sempre estar reconhecendo a grandeza de Deus lembrando sempre que muito obrigado é uma coisa e a oração, pois a oração com toda a certeza chama mais a Sua atenção.
Nosso Pai quer conversar conosco; quantas vezes você parou com tudo e conversou com Deus em seu canto.
Acordou diga: Pai meu muito obrigado pelo um novo dia, coloque o nosso Deus em primeiro lugar, trata-se de uma atitude muito importante.
Converse com Ele, mostre sua confiança Nele e a resposta com toda a certeza virá. Assim será a minha palavra, que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei(Isaías 55: 11).
Deixe de ser repetitivo, mesmo sabendo que o Senhor nosso Deus, mesmo Ele sabendo o que você precisa é necessário que você fale com Ele sendo intimo Dele.
Deus necessita da comunhão de seus filhos.
O Pastor lembrou da passagem do filho pródigo. (Lucas 15: 11- 32).
A parábola do filho pródigo (Lc 15) é um dos textos mais comoventes e edificantes da bíblia. No conflito do filho pródigo com seu irmão temos o retrato do nosso dilema entre a aventura e a fidelidade a Deus. Na cena do filho pródigo que passa fome, temos o retrato da nossa miséria quando afastados de Deus. E no abraço acolhedor que o pai dá, no filho que volta pra casa, temos a mensagem do amor incondicional de Deus.
A parábola ensina uma nova imagem de Deus. A experiência de fé de Jesus permitiu que Ele chamasse Deus de Pai, tirando de Deus aquele ar austero e distante. Pode-se até dizer que o cristianismo nasce dessa experiência de poder chamar Deus de Pai. O Deus de Jesus e dos cristãos é um pai amoroso; que disciplina, mas ama o perdão.  “E ele lhe disse: Filho, tu sempre estás comigo, e todas as minhas coisas são tuas;” <-> “Mas era justo alegrarmo-nos e folgarmos, porque este teu irmão estava morto, e reviveu; e tinha-se perdido, e achou-se” (Lucas 15: 32).
O Pastor chamou a atenção dos jovens com o seguinte aviso: Jovens da internet vocês ficam no (bate papo) duas, três ou mais horas, este é o perigo de certos relacionamentos. Quem é mais importante do que o Senhor Jesus Cristo? Cuidado que quando você se empolga demais com determinas coisas, você está se esquecendo de Deus por substituição.
O nosso Deus que ver honestidade em nossos corações, o nosso falar co Cristo é muito mais importante de que qualquer falar, pois quanto mais falarmos mais seremos abençoados.
Tudo que fazemos no espírito e pela fé quanto mais falarmos mais a porta espiritual se abrirá.
Não é bonito o mar se abrir, o monte se mover?
O Pastor lembrou de Jonas, lembrou que Deus deu autoridade na palavra de Jonas.
Portanto confie na sua palavra, ela é importante porque na sua palavra tem a unção do Senhor Jesus Cristo desde que tenhamos a comunhão com o Pai.
“E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura” <-> “Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado” (Marcos 16: 15 e 16).
Quando o irmão falar com Deus fale de forma bonita se tornando conhecido do Senhor.
Mais uma vez o Pastor disse que Deus quer ouvir nossa oração, não oração pedindo, mas uma oração de filho para o Pai.
O irmão vem ao culto? Vem com alegria lembrando sempre que o culto é cultuar ao Senhor; tomando sempre cuidado para não envelhecer na fé procurando sempre ser jovem nela.
Lembre que no seu particular não ore, mas converse com Deus com alegria. Deus espera diuturnamente pela sua .conversa. Bons pais desejam dar coisas boas aos filhos. O mesmo deseja nosso pai celestial.   
Por algum motivo, no entanto, a maioria de nós tem dificuldade em aceitar os presentes que Deus nos oferece. "Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas dádivas a vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará boas coisas aos que lhas pedirem?" (Mateu 7: 11).

Na intimidade com o nosso Deus sua vida é transformada, Ele é o seu verdadeiro amigo, se você clamar ele te abençoará.
 
ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PÁGINA:
WWW.GRUPODEHMENSMISSIONARIOS.COM

Em  Cristo
Mario A Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31


@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


Sexta feira 21 de março de 2008                                                                                   N.º 60   

Culto de libertação
Tema: “Não deixe o nome de Jesus Cristo ficar pequeno”   
Romanos 5: 1- 8
“E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado” (Romanos 5: 5).

Prova de amor:
Muitos ainda dão mais espaços para Maria do que para o Senhor Jesus cristo.
O Pastor lembrou que o Senhor Jesus Cristo não é história, o Senhor é Deus que habitou entre nós, sofreu dores e pagou nosso preço. “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3: 16).
Assim, meu irmão, minha irmã, anime-se- a mensagem de Deus é esta: Em Cristo, a ordem de Deus de amá-lo de forma perfeita, foi totalmente cumprida. Isso é que é uma mensagem maravilhosa. A pergunta agora é: Como manteremos esta Palavra em nossos corações? Moisés diz: "Estas palavras que, hoje, te ordeno estarão no teu coração;” (Deuteronômio 6: 6). Mas o Espírito Santo nos deu fé verdadeira no Filho de Deus. A Palavra dele está em nossos corações, e não apenas amarrada em nossos pulsos. Por causa do que Cristo fez por nós, nós estamos livres do pecado e da morte. Nosso futuro é brilhante e nossa salvação está garantida; de fato não há nada como alguém vitorioso em Cristo.
Quem morreria pelo inimigo? Todos éramos inimigos de Deus, aí está a grandiosidade do acontecido. A vós também, que noutro tempo éreis estranhos, e inimigos no entendimento pelas vossas obras más, agora contudo vos reconciliou” (Colossenses 1: 21).
Ele é o nosso Salvador, nos necessitamos da cruz de Cristo porque precisamos do perdão.
Em nossas vidas terrenas com muito ou pouco vamos vivendo, mas quanto a salvação é impossível por isso da necessidade de reconhecermos o Senhor Jesus Cristo como verdadeiro e o único caminho. Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim” (João 14: 6). 
O Pastor lembrou que quando andamos com Cristo andamos nas tribulações e nas tribulações é necessário que louvemos ao Senhor não importando com as circunstancias.
O Pastor perguntou: Quem Salva? Quem pagou nosso preço? Os homens enganados pelo Diabo, criam outros deuses, para desviar seus corações do verdadeiro Salvador. Devemos invocar o nome do Salvador Jesus Cristo e nenhum outro nome. “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos” (Atos 4: 12).
O Pastor lembrou: Hoje é sexta feira (sexta santa), muitos em procissão, muitos carregando tristezas; acontece que nada dessas atitudes, costumes ou hábitos estão escritos, estas situações com toda a certeza não é a vontade de Deus.
A verdadeira vontade de Deus é que tenhamos o Senhor Jesus Cristo verdadeiramente vivo entre nós, sabendo que ele é o nosso consolador.
Os discípulos tremiam de medo, tinham dúvidas e relembravam o fracasso quando, de repente, Jesus apareceu e Se pôs no meio deles. Ele veio pela porta dos fundos, por assim dizer, e trouxe Consigo as chaves que abriram a porta da frente da vida dos discípulos. Aquelas chaves incendiaram o cristianismo durante o primeiro século. Essas mesmas chaves nos estão disponíveis hoje.
“Ao cair da tarde daquele dia, o primeiro dia da semana, trancadas as portas da casa onde estavam os discípulos com medo dos judeus, veio Jesus, pôs-se no meio deles e disse-lhes: Paz seja convosco”! (João 20:19).
Também lembrou o Pastor da chamada quarta feira de cinzas, depois da grande folha correm atrás de uma cruz de cinza na testa para perdão dos pecados.
Irmãos, na Palavra de Deus é diferente, pois existe necessidade de confessar os pecados aja visto que o demônio não dorme nem de dia e nem de noite.
Por isso é que o Senhor Jesus Cristo está fazendo um convite a todos aqueles que se encontram cansados e oprimidos. Alguém que está cansado é o sujeito que já esgotou suas forças, que já andou por muitos caminhos, porém não encontrou alívio para a opressão. Um homem oprimido é aquele que não está descansando, pois não há paz no seu coração. Muitos motivos levam uma pessoa a estar oprimida, mas se pesquisarmos bem veremos que a insatisfação com a nossa vida, com o que temos e com o que queremos é o principal motivo da opressão que nos toma. “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei” (Mateus 11: 28).
Ele esta batendo na porta de seu coração neste momento basta você aceitar , abra a porta do seu coração para Jesus, que Ele está preste a entrar. “Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo” (Apocalipse 3: 20).
A necessidade de sermos equilibrados o ano todo, não é ser bonzinho nestes dias e depois solta tudo e impreterivelmente passa a desagradar os olhos de Deus.
Todo ano é a mesma coisa, começa com o carnaval, depois vem a semana santa (sexta feira santa); no sábado da aleluia mata o Judá e cai na farra novamente achando que está tudo normal, pois na quarta feira (cinzas) foi perdoado!
Este tipo de pessoas se esquece que o Senhor Jesus Cristo morreu para herdarmos a vida, para sermos abençoados na terra e o principal de tudo que foi nos dar a Salvação eterna.
Portanto não adianta guardar “dia” o necessário é buscar Cristo a cada dia.
Não é o que entra pela boca que torna o homem impuro; Jesus nos afirma que o perigo está no que sai da boca. “O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem” (Mateus 15: 11).
O Pastor aproveitou para nos dar o seguinte exemplo:
O pessoal responsável em coletar o lixo de uma determinada cidade entra em greve; alguns voluntários começaram o trabalho de retirada do lixo, porem, no decorrer da coleta observaram que não havia local apropriado para desovar o referido lixo; passaram a depositar provisoriamente num terreno baldio sendo que mesmo dia foram multados.
Com nós acontece a mesma coisa, temos que ter muito cuidado ao pedir que alguém venha tirar o lixo que está dentro de nós, temos que estar cientes que se não for o Senhor Jesus Cristo poderá causar o mesmo problema que ocorreu com os voluntários.
Somente o Senhor Jesus Cristo é que nos tira o lixo em definitivo.
Dia como hoje (sexta feira santa) não é para ficarmos lamentando a morte do Senhor Jesus Cristo. Ele está vivo! Ele ressuscitou!
Como explicar para a criança o ovo de páscoa? Está tudo errado- carnaval-quaresma- Quem falou? Onde esta escrito?
Irmãos, hoje não é dia de tristeza, hoje é dia de alegria, dia de libertação, dia do final da escravidão!
Um novo dia o Senhor me deu, nele me alegrarei e feliz serei.

Veja este trabalho e outros no site: 
www.grupodehomensmissionarios.com
Em Cristo
Mario A. Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Domingo 23 de março de 2008                                                                                      N.º 61    

Culto de Louvor

Tema: “A verdadeira páscoa é aquela que comemora a ressurreição do Senhor Jesus Cristo”
Felipenses 2: 16 e 17
Domingo de Páscoa
# Grupo Selá faz homenagem ao dia da páscoa #

“Retendo a palavra da vida, para que no dia de Cristo possa gloriar-me de não ter corrido nem trabalhado em vão” <-> “E, ainda que seja oferecido por libação sobre o sacrifício e serviço da vossa fé, folgo e me regozijo com todos vós” (Felipenses 2: 16 e 17).
A Páscoa para os cristãos é a festa que comemora a ressurreição de Jesus Cristo. Para os judeus, os descendentes dos hebreus, a Páscoa (pessach) é a festa que comemora há mais de 3.000 anos a saída dos hebreus do Egito, onde eram escravos. Embora sejam acontecimentos diferentes, tanto a Páscoa cristã como a judaica tem o mesmo sentido: a libertação.
Nesta comemoração judaica, Moisés conduziu seu povo pelo Mar Vermelho e deserto do Sinai, e ficou para sempre como um marco na história do povo hebreu. Antes de partir, cada família deveria preparar a última refeição para a longa viagem que fariam pelo deserto. A refeição incluía um cordeiro assado, pães ázimos (sem fermento, para lembrar que saíram com pressa do Egito) e ervas amargas (para lembrar do sofrimento do povo no deserto, rumo à Terra Prometida). Esta Páscoa, para os hebreus, representou um tempo de esperança e libertação, a passagem pelo deserto para chegar a um lugar preparado por Deus, muito melhor de se viver.
Já na Páscoa cristã, Jesus ofereceu seu corpo e sangue assumindo metaforicamente o duplo sentido da Páscoa judaica: sentido de libertação e de aliança. No Novo Testamento, Cristo é o Cordeiro de Deus, sacrificado em prol da salvação de toda a humanidade. É a nova Aliança de Deus realizada por Seu Filho, agora não só com um povo, mas com todos os povos.
A cantata iniciou com o sangue na porta nos dando a entender que morreu muitos hebreus por desobediência. Falai a toda a congregação de Israel, dizendo: Aos dez deste mês tome cada um para si um cordeiro, segundo as casas dos pais, um cordeiro para cada família” <-> “E tomarão do sangue, e pô-lo-ão em ambas as ombreiras, e na verga da porta, nas casas em que o comerem” <-> “E eu passarei pela terra do Egito esta noite, e ferirei todo o primogênito na terra do Egito, desde os homens até aos animais; e em todos os deuses do Egito farei juízos. Eu sou o SENHOR” (Êxodo 12: 3, 7 e 12).
O cordeiro pascal foi separado, tipologia com o Senhor Jesus Cristo o ultimo Cordeiro para levar nossos pecados, o Senhor Jesus sabia que estaria só, sua angustia foi tão grande que seu suor se tornou sangue; sangue do Cordeiro. “E, posto em agonia, orava mais intensamente. E o seu suor tornou-se em grandes gotas de sangue, que corriam até ao chão” (Lucas 22: 44).
Foi lembrado da diferença da 1.ª entrada do Senhor Jesus Cristo em Jerusalém com a 2.ª quando era levado para a crucificação, Cristo passou pela cidade não mais aplaudida como da 1.ª vez, mas como um réu a ser crucificado.
Começou a via-sacra, Jerusalém se prepara para a páscoa o cordeiro estava preparado para derramar o sangue no altar.
O Senhor Jesus naquele momento estava entregando seu espírito veio os sinais e cumpriu-se o sacrifício do cordeiro.
Jesus realizou esta obra de uma vez para sempre. Ele rasgou o véu do santuário de cima para baixo: "E Jesus, clamando outra vez com grande voz, rendeu o espírito” <-> “E eis que o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo; e tremeu a terra, e fenderam-se as pedras" (Mateus 27.50 e 51).
O Senhor Jesus Cristo saiu debaixo da terra após (três dias) sendo a premissa na manhã, é neste Cristo que está a nossa fé, esperança e amor.
Fomos introduzidos pelas promessas de Cristo com total livre acesso para adorá-Lo.
Finalmente esta cantata nos mostrou mais uma vez que tudo do novo testamento foi cumprido por sombra do velho testamento.
Definitivamente, o Velho Testamento como um todo tem que ser considerado como um "Livro da geração de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão" (Ler Mateus 1: 1). Era o período de promessas e expectativas, o tempo de alianças e profecias. Não eram só os profetas que profetizavam. Eventos também eram profecias. A história toda foi profética e "típica," um sinal profético insinuando a aproximação da consumação. Agora, o tempo da expectativa já foi. A promessa foi cumprida. O Senhor veio. E Ele veio para habitar entre Seu povo para sempre. A história da carne e do sangue está fechada. A história do Espírito está aberta: "A graça e a verdade vieram por Jesus Cristo" (João 1: 17). Mas foi uma realização, não a destruição do passado. (O Velho testamento é sombra do Novo).

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Terça feira 25 de março de 2008                                                                                N.º 62     
Culto da família # Deus salva a família #
Tema: “ É necessário que os obstáculos sejam superados” 
Lucas 18: 1-8

“Dizendo: Havia numa cidade um certo juiz, que nem a Deus temia, nem respeitava o homem (Lucas 18: 2).
O Senhor Jesus Cristo usou comparações fácil de entender, ele pregava para as pessoas simples.
Dar título a algum texto é sempre muito complicado e Parábola do juiz iníquo não é um bom título. Melhor seria Parábola da Perseverança na Oração. Registra Lucas que Jesus “contou uma parábola sobre o dever de orar sempre e nunca desfalecer”. Assim, esta parábola ensina sobre a perseverança na oração. Não é sobre a oração propriamente, é sobre um dos aspectos da oração, a perseverança.
A Bíblia fala sobre a perseverança na oração. Textos como os que seguem provam isso: “Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração” (Romanos 12:12) <-> “Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; com toda a oração e súplica orando em todo tempo no Espírito e, para o mesmo fim, vigiando com toda a perseverança e súplica, por todos os santos” (Efésios 6:17 e 18) <-> “Graças damos a Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, orando sempre por vós” (Colossenses 1:3) <-> “Perseverai na oração, velando nela com ações de graças” (Colossenses 4: 12).
Então, sobre a perseverança na oração que falaremos.
Procurando entender a parábola:
Um juiz que não temia a Deus e nem respeitava os homens.
Uma viúva que suplicava ao juiz justiça.
Durante bom tempo o juiz não quis atendê-la.
Para não ser mais incomodado, o juiz atendeu-a.
Jesus, então, aplica: “Ouvi o que diz esse juiz injusto” <-> “E Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a ele de dia e de noite, ainda que tardio para com eles? (Lucas 18: 6 e 7).
Antes de prosseguirmos, precisamos eliminar qualquer ponta de dúvida sobre a motivação no atendimento.
O juiz atendeu para a viúva não mais incomodá-lo. “Todavia, como esta viúva me molesta, hei de fazer-lhe justiça, para que enfim não volte, e me importune muito” (Lucas 18: 5).
Deus nos atende pelo seu imenso amor.
A aplicação é sobre fazer justiça e não, propriamente,
sobre atender necessidades materiais que temos.
O que é iníquo ?
O iníquo é aquele que peca. É aquele que comete pecado, qualquer pecado. O iníquo é “a alma que pecou”.
O iníquo é aquele que comete transgressões.
O iníquo é aquele que comete iniqüidade.
O iníquo é aquele que comete injustiça.
O justo quando peca se transforma em iníquo. O justo passa a ser iníquo.
O iníquo quando deixa de praticar iniqüidade e passa a praticar exclusivamente juízo e justiça passa a ser justo.
Juiz no sentido de orientar, escolha do Juiz, homem que julga, homem de respeito, vindo da instituição de juízes. “E chamou Moisés a todo o Israel, e disse-lhes: Ouve, ó Israel, os estatutos e juízos que hoje vos falo aos ouvidos; e aprendê-los-eis, e guardá-los-eis, para os cumprir” (Deteronômio 5: 1).
Na comparação o Senhor Jesus Cristo usou um juiz perverso, não temia ninguém, nem a Deus, homem de comportamento fora da realidade.
Praticamente tinha as chaves da cidade e não era qualquer um que conseguia chegar perto dele.
Com base nas características deste juiz dá para imaginar a grande dificuldade que se encontrava esta viúva.
O Senhor Jesus Cristo usou este exemplo simplesmente para entusiasmar o povo para que nunca esmoreçam. “E contou-lhes também uma parábola sobre o dever de orar sempre, e nunca desfalecer,” (Lucas 18: 1).
Trazendo para nossos dias nós também temos coisas similares a esta viúva, o Senhor Jesus Cristo nos mostra que esta viúva foi perseverante e que nós também devemos ser.
O Pastor alertou que a bíblia nos ensina como superar os obstáculos através de exemplos de pessoas que nunca deixaram de superar obstáculos:
A mulher de fluxo de sangue em 12 anos de luta nunca desistia, pois tinha algo que necessitava e nunca deixou de buscar vitória. (Ler Marcos 5: 25 - 34).
Quatro homens levaram um paralítico e o abaixaram pelo telhado. A situação mostra que existem situações, nas quais é necessária uma atitude definitiva daqueles que podem fazer algo.
Havia um homem inválido, que nada podia fazer para obter sua cura. (Ler Lucas 5: 17 – 20).
Zaqueu era chefe dos coletores de impostos, ou seja, comandava a extorsão, a exploração popular. Líder da corrupção. Era um homem rico, mas sabia que sua riqueza não vinha das mãos de Deus, que era advinda do roubo e da opressão ao povo.
Imagine só a cena: um homem baixinho, conhecido e detestado por todos, correndo apertado no meio da multidão para ir à frente deles, subindo numa árvore imensa porque queria ver a Jesus! (Ler Lucas 19: 1-9).
Vem a pergunta: Quando o Senhor Jesus Cristo voltar achará fé persistente no filho do homem?
É necessário perseverança na superação das dificuldades para que o homem com sua cabeça erguida supere todos os  obstáculos. “E, não achando por onde o pudessem levar, por causa da multidão, subiram ao telhado, e por entre as telhas o baixaram com a cama, até ao meio, diante de Jesus”  (Lucas  5: 19) <-> “A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo” (Tiago 1: 27) <-> “E por algum tempo não quis atendê-la; mas depois disse consigo: Ainda que não temo a Deus, nem respeito os homens” (Lucas 18: 4).

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em  Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Sexta feira 28 de março de 2008                                                                                    N.º 63    

Culto de libertação
Tema: “A doação aceita de coração é felicidade para quem doa”
 1.ª Tessalonicenses 1: 1-8
“Porque o nosso evangelho não foi a vós somente em palavras, mas também em poder, e no Espírito Santo, e em muita certeza, como bem sabeis quais fomos entre vós, por amor de vós” (1.ª Tessalonicenses 1: 5).
Falando do amor:
O pregador do passado ele afirmava que 1.º mandamento era o desejo do 2.º mandamento.
“E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento” <-> ”Este é o primeiro e grande mandamento” <-> “E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo” (Mateus 22: 35, 36 e 37).
Hoje o amor é usado por um monte de coisas, acontece que o amor não é qualquer coisa, pois a verdadeira essência do amor é o nosso Deus.“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3: 16).
Num mundo que acredita em fachadas e parece dar mais crédito às intenções do que as ações, não é interessante ver que Paulo espera que a fé, esperança e amor naturalmente podem produzir certas ações?! “Lembrando-nos sem cessar da obra da vossa fé, do trabalho do amor, e da paciência da esperança em nosso Senhor Jesus Cristo, diante de nosso Deus e Pai” (1.ª Tessalonicenses 1: 3).
Quando falamos que amamos estamos falando do amor de Deus:
1.º) O desejo de doar
Uma pessoa que ama a outra sente um grande desejo em ajudá-la, pois amando a Deus estará amando o próximo.
O verdadeiro desejo de doar é aquele que não pensa na recompensa, o doador fica prazeroso, pode ser dinheiro, bens, uma palavra ou um ombro amigo.
Na verdade quando temos amor para doar é porque estamos com o Espírito Santo de Deus.
Deus é amor, Ele te deu amor para você dar amor!
Onde está o seu amor? Lembre-se sempre que a vingança não pertence a Deus, portanto não deixe de fazer a sua parte.
Exemplo: Louvar a Deus é uma forma de amor, é uma doação, pois quando você está louvando seu sentimento está agradando ao Pai.
O culto sempre começa com o louvor, pois louvar é doar o amor a Deus.
Deus expressou o amor em muitas situações, mas não devemos esquecer-nos destas:
No fôlego da vida, no universo e finalmente dando como cordeiro seu filho amado. .“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3: 16).
Também nunca devemos esquecer que fomos presenteados pela fé, um presente não merecido por nós.
Ela nos foi dada por Deus como um presente gratuito na ocasião da nossa salvação. “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto [a fé] não vem de vós; é dom de Deus(Efésios 2: 8).  Somos salvos pela fé em Cristo Jesus e em Sua obra, contudo essa fé é nos dada por Deus como um presente. Um presente que não merecemos, por isso o chamamos de graça (um presente/favor não merecido).
Na nossa vida cotidiana nunca podemos esquecer-nos disso; veja que o nosso Deus não esperou a nossa gratidão.
2.º) O desejo de abençoar
Uma das coisas que temos visto acontecer com muita intensidade na igreja de hoje é o uso dos relacionamentos apenas para atingir um determinado fim.
Antigamente éramos ensinados que éramos servos de Jesus Cristo, o Senhor, e que deveríamos seguir o seu exemplo e servir ao nosso próximo em amor. “O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei” (João 15:12). Jesus disse que seríamos conhecidos como seus discípulos quando o mundo reconhecesse o amor com que nos amássemos uns aos outros. “Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros” (João 13:35).
O maior problema do amor é o fingimento, é a hipocrisia, a pessoa está plantando pensando sempre em colher.
Nos casais deve ser evitado a chantagem emocional onde o presente é dado para encobrir uma situação que já vem se arrastando, trata-se de agrado premeditado e isto acontece dos dois lado (homem/mulher).
O correto é fazer o bem sem olhar a quem e sem esperar nada em troca.
Deus não obrigou ninguém, deu seu filho e também nos deu a livre escolha.
O Pastor lembrou que não devemos fazer chantagem, pois existe tempo para todas as coisas. Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu” (Eclesiastes 3:1).
O amor não é egoísta, não manipule e nem use de má fé com o amor que Deus lhe deu.
O amor luta para encontrar maneira certa para doar para abençoar, você procura o jeito e a pessoa não dá espaço.
Quem está doando está doando por amor, ganhou um presente da esposa ou vice-versa, receba com carinho.
Quem está doando é abençoado, deixe o outro ser abençoado e assim é a mesma coisa com o nosso Deus. Deixe o Senhor te abençoar.
Os anjos do céu fazem festa por uma vida salva, festa porque o Pai sentiu que o Seu presente foi aceito de coração.
A doação aceita de coração é felicidade para quem doa.
                                              
ET: Este trabalho se encontra na página:
W.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM
Mario A. Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Domingo 30 de março de 2008                                                                                   N.º 64           

Culto de Louvor             
Tema: “Não se vence a batalha se o exercito não estiver cheio do Espírito Santo”
1.º Samuel 17:16
“Chegava-se, pois, o filisteu pela manhã e à tarde; e apresentou-se por quarenta dias” (1.º Samuel 17: 16).

Ajuntaram os filisteus as suas tropas para a guerra, e congregaram-se em Socó, que está em Judá, e acamparam-se entre Socó e Azeca, em Efes-Damim. Porém Saul e os homens de Israel se ajuntaram, e acamparam no vale de Elá, e ali ordenaram a batalha contra os filisteus.  Estavam estes num monte do lado dalém, e os israelitas, no outro monte do lado daquém; e, entre eles, o vale.   Então, saiu do arraial dos filisteus um homem guerreiro, cujo nome era Golias, de Gate, da altura de seis côvados e um palmo. (2,99 metros!).   Trazia na cabeça um capacete de bronze e vestia uma couraça de escamas cujo peso era de cinco mil siclos de bronze. (57 kgs) 
Trazia caneleiras de bronze nas pernas e um dardo de bronze entre os ombros.   A haste da sua lança era como o eixo do tecelão, e a ponta da sua lança, de seiscentos siclos de ferro (7 kgs); e diante dele ia o escudeiro.  Parou, clamou às tropas de Israel e disse-lhes: Para que saís, formando-vos em linha de batalha? Não sou eu filisteu, e vós, servos de Saul? Escolhei dentre vós um homem que desça contra mim.  Se ele puder pelejar comigo e me ferir, seremos vossos servos; porém, se eu o vencer e o ferir, então, sereis nossos servos e nos servireis.  Disse mais o filisteu: Hoje, afronto as tropas de Israel. Dai-me um homem, para que ambos pelejemos.  Ouvindo Saul e todo o Israel estas palavras do filisteu, espantaram-se e temeram muito.  Davi era filho daquele efrateu de Belém de Judá cujo nome era Jessé, que tinha oito filhos; nos dias de Saul, era já velho e adiantado em anos entre os homens.  Apresentaram-se os três filhos mais velhos de Jessé a Saul e o seguiram à guerra; chamavam-se: Eliabe, o primogênito, o segundo, Abinadabe, e o terceiro, Samá.  Davi era o mais moço; só os três maiores seguiram Saul.   Davi, porém, ia a Saul e voltava, para apascentar as ovelhas de seu pai, em Belém.  Chegava-se, pois, o filisteu pela manhã e à tarde; e apresentou-se por quarenta dias.   Disse Jessé a Davi, seu filho: Leva, peço-te, para teus irmãos um efa (22 Lts) deste trigo tostado e estes dez pães e corre a levá-los ao acampamento, a teus irmãos.   Porém estes dez queijos, leva-os ao comandante de mil; e visitarás teus irmãos, a ver se vão bem; e trarás uma prova de como passam.  Saul, e eles, e todos os homens de Israel estão no vale de Elá, pelejando com os filisteus.  Davi, pois, no dia seguinte, se levantou de madrugada, deixou as ovelhas com um guarda, carregou-se e partiu, como Jessé lhe ordenara; e chegou ao acampamento quando já as tropas saíam para formar-se em ordem de batalha e, a gritos, chamavam à peleja.   Os israelitas e filisteus se puseram em ordem, fileira contra fileira.  Davi, deixando o que trouxera aos cuidados do guarda da bagagem, correu à batalha; e, chegando, perguntou a seus irmãos se estavam bem. Estando Davi ainda a falar com eles, eis que vinha subindo do exército dos filisteus o duelista, cujo nome era Golias, o filisteu de Gate; e falou as mesmas coisas que antes falara, e Davi o ouviu.  Todos os israelitas, vendo aquele homem, fugiam de diante dele, e temiam grandemente,   e diziam uns aos outros: Vistes aquele homem que subiu? Pois subiu para afrontar a Israel. A quem o matar, o rei o cumulará de grandes riquezas, e lhe dará por mulher a filha, e à casa de seu pai isentará de impostos em Israel.   Então, falou Davi aos homens que estavam consigo, dizendo: Que farão àquele homem que ferir a este filisteu e tirar a afronta de sobre Israel? Quem é, pois, esse incircunciso filisteu, para afrontar os exércitos do Deus vivo?   E o povo lhe repetiu as mesmas palavras, dizendo: Assim farão ao homem que o ferir.  Ouvindo -o Eliabe, seu irmão mais velho, falar àqueles homens, acendeu-se-lhe a ira contra Davi, e disse: Por que desceste aqui? E a quem deixaste aquelas poucas ovelhas no deserto? Bem conheço a tua presunção e a tua maldade; desceste apenas para ver a peleja.  Respondeu Davi: Que fiz eu agora? Fiz somente uma pergunta. 30  Desviou-se dele para outro e falou a mesma coisa; e o povo lhe tornou a responder como dantes.  Ouvidas as palavras que Davi falara, anunciaram-nas a Saul, que mandou chamá-lo.   Davi disse a Saul: Não desfaleça o coração de ninguém por causa dele; teu servo irá e pelejará contra o filisteu.   Porém Saul disse a Davi: Contra o filisteu não poderás ir para pelejar com ele; pois tu és ainda moço, e ele, guerreiro desde a sua mocidade.
Respondeu Davi a Saul: Teu servo apascentava as ovelhas de seu pai; quando veio um leão ou um urso e tomou um cordeiro do rebanho,   eu saí após ele, e o feri, e livrei o cordeiro da sua boca; levantando-se ele contra mim, agarrei -o pela barba, e o feri, e o matei.   O teu servo matou tanto o leão como o urso; este incircunciso filisteu será como um deles, porquanto afrontou os exércitos do Deus vivo.   Disse mais Davi: O SENHOR me livrou das garras do leão e das do urso; ele me livrará das mãos deste filisteu. Então, disse Saul a Davi: Vai-te, e o SENHOR seja contigo.
Saul vestiu a Davi da sua armadura, e lhe pôs sobre a cabeça um capacete de bronze, e o vestiu de uma couraça.  Davi cingiu a espada sobre a armadura e experimentou andar, pois jamais a havia usado; então, disse Davi a Saul: Não posso andar com isto, pois nunca o usei. E Davi tirou aquilo de sobre si.  Tomou o seu cajado na mão, e escolheu para si cinco pedras lisas do ribeiro, e as pôs no alforje de pastor, que trazia, a saber, no surrão; e, lançando mão da sua funda, foi-se chegando ao filisteu.  O filisteu também se vinha chegando a Davi; e o seu escudeiro ia adiante dele.  Olhando o filisteu e vendo a Davi, o desprezou, porquanto era moço ruivo e de boa aparência.  Disse o filisteu a Davi: Sou eu algum cão, para vires a mim com paus? E, pelos seus deuses, amaldiçoou o filisteu a Davi.   Disse mais o filisteu a Davi: Vem a mim, e darei a tua carne às aves do céu e às bestas-feras do campo.   Davi, porém, disse ao filisteu: Tu vens contra mim com espada, e com lança, e com escudo; eu, porém, vou contra ti em nome do SENHOR dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem tens afrontado.
Nos dias de hoje não é diferente, ao levantarmos pela manhã se preparando para um novo dia muitas das vezes o “gigante” já levantou e de imediato se apresenta logo no café da manhã, ele não espera nem a nossa oração e se apresenta antes.
Creio que aqui neste momento tem irmão enfrentando este tipo de gigante de dia e de noite.
Quarenta dias é um tempo simbólico, na realidade tem muita gente que já nem sabe mais a quanto tempo este gigante tem afrontado sua vida.
A finalidade era deixar o povo de Israel traumatizado, aumentando o medo deste povo e conseqüentemente fortalecendo a confiança do gigante.
Comparando com os dias de hoje podemos observar que se o homem da casa recuar toda a sua família se amedrontará.
O Pastor lembrou que Israel naquele momento não era defendido somente por alguns soldados, mas sim por um grandioso exercito cheio de medo e desconfiança por causa de um homem.
Começamos a perder a batalha quando o Espírito Santo começa a se retirar de nós. “Não me lances fora da tua presença, e não retires de mim o teu Espírito Santo” (Salmos 51: 11).
Devemos fazer de tudo para nunca perdermos a unção, sempre tendo em mente que Saul perdeu a unção por desobediência. “Então disse Samuel a Saul: Procedeste nesciamente, e não guardaste o mandamento que o SENHOR teu Deus te ordenou; porque agora o SENHOR teria confirmado o teu reino sobre Israel para sempre;”<-> “Porém agora não subsistirá o teu reino; já tem buscado o SENHOR para si um homem segundo o seu coração, e já lhe tem ordenado o SENHOR, que seja capitão sobre o seu povo, porquanto não guardaste o que o SENHOR te ordenou” (1.º Samuel 13: 13 e 14).
O Espírito Santo não aceita desobediência e nem rebeldia de líderes, da igreja ou quem quer que sejas.
Na perda da unção de Saul também todo o exercito perdeu a unção de Deus. “E o Espírito do SENHOR se retirou de Saul, e atormentava-o um espírito mau da parte do SENHOR” (1.º Samuel 16: 14).
Não se vence a batalha se o exercito não estiver cheio de Espírito Santo.
O Pastor lembrou do apóstolo Paulo que baseando-se na tradição de que o fermento representava alguma coisa má, impura e inaceitável por Deus, Jesus e Paulo se referiram às falsas doutrinas como fermento. Jesus advertiu contra o fermento o falso ensinamento dos fariseus e dos saduceus. “Então compreenderam que não dissera que se guardassem do fermento do pão, mas da doutrina dos fariseus” (Mateus 16:12). Paulo disse que aqueles que tentavam persuadir os cristãos a voltarem à pratica da lei de Moisés espalhavam o fermento. “Um pouco de fermento leveda toda a massa” (Gálatas 5:4-9). Davi não precisou das armas comuns para o inimigo que aparentava tanta superioridade.
David não foi irresponsável, utilizou as armas que estávamos acostumados a manusear.
David não se intimidou com o desprezo, com a afronta, com a maldição.
David foi à batalha confiando no Senhor dos Exércitos.
Temos realmente confiado em Deus?
Quais as armas que estamos acostumados a manusear? A nossa luta é contra principados e potestades, estamos treinados e versados na "Espada do Espírito"?
Temos nos acovardado, perante as dificuldades?
Temos confiança irrestrita em Deus?
O segredo da vitória. “Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça” <-> “Porque eu, o SENHOR teu Deus, te tomo pela tua mão direita; e te digo: Não temas, eu te ajudo (Isaías 41: 10 e 13).
 
ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
 

Terça feira 01 de abril de 2008                                                                                N.º 65  

Culto da família “Deus Salva a família”
Tema: “Não ter tempo para Deus é viver perdendo tempo
Salmos 101: 1 ao 6
“Os meus olhos estarão sobre os fiéis da terra, para que se assentem comigo; o que anda num caminho reto, esse me servirá” (Salmos 101: 6).

O Pastor iniciou nos alertando que a bíblia sempre nos mostrou o caminho correto, mostrou o bem e o mal, dois rumos na vida, benção ou maldição.
Deus falou aos dois senhores, o Senhor deu terra para Israel.
A Lei rege o mundo todo, os mandamentos eram formas de vida que este povo teria que ter. O nosso Deus se apresentou como um único Deus. “Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; agindo eu, quem o impedirá?” (Isaías 43: 13).
Também deu terra a melhor de todas.
Como eu posso ser feliz em todos os sentidos?
O conselho está no Salmo 106: 1 ao 6.
No (Salmos 101:1), Davi diz: “Cantarei a bondade e a justiça, a ti, Senhor cantarei”. Foi o amor ilimitado, inexorável e coerente do Deus da aliança que fez que Davi desejasse cantar. Em sua lealdade a Saul ele reproduz a lealdade do Senhor, apesar do ciúme e temor do rei para com ele. Essa lealdade está clara no que ele disse aos homens de Jabes-Gileades, que foram fiéis a Saul até o fim: “Benditos do Senhor sejais vós, por esta humanidade para com vosso senhor, para com Saul, pois o sepultastes!” (2.º Samuel 2: 5). Davi é lembrado por suas lealdades a Saul, a seus filhos, que muitas vezes se rebelaram, a suas tropas, que lutaram valorosamente com ele, e a seus amigos que o decepcionaram. Mesmo no grande fracasso da sua vida, o Senhor o trouxe de volta, quando contrito e arrependido ele se lembrou da lealdade do Senhor.
O Pastor lembrou se de Josué o substituto direto de Moisés. Josué foi o homem responsabilizado por Deus para substituir Moisés no intuito de conduzir o povo para a terra prometida. “Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido” (Josué 1: 8).
O nosso Deus falou para assim para Josué: Seja você uma árvore alimentada pela água da vida, seus frutos serão prósperos e tudo que fizeres prosperará.
O Pastor nos alertou que este é o segredo, pois o nosso Deus nunca guardou nada para Ele (como muitos de nós fazemos) que esta é a palavra chave para prosperidade, transformação e restauração.
Tudo está na Palavra, ela restaura a nossa alma. “A lei do SENHOR é perfeita, e refrigera a alma; o testemunho do SENHOR é fiel, e dá sabedoria aos símplices” (Salmos 19: 7).
O Pastor lembrou da angustia de Jeremias devido o povo quere ouvir aquilo que desse satisfação, mas não queriam ouvir a verdade. Achando-se as tuas palavras, logo as comi, e a tua palavra foi para mim o gozo e alegria do meu coração; porque pelo teu nome sou chamado, ó SENHOR Deus dos Exércitos.” (Jerimias 15:16).
A palavra de Deus nos traz saúde para nossas almas, pois sem a palavra não existe transformação.
Também foi lembrado da prosperidade de Jacó “Então lhe disse Labão: Se agora tenho achado graça em teus olhos, fica comigo. Tenho experimentado que o SENHOR me abençoou por amor de ti” (Gênesis 30: 27).
A Bíblia não deixa de alertar para os perigos de uma vida sem compromisso com Deus. Também não deixa de exaltar as recompensas daqueles que são do Senhor e andam com Ele. O salmista não diz apenas o que o ímpio faz, mas também mostra o que lhe acontece: “são como a moinha que o vento espalha” (Salmos 1: 4). Moinha é a palha seca moída. Sabe aquele pozinho que sobra de uma fogueira? Quando o vento bate, a gente não vê para onde foi. O vento os dispersa. Os ímpios não têm estrutura para os embates da vida, na hora agá se desesperam diante de qualquer dificuldade. Eles que são tão fortes quando se encontram em grupo, quando comparecem à presença de Deus somem: “pelo que os ímpios não subsistirão no juízo” (Salmos 1: 5). Nunca ficam firmes diante de Deus: “o caminho dos ímpios conduz à ruína” (Salmos 1: 6).
No salmo 128 temos promessas para as nossas famílias nos provando que não podemos viver sem a palavra de Deus.“cântico dos degraus] Bem-aventurado aquele que teme ao SENHOR e anda nos seus caminhos” <-> “Pois comerás do trabalho das tuas mãos; feliz serás, e te irá bem” <->”A tua mulher será como a videira frutífera aos lados da tua casa; os teus filhos como plantas de oliveira à roda da tua mesa” <-> “O SENHOR te abençoará desde Sião, e tu verás o bem de Jerusalém em todos os dias da tua vida” <-> “E verás os filhos de teus filhos, e a paz sobre Israel” (Salmos 128: 1 ao 6).
Não podemos viver sem a palavra de Deus, sem a palavra de Deus o povo de Israel se perdeu. “E as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te” (Deuteronômio 6: 7) (Ler Deuteronômio 6 1 ao 25).
Irmão fique com  esta palavra para, não abra mão dela, de um tempo diário para a palavra, fale com Deus com intimidade. “Não porei coisa má diante dos meus olhos. Odeio a obra daqueles que se desviam; não se me pegará a mim” (Salmos 101: 3).

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
 
Sexta feira 04 de abril de 2008                                                                                N.º 66       
Culto de libertação
Tema: “Diga não para a estátua e sim para Jesus Cristo”
Daniel 23: 1-30
“Eis que o nosso Deus, a quem nós servimos, é que nos pode livrar; ele nos livrará da fornalha de fogo ardente, e da tua mão, ó rei” (Daniel 3:17).

O primeiro capítulo deste livro focaliza nos alimentos ímpios dos caldeus e a sua rejeição por Daniel e seus companheiros. 0 segundo revela uma profecia sobre o domínio dos gentios através dos seus tempos e a sua destruição eventual pela "Pedra" (Jesus Cristo). 0 capítulo 3 concerne ao orgulho do poderoso Nabucodonosor e a sua humilhação mediante a firmeza dos companheiros de Daniel.
Ouro era relativamente abundante naquela época comparado ao que é agora. Através das suas conquistas Nabucodonosor havia recolhido aos seus tesouros uma abundância desse metal precioso. Ele quis fazer uma demonstração pública da riqueza que havia acumulado e para isso, nada melhor do que um magnífico monumento feito desse metal.
A estátua pode ter sido uma homenagem a Nabopolassar, seu pai, que lhe deu oportunidades de conquista e acesso ao trono. Pode ter sido um ídolo de Bel, o deus da Babilônia. Pode ainda ter sido do próprio Nabucodonosor, como era a cabeça da estátua com que havia sonhado (capítulo 2). Sem dúvida ele tinha grande orgulho do poder, riquezas e glória que havia obtido para si com o seu exército.
Através de decreto todos teriam que prostarem diante da imagem, caso contrário aquele que desobedecer seria jogado na fornálha. Quando ouvirdes o som da buzina, da flauta, da harpa, da sambuca, do saltério, da gaita de foles, e de toda a espécie de música, prostrar-vos-eis, e adorareis a estátua de ouro que o rei Nabucodonosor tem levantado” <-> “E qualquer que não se prostrar e não a adorar, será na mesma hora lançado dentro da fornalha de fogo ardente” (Daniel 3: 5 e 6)
Sadraque, Mesaque e Abednego, os três sabiam que o rei não estava para brincadeira; que a partir da não obediência eles seriam jogados na fornalha, mas o que o rei não sabia era da coragem destes homens temente ao nosso Deus.
Trazendo para os nossos dias isto nos mostra que mesmo o irmão estando fiel a Deus não estará livre de passar por momentos difíceis. “Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo” (João 16: 33) <-> “Que não receba cem vezes tanto, já neste tempo, em casas, e irmãos, e irmãs, e mães, e filhos, e campos, com perseguições; e no século futuro a vida eterna” (Marcos 10: 30).
A Pastora nos alertou que para sermos vencedores é necessária a nossa fidelidade mantendo sempre a nossa dignidade, nunca deixando de confessar que o Senhor Jesus Cristo é o único caminho.
Vejam que os três homens de Deus tiveram ousadia, não temeram não se dobraram em estatutos mostrando grande confiança em nosso Deus. “Responderam Sadraque, Mesaque e Abednego, e disseram ao rei Nabucodonosor: Não necessitamos de te responder sobre este negócio”<->”Eis que o nosso Deus, a quem nós servimos, é que nos pode livrar; ele nos livrará da fornalha de fogo ardente, e da tua mão, ó rei” (Daniel 3: 16 e 17).
Precisamos ser fiel em todo tempo, nunca enfraquecendo na fé, neste pensamento fez que a Pastora recordasse o seguinte louvor:

Não há Deus maior
Não há Deus melhor
Não há Deus tão grande
Como nosso Deus

Criou os céus e criou a terra
Criou o sol e as estrelas
Tudo Ele fez, tudo criou, tudo formou

Para o seu louvor
Para o seu louvor
Para o seu
Para o seu,
Para o seu louvor.

Nunca podemos abrir mão da certeza que o nosso Deus está sempre cuidando de nós. “Porque, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. De sorte que, ou vivamos ou morramos, somos do Senhor” (Romanos 14: 8).
Portanto irmão nunca enfraqueça, pois o verdadeiro cristão nunca desanima, diga sim para Deus e cresça em fé até a volta do Senhor Jesus Cristo, na verdade é um povo corajoso e firme que o Senhor Jesus Cristo quer encontrar. “Digo-vos que depressa lhes fará justiça. Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?” (Lucas  18: 8).
Faça como Sadraque, Mesaque e Abednego dizendo não às coisas que não são de Deus!
O rei tinha pressa, mas Deus como sempre chegou primeiro e dá a entender que o rei já desconfiava disso. “E ordenou aos homens mais poderosos, que estavam no seu exército, que atassem a Sadraque, Mesaque e Abednego, para lançá-los na fornalha de fogo ardente” (Daniel 3: 20). (Ler Daniel 3: 21 e 22).
O rei já estava assustado (desconfiado) agora já começa a ficar apavorado, terrivelmente apavorado, pois viu os homens andando intactos dentro da fornalha, e o pior, no lugar de três o rei viu quatro. O rei em pecado não deve ter percebido quem era o quarto homem, mas os três homens de Deus simplesmente estavam passeando dentro da fornalha.
Estava evidente para os que observavam que esta quarta pessoa era sobrenatural. Não se pode afirmar com certeza quem era o quarto homem. Poderia ter sido um anjo ou o próprio Jesus Cristo. Em ambos os casos, Deus enviou um visitante celestial para acompanhar estes três homens fiéis em sua grande provação. (Ler Danaiel 3: 23, 24 e 25).
A glória de Deus fez com que o rei voltasse atrás quando viu os servos de Deus sem nenhuma marca, nem um só fio de suas cabeças haviam sido queimados.
O livramento que Deus deu a Sadraque, Mesaque e Abednego, foi uma grande vitória de fé para os judeus que estavam no cativeiro. Eles foram protegidos do mal, confortados na provação. Deus foi glorificado e eles, recompensados. (Ler Daniel 3: 26, 27 e 28).
Portanto se o irmão está em situação difícil, fique firme em Jesus Cristo que através dele haverá saída. Por mais aquecida que esteja a fornalha o Senhor providenciará o livramento e não ficará seqüela alguma.
Fique firme irmão, seja doença, pobreza, perseguição ou qualquer outra coisa, lembra-se que você está guardado no esconderijo do ALTÍSSIMO. Porque tu, ó SENHOR, és o meu refúgio. No Altíssimo fizeste a tua habitação” (Salmos 91: 9). <-> “Quando passares pelas águas estarei contigo, e quando pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti” <-> “Porque eu sou o SENHOR teu Deus, o Santo de Israel, o teu Salvador; dei o Egito por teu resgate, a Etiópia e a Seba em teu lugar” (Isaías 43: 2 e 3).
Diga não para as coisas do mundo, faça como Sadraque, Mesaque e Abednego dizendo NÃO para a estátua e SIM para o Senhor Jesus Cristo.
Em João 17:15 nós somos lembrados que seremos guardados por Deus, apesar de vivermos num mundo caído e cheio de pecados. Não faz parte dos propósitos de Deus para nós, que escapemos das pressões e tentações que temos que enfrentar no mundo. Seu propósito é usar cada situação para nos fazer crescer em discernimento e força resistindo ao pecado. “Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal” (João 17: 15).
 Vamos fazer a nossa parte procurando cada vez mais a santificação. Os três servos de Deus conseguiram mostrar a grande diferença que existe entre o nosso Deus verdadeiro com outros deuses. (Ler Daniel 3: 29 e 30).

WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM
Em Cristo

Mario A. Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31


@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


 Domingo 06 de abril de 2008                                                                                           N.º 67 

Culto de Louvor – domingo de ceia -
Tema: “Faça tudo para não perder sua identidade”
Mateus 10: 32 e 33 
“Portanto, qualquer que me confessar diante dos homens, eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus” <-> “Mas qualquer que me negar diante dos homens, eu o negarei também diante de meu Pai, que está nos céus” (Mateus 10: 32 e 33).

É impossível separar Deus de Jesus. Negar o Filho é negar todo o conhecimento do Pai, pois somente Ele pode nos brindar com esse conhecimento. Negar Jesus é ficar separado de Deus, pois nossa comunhão com o Pai depende de nossa resposta ao Filho. Negar Jesus é a mentira mestra; portanto, quem assim age está negando totalmente a fé e o conhecimento que só podem vir através dEle: “Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim” (João 14:6).
Confessar Cristo publicamente é uma das provas indispensáveis da verdadeira salvação. Diz a teu cônjuge e familiares, a teus amigos, a teus colegas de trabalho. Procura uma boa igreja e declara publicamente tua fé. Uma igreja tradicional e conservadora, mas ardente de amor a Deus e aos irmãos. Uma igreja ardentemente envolvida em evangelizar os perdidos e em missões. Nestes últimos dias, está cada vez mais difícil encontrar uma igreja assim, se encontrares uma, na tua cidade, não te importes se ela ficar longe de tua casa.
O Pastor lembrou da missão dos 12 apóstolos “E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; <-> “Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão” (Marcos 16: 17 e 18).
Estas foram a unção e autoridade dada a nós, o Senhor Jesus Cristo estava nos alertando do dever de mantermos a nossa identidade em qualquer destas situações.
O Senhor Jesus Cristo é o nosso advogado e Sumo Sacerdote, por isso que todas as nossas orações são feitas em seu nome. “Deixando, pois, toda a malícia, e todo o engano, e fingimentos, e invejas, e todas as murmurações,” (1.º Pedro 2: 1).
No nosso dia a dia corremos o risco de perdermos nossas identidades.“E, comendo eles, disse: Em verdade vos digo que um de vós me há de trair” (Mateus 26: 17) (Ler Mateus 26: 18 ,  19 e 20).
Judas foi um exemplo de perda de identidade pela qual não deixa de servir como um alerta, pois hoje o suborno, a necessidade de um ganho ou um grande lucro, são situações que nos cercam e nos convidam a perda da identidade.
Pedro perdeu a identidade E como foi o arrependimento de Pedro? Vejamos o que a Bíblia nos diz: “Então começou ele a praguejar e a jurar, dizendo: Não conheço esse homem. E imediatamente o galo cantou” <-> “E lembrou-se Pedro das palavras de Jesus, que lhe dissera: Antes que o galo cante, três vezes me negarás. E., saindo dali, chorou amargamente” (Mateus 26:74 e 75).
O choro de amargura de Pedro não revelava apenas tristeza pelo que havia feito. Seu amargurado pranto era o desabafo e o reconhecimento da perda de identidade.
O Pastor nos alertou que no meio do povo de Deus não é difícil manter nossa identidade, mas quando envolve pessoas do mundo devido a influencia se torna mais difícil, mas nem por isso deixa de ser necessário o nosso fortalecimento em Cristo para que a nossa identidade não seja abalada e sempre seja mantida. 
Foi lembrado de Sansão quando perdeu sua identidade que Deus lhe deu, pois queria ser igual aos outros se esquecendo que a identidade é individual.
Sansão perdeu a vida porque foi incapaz de guardar seus segredos, contando-os à sua mulher Dalila, que não hesitou em cortar-lhe os cabelos, fragilizando-o, facilitando, assim, o seu aprisionamento pelos inimigos e sua morte, na destruição de um templo, juntamente com esses. Sansão parece que não sabia exatamente com quem dormia e tampouco sabia que o “segredo é a alma do negócio”. “Disse-lhe Sansão: Se me amarrassem com sete vergas de vimes frescos, que ainda não estivessem secos, então me enfraqueceria, e seria como qualquer outro homem” (Juízes 16: 7) <-> (Ler Juizes 16: 1 – 31).
O Pastor lembrou da igreja de Filadélfia segundo as Escrituras, a Igreja em Filadélfia era cheia de vida, e realmente representava o verdadeiro, autêntico Cristianismo, sem a contaminação que havia atingido outras das sete igrejas de Apocalipse. Jesus estava dizendo a igreja de Filadélfia: Você igreja guardou a identidade. “E ao anjo da igreja que está em Filadélfia escreve: Isto diz o que é santo, o que é verdadeiro, o que tem a chave de Davi; o que abre, e ninguém fecha; e fecha, e ninguém abre:” <-> “Conheço as tuas obras; eis que diante de ti pus uma porta aberta, e ninguém a pode fechar; tendo pouca força, guardaste a minha palavra, e não negaste o meu nome” (Apocalipse 3: 7 e 8).
Filadélfia é um nome grego que significa "amor fraternal". O Senhor Jesus elegeu a Igreja de Filadélfia para representar o período histórico de avivamento que ocorreu na Igreja por volta de 1750 d.C. e que continuará até a ocasião do Arrebatamento.

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


Terça feira 08 de abril de 2008                                                                                  N.º 68        

Culto da família “Deus Salva a família”
Tema: “Fique atento irmão, Jesus caminha ao teu lado”
Lucas 24: 13 até 16
“E eis que no mesmo dia iam dois deles para uma aldeia, que distava de Jerusalém sessenta estádios, cujo nome era Emaús” <-> “E iam falando entre si de tudo aquilo que havia sucedido” <->” E aconteceu que, indo eles falando entre si, e fazendo perguntas um ao outro, o mesmo Jesus se aproximou, e ia com eles” <-> “Mas os olhos deles estavam como que fechados, para que o não conhecessem” (Lucas 24: 13-16).
Os dois discípulos certamente estavam caminhando de volta do local do grande acontecimento e tudo indica que eles estavam tristes e cabisbaixos.
Possivelmente eles estavam pensando na libertação da terra de Israel dando a entender que eles não creram na ressurreição do Senhor Jesus Cristo. “Aqueles, pois, que se haviam reunido perguntaram-lhe, dizendo: Senhor, restaurarás tu neste tempo o reino a Israel?” (Atos 1: 6). (Ler Atos 1: 1-12).
A Pastora observou que enquanto os discípulos conversavam o Senhor Jesus Cristo caminhava ao lado deles sem que fosse percebido. Muitas das vezes estamos na casa do Senhor em busca de uma benção, esta benção não vem de imediato e isto nos instiga a mudarmos de local ou até mesmo a nossa desistência, esta atitude nos mostra que em alguns momentos permanecemos como aqueles discípulos, o Senhor Jesus Cristo ao nosso lado e não o percebemos.
Todas as promessas de Deus de Gênesis a Apocalipse profetizavam a vinda do Senhor Jesus Cristo e Deus sempre cumpriu suas promessas. Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria?” (Números 23: 19).
Trazendo para os nossos dias podemos observar que o importante para nós é olharmos sempre para frente procurando esquecer o passado partido para a busca incessante de Deus. Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim” <-> “Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus” (Felipenses 3: 13 e 14).
Uma coisa é certa, nosso Deus não nos deixa só em momento algum, pois Ele é misericordioso trazendo em sua essência compaixão e acima de tudo o amor.
Foi lembrado de quando o nosso Deus socorreu o profeta Elias em tempos de escassez de água e comida, assim como Ele alimentou o profeta também alimentará você!
O nosso Deus nunca deixará nosso barco afundar por maior que seja a tempestade e muito menos deixará alguém nos envergonhar. “E os corvos lhe traziam pão e carne pela manhã; como também pão e carne à noite; e bebia do ribeiro” (1.º Reis 17: 6). (Ler 1.º Reis 17: 1- 7). <-> “E ele disse-lhes: Por que temeis, homens de pouca fé? Então, levantando-se, repreendeu os ventos e o mar, e seguiu-se uma grande bonança” (Mateus 8: 26). <-> “Em lugar da vossa vergonha tereis dupla honra; e em lugar da afronta exultareis na vossa parte; por isso na sua terra possuirão o dobro, e terão perpétua alegria”  (Isaías 61: 7).
Voltando para o capítulo 24 de Lucas e Atos dos Apóstolo capítulo 1.º podemos sentir que os discípulos acreditavam que a missão do Senhor Jesus Cristo era salvar Israel  (física), mas acontece que a missão do senhor Jesus Cristo era muitíssima maior, ele tinha como missão salvar o mundo, era preciso que o véu fosse rasgado para que pudéssemos falar em seu nome com o nosso Deus usando da intimidade que nos foi dada.
O Senhor Jesus Cristo se manifesta todos os dias e todas as horas para nós, é só cremos com o coração limpo, com obediência em busca da santidade.
A Pastora lembrou que morava num bairro muito distante e que havia necessidade de morar mais perto, ela conta que se passaram 11 anos de perseverança acompanhada da palavra pela qual ela havia tomado posse: “Porque a sua ira dura só um momento; no seu favor está a vida. O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã” (Salmos 30: 5). Ela tomou definitivamente posse desta palavra repreendendo tomou posse da benção e acabou vendendo e comprando em outro lugar de seus sonhos.
A Pastora teve paciência, perseverou e a alegria veio, pois o nosso Deus sempre quer o melhor para nós.
Façamos como fizeram os e depois te terem conhecido o Senhor Jesus Cristo, passaram a dar atenção ao Senhor, pediram a permanência de sua presença sabendo que com a presença do Senhor estariam protegidos e fortalecidos. “E eles o constrangeram, dizendo: Fica conosco, porque já é tarde, e já declinou o dia. E entrou para ficar com eles” (Lucas 24: 29) <-> “Não me lances fora da tua presença, e não retires de mim o teu Espírito Santo” (Salmos 51: 10).
Se na sua comunidade o irmão notar a ausência acentuada de alguém e sentir que este irmão está se afastando, não pense duas vezes, vá procurá-lo e procure trazê-lo de volta. “E na mesma hora, levantando-se, tornaram para Jerusalém, e acharam congregados os onze, e os que estavam com eles,” <-> “Os quais diziam: Ressuscitou verdadeiramente o Senhor, e já apareceu a Simão” (Lucas 24: 33 e 34) <-> “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre” (João 14: 16).
Encerrando a Pastora lembrou do poema:
“Pagadas na areia)

Uma noite eu tive um sonho...
Sonhei que estava andando na praia com o Senhor
e através do Céu, passavam cenas da minha vida.
Para cada cena que se passava, percebi que eram deixados
dois pares de pegadas na areia;
Um era meu e o outro do Senhor.
Quando a última cena da minha vida passou
Diante de nós, olhei para trás, para as pegadas
Na areia e notei que muitas vezes, no caminho da
Minha vida havia apenas um par de pegadas na areia.
Notei também, que isso aconteceu nos momentos
Mais difíceis e angustiantes do meu viver.
Isso me aborreceu deveras, e perguntei
Então ao Senhor.
"- Senhor, Tu me disseste que, uma vez
que eu resolvi seguir-Te, Tu andarias sempre
comigo, todo o caminho. Contudo, notei que
durante as maiores atribulações do meu viver
havia na areia dos caminhos da vida,
apenas um par de pegadas. Não compreendo
porque nas horas em que mais necessitava de Ti,
Tu me deixaste sozinho."
O Senhor me respondeu:
"- Meu querido filho. Eu te amo e
jamais te deixaria nas horas de provação
e sofrimento.
Quando viste na areia, apenas um par
de pegadas, foi exatamente aí que nos braços te carreguei."


ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
 
Sexta feira 11 de abril de 2008                                                                                  N.º 69      
Culto de Libertação
Tema: “Seja um galho frutífero agarrado na videira"
João 15: 1-8
“Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto” (João 15: 2).

Em vez de escolher a palmeira ou o cedro, ou então o vigoroso carvalho, Jesus escolheu a videira. Talvez porque as outras arvores fossem majestosas por si próprias e conseguiam manter-se em pé sozinhas.
Os judeus consideravam a videira como a mais nobre das plantas, também a videira representava tudo quanto é poderoso e frutífero. Israel era representado por uma videira plantada por Deus na terra prometida. Eles julgavam que estariam salvos enquanto estivessem ligados a Israel.
Porém Jesus disse: “Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador” <-> “Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto (João 15: 1 e 2).
O Senhor Jesus Cristo está nos alertando que não podemos viver sozinho, fazemos parte da videira e fazendo parte somos galhos preciosos preparados para dar frutos.
O Pastor nos alertou que sendo o Senhor Jesus Cristo é a videira, e sendo nós os galhos desse troco logo pertencemos a Cristo, ou seja, estamos unidos e alimentados pelo tronco (Cristo).
Quando estamos ligados à Videira, recebemos forças como que um renovo, que é enxertado na videira viva, e fibra por fibra, veia por veia, imerge no tronco.
A vida da videira torna-se a vida do ramo. Assim a alma morta em ofensas e pecados recebe vida, diante da ligação com Jesus. E é pela fé em nosso Salvador pessoal, que é formada esta união.
O Pastor deu o exemplo do homem originário do campo que chegando pela primeira vez à cidade deparou com uma pessoa fazendo pagamento em cheque. Bastante impressionado com o que via (o papel substituindo o dinheiro), imediatamente procurou o banco para que ele também obtivesse este tipo de transação. Este senhor foi surpreendido quando foi informado: O senhor para ter este papel é necessário ter dinheiro guardado com a gente, sem dinheiro não podemos lhe fornecer o talão de cheques.
Esta lição aprendida por este homem é da mesma forma a nossa história com o Senhor Jesus.
Nada conseguiremos fazer sem Jesus Cristo porque somente ele salva, pois ligado na videira estaremos fortalecidos, desligados da videira seremos apenas um galho seco.
O irmão desligando da videira logicamente haverá uma separação e este espaço que ficou passa a ser substituído iniciando assim a apostasia. (apostasia é o abandono da fé cristã depois de haver crido; é a profanação das coisas).
Apostasia é aquele que se afastou da videira, antes vinha em três cultos por semana, agora vem só aos domingos se esquecendo que somos incapazes de viver sozinhos, por isso da necessidade de vivermos agarrados no tronco da videira (Jesus Cristo). “Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles” (Mateus 18: 20).
Sem Cristo não tem salvação, um galho sozinho não tem consistência, apenas seca e apodrece ou seca e vai para o fogo.
O Pastor observou que se não tornarmos como criança não entraremos no reino dos céus.
Deus nos ajude a nos convertermos e nos tornarmos como meninos, pois se assim não fizermos de modo nenhum entraremos no reino de Deus. E o detalhe: não é Deus quem nos torna meninos, somos nós mesmos, a atitude é nossa. “Em verdade vos digo que, qualquer que não receber o reino de Deus como menino, não entrará nele” (João 18: 17).
O Pastor lembrou que desde tempos primórdios existe por intermédios de alguns (logicamente influenciados por satanás)  a intenção de desmascarar (destruir) a bíblia, mas até hoje ninguém conseguiu e nem conseguirá.
Portanto irmãos é hora da malícia ser tirada não se incomodando com palpites alheios e fixando cada vez mais no tronco da videira (Jesus Cristo), pois ele tira de nós a podridão, a doença, o cansaço, nos dando bom ânimo para que sejamos vencedores.
O Senhor Jesus Cristo é a videira, tudo vem dele, sendo ele o mesmo ontem, hoje e para sempre. “Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente” (Hebreus 13: 8).
Se estivermos agarrados nele como um galho está no tronco quem será capaz de arrancar este galho? Quem vai deixar de regar? Quem vai tirar a seiva? Simplesmente ninguém!!! 
Saibamos sempre ser agradecidos a esta videira maravilhosa que sempre nos dá mais do que pedimos.
O Pastor não citou, mas no momento que eu estava escrevendo este resumo de culto, meu coração foi tocado para que eu copiasse abaixo a letra “Caminhando sem destino” composto por J. Neto.

Caminhando sem destino
Com o coração ferido sem amor e sem paz
Era assim que eu andava
Dando um passo para frente
E dois passos para traz


A lugar nenhum chegava
Porque sozinho eu tentava
Carregar a minha cruz
Foi quando entendi
Que eu não ia conseguir
Sem a ajuda de jesus


Não tente sozinho
Você não vai conseguir
Carregar a sua cruz sem a ajuda de Jesus
Do lugar nem vai sair


Eu tentei sozinho e quase me acabei
Com Jesus na minha estrada
A história foi mudada
E a vitória alcancei


Sem a direção de Deus
Seja rico ou plebeu
Não tem vida sossegada
Ha sempre um motivo
Pra que seus objetivos se tornem
Sempre em nada
Procure entender que a força e o poder
Estão nas mãos de Jeová
Deixa desse sofrimento
A partir desse momento
Deixa Deus guiar


WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM
Em Cristo
Mario A. Cabestre 
“O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor” (Provérbios 21: 31)

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
 
Sábado 12 de abril de 2008                                                                             N.º 70                      Culto da Caravana do (GMH)
IEQ – Parque Vista Alegre – Campinas S/P
Tema: “O Senhor ama a prosperidade do seu servo
“E disse o SENHOR: Tenho visto atentamente a aflição do meu povo, que está no Egito, e tenho ouvido o seu clamor por causa dos seus exatores, porque conheci as suas dores” <-> “Portanto desci para livrá-lo da mão dos egípcios, e para fazê-lo subir daquela terra, a uma terra boa e larga, a uma terra que mana leite e mel; ao lugar do cananeu, e do heteu, e do amorreu, e do perizeu, e do heveu, e do jebuseu” (Êxodo 3: 7 e 8).

O Pastor iniciou indagando: Leite e mel por quê? O que significa? Representa riqueza e fertilidade.
A palavra esta dizendo que foi desta forma que o nosso Deus livrou seu povo da escravidão do Egito e hoje não é diferente, pois o Senhor continua trabalhando para que o irmão seja um conquistador vitorioso.
Isto nos mostra que o nosso Pai está propenso em restauração, pois Ele é completo em tudo, completo para restauração financeira, espiritual e emocional, mas é necessário que você se mova com Ele.
Portanto a prosperidade é a bondade de Deus.
O Pastor perguntou: O dinheiro é do diabo?
O Pastor respondeu: Não. E comentou: O dinheiro é um instrumento de troca, mas o mau uso dele é que faz com que de autoridade ao diabo.
O Senhor Jesus disse: O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância” (João 10: 10).
O interessante é que o diabo semeia pobreza, miséria, fracasso, mas não gosta do pobre.
Nosso pai deu o controle de tudo ao homem, por isso Deus criou o homem próspero. “Havendo, pois, o SENHOR Deus formado da terra todo o animal do campo, e toda a ave dos céus, os trouxe a Adão, para este ver como lhes chamaria; e tudo o que Adão chamou a toda a alma vivente, isso foi o seu nome” (Gênesis 2: 19).
Foi lembrado da relutância de faraó e da perseverança de Moises em levar tudo que era pertencente ao seu povo, dede mulheres, velhos, crianças, utensílios e animais. “E Moisés disse: Havemos de ir com os nossos jovens, e com os nossos velhos; com os nossos filhos, e com as nossas filhas, com as nossas ovelhas, e com os nossos bois havemos de ir; porque temos de celebrar uma festa ao SENHOR” (Êxodo 10: 9).
O Pastor nos alertou que ao transformarmos em novas criaturas (depois do batismo) devemos ter convicção que os bens anteriores a conversão nada era do diabo, tudo era seu, por acaso o diabo procura emprego para você? Trabalha no seu serviço? Vai ao banco e faz empréstimos? Dar-te-ei os tesouros escondidos, e as riquezas encobertas, para que saibas que eu sou o SENHOR, o Deus de Israel, que te chama pelo teu nome” (Isaías 45: 3). Deus falava da riqueza que estava em mau uso, pois Israel naquele período era escravo da Babilônia e logicamente haveria custos para esta libertação que acabou acontecendo com Ciro.
Trazendo para a luz dos nossos dias podemos observar que existe grande numero de pessoas na escravidão do diabo e também observamos que o Senhor Jesus Cristo quer libertar, mas infelizmente é colocado em segundo plano.
Irmão fique esperto, o nosso Deus como sempre é misericordioso e sendo misericordioso Ele quer tirar a riqueza das mãos dos ímpios e passa para você!
(Na ocasião do culto havia se passado 04 dias do leilão dos bens do traficante Abadia conforme relatado pela mídia abaixo):
Pois é meu Povo! Marque em seu calendário o dia 8 de abril de 2008. Neste dia realizou-se um Bazar com os bens apreendidos com a prisão do Mega-traficante Abadia. Centenas de pessoas formaram uma fila enorme, desde as primeiras horas do dia, e tumultuada. E em poucas horas, sobrava pouco dos itens dessa liquidação.
Usando este acontecimento o Pastor argumentou que muitos podem estar indignados de tamanha riqueza estar nas mãos de traficantes e não nas mãos dos homens de Deus. Na opinião do Pastor é porque ainda ninguém pediu. “E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho” <-> “Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei” (João 14: 13 e 14).
O Pastor disse que aprendeu pedir e que Deus já está enviando seu pedido.
Foi lembrado que o nosso Deus sempre dá mais do que pedimos, Salomão foi o exemplo disso, pediu sabedoria e de acréscimo veio outras coisas. “E também até o que não pediste te dei, assim riquezas como glória; de modo que não haverá um igual entre os reis, por todos os teus dias” (1.º Reis 3: 13).
O princípio de sabedoria é o temor a Deus; nosso pai viu isto em Salomão e em outras palavras Ele quis dizer: Eu quero ti dar porque você se propôs a fazer a minha vontade. “Sabedoria e conhecimento te são dados; e te darei riquezas, bens e honra, quais não teve nenhum rei antes de ti, e nem depois de ti haverá” (2.ª Crônicas 1: 12).
Irmão, Deus vai de honrar e para ser honrado é necessário ser santo vivendo uma vida separada do mundo sempre honrando ao Senhor. “Honra ao SENHOR com os teus bens, e com a primeira parte de todos os teus ganhos;” <-> “E se encherão os teus celeiros, e transbordarão de vinho os teus lagares” (Provérbios 3: 9 e 10).
Nós sendo vasos limpos nunca estaremos impedindo o fluir completo de Deus. O importante é conservarmos sempre nossos corações humildes, pois a humildade precede a honra, pois quem faz a Obra é Deus, nós somos apenas os instrumentos.
“O temor do SENHOR é a instrução da sabedoria, e precedendo a honra vai a humildade” (Provérbios 15: 33)
O Pastor nos alertou dizendo que quem pode manda e quem tem juízo obedece.
A prosperidade não depende de nosso salário, pois o Senhor nosso deus é a fonte do salário desde que ajam obediência e fidelidade para com Ele. “Riquezas e honra estão comigo; assim como os bens duráveis e a justiça” (Provérbios 8: 18). Este é mais um motivo para honrar ao Senhor, pois se o irmão está desprezando o pregador está desprezando a palavra e todos nós sabemos que Deus está na palavra. “porém agora diz o SENHOR: Longe de mim tal coisa, porque aos que me honram honrarei, porém os que me desprezam serão desprezados” (1.º Samuel 2: 30-b).
O Pastor lembrou que a força de trabalho, orientação, sabedoria e inteligência para buscar riquezas, são as bênçãos que acompanharão a sua descendência indo contigo todos os dias. “Antes te lembrarás do SENHOR teu Deus, que ele é o que te dá força para adquirires riqueza; para confirmar a sua aliança, que jurou a teus pais, como se vê neste dia” (Deuteronômio 8: 18).
Qual é a prosperidade em que o Senhor tem prazer?
Deus seja louvado! Com alegria e júbilo vamos ler a Palavra do Senhor. Prosperar é o meu direito. Diz: É o meu direito ser próspero!“Cantem e alegrem-se os que amam a minha justiça, e digam continuamente: O SENHOR seja engrandecido, o qual ama a prosperidade do seu servo” (Salmos 35: 27).
Lembrando da benção de Abraão e associando você que ama Jesus o irmão obedece e obedecendo estará provando que é filho de Abraão que foi justificado pela fé.
Portanto a sua confiança no Senhor Jesus Cristo te transforma num justo com direito a benção de Abraão. Ora, o SENHOR disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei” <-> “E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção” <-> “E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra” (Gênises 12: 1, 2 e 3).
Conclusão: Os livros de Jó e Provérbios abaixo descritos em seus respectivos capítulos e versículos, falam por si só do final das riquezas dos ímpios.
“Se amontoar prata como pó, e aparelhar roupas como lodo,” <-> “Ele as aparelhará, porém o justo as vestirá, e o inocente repartirá a prata” (Jó 27: 16 e 17).
“O homem de bem deixa uma herança aos filhos de seus filhos, mas a riqueza do pecador é depositada para o justo” (Provérbios 13: 22) <-> “O que aumenta os seus bens com usura e ganância ajunta-os para o que se compadece do pobre” (Provérbios 28: 8).
Definição: Prosperidade: (shalev e sakal, Hebraico). “Tranquilidade; segurança; facilidade; paz; riqueza; ter um bom sucesso.”
Comentários adicionais: As palavras prosperidade e próspero desenvolveram-se com o tempo. Por exemplo, euodoo, a palavra grega para prosperar encontrada em III João 2, é traduzida “para ajudar no caminho; para ter sucesso para alcançar; para ter sucesso no campo dos negócios; para ter uma próspera caminhada.” A palavra prosperidade também surgiu da mesma raiz que shalom, da qual significa, “paz; segurança; bem-estar; saúde; graça.” Baseado nestas definições, nós observamos que prosperidade envolve sucesso em todas as áreas da nossa vida.

OBS: No final do culto foi oferecido a todos os participantes uma porção de leite e mel.

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em  Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Domingo 13 de abril de 2008                                                                                          N.º 71  
Culto de Louvor
Tema: “ A vontade de Deus é soberana”
2.º Reis 5: 1-15
“Então desceu, e mergulhou no Jordão sete vezes, conforme a palavra do homem de Deus; e a sua carne tornou-se como a carne de um menino, e ficou purificado” (2.º Reis: 5: 14).

Vemos um homem à procura da cura de uma doença muito grave, a lepra, que o obrigava a afastar-se das outras pessoas, e este não era um homem qualquer, era Naamã, chefe do exército do Rei da Síria! Qual a diferença que fez uma pessoa serva do senhor na vida daquele homem? Pois, essa é a diferença que devemos mostrar aos que nos cercam: Confiar no Deus vivo!!! E uma palavra de uma menina escrava foi o estopim para se começar a obra milagrosa na vida de Naamã! E saíram tropas da Síria, da terra de Israel, e levaram presa uma menina que ficou ao serviço da mulher de Naamã” <-> “E disse esta à sua senhora: Antes o meu senhor estivesse diante do profeta que está em Samaria; ele o restauraria da sua lepra” (2.º Reis 5: 2 e 3).
O Pastor chamou a atenção do drama deste homem, senhor importante, braço direito do rei, mas todos sabiam (inclusive a menina escrava) que Naamã apesar de sua importância e das grandes vitórias já conquistadas não era feliz, pois tinha lepra.
A mocinha via o seu senhor triste e esta é a parte mais bonita da história, pois era apenas uma menina em situações difíceis devido ser escrava e escrava não tinha direito algum, mas na sua persistência conseguiu passar o recado ao seu senhor.
O Pastor fez a seguinte consideração:
Para os jovens não importa a idade, vejam o meu filho só tem oito anos, mas nem por isso deixou de ajudar um colega da escola que estava desentendendo com a mãe. Tudo que meu filho falou deu certo, tão certo que a mãe deste teu coleguinha lhe enviou uma carta acompanhada de um lindo relógio.
Vejam o que uma criança fez, imaginem o que poderão fazer vocês jovens e vocês adultos!
Agindo assim, é isto que Deus quer de nós, vejam a escrava saiu de Jerusalém e foi para a Síria porque Deus tinha propósito em sua vida.
Naamã tinha uma doença incurável pelos homens, acostumado a ser um vencedor em todas as batalhas também queria vencer esta (lepra).
Imaginem Naamã com roupas especiais, cheio de pampa levando 350 quilos de prata e 72 quilos de ouro e roupas finas para encontrar com o rei. Então disse o rei da Síria: Vai, anda, e enviarei uma carta ao rei de Israel. E foi, e tomou na sua mão dez talentos de prata, seis mil siclos de ouro e dez mudas de roupas” (2.º Reis 5: 5).
-Vá ao rio Jordão e lava-te sete vezes e ficarás curado.
A tua pele ficará limpa e saudável, novamente.
Estas palavras fizeram Naamã ficar muito zangado, pois esqueceu que estava falando com um homem de Deus e homem de Deus não vê a importância da pessoa e sim a sua necessidade, pois as coisas de Deus são tratadas de modo mais simples e diferentes que o homem não consegue imaginar.
Naamã pensou que Eliseu viria ao seu encontro, invocaria o nome de seu Deus, poria suas mãos sobre ele e lhe curaria. Por isso de sua indagação:
-Não haverá na minha terra rios tão bons como os daqui?  Por que me lavaria num deles?
Assim zangado começou a viagem de volta para o seu lar.  Mas os servos de Naamã estavam tristes por verem seu amo tão contrariado e o queriam vê-lo curado; então aconselharam Naamã:
-Se o profeta mandasse que fizesses alguma coisa difícil, naturalmente farias.  Por que não tentas fazer esta coisa tão fácil que mandou que fizesses?
Trazendo para a luz de nossos dias podemos observar que não mudou muita coisa, continuamos com a necessidade de termos amigos temente a Deus, pois tem hora que estamos em condições difíceis e necessitamos da interferência como aconteceu com os servos de Naamã.
O Pastor nos alertou que muitas das vezes por orgulho perdemos a benção, parece que não, mas a gente tem orgulho sim e indagou:
Quantos de nós passamos a escolher os Pastores que queremos ouvir as pregações?
O Pastor aconselhou:
Nunca em nossas vidas devemos comparar e dar preferência a pregadores (pessoas de Deus), porque comparando estaremos discordando de Deus, se comparar estaremos perdendo a fé.
Todas as vezes que murmurarmos, reclamarmos, não aceitando as realidades que nos envolvem, estaremos ferindo o coração do nosso Deus. "Em todas as circunstâncias dai graças porque esta é a vosso respeito a vontade do Deus em Jesus Cristo" (1.ª Tessalonicenses 5:18).
Foi dado o seguinte exemplo:
Ao contratarmos um serviço telefônico notamos que o determinado serviço não atinge nossas expectativas, então ligamos para reclamar e deparamos com a secretária eletrônica, começa solicitar números eletrônicos, ninguém te atende e quando atendido não é compreendido. Depois dos testes sente que ficou como antes, volta a ligar e já não é mais a mesma pessoa logo é necessário repetir tudo e não tem quem não fica frustrado.
Ao compararmos a frustração de Naamã com as rotineiras coisas do ser humano, podemos até entender a sua revolta, mas quando se trata das coisas de Deus tudo é diferente.
Nós somos obra do Senhor e a cada dia ele nos molda para ficarmos segundo o desejo do Seu coração, segundo a forma que Ele planejou para que sejamos. Para nos moldar ele usa a “roda da vida”. Cada dia da nossa existência é como se fosse um giro dessa roda. Coisas boas e ruins acontecem, encontramos pessoas boas e ruins, tudo o Senhor Deus usa para moldar o nosso caráter, para nos fazer melhores. “Como o vaso, que ele fazia de barro, quebrou-se na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme o que pareceu bem aos olhos do oleiro fazer” <-> “Então veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo:” <-> “Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o SENHOR. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel” (Jeremias 18: 4 e 6).
Também foi lembrado de Jonas dentro da barriga do peixe nos dando o exemplo que o nosso Deus vai fazer no tempo e na hora que Lhe convier. E orou Jonas ao SENHOR, seu Deus, das entranhas do peixe <-> “E disse: Na minha angústia clamei ao SENHOR, e ele me respondeu; do ventre do inferno gritei, e tu ouviste a minha voz” (Jonas 2:  1 e 2) <-> (Ler Jonas capítulos 1-4).
Para curar-se Naamã teria que se submeter a alguns detalhes que o deixou furioso, como mergulhar num rio sujo, onde dificilmente alguém entraria, às vezes não queremos nos submeter à ordem de Deus, mas a Sua vontade é soberana! O profeta mandou Naamã mergulhar sete vezes naquele rio sujo, não eram uma nem seis, eram sete vezes! Temos que obedecer a vontade de Deus! Não podemos colocar oposição ao que Deus está fazendo em nossas vidas!
A verdade é que desejamos que Deus faça a nossa vontade todos os dias, mas o que fazemos para Deus? O que você faz para Ele? Você está cumprindo a vontade de Deus?! O Senhor está com você a cada momento, Ele deseja lhe falar, conversar com você todos os dias!
 
ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PÁGINA:
WWW.GRUPODEHMENSMISSIONARIOS.COM

Em  Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor. Provérbios 21:31


@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
 
Sexta feira 18 de abril de 2008                                                                          N.º 72                     
Culto de libertação
Tema: “Deus chamou Ciro de meu ungido, isto prova que o Pai usa quem Ele quer!”
Eclesiastes 3: 1-22
“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu” (Eclesiastes 3:1).

O Pastor iniciou lembrando uma coisa importante sobre o ser humano dizendo: Nós seres humanos somos complicados, pois às vezes temos capacidade de julgar os outros dando um voto de louvor ou desprezamos segundo nosso coração.
Na lei enquanto não se prova a pessoa é inocente, já o nosso coração julga diretamente mesmo sabendo quem é aquela pessoa o julgamento sai espontâneo.
Quanto ao tempo quem determina é o nosso Deus, mas às vezes nos julgamos. Ele determina o que vamos ser e o que vamos fazer. Por exemplo: Deus queria você aqui neste templo e não em outro lugar, o irmão veio, se batizou, houve grande momento de fé e o irmão está aqui.
Não podemos esquecer que também tem pessoas que há muito tempo estão na igreja e não se converteram, pois não aprenderam a dizer não ao cigarro, a bebida e outras tentações da carne.
O importante é sempre lembrarmos que há tempo para todas as coisas e que nós não somos ninguém para julgar.
A sua palavra não resolve, o seu julgamento também não resolve; por isto é que Deus levanta o fraco e a gente não sabe, pois para cada um Ele tem um propósito. “Quem és tu, que julgas o servo alheio? Para seu próprio senhor ele está em pé ou cai. Mas estará firme, porque poderoso é Deus para o firmar” (Romanos 14: 4).
Nosso Deus tirou muita gente do lamaçal e do pecado, pessoas que nasceram de novo e hoje são verdadeiras bênçãos.
O Pastou se lembrou de Aurélio Agostinho, o Santo Agostinho de Hipona foi um importante bispo cristão e teólogo. Nasceu na região norte da África em 354 e morreu em 430. Era filho de mãe que seguia o , porém seu pai era pagão. Logo, em sua formação, teve importante influência do maniqueísmo (sistema religioso que une elementos cristãos e pagãos).
A história relata a trajetória do vaidoso professor de retórica, voltado inicialmente à busca mundana dos bons negócios e do prazer, recria com vigor o panorama da vida nas colônias romanas do Mediterrâneo. Aborda o descompromisso    do    jovem      Agostinho       seus relacionamentos amorosos, os casamentos, a busca de oportunidades profissionais e status nos centros políticos e intelectuais do Império como Roma e Milão, e a influência da filosofia greco-romana.
Sua mãe Monica foi fundamental         no relacionamento de Agostinho na formação e a conversão do filho.
Frases e Pensamentos de Agostinho:
- "Se dois amigos pedirem para você julgar uma disputa, não aceite, pois você irá perder um amigo. Porém, se dois estranhos pedirem a mesma coisa, aceite, pois você irá ganhar um amigo." 
- "Milagres não são contrários à natureza, mas apenas contrários ao que entendemos sobre a natureza." 
- "Certamente estamos na mesma categoria das bestas; toda ação da vida animal diz respeito a buscar o prazer e evitar a dor”

- "Se você acredita no que lhe agrada nos evangelhos e rejeita o que não gosta, não é nos evangelhos que você crê, mas         em   você." 
- "Ter fé é acreditar nas coisas que você não vê; a recompensa por essa fé é ver aquilo em que você acredita." 
- "A pessoa que tem caridade no coração tem sempre qualquer       coisa         para         dar." 
- “A confissão das más ações é o passo inicial para a prática de boas ações.”        

- “A verdadeira medida do amor é não ter medida." 
- “Orgulho não é grandeza, mas inchaço. E o que está inchado parece grande, mas não é sadio.”

Conclusão: Um grande homem de Deus, maravilhoso na sua época. “Ora, numa grande casa não somente há vasos de ouro e de prata, mas também de pau e de barro; uns para honra, outros, porém, para desonra” <-> “De sorte que, se alguém se purificar destas coisas, será vaso para honra, santificado e idôneo para uso do Senhor, e preparado para toda a boa obra” (2.º Timóteo 2: 20 e 21).
O Pastor perguntou: O que cabe a nós?
O Pastor respondeu: Colocarmos as coisas que não estão no nosso alcance nas mãos do Senhor!
Foi lembrado de Ciro, o Grande, rei dos persas, o conquistador da Babilônia, condoído com a situação dos judeus escravizados, decidiu permitir que o povo de Jeová, então agrilhoado àquela grande cidade, retornasse ao seu sítio. Pelo decreto real de 538 a.C., autorizou a saída dos hebreus de lá e sua reinstalação na Palestina. De volta à sua antiga capital, o rei permitiu que o altar dos holocaustos fosse novamente erguido. “Assim diz Ciro, rei da Pérsia: O SENHOR Deus dos céus me deu todos os reinos da terra, e me encarregou de lhe edificar uma casa em Jerusalém, que está em Judá. Quem há entre vós, de todo o seu povo, o SENHOR seu Deus seja com ele, e suba” (2.ª Crônica 36: 23) (Ler 2.ª Crônica 36: 1 – 23).
Vejam que interessante Ciro um homem conquistador em tudo, não tinha nada a ver com Deus, e nem a sua família dependia do povo judeu (povo de Deus), mas este homem apesar de não ser de Seu povo o nosso Deus o usou grandemente. Que digo de Ciro: É meu pastor, e cumprirá tudo o que me apraz, dizendo também a Jerusalém: Tu serás edificada; e ao templo: Tu serás fundado” (Isaías 44: 28).
Ao chamar Ciro de “meu ungido” e isto prova mais uma vês que o nosso Deus usa quem ele quer. Assim diz o SENHOR ao seu ungido, a Ciro, a quem tomo pela mão direita, para abater as nações diante de sua face, e descingir os lombos dos reis, para abrir diante dele as portas, e as portas não se fecharão” (Isaías 45: 1).
O que cabe a nós?
Cabe a nós ficarmos quietos em comunhão com Deus, procurar não julgar e nem querer saber tudo, pois devemos sempre levar em mente que vindo de nós nada sabemos, mas vindo do Pai tudo sabemos.
O que devemos Fazer?
Apenas orar e pedir para Deus abençoar.
O Pastor lembrou os milagres e as providências de Deus se manifestam na nossa vida de forma extraordinária, assim como ocorreu com o profeta Elias ao ser alimentado por corvos, junto à torrente de Querite, quando a seca e a escassez de alimentos afetavam o povo de Israel.       
Ser alimentado por corvos duas vezes por dia (pela manhã e ao anoitecer) é algo EXTRAORDINÁRIO! Afinal, corvos são aves que se alimentam de outros animais em decomposição, além de serem extremamente egoístas, pois, não dividem seu alimento com outras aves e ainda deixam de alimentar seus próprios filhotes. “E os corvos lhe traziam pão e carne pela manhã; como também pão e carne à noite; e bebia do ribeiro” (1.º Reis 17: 6). (Ler 1.º Reis 17: 1-6).

Deus escolhe o anjo que ele quer para nos socorrer, por isso do cuidado que devemos ter quando alguém nos procura. É necessário que nesta hora aja discernimento de nossa parte, pois ao precipitarmos poderemos perder a benção trazida por algum anjo de aspectos e procedência por nós nunca imaginado. “Não vos esqueçais da hospitalidade, porque por ela alguns, não o sabendo, hospedaram anjos” (Hebreus 13: 2).
O Pastor terminou dizendo que todos os justos verão a glória de Deus.

WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM
Mario A. Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

#@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

 Terça feira 22 de abril de 2008                                                                         N.º 73                     

Culto da família “Deus Salva a família”
Tema: “É uma honra para Ele assumir todas as nossas preocupações
Mateus 6: 25-34
Por isso vos digo: Não andeis ansiosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?” (Mateus 6: 25).

Nesta passagem o Senhor Jesus Cristo estava nos dando tranqüilidade pedindo para que não ficássemos preocupados e nem ansiosos, mas confiantes nas promessas do Pai.

Ansiedade: dificuldade de respiração, opressão, angústia, inquietação de espírito, desejo veemente, impaciência. A ansiedade no coração deixa o homem abatido, mas uma boa palavra o alegra” (Provérbios 12: 25).

Deus quer ouvir as nossas orações. Mas, para evitar que elas se enfoquem só em nós mesmos, Deus quer que nós lembremos de dar graças. É tão fácil fazer das nossas orações uma lista de pedidos. Somos nós mesmos que perdemos quando deixamos de dar graças e louvor nas orações. “Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças” (Felipenses 4:6).

Como cristão renascido não devemos se preocupar porque nisso resplandece a grandeza de Deus que excede a tudo. O inimigo quer aproveitar nossa situação de fragilidade para entrar e esfriar esta nossa caminhada de fé vitoriosa. O Eterno, o Guardador da nossa vida, é tão poderoso e tão preocupado conosco que realmente não precisamos estar ansiosos por nada. É uma honra para Ele assumir todas as nossas preocupações. Por isso Pedro diz: “Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte;” <-> “Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós” <-> “Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar;” (1.º Pedro 5: 6-7-8).

Deus é imutável, o que quer dizer que Ele não muda; isto significa que Ele é absolutamente confiável, isto nos faz compreender que o nosso Deus é imutável; sua natureza, caráter ou o que ele diz nunca mudam. Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria?” (Números 23: 19).

A Pastora nos alertou da importância do nosso primeiro amor em Cristo, veja em Apocalipse a preocupação do Senhor Jesus cristo quanto ao nosso esfriamento, o Senhor Jesus quer o nosso comprometimento tanto emocional como o intelectual com ele, pois nós estando no primeiro amor sempre estamos fortalecidos. Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor (Apocalipse 2: 4).

Venha à presença de Deus com paciência dependente, porém confiante. Mas como podemos fazer isso? Sabemos que Deus fará o que é certo com o passar do tempo. A Bíblia é a história de Deus; é o grande testemunho que ele é sempre fiel às suas promessas, gracioso no seu poder para redimir e generoso com seu amor compartilhado entre seus filhos. Então, venha à presença dele, pronto para ficar quieto... e paciente… e confiante… e esperançoso! Descansa no SENHOR, e espera nele; não te indignes por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa astutos intentos” (Salmos 37: 7).

Também foi lembrado da coluna que durante o dia a nuvem que guiava os israelitas também os protegia do sol; durante a noite, a coluna de fogo que os guiava os protegia do frio. “E o SENHOR ia adiante deles, de dia numa coluna de nuvem para os guiar pelo caminho, e de noite numa coluna de fogo para os iluminar, para que caminhassem de dia e de noite” (Êxodo 13:21).

Foi lembrado de Moisés na Bíblia que bateu na pedra; ele feriu a pedra, mas dela jorrou a água! (Ler Êxodo 17:1-7). Foi lembrado do maná o alimento enviado por Deus para alimentar o povo de Israel quando estavam viajando pelo deserto a caminho da terra prometida. Era uma massa alimentícia que pela manhã estava ao alcance das pessoas enquanto o sol não o derretesse. Esse milagre aconteceu durante 40 anos, até quando eles entraram em Canaã. Havia uma porção no maná na arca como símbolo da Proteção e Cuidado Divinos. (Ler Êxodo16: 4).

Foi lembrado do Senhor Jesus Cristo que iniciou seu ministério com grandes milagres nos dando amostras que está vivo entre-nos, pois ele veio para salvar, curar, batizar no Espírito Santo, subir aos céus e voltar como rei para nos buscar. Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente” (Hebreus 13: 8).

A Pastora deu o seguinte testemunho:

Quando ainda mocinha tinha um de seus pés defeituoso fazendo que caminhasse com dificuldade. Certo dia se lembrou do livro de Isaías capítulo 53 versículo 5 Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados”. A Pastora conta que se apegou nesta palavra, repreendeu a doença, sentiu um calor no local e o defeito desapareceu.

Qual é o nosso desejo? É que através Dele, por intermédio do Senhor Jesus Cristo todo o mal da humanidade seja tirado, que haja cura e libertação e isto também é o desejo do nosso Deus.

Tudo isto prova que o nosso Deus nunca deixa faltar à necessidade de seus filhos, por isso é que nunca devemos deixar de colocarmos nossos problemas diante do Senhor.

Vejam os dez leprosos, estes homens lançaram sobre o Senhor Jesus Cristo suas necessidades, foram obedientes e a obediência é fé que agrada a Deus. E, entrando numa certa aldeia, saíram-lhe ao encontro dez homens leprosos, os quais pararam de longe;” <-> ”E levantaram a voz, dizendo: Jesus, Mestre, tem misericórdia de nós” (Lucas 17: 12 e 13). 

Esta palavra nos alerta que enquanto estivermos nesta nossa caminhada devemos ser obedientes e autênticos em busca da purificação. E quanto mais purificados mais nos sentimos calmos, mais perto sentimos a proteção do Senhor Jesus Cristo.

 

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:

WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

 

Em Cristo

Mario Cabestre 

O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor. Provérbios 21:31

 

################################################## 

Sexta feira 25 de abril de 2008                                                                             N.º 74                 

Culto de libertação                                                                                       

Tema: “Ingratidão e insatisfação”
Lucas 17: 11-19
Aconteceu que, caminhando para Jerusalém, Jesus passava entre a Samaria e a Galiléia. Quando estava para entrar num povoado, dez leprosos vieram ao seu encontro. Pararam a distância, e gritaram: “Jesus, Mestre, tem compaixão de nós!” Ao vê-los, Jesus disse: “Ide    apresentar-vos aos sacerdotes”.     

Enquanto caminhavam, aconteceu que ficaram curados. Um deles, ao perceber que estava curado, voltou glorificando a Deus em alta voz; atirou-se aos pés de Jesus, com o rosto por terra, e lhe agradeceu. E este era um    samaritano.
Então Jesus lhe perguntou: “Não foram dez os curados? E os outros nove, onde estão? Não houve quem voltasse para dar glória a Deus, a não ser este estrangeiro?” E disse-lhe: “Levanta-te e vai! Tua fé te salvou”.
(Lucas 17: 17- 19).
Naquela época o leproso era considerado impuro e vivia nas margens dos rios, e ali se formavam aldeias de leprosos. Como ilustração Betânia era uma aldeia de leprosos, Lázaro era leproso e morava lá, e Jesus freqüentava a casa dele.
Houve barreiras enormes que separavam estas pessoas sofridas da convivência normal da comunidade. Aqui os excluídos pelas barreiras religiosas e sociais vão se encontrar com quem rompe estas mesmas barreiras, em nome do Deus misericordioso.
Uma das coisas que nos chama atenção é que o Senhor Jesus Cristo não fez oração e nem disse que os leprosos estavam. Se vocês crerem corra até o sacerdote que ficará curado. Os dez estavam doentes, acreditaram, saíram correndo e foram curados.
Eles pensaram: Estamos doentes, mas quando chegarmos até o sacerdote já estaremos curados. “E ele, vendo-os, disse-lhes: Ide, e mostrai-vos aos sacerdotes. E aconteceu que, indo eles, ficaram limpos” (Lucas 17: 14).
O Pastor nos alertou da necessidade da fé estar em nossos corações sempre viva, ou cremos ou não cremos, o que não podemos é ficarmos no meio (morno). “Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca” (Apocalipse 3: 16).
Assim como o nosso corpo necessita do alimento e do exercício também a fé sente esta necessidade.
O Pastor lembrou que os 10 (dez) foram curados, mas apenas um usou da gratidão sendo que os demais pensando em recuperar o tempo que ficaram inativos e longe da família acabaram se esquecendo do Senhor Jesus Cristo e se tornaram ingratos.
Existiu uma insatisfação no coração dos 09 (nove).
Se alguém perguntasse: Porque vocês não voltaram? A resposta seria: O mal causado pela doença fez que perdêssemos muito tempo, e este tempo é necessário que recuperemos o mais breve possível.
Vejam que passaram a valorizar o mal causado pela doença e não o que o Senhor nosso Deus fez através de Jesus Cristo nos dando a impressão que permaneceu a seguinte indagação a Deus: Pai o Senhor nos curou e agora quem vai solucionar nossos problemas causados pela doença?
Trazendo para a luz de nossos dias podemos observar que as atitudes de muitos são parecidas com os 09 (nove) leprosos, muitos vêm para igreja em busca de socorro são abençoados, não agradecem e nem testemunho dão.
O Pastor nos aconselhou:
Quem é fiel no pouco, também é fiel no muito; quem é desonesto no pouco, também é desonesto no muito. Se você for capaz de viver honestamente sobre o pouco que você administra hoje, você tem mais chances de ser honesto quando tiver acesso ao muito. "Muito bem, servo bom e fiel; sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.” (Mateus 25: 23).
É hora de pararmos, é hora de acalmarmos o coração e entender que no momento não devemos ficar ansiosos. Este sim é o momento de orar, é o momento de clamar e fazer conhecido de Deus os nossos reais problemas, as nossas necessidades. Porque todas estas coisas os gentios procuram). De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas;” (Mateus 6: 32).
Pessoa insatisfeita não tem o coração agradecido, este tipo de ingratidão é visto na própria igreja (distribuição da cesta básica).
O Pastor fez as seguintes lembranças:
Elias estava escondido e Deus mandou alimento. “E os corvos lhe traziam pão e carne pela manhã; como também pão e carne à noite; e bebia do ribeiro” (1.º Reis 17: 4). (Ler 1.º Reis 17: 1-6).
O anjo do senhor mandou Felipe procurar o eunuco. “E o anjo do Senhor falou a Filipe, dizendo: Levanta-te, e vai para o lado do sul, ao caminho que desce de Jerusalém para Gaza, que está deserta” <-> “E levantou-se, e foi; e eis que um homem etíope, eunuco, mordomo-mor de Candace, rainha dos etíopes, o qual era superintendente de todos os seus tesouros, e tinha ido a Jerusalém para adoração,” (Atos 8: 26 e 27). (Ler Atos 8: 26- 40).
Isto prova que onde estivermos à benção estará, basta que tenhamos fé. Correria é insatisfação, Deus te abençoa onde Ele estiver não é preciso correr atrás da benção.
Não devemos permitir que as lutas que ainda temos pela frente nos transformem em pessoas ingratas deixando de agradecer sempre o nosso Deus.
È de grande importância sabermos que nada passa despercebido pelo Pai, por isso devemos sempre dar graças a Deus independente das circunstancia que estivermos passando. Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco” (1.ª Tessalonicenses 5: 18).
Nosso Deus sempre faz prova de nossa gratidão. Pedimos e Ele sempre nos concede, mas acabamos ficando preocupados com outras lutas e esquecemo-nos de agradecer.
Nosso Deus é o Deus de provisão, o importante é ir na casa do Senhor para louvá-lo e exaltá-lo porque primeiro sou salvo graças a Deus e segundo nunca estou sozinho, pois o Senhor Jesus Cristo está comigo todos os dias porque aquele que é de Deus o maligno não toca. 
Portanto irmãos devemos ser sempre gratos e satisfeitos, pois muitas das vezes agradecemos e não estamos satisfeitos se esquecendo da coisa mais importante de nossas vidas que é a salvação. “E disse-lhe: Levanta-te, e vai; a tua fé te salvou” (Lucas 17: 19).
Encerrando o Pastor recordou de um chinês chamado Watcma ne, que morreu pela causa do evangelho, teve seu corpo esquartejado aos poucos, pregava na prisão e vidas se convertiam, cortaram sua língua, começou a pregar com gestos, e vidas se convertiam cortaram suas mãos, começou a pregar com as pernas, escrevendo no chão e vidas se convertiam, quebraram suas pernas, e as pessoas começaram a se converter só de olhar pra Wactman ne e quando disseram que sua vida seria tirada respondeu: Deus está me esperando!

Veja este trabalho e outros no site: 
www.grupodehomensmissionarios.com

Em Cristo
Mario A.Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor. Proverbios 21:31 

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Domingo 27 de abril de 2008                                                                             N.º 75                     

Culto de Louvor
Tema: “Quem é o homem?”                                   
Salmos 8: 3 e 4
“Quando vejo os teus céus, obra dos teus dedos, a lua e as estrelas que preparaste;” <-> “Que é o homem mortal para que te lembres dele? e o filho do homem, para que o visites?” (Salmos 8: 3 e 4)

Para que Adão caísse em pecado o diabo apenas confundiu a mente de Eva.
Se nós desviarmos da Palavra imediatamente nossa mente é confundida, por isso da necessidade de nunca sairmos da presença do senhor Jesus Cristo, o nosso único e eterno Salvador.
O Pastor nos aconselhou que nunca devemos definir a vida do outro, pois Deus exalta e Deus humilha!
Que é o homem?
Ele é alguém feito um pouco menor que os anjos. Apesar de ser feito na imagem de Deus, ele é feito do pó da terra. “E formou o SENHOR Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente” (Gênesis 2:7) e, ao morrer, voltará ao pó. Deus disse a Adão, “No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó e em pó te tornarás” (Gênesis 3:19). A respeito do corpo do homem Paulo disse: “Semeia-se corpo natural, ressuscitará corpo espiritual. Se há corpo natural, há também corpo espiritual” (1.º Coríntios 15:44). Neste “corpo espiritual” o homem alcançará alturas espirituais que são fora do seu alcance enquanto estiver no corpo mortal na terra. Cristo fala dos seus que são ressuscitados – “Pois não podem mais morrer, porque são iguais aos anjos e são filhos de Deus, sendo filhos da ressurreição” (Lucas 20:36). 
Os filhos de Deus, feitos pouco menor do que os anjos, na ressurreição serão iguais aos anjos.
O Pastor lembrou quando tinha uma banda nos anos 60, década voltada aos Beatles onde tudo se acabou. Quem fooram os Beatles? E o que é hoje depois de mortos? Só ficou o Love storing. Isto mais uma vez nos prova que nada somos. “Digo-vos que não sabeis o que acontecerá amanhã. Porque, que é a vossa vida? É um vapor que aparece por um pouco, e depois se desvanece” (Tiago 4: 14).
O Pastor simulou um carro quebrado a noite em estrada deserta e perguntou: Quem somos nós? Sozinhos nada somos diante da mãe natureza, mas serve para admirarmos a sua grandeza.  
Davi apesar de ser rei tinha esta preocupação, por isso perguntava: Quem sou eu diante da grandeza de Deus?
O céu é o trono de Deus:O céu é o meu trono, E a terra o estrado dos meus pés. Que casa me edificareis? diz o Senhor, Ou qual é o lugar do meu repouso?” ( Atos 7: 49).
O Pastor nos alertou que quando houver progresso em alguma coisa que este progresso seja para honra e glória de Deus. O bonito é ter sempre no coração o eterno agradecimento a Deus.
Também foi lembrado de certo filho de Pastor que se ausentou da família indo trabalhar numa cidade distante, de repente este jovem se viu sozinho, ligou para o pai chorando dizendo que se sentia como uma criança. O pai respondeu: Filho eu não posso fazer nada porque estou distante, mas o Senhor nosso Deus está contigo.
Podemos sentir que a primeira parte do ser humano é a humildade e que o importante não é só crer em Deus, é como nos cremos.
Diante disto é que surge a necessidade de sabermos distinguir a nossa grandeza e a grandeza de Deus.
Independente de nos acharmos importantes ou não, somos, todos, importantes!!!       
O que nos torna ínfimos e pequeninos é a analogia com a grandiosidade do universo (Deus)!!!    Assim percebemos como somos um grão!!!         

Porém um grão importantíssimo e amado por ELE!
Davi estava se vendo como um grão de areia, mas com um grande amor do tamanho do mundo. “Quando contemplo os teus céus, obra dos teus dedos, e a lua e as estrelas que estabeleceste” <-> “que é o homem, que dele te lembres e o filho do homem, que o visites?” <-> “Contudo, pouco menor o fizeste do que os anjos, e de glória e de honra o coroaste.” (Salmos 8: 3, 4 e 5).
Diante do universo somos um grãozinho, mas somos amados por Deus e se servirmos a este Deus maravilhoso ele nos dará a vitória e seremos mais que vencedores, prova disto está em (João 3:16) Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”
Ele testifica que sabe que tipo de pessoas somos. Ele conhece a inquietação do nosso coração e a vaga intranqüilidade para a qual não encontramos solução em nós mesmos. Para o dia de hoje e para cada dia que virá eu lhe aconselho: corra para Jesus com todas as suas preocupações e aflições e com todos os seus fardos que você arrasta consigo. Não consulte carne nem sangue, venha para Ele!“Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei” <-> “Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.” (Mateus 11.28-30).
Ele conhece nossos nomes e o número de cabelos nas nossas cabeças... com certeza nós sabemos que podemos chegar a Ele para nos ajudar. Levantemos nossos olhos e nossos corações ao Senhor Deus das Montanhas, e saber que o Todo Ele conhece nossos nomes e o número de cabelos nas nossas cabeças... com certeza nós sabemos que podemos chegar a Ele para nos ajudar. Levantemos nossos olhos e nossos corações ao Senhor Deus das Montanhas, e saber que o Todo Poderoso vê as nossas necessidades, ouve as nossas petições e se preocupa com nossos corações. Poderoso vê as nossas necessidades, ouve as nossas petições e se preocupa com nossos corações. “Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro?” <-> “O meu socorro vem do SENHOR, que fez o céu e a terra” (Salmos 121:1-2).
Por isso na solidão não devemos entrar em desespero, devemos sempre lembrar que nunca estamos sós, que sempre temos ao nosso lado alguém que nos ama muito, e este alguém é o Senhor Jesus Cristo. “Porque nos convinha tal sumo sacerdote, santo, inocente, imaculado separado dos pecadores, e feito mais sublime do que os céus;” (Hebreus 7: 26).
Como Jesus Cristo é Sacerdote e Rei, nós que fomos feitos à Sua imagem Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos” (Romanos 8.29), somos agora em Cristo, sacerdotes reais, a fim de ministrarmos as coisas espirituais a Deus: “Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;” (1.ª Pedro 2: 9).
O Pastor terminou perguntando e respondendo:
Quem somos nós? Somos filhos de Deus ALTÍSSIMO!!!
Por isso é que somos vencedores, fortes e corajosos.

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Terça feira 29 de abril de 2008                                                                        N.º 76                       

Culto da família “Deus Salva a família”
Ultimo dia do mês (corredor dos milagres)
Tema: “Deixe o Senhor tirar as amarras que te prende juntamente com a fenda de teus olhos
João 11: 1- 45 
“Disse-lhe Jesus: Não te hei dito que, se creres, verás a glória de Deus?” (João 11: 40).

O amor de Jesus pela família de Lázaro – Marta, Maria e Lázaro – é um modelo do amor que Jesus tem por sua família e pela minha família. Jesus sabe que a família é, ainda, o núcleo social mais sólido, em uma sociedade humana em adiantado processo de desintegração. Quem ama cuida. Jesus demonstrou Seu amor pela família de Lázaro cuidando deles.  
Primeiramente entendemos que o Senhor Jesus procurou amenizar a noticia junto aos seus discípulos, mas depois vendo que não estava sendo entendido falou com clareza: Então Jesus disse-lhes claramente: Lázaro está morto;” (João 11: 14).
O interessante é que o Senhor Jesus Cristo não deu muita atenção, não saiu correndo desesperado, nos dando a entender que ele já sabia o que deveria acontecer, apenas necessitaria de algum tempo para mostrar o milagre, pois quanto mais tempo Lazaro permanecesse morto maior o milagre.
A família com o acontecimento se desesperou, chorou, e entristeceu, com nós acontece a mesma coisa, porem não podemos deixar de considerar que na hora mais critica quando parece que está tudo acabado o Senhor Jesus Cristo vem com a solução. Disse-lhe Jesus: Não te hei dito que, se creres, verás a glória de Deus?” (João 11: 40). É sempre assim, Deus age no tempo dele e muitas vezes achamos que não vamos agüentar, mas a palavra de Deus diz que “Não vos sobreveio nenhuma tentação, senão humana; mas fiel é Deus, o qual não deixará que sejais tentados acima do que podeis resistir, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar. (1.º Coríntios 10: 13).
Humanamente olhando para uma pessoa morta é impossível que esta volte a viver, mas quando se trata do Senhor Jesus Cristo as coisas mudam, pois o Senhor é a vida. Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim” (João 14: 6).
O Senhor Jesus Cristo se faz presente em todo momento de nossas vidas, pois Jesus vive em nós. “ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos” (Mateus 28: 20).
Jesus se dirigiu ao túmulo e diz a Bíblia que "Jesus chorou". Chorou em simpatia para com a família enlutada. Chorou por causa do amigo morto. Chorou porque se identifica com a humanidade sofredora. Jesus chorou.” (João 11: 35).
Quando um de seus filhos sofre aqui na terra, Jesus sofre a mesma tristeza, a mesma dor. Jesus se compadece de toda criatura humana. Ele está de braços abertos para nos afagar, nos confortar e enxugar nossas lágrimas.
È necessário que tenhamos o costume de pedir misericórdia, de colocarmos o joelho no chão, pois nos cristãos sabemos que a palavra de Deus nunca volta vazia. “Porque, assim como a chuva e a neve descem dos céus e para lá não tornam, mas regam a terra, e a fazem produzir e brotar, para que dê semente ao semeador, e pão ao que come,” <-> “assim será a palavra que sair da minha boca: ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei” (Isaías 55: 10 e 11).
Alguém pode chegar ao ponto de dizer: Aquela pessoa que você esta intercedendo não vale a pena, ela não reage, não vejo saída!
Irmão, não deixe de responder a esta pessoa de pouca fé, diga a ela que entre muitas promessas de Deus está à promessa que se um da família serve ao Senhor num determinado tempo todos de sua casa servirão ao Senhor. Josué foi eleito por Deus para levar seu povo a uma terra prometida, e deixou uma Palavra importante para nós: "Agora, pois, temei o Senhor e servi-o com toda a retidão e fidelidade. Tirai os deuses que serviram vossos pais além do rio e no Egito, e servi o Senhor” <-> “Porém se vos desagrada servir o Senhor, escolhei hoje a quem quereis servir: se aos deuses, a quem serviram os vossos pais além do rio, se aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais. Porque, quanto a mim, eu e minha casa serviremos o Senhor." (Josué 24,14-15). É necessário que cada um de nós diga o mesmo que Josué. Este é o desafio que vem do Senhor para nós! 
 E aquele que crê verá a gloria de Deus. “Disse-lhe Jesus: Não te hei dito que, se creres, verás a glória de Deus?” (João 11: 40).
Não temos que contestar apenas crer que na hora certa a vitória chega, mas é necessário que as pedras (incertezas e dúvidas) sejam tiradas.“Disse Jesus: Tirai a pedra. Marta, irmã do defunto, disse-lhe: Senhor, já cheira mal, porque é já de quatro dias” (João 11: 39).
A palavra de Deus diz que temos de dar graças eternamente, pois cada provação é uma escola de grande aprendizado com enriquecimento especial.
A Pastora terminou nos alertando:
Deixe o Senhor tirar as amarras que te prende juntamente com a fenda de teus olhos. “E o defunto saiu, tendo as mãos e os pés ligados com faixas, e o seu rosto envolto num lenço. Disse-lhes Jesus: Desligai-o, e deixai-o ir” (João 111: 44).

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM
 
Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


Sexta feira 02 de maio de 2008                                                                                 N.º 77

Culto de libertação (IEQ da Borda da Mata M/G)
Tema: “Nunca devemos fazer nada sem o consentimento do nosso Deus”
Gênesis 11: 1- 6
“E o SENHOR disse: Eis que o povo é um, e todos têm uma mesma língua; e isto é o que começam a fazer; e agora, não haverá restrição para tudo o que eles intentarem fazer” (Gênesis 11: 6).

Segundo o Antigo Testamento (Gênesis 11,1-9), torre construída na Babilônia pelos descendentes de Noé, com a intenção de eternizar seus nomes. A decisão era fazê-la tão alta que alcançasse o céu. Esta soberba provocou a ira de Deus que, para castigá-los, confundiu-lhes as línguas e os espalhou por toda a terra.    
Este mito é, provavelmente, inspirado na torre do templo de Marduk, nome cuja forma em hebraico é Babel ou Bavel e significa "porta de Deus". Hoje, entende-se esta história como uma tentativa dos povos antigos de explicarem a diversidade de idiomas. No entanto, ainda restam no sul da antiga Mesopotâmia, ruínas de torres que se ajustam perfeitamente à torre de Babel descrita pela Bíblia.
O Pastor pediu a atenção da igreja quanto ao povo que vive fazendo plano e perguntou e respondeu: É errado fazer plano? Não desde que haja critério.
Nesta passagem bíblica sentimos que o nosso Deus se preocupou diante do desejo de conquistar os céus, garantindo poder e glorificando o próprio nome, Deus interfere e provoca o fim da unidade perversa. As línguas são confundidas, e o projeto é impedido.
Toda a unidade humana rebelada contra o criador acaba se transformando numa diversidade fragmentada.
Na verdade o coração daquele povo estava se elevando muito com planos muito elevados pelos quais logicamente não estavam no agrado do nosso Deus.      
E os projetos de nossos dias será que estão agradando o nosso Deus ou só agradam a nós?
O Pastor lembrou de JK (Juscelino Kubitschek) que havia
tentando descer de avião, em Brasília, para visitar uma fazenda na região. Estava vazando óleo no pequeno avião, e, mesmo assim, não permitiram que o avião descesse.
Vejam que JK construiu Brasília no passado e depois não conseguiu descer na cidade mesmo com seu avião em pane, mas como muitos depois de morto foram reconhecido.
Porque estamos falando? Para lembrar que a vontade de Deus é o ponto principal.
No caso da torre de Babel nosso Deus que sabe todas as coisas sentiu que o homem não ficaria só na torre, logicamente tendo liberdade buscaria mais autonomia se afastando cada vez mais da obediência a Deus.
Foi lembrado do (Salmo 37:4) Deleita-te também no SENHOR, e te concederá os desejos do teu coração”. O Pastor lembrou que nós somos limitados porque dependemos da vontade de Deus, mas pelo deleito Ele autoriza a mudança de um plano.
Quem é alegre Deus consegue o desejo de seu coração.
O pessoal da torre estava preocupado e preocupação não é do caminho de Deus. Eles queriam fazer para benefícios deles, somente para eles.
A verdade é que se estivermos dentro dos propósitos de Deus tudo será bem sucedido.
A verdade é que com nós também não é diferente, por isso é que muitas das vezes acabamos não consultando a Deus e querendo a gloria só para nós.
O Pastor se lembrou de Abraão que foi honrado pela sua fé e pela sua obediência por isso foi um homem que se enquadrou dentro dos propósitos de Deus, por isso seu nome é sempre lembrado e honrado.
Abraão em tudo que construía em tudo que progredia era de acordo com a vontade do Senhor, totalmente diferente do pessoal da torre de Babel por isso é que Deus se encarregou de impedi-los.
O Pastor lembrou que quando é feito a planta de uma casa a atenção nas medidas é redobrada para que não aja nenhuma medida alterada, pois havendo pode trazer conseqüências graves.
Assim também é Deus quando desce para ver as obras dos homens, se estas obras estão sendo feitas em buscas de glorificação do homem e não do Senhor, não tem como ser aprovada.
Exemplo: O irmão recebeu uma notícia sendo ela boa ou ruim não se atropele, lembre-se que tudo que é seu está na mão de Deus. O inimigo sempre vai te acelerar porque ele é trevas e quer levar você junto.
Devemos fazer como fizeram os filhos de Israel se movimentando conforme a nuvem se movimentava. “Então a nuvem cobriu a tenda da congregação, e a glória do SENHOR encheu o tabernáculo;” <-> “Quando, pois, a nuvem se levantava de sobre o tabernáculo, então os filhos de Israel caminhavam em todas as suas jornadas” <-> “Se a nuvem, porém, não se levantava, não caminhavam, até ao dia em que ela se levantasse;” (Êxodo 40: 34, 36 e 37).
Indiscutivelmente os homens da torre ignoraram a Deus.
“Em lugar do que devíeis dizer: Se o Senhor quiser, e se vivermos, faremos isto ou aquilo” (Tiago 5: 13).
Toda vez que surge o problema e não buscamos a solução de Deus satanás de imediato apresenta solução
Se tivessem buscado o Senhor em primeiro lugar tinham sido bem sucedidos, eles se esqueceram que o inimigo também tem “soluções” principalmente quando estamos ansiosos e desinquietos, o laço é armado e num descuido caímos como um passarinho no laço do passarinheiro.
Foi lembrado de passagens Bíblico que o diabo trouxe “soluções”.
A desobediência de Adão “E a Adão disse: Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás dela, maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida” (Gênesis 3: 17). (Ler Gênesis 3: 1 até o 24).
O diabo trouxe “solução” com o bezerro de ouro. “Mas vendo o povo que Moisés tardava em descer do monte, acercou-se de Arão, e disse-lhe: Levanta-te, faze-nos deuses, que vão adiante de nós; porque quanto a este Moisés, o homem que nos tirou da terra do Egito, não sabemos o que lhe sucedeu” (Êxodo 32: 1). (Ler Êxodo 32: 1 até o 35).
A tentação de Jesus. “E disse-lhe o diabo: Dar-te-ei a ti todo este poder e a sua glória; porque a mim me foi entregue, e dou-o a quem quero” (Lucas 4: 6) (Ler Lucas 4: 1 até o 13).
O Pastor aconselhou:
Nunca devemos fazer nada sem o consentimento do nosso Deus, fazer somente para saciar a nossa vontade não adianta.
O Pastor lembrou que o Senhor Jesus Cristo ordenou pegar o barco e passar do outro lado, veio à tempestade e a solução veio de Jesus. Porque todos o viam, e perturbaram-se; mas logo falou com eles, e disse-lhes: Tende bom ânimo; sou eu, não temais” <-> “subiu para o barco, para estar com eles, e o vento se aquietou; e entre si ficaram muito assombrados e maravilhados; (Marcos 6: 50 e 51).

WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Mario A. Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.

Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Domingo 04 de maio de 2008                                                                          N.º 78                    

Culto de Louvor – domingo de ceia -
Tema: “Ansiedade é a falta de confiança em Deus
1.º Pedro 5: 6 e 7
“Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte;” <-> “Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós” (1.º Pedro 5: 6 e 7).
Ansiedade: Dificuldade de respiração; opressão; angústia; inquietação de espírito; desejo veemente; impaciência.
Na medicina: Transtorno efetivo.
A ansiedade esta em nossa alma como uma sucessão de um perigo constante (tudo está dentro de você).
Existem duas classes de doenças sendo: Doenças do corpo, e doenças da alma. Existem remédios para o corpo, mas não podes comprar remédios para as doenças da alma. Só Cristo pode curar a tua alma. Jesus pode curar toda espécie de doenças.
A doença da alma existe porque falta confiança em Deus.
Pedro disse que a ansiedade deve ser confiada em Deus.
O Pastor citou o passado: A mulher que não tinha comida queria comer crianças. O profeta disse: Amanha tereis comida, mas a mulher ansiosa não soube esperar.
“Disse-lhe mais o rei: Que tens? E disse ela: Esta mulher me disse: Dá cá o teu filho, para que hoje o comamos, e amanhã comeremos o meu filho’ <-> “Cozemos, pois, o meu filho, e o comemos; mas dizendo-lhe eu ao outro dia: Dá cá o teu filho, para que o comamos; escondeu o seu filho” (2.º Reis 6: 28 e 29).
Hoje vemos mães matando seus filhos, outras jogando a criança na lata de lixo tudo por causa da ansiedade.
“A ansiedade no coração deixa o homem abatido, mas uma boa palavra o alegra” (Provérbios 12: 25).
O apóstolo Paulo tinha motivos de sobra para estar ansioso: 1) Tratava de problemas de relacionamento entre irmãos (Ler Felipenses 1:14-17); 2) Estava preso; e 3) Pairava no ar a possibilidade de sua execução. Paulo tinha todo direito de estar ansioso, mas não foi o que fez. Ele concentrou-se em explicar aos seus leitores o segredo da vitória sobre a preocupação.
O Pastor lembrou que tem muita gente famosa que materialmente tem tudo, mas se acabam se perdendo em grande ansiedade, acobertadas pelas drogas e muitas vezes sujeitas até mesmo a suicídio.
Por causa do fardo do pecado a alma do pecador está cansada. Nossa obstinação e nosso pecado não nos dão paz, nem tranqüilidade, nem liberdade. Nossos esforços para nos fazermos valer contra Deus, nossa obra para fazer a vontade do diabo, tudo isso põe um tremendo fardo sobre o coração, a vida e a alma. Estamos pesadamente carregados, e labutamos sob esta lida e carga que é tentar viver sob nossa própria vontade e governo. Jesus quer nos ajudar a sair debaixo desse fardo!
O Senhor Jesus Cristo está dizendo: Vinde a mim os ansiosos, vinde a mim os que estão com a alma doente que eu curarei. “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei”<->“Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas”<->“Porque o meu jugo é  suave e o meu fardo é leve” (Mateus 11: 28, 29 e 30).
Foi lembrado do filho pródigo (Ler Lucas 15: 11-32). O texto fala sobre um jovem que queria mais do que o pai lhe havia dado. Querer mais não é pecado, mas ele não estava disposto há esperar o tempo certo e pediu a herança antes que o pai morresse.
O Jovem errou, veio a ansiedade e lembrou-se do seu pai da terra, lembrou que seu pai tinha de tudo e resolveu voltar, quando lembrou seu coração amoleceu. Largou tudo e correu para os braços do pai.
Devemos lembrar sempre que nos temos um Pai que disse: Filho eu te quero tanto, eu quero te enxugar teu pranto fazer só meu. Filho eu quero ser teu Deus, filho vem ser meu. Eu quero de encher de bênçãos porque eu te amo. E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas” (Apocalipse 21: 4).
Deus não quer que os seus filhos estejam ansiosos, pois junto com a ansiedade vem a depressão. O salmista Asafe experimentou isso, conforme ele nos mostra no Salmo 73. Assim o meu coração se azedou, e sinto picadas nos meus rins. (Salmos 73: 21).
Ao ver as suas condições limitadas em comparação com o aparente progresso dos ímpios, eis que o seu coração se amargou e até sentia picadas nos rins!... Mas ele entrou no santuário de Deus!... Esse deve ser o lugar do crente: o Altar de Deus!... o crente que entra no santuário e deposita suas ansiedades aos pés do Senhor, vê o impossível tornar-se possível! Vê as portas abertas e a vitória raiando em sua vida!
A ansiedade é simplesmente a falta de confiança em Deus.
O melhor remédio para a ansiedade é louvar ao Senhor, pois o nosso Deus nos ama e gosta de louvor. ”Exaltai ao SENHOR nosso Deus e adorai-o no seu monte santo, pois o SENHOR nosso Deus é santo” (Salmos 99: 9).
Lembre-se você é muito mais que vencedor. Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou” (Romano 8: 37).
 
ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

##################################################

Terça feira 06 de maio de 2008                                                                         N.º 79                     

Culto da família “Deus Salva a família
Tema: Reclamar, fugir ou clamar ao Senhor?    
Salmos 107: 1- 43 

“Louvai ao SENHOR, porque ele é bom, porque a sua benignidade dura para sempre” (Salmos 107: 1).
Trata-se do salmo que fala de situações diferentes:
# um cântico de celebração ao Senhor para todos os que têm chamado a Ele nas crises da vida.
# È também um testemunho de remidos do senhor que tem experimentado livramentos.
# O problema de sofrimento, inerente e constante na existência humana.
Viver e sofrer
“Por que se dá luz ao homem, cujo caminho é oculto, e a quem Deus o encobriu?” <-> “Porque antes do meu pão vem o meu suspiro; e os meus gemidos se derramam como água” <-> “Porque aquilo que temia me sobreveio; e o que receava me aconteceu” <-> “Nunca estive tranqüilo, nem sosseguei, nem repousei, mas veio sobre mim a perturbação” (Jó 3: 23 – 26).
Categorias de sofrimento
# Famintos e sedentos (privações)
# Sem rumo,   nenhum lugar onde parar e repousar (deserto). (Ler Salmos 107: 4-9).
Confinados em prisões
# Sentido literal, mas pode ser aplicado metaforicamente.
# Prisão dos pegados.
#Prisão dos problemas (também dos problemas derivados do pecado - por terem se rebelado contra a palavra de Deus).
Enfermos
# Em algumas versões, estultos foi traduzido como Enfermos.
# Crença judaica de que doença era resultado do pecado.
Homens do mar
# Empreendedores; em risco.
# Judeus não eram feitos ao mar e empreendimentos marítimos. (Ler Salmos 107: 10-16).
O que fazer com horizontes perdidos?
1) Entender os propósitos de Deus.
O Senhor Jesus Cristo no lava pés falando a Pedro. “Respondeu Jesus, e disse-lhe: O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois” (João 13: 7).
2) Andar pela fé. “Visto que andamos por fé, e não pelo que vemos” (2.º Coríntios 5: 7).
3) clamar sempre
# Três opções diante dos problemas: reclamar, fugir ou clamar ao Senhor. Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes que não sabes” (Jeremias 33: 3).
# Clamor: oração da necessidade extrema – grito de socorro.
Isto quer dizer que temos que realmente clamar a Deus.
O Pastor lembrou Jonas na sua desobediência clamou a Deus. “Quando desfalecia em mim a minha alma, lembrei-me do SENHOR; e entrou a ti a minha oração, no teu santo templo” (Jonas 2: 7). (Ler os 4 capítulos do livro de Jonas).
Lembrou do rei Ezequias quando o Senhor nosso Deus disse: Ponha as suas coisas em ordem porque você não vai sarar. Apronte-se para morrer. Ezequias tinha sido acometido de uma doença terrível (mortal e provavelmente sem cura) aos olhos humanos tudo estava perdido, qualquer um no lugar de Ezequias teria se conformado com a morte que estava por vir, mas Ezequias não...ele confiava no Deus todo Poderoso, ele não DESISTIU mas RESISTIU, orou, clamou, suplicou ao nosso Deus que respondeu suas orações. (Ler Isaías 38: 1-5).
O que fazer com  horizontes perdidos?
4) Lembrar que há alguém que sofre com elas (famílias) “Porque para isto sois chamados; pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas.” (1.º Pedro 2: 19).
O resultado para os que clamam
Perdidos em lugares desérticos
“O Senhor os conduziu por caminhos seguros a uma cidade habitada” (Ler Salmos 107: 7).
“O Senhor os tirou das trevas e da sombra mortal e quebrou as correntes que os prendiam” (Ler Salmos 107: 14).
O resultado para os que clamam
“O Senhor enviou a sua palavra e os curou e os livrou da morte” (Ler Salmos 107: 20).
Homens do mar
“O Senhor fez sossegar as ondas e os guiou ao porto almejado” (Ler Salmos 107: 30).
As misericórdias do Senhor
# Famílias com horizontes perdidos devem atentar para as misericórdias do Senhor.
“Quem é sábio atente para essas coisas e considere as misericórdias do Senhor” (Ler Salmos 107: 43).

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor. Provérbios 21:31

 
@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
Sexta feira 09 de maio de 2008                                                                         N.º 80                         

Culto de libertação
Tema:Não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede
Colossenses 4: 2
“Perseverai em oração, velando nela com ação de graças;” (Colossenses 4: 2).

A oração é o estabelecimento de um diálogo do homem com Deus, sendo que, devemos estar atentos a resposta de Deus, que vem através de nosso espírito ou através das circunstâncias exteriores. É através da oração que nós colocamos nossas ansiedades nas mãos de Deus, crendo que Ele é poderoso para nos dar paz interior, e resolver nossos problemas da melhor maneira possível para nosso crescimento espiritual. Quando somos iluminados por Deus, em nossa consciência, de nossos pecados, nós devemos imediatamente pedir perdão a Deus,  através da oração, pedindo para sermos lavados pelo seu sangue, e nossos pecados ser perdoados.
Afinal o que é a oração? A melhor definição encontra-se, é obvio, na Bíblia. Nenhum conceito teológico expressa com a mesma clareza e simplicidade o que ela significa. A oração é segundo as Escrituras, uma via de mão dupla através da qual o crente, com seu clamor, chega à presença de Deus, e este vem ao seu encontro, com as respostas "Invoca-me, e te responderei; anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas, que não sabes." (Jeremias 33:3). A oração é fruto espontâneo da consciência de um relacionamento pessoal com o Todo-Poderoso, onde não há espaço para o monólogo, pois quem ora não apenas fala, mas também precisa estar disposto a ouvir. É um diálogo onde o crente aprofunda sua comunhão com Deus e ambos conversam numa linguagem que tem como intérprete o Espírito Santo."Também o Espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis” <-> “E aquele que sonda os corações sabe qual é a mente do Espírito, porque segundo a vontade de Deus é que ele intercede pelos santos" (Romanos 8: 26-27).
Como orar? 1.º) glorifique, 2.º) coloque diante dele o que você precisa, 3.º agradeça ao Pai não esquecendo que você é privilegiado, pois tem um Pai que te ama e que permanece com seus ouvidos e olhos o tempo todo abertos para ouvir o teu clamor. Os olhos do SENHOR estão sobre os justos, e os seus ouvidos atentos ao seu clamor” (Salmos 34: 15).
O Pastor nos alertou que enquanto estamos aqui na igreja ou em qualquer lugar, nosso Pai está conosco, e que nunca devemos dizer que não sabemos orar, pois quando não oramos O esquecemos. “Recordarei os feitos do Senhor; sim, me lembrarei das tuas maravilhas da antigüidade” (Salmos 77: 11).
Por isso da necessidade da nossa dedicação em seguir sempre em frente buscando estar cada vez mais próximos do Pai, pois quanto mais perto do nosso Pai mais protegidos estaremos e quanto mais protegidos mais confiantes ficamos.
Não podemos esquecer que nosso Pai nos deu um dom maravilhoso chamado discernimento (sensibilidade espiritual) e assim a gente vai ficando alerta para que cada vez mais fiquemos discernidos, pois nós não somos do mundo, mas estamos no mundo onde o inimigo quer nos levar.
Vamos procurar nunca ser aquela pessoa que fica resmungando, vamos lembrar sempre que o nosso Deus tem grandes propósitos para nós.
Nós não sabemos o amanhã, mas sabemos que quando estivermos em alerta, em oração e em agradecimentos, mesmo a coisa estando difícil nós não desesperaremos.
O Pastor disse que não gosta de falar muito sobre o (inimigo), o que ele gosta mesmo é de falar do Senhor Jesus Cristo, mas o inimigo existe e está sempre por perto. Foi com este raciocínio que se lembrou do crime bárbaro da menina Izabela Nardoni ocorrido dia 29 de março de 2008 que chocou o Brasil e o mundo.
O Pastor disse que o diabo secou a mente e o coração deles, pois quando davam entrevistas mostravam muita frieza, nenhum deles se emocionou e chorou.
Preste atenção quando alguém falar contigo, quem sabe é deus falando com você! Use o sentido, use uns dos maiores dons que Deus lhe deu que o discernimento.
Na oração procure conversar com Deus, busque um lugar bonito da natureza (sua criação) e fale com Ele elogiando a beleza do Criador. Diga que tudo foi criado por Ele e que sem a Sua presença nada poderia e nem poderá ser feito.
A gratidão foi comum no passado, hoje não é mais.
Em tudo daí graças a Deus, a gente erra por causa do coração duro sempre dando maior valor as coisas do homem do que as coisas de Deus que criou tudo.
O Pastor lembrou quando Deus disse ao Seu servo Ezequiel para cozinhar e comer sua comida sobre fezes humana e depois amenizou para esterco de vaca devido à obediência de Ezequiel.
“E disse-me: Vê, dei-te esterco de vacas, em lugar de esterco de homem; e sobre ele prepararás o teu pão” (Ezequiel 4: 15) <-> (Ler Ezequiel 4: 1-17).
Também foi lembrado da arca que Noé construiu a pedido de Deus apesar de não existir chuva, somente orvalho, Noel acreditou no dilúvio.  
Tudo isso nos prova que para sermos tirados dos caminhos errados, nosso Deus usa artifícios imagináveis e inacreditáveis pelo homem. 
Quanto mais comunhão mais confiança.

Veja este trabalho e outros no site: 
www.grupodehomensmissionarios.com

Em Cristo
Mario A. Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor. Provérbios 21:31


@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
 

Domingo 11 de maio de 2008                                                                              N.º 81
Culto de Louvor – (dia das mães)
Tema: “O amor de Deus é incondicional e espontâneo”
Mateus 22: 37- 40
“E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo” (Mateus 22: 37).

Às vezes o amor se torna confuso porque tem muitas coisas agregadas nele, coisas que muitas das vezes não deveria acontecer. O maior perigo é entrar a malícia.
O Amor não é um sentimento de Deus para com os homens, mas a seu próprio caráter. Quando pensamos como homem, achamos que o amor de Deus é como o nosso sentimento. Um amor de pai para filho, de marido para a sua mulher, ou de um amigo para outro. Amor não é um sentimento que Deus nutre pelas suas criaturas, mas o seu próprio ser. Deus é amor. “Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor” (1.º João 4: 8), por isso,  vemos manifestar-se Nele todos os seus atributos.
O amor de Deus não é um sentimento que cega o entendimento, mas se manifesta em forma de justiça salvadora. “O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei” <-> “Ninguém tem maior amor do que este, de dar a sua vida pelos seus amigos” (João 15.13).
O amor é o que importa, mas está se tornando claro seu esfriamento no mundo, inclusive no nosso meio também está acontecendo.
Enquanto as pessoas se tornavam egoístas, o Senhor Jesus Cristo no momento mais difícil não olhou para ele e sim para o próximo. “E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso” (Lucas 23: 43).
A sociedade na verdade age de forma egoísta, o importante para cada um é a sua pessoa e sua família, o restante fica em segundo plano.
Jesus conta a história de um agricultor que teve uma grande colheita, guardou tudo em seu celeiro e disse estava pronto para folgar e descansar, entretanto, o inverno da alma dele havia chegado. O agricultor de acordo com seus conhecimentos técnico da agricultura no mundo físico, porém, não teve o entendimento necessário para ajuntar no celeiro espiritual. “E direi a minha alma: Alma, tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e folga” <-> “Mas Deus lhe disse: Louco! esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?” (Lucas 12: 19 e 20).
 Jesus usou o princípio da agricultura para falar de um princípio eterno. O filho sábio ajunta não só bens físicos no verão, mas também ajunta bens eternos nos celeiros do céu, pois, ele não sabe a hora que será chamado “O que ajunta no verão é filho sábio, mas o que dorme na sega é filho que envergonha" (Provérbios 10: 5).
O Pastor perguntou: Onde está o meu tesouro?
Esta pergunta nos desafia a fazermos uma meditação mais profunda sobre os valores das nossas vidas. Onde - realmente, e não teoricamente - está o meu tesouro? Em que eu de fato ponho a minha confiança? Sobre o que estou baseando a minha vida? Qual é a mina experiência prática de partilha? Quais são os verdadeiros tesouros da minha vida? “De fato, onde está o seu tesouro, aí estará também o seu coração.” (Lucas 12: 34).
Primeiro de tudo cabe a nós amar o nosso Salvador, quanto mais fizermos para Senhor, mais Ele fará para nós.
Se o nosso agir for sempre generoso, automaticamente a generosidade do Pai estará em nossa volta porque Deus é amor. Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu?” (1.º João 4: 20).
Às vezes acabamos se esquecendo que o nosso Deus é que nos dá tudo, e que tudo que existe é porque Ele criou e continua existindo é porque Ele quer.
Uma palavra sem pão animaria a alma, mas não impediria o corpo anêmico de tombar no deserto. Os dois são necessários! Pão sem palavra é um vazio. Palavra sem pão é insensibilidade! “E algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquentai-vos, e fartai-vos; e não lhes derdes as coisas necessárias para o corpo, que proveito virá daí?” (Tiago 2: 16).
O homem muitas vezes se torna egoísta por causa da mídia e se esquece que o nosso Deus está vendo a mão que dá e a mão que recolhe, portanto sejamos como criança, pois criança na tem malícia. “Portanto, aquele que se tornar humilde como este menino, esse é o maior no reino dos céus” (Mateus 18: 4).
Naturalmente, isto não significa que os adultos devam tornar-se crianças sob todos os pontos de vista, mas que os seus corações devem ser puros, bons e confiantes, que devem ser repletos de amor.
Jesus ensinou que devemos abrir nosso coração ao próximo e aguardar que ele fará a escolha porque é ele quem escolhe, pois nada sai de nós sem a sua permissão. “Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda” (João 15: 16).
O Pastor lembrou que hoje é comemorado o dia das mães, que através de recursos visuais (televisão, internet) deveria estar passando homenagens maravilhosas, no entanto a mídia tem nos mostrado coisas terríveis, verdadeiras catástrofes com mães matando filhos.
Nós todos somos pecadores, somos viventes a base da misericórdia de Deus.
O Pastor disse: Vamos se esforçar buscando ser amoroso ao próximo. “Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor” (1.º Coríntios 13: 13) <-> (Ler 1.º Coríntios 13: 1 até o 13).
O Pastor continuou dizendo que sempre que o irmão puder mostre o amor para quem precisa, mesmo que o irmão possa muito pouco, mas faça este pouco com amor.
Também pediu para que a igreja tenha muito cuidado para não confundir zelo com ciúme, pois zelo vem de Deus e ciúme não vem de Deus.
Vamos trabalhar juntos não deixando o mundo nos roubar a parte mais preciosa que é o amor. O amor está acima de tudo!
Nós somos despenseiros, antes da bênção chegar passa por você, sendo você a fonte a água passa primeiro. 

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor (Provérbios 21: 31)
 
@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


Terça feira 13 de maio de 2008                                                                               N.º 82  

Culto da família “Deus Salva a família”
Tema: “O irmão esta caído? Saia para o vôo da renovação!”

Isaías 40: 28-31
“Não sabes, não ouviste que o eterno Deus, o SENHOR, o Criador dos fins da terra, nem se cansa nem se fatiga? É inescrutável o seu entendimento” (Isaías 40: 28).

É comum que muitos se sintam cansados depois de tantos desafios e tanta correria. Trabalho, família, obra de Deus, tudo leva um pouco das nossas forças.... Claro que se podemos parar para umas semanas de férias isso faz muito bem, mas nem todos têm essa oportunidade e os que têm sabem que mesmo o descanso não é suficiente para renovar as forças interiores e a motivação... A única saída eficaz que temos é renovar-nos em Deus. Ele pode nos tocar de tal maneira que estejamos prontos e renovados para mais um ano de conquistas.
Jesus disse: Vinde a mim todos vós que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Ele tem uma resposta para nossa necessidade de renovo, mas só pode atuar quando tomamos a atitude de buscá-lo. “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei” <-> “Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas” <-> “Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve” (Mateus 11: 28, 29 e 30).
A Pastora nos alertou que quando sentirmos desanimados, sem vontade de louvar e exaltar ao nosso Deus é porque está na hora da renovação de nosso espírito, e para que aja esta renovação é necessário que  busquemos com todas as forças no Senhor.
A águia é a única ave que chega a viver 70 anos. Mas para isso acontecer, por volta dos 40, ela precisa tomar uma séria e difícil decisão.        Nessa idade, suas unhas estão compridas e flexíveis. Não conseguem mais agarrar as presas das quais se alimenta. Seu bico, alongado e pontiagudo, curva-se. As asas, envelhecidas e pesadas em função da espessura das penas, apontam contra o peito. Voar já é difícil. Nesse momento crucial de sua vida a águia tem duas alternativas: não fazer nada e morrer, ou enfrentar um dolorido processo de renovação que se estenderá por 150 dias.        A nossa águia decidiu enfrentar o desafio. Ela voa para o alto de uma montanha e recolhe-se em um ninho próximo a um paredão, onde não precisará voar. Aí, ela começa a bater com o bico na rocha até conseguir arrancá-lo. Depois, a águia espera nascer um novo bico, com o qual vai arrancar as velhas unhas. Quando as novas unhas começarem a nascer, ela passa a arrancar as velhas penas. Só após cinco meses ela pode sair para o vôo de renovação e viver mais 30 anos."
Muitos países nos dias de hoje vêem na águia com o símbolo de liberdade e poder, uma das maiores potências mundial, tem como símbolo este lindo e belo animal. A águia é um animal que a bíblia compara com os servos fieis de Deus. Se pararmos para comparar a vida do cristão com as águias certamente haverá muita semelhança.       Por que Deus compararia os seus filhos com este animal? “Mas os que esperam no SENHOR renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão” (Isaías 40: 31).
Comparação:
Precisamos ter uma visão do alto. 
A águia é a única ave que pode mirar o sol de frente sem ficar deslumbrada. Deus quer que os seus filhos vejam o que os outros não podem ver.
A águia voa acima da tempestade.
A águia ainda nos encima uma terceira lição: sempre que divisa no horizonte a chegada de uma ameaçadora tempestade, sempre que vê as nuvens escuras e os relâmpagos riscando o céu, sempre que ouve o ribombar dos trovões, ela agiganta ainda mais os seus esforços e voa com ousadia para as grandes alturas, pairando acima da tempestade, onde sobrevoa em perfeita bonança, temos também, em nossa jornada muitas tempestades. Muitas delas são ameaçadoras e perigosa é insensatez viver abaixo e sofrer os efeitos catastróficos da tempestade. O segredo na hora da crise é voar um pouco mais alto e agasalharmos debaixo das assas de nosso Deus uni potente. Ele é a nossa torre de libertação. Ele é o nosso auto-refugio. Ele é o nosso esconderijo seguro, Ele é o nosso abrigo no temporal. Sejamos como uma águia.
A Pastora perguntou: O que tiramos desta história?
Tiramos muitas coisas e uma delas é que nos também precisamos tomar decisões e buscar a renovação. É claro que o nosso Deus sabe muito bem o que precisamos, mas nosso Pai quer ver a decisão ser tomada por nós para que Ele possa nos ajudar. Farás, pois, chegar os levitas perante o SENHOR; e os filhos de Israel porão as suas mãos sobre os levitas” (Números 8: 10).
A alegria do Senhor são as nossas forças “O SENHOR Deus é a minha força, e fará os meus pés como os das cervas, e me fará andar sobre as minhas alturas. (Para o cantor-mor sobre os meus instrumentos de corda)” (Abacuque 3: 19).
Uma corça sedenta e exausta caminho pelo deserto. Logo, o animal avista a imagem de um lençol d’água sobre a areia. Começa a correr desesperada ao encontro da única substância que pode matar sua sede.  
A corça é um animal de pequena estatura, arisco e de costume migratório. E uma característica interessante: a corça não suporta o confinamento.        
É um animal dotado de olfato privilegiado que lhe possibilita sentir cheiro de água a quilômetros de distância. É capaz ainda de perceber, metros abaixo da superfície, a existência de um lençol de água.

Mas, enfim, como é que a corça suspira e anseia pelas águas?
É com desespero. Gritando, correndo, buscando, farejando. Com sede. Com olfato privilegiado para localizar a fonte certa. Continuamente, todos os dias. Não permitindo se acomodar e fugindo do confinamento.

E nós? Estamos desesperados por Deus? Temos sede de sua presença? Temos corrido, buscado e nos desesperado por mais dele em nossas vidas? Temos buscado na fonte certa, diariamente? Ou temos nos contentado com a mediocridade do nosso “confinamento”?       
Cada um de nós pode ter seu próprio “confinamento”. Coisas que nos prendem e nos impedem de sair em busca da água fresca que tanto precisamos. Podem ser pessoas, situações ou até mesmo “pequenos reinos”         que construímos para nós mesmos.
Precisamos como a corça, sair e correr. Precisamos de olfato aguçado para ir à fonte certa, que é Cristo. Afinal de contas, existem fontes sem água. Estes são fontes sem água, nuvens levadas pela força do vento, para os quais a escuridão das trevas eternamente se reserva” (2.º Pedro 2:17), e nuvens sem água. “Estes são manchas em vossas festas de amor, banqueteando-se convosco, e apascentando-se a si mesmos sem temor; são nuvens sem água, levadas pelos ventos de uma para outra parte; são como árvores murchas, infrutíferas mesmo, duas vezes mortas, desarraigadas; (Judas 1:12). 
A Pastora deu o seguinte testemunho:
Certa manhã ao acordar não sentia suas pernas, ela confessou que ficou apreensiva e com medo, mas como conhecia a Palavra lembrou-se do apóstolo Paulo em 2.º Coríntios “o espinho da Carne”, lembrou também do profeta Joel “diga ao fraco eu sou forte”.
A Pastora se apegou na palavra e na oração e passados algumas horas já estava libertada tomada de um grande animo. Por isso é bom ter conhecimento e ser praticante da Palavra.
O Senhor nosso Deus hoje está dizendo para você:
Posso liberar uma unção em você para que você receba força sobrenatural; para que você dê grandes saltos por cima de todo obstáculo; para que você esteja posicionado para passar pela porta de oportunidade que tenho para você. Não tema os inimigos do outro lado desta porta. Porque você dará um grande salto e pisará na cabeça do inimigo. “Porque contigo entrei pelo meio duma tropa, com o meu Deus saltei uma muralha” <-> Ensina as minhas mãos para a guerra, de sorte que os meus braços quebraram um arco de cobre” <-> “Também me deste o escudo da tua salvação; a tua mão direita me susteve, e a tua mansidão me engrandeceu” (Salmos 18: 29, 34 e 35).
A Palavra de Deus nos orienta: “Diga o fraco, sou forte”, e você deve crer realmente que é forte, pois você já venceu o maligno. Lembre o valente que está em você, pois você é soldado, homem (mulher) de guerra, você faz parte do exército do Senhor Jesus. O Senhor não nos deu espírito de covardia, mas de poder para vencer e ser vencedor sobre todas as circunstâncias e inimigos.
Ser forte é ser poderoso, vigoroso, ter autoridade, certeza de vitória, consistente, nutrido da Palavra de Deus. “Forjai espadas das vossas enxadas, e lanças das vossas foices; diga o fraco: Eu sou forte” (Joel 3: 10). <-> “E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo” <-> “Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias, por amor de Cristo. Porque, quando estou fraco, então, sou forte” (2.º Coríntios 12: 9 e 10).

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo 
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31
@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
 
Sexta feira 16 de maio de 2008                                                                                     N.º 83

Culto de libertação
Tema:É pela perseverança que mantereis vossas vidas!”  
Texto básico: Lucas 21: 29-31
“Quando já têm rebentado, vós sabeis por vós mesmos, vendo-as, que perto está já o verão” (Lucas 21: 30).
O Pastor iniciou dizendo que maio é outono, por isso quando percebemos o cair das folhas sabemos que estamos numa nova estação, também pelo visual do tempo sabemos quando vai chover. Hoje a ciência já consegue prever até mesmo as catástrofes alertando a população com antecedência. Como conseguimos discernir estas mudanças também podemos perceber que o senhor Jesus Cristo está chegando.
O Senhor Jesus está nos dizendo: Aumente o tempo de vigilância porque eu estou chegando! “Assim também vós, quando virdes acontecer estas coisas, sabei que o reino de Deus está perto” (Lucas 21: 29).
Que coisas são estas?
Muita gente fica confusa perante a natureza do Reino de Deus. Paulo ensina-nos que o Reino de Deus não é comida, nem bebida, mas é justiça, paz e alegria no Espírito Santo. Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo” (Romanos 14: 17).
A justiça:
A justiça do Reino de Deus não é a justiça do homem. É a justiça de Jesus imputada em nós por Deus. Através do Sangue de Jesus, somos justificados, isto é, tornados justos pela fé. Somente assim recebemos a recuperação do relacionamento com Deus.
A paz:
Esta não é a paz que o mundo dá. Não é a falta de guerra. A paz do Reino é principalmente a paz para com Deus. Éramos inimigos de Dele e agora somos feitos filhos de Deus por intermédio de Jesus Cristo.
Alegria no Espírito Santo:
O nosso Deus é tão maravilhoso que além de reconstruir o que havia sido perdido, Ele amplia a nossa condição original e nos transforma em vasos de honra. No Reino de Deus somos condutores da alegria do Espírito Santo, Ele vem habitar em nós e se alegrar conosco.
‘E perguntaram-lhe, dizendo: Mestre, quando serão, pois, estas coisas? E que sinal haverá quando isto estiver para acontecer?”(Lucas 21: 7).
Respondeu:
Atenção para não serdes enganados, pois muitos virão em meu nome, dizendo 'Sou eu !' e ainda: 'O tempo está próximo!’   Não os sigas!
Quando ouvirdes falar de guerras e subversões, não vos atemorizeis; pois é preciso que primeiro aconteça isso, mas não será logo o fim.        
Disse-lhes então: Levantar-se-á nação contra nação e reino contra reino.        

E haverá grandes terremotos e pestes e fomes em todos os lugares; aparecerão fenômenos pavorosos e grandes sinais vindos do céu.  
Antes de tudo isso, porém, hão de vos prender, de vos perseguir, de vos entregar às sinagogas e às prisões,
de vos conduzir a reis e governadores por causa do meu nome, e isso vos será ocasião de testemunho.       

Tende presente em vossos corações não premeditar vossa defesa; pois eu vos darei eloqüência e sabedoria, às quais nenhum de vossos adversários poderá resistir, nem contradizer.
Sereis traídos até por vosso pai e mãe, irmãos, parentes, amigos, e farão morrer pessoas do vosso meio, e sereis odiados de todos por causa de meu nome.
Mas nem um só cabelo de vossa cabeça se perderá.
É pela perseverança que mantereis vossas vidas! (Ler Lucas 21: 8-18).

Nos dias de hoje simplesmente estamos vendo tudo isso. Vejam um trecho da notícia do terremoto na china:
O terremoto de 7,8 graus pela escala Richter que abalou a China nesta segunda-feira (12) já matou 8.533 pessoas, segundo informação da agência oficial chinesa, a Xinhua. As autoridades estimam que 10 mil pessoas estejam feridas.
O Pastor procurou frisar a diferença entre o santo (limpo) e o profano (impuro).  Deus queria ensinar o povo a discernir entre o santo e o profano, entre o limpo e o impuro. Em suas comparações usava coisas materiais para que pudéssemos entender as espirituais. Nós somos o templo do Espírito Santo e não devemos nos contaminar com coisas impuras aos olhos de Deus. Não devemos nos contaminar espiritualmente e nem fisicamente. “Retirai-vos, do meio deles, separai-vos diz o Senhor; não toqueis em coisas impuras; e eu vos receberei” (2 Co 6.17).
É importante que nós cristãos saibamos distinguir que para a geografia terremoto é a acomodação da terra, e para os santos são os sinais anunciados pelo Senhor Jesus Cristo.
Não podemos ignorar que existe algo sobre natural que está acontecendo.
Hoje em dia quantos querem sair de casa para o culto e não conseguem, quantas igrejas se dividem nos dando a entender que há uma grande guerra espiritual para impedir o avanço das igrejas e conseqüentemente a divulgação do evangelho. “Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela;” (Mateus 16: 18). Estas são as fortalezas que as portas do inferno têm nelas, que mantêm as pessoas presas e também em cativeiro retêm o que o Senhor nos tem entregado.
As portas não são para atacar e sim para se defender, não estão compostas de armas e sim de escudos ou ferrolhos para não permitir entrar ou sair a ninguém delas, e a realidade destas palavras proferidas pelo Senhor é que o reino das trevas está em retirada. Talvez por isso o apóstolo Paulo dissesse que: “Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas sim poderosas em Deus para destruição das fortalezas;(2.º Corintios 10: 4). Estas são as fortalezas que as portas do inferno têm nelas, que mantêm as pessoas presas e também em cativeiro retêm o que o Senhor nos tem entregado.
O Pastor falou da existência de perseguição e citou como exemplo a china como um dos maiores desafios missionários da atualidade.
A maior população do Mundo. A cada 5 pessoas na face da Terra, 1 é chinesa. São 1,3 bilhões de chineses no Mundo!
São mais de 500 povos, sendo 438 considerados não alcançados pelo Evangelho.
Mais de 250 povos sem nenhuma presença cristã.
São 470 línguas, das quais 404 não possuem um trecho sequer das Escrituras.
500 milhões de pessoas que nunca ouviram falar de Jesus.
Esse país está em 10º lugar na lista de classificação de países por perseguição.
Existe uma grande Igreja oficial, controlada pelo Estado, que proíbe a pregação do Evangelho genuíno.
Mas também existe a Igreja subterrânea, que, sofrendo duras perseguições, tem crescido a cada dia.
A esta Igreja falta o conhecimento bíblico necessário para ser arraigada e edificada, de modo que não seja levada por qualquer vento de doutrina.
“Mas, quando virdes Jerusalém cercada de exércitos, sabei então que é chegada a sua desolação” <-> “Então, os que estiverem na Judéia, fujam para os montes; os que estiverem no meio da cidade, saiam; e os que nos campos não entrem nela” (Lucas 21: 20 e 21).
O Pastor enfatizou que estamos inteiramente ligados a Israel, e que a nação iraniana na sua maioria são descendente dos Medas, dos Persas, e dos Parthianos e todos nós sabemos que este povo odeia Israel.
Uma coisa é certa, pressão sobre Israel é pressão sobre a igreja de Cristo!
Os judeus foram cortados da oliveira por quê? Porque rejeitaram o Messias enviado para eles mesmo. Eles só podem voltar a fazer parte da oliveira quando crerem em Cristo. “Foste cortado do natural zambujeiro e, contra a natureza, enxertado na boa oliveira, quanto mais esses, que são naturais, serão enxertados na sua própria oliveira!”  (Romanos 11:24).
Sabemos que o cerco está apertando sobre Israel. Quando alguém afirmar que é o Cristo, não acredite, não preste atenção. Você sabe que não terá que verificar, nem precisará ver de perto, para saber se é Jesus ou não!”Evidentemente, não será necessário. Pois Ele nos disse: "Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem" (Mateus 24: 27).
Isto tudo é para a igreja preparar o caminho do Senhor.
Até agora falamos da igreja, das coisas dos céus, vomos falar também das pessoas, dos últimos tempos, de dias difíceis que cada vez mais nos dão amostras de sua proximidade. “Tu, pois, meu filho, fortifica-te na graça que há em Cristo Jesus” <-> “o que de mim, entre muitas testemunhas, ouviste, confia-o a homens fiéis, que sejam idôneos para também ensinarem os outros” <-> “Sofre, pois, comigo, as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo” <-> “Ninguém que milita se embaraça com negócios desta vida, a fim de agradar àquele que o alistou para a guerra” <-> “E, se alguém também milita, não é coroado se não militar legitimamente” (2.º Timóteo 3: 1-5).
Cremos no tempo de Deus, cremos que a palavra não voltara vazia, mas Deus tem nos despertado para outro lado, “Preparar o caminho do Senhor”.       
Quando falamos em preparar o caminho do Senhor, a primeira coisa que vem em nosso pensamento é João Batista ele veio para prepara o caminho do  Senhor. Disse: Eu sou a voz do que clama no deserto: Endireitai o caminho do Senhor, como disse o profeta Isaías” (João 1: 23).
 
Veja este trabalho e outros no site: 
www.grupodehomensmissionarios.com

Em Cristo
Mario A. Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@ 

Domingo 18 de maio de 2008                                                                              N.º 84
Culto de Louvor
Tema: “O externo é enganador diante de Deus”
Texto básico: Marcos 7: 1- 23
“E dizia: O que sai do homem, isso é que contamina o homem” (Marcos 7: 20)

A hipocrisia caracterizava a conduta dos fariseus, honrando a Deus com os seus lábios, mas tendo seu coração longe dele, adorando a Deus inutilmente, pois ensinavam doutrinas que não passavam de preceitos dos homens. Isaías, que viveu sete séculos antes deste episódio, já havia profetizado sobre isto. Porque o Senhor disse: Pois que este povo se aproxima de mim, e com a sua boca, e com os seus lábios me honra, mas o seu coração se afasta para longe de mim e o seu temor para comigo consiste só em mandamentos de homens, em que foi instruído;” (Isaías 29:13).
Deixando os fariseus e escribas, o Senhor chamou a Si a multidão, e lhes disse que prestassem atenção e entendessem o seguinte: "o que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem." Ele estava fazendo uma distinção vital entre o que entra na boca, que é algo material, e o que sai da boca, que é a expressão verbal, o que se diz. “Nada há, fora do homem, que, entrando nele, o possa contaminar; mas o que sai dele isso é que contamina o homem” (Marcos 7:15).
Contaminar, aqui, surge da tradução de uma palavra grega, koinos, que, entre outros, tem o significado de "impuro", ou "vulgar", no sentido cerimonial ou real. A pessoa que, no sentido religioso, era "impura" ou "vulgar" era proibida de participar nos ritos judaicos.
A contaminação, neste sentido, era muito relevante para os legalistas e fariseus. O Senhor está declarando que o que contamina o homem não é o que ele come, mas é a impureza moral revelada por aquilo que ele diz e ensina. Com a Sua autoridade, o Senhor Jesus supera as distinções levíticas entre o que é "puro" e "impuro" e deixa para trás as tradições dos anciãos.
Os fariseus, como era de esperar, se "escandalizaram" com essa declaração do Senhor Jesus. Ou seja, eles se ofenderam, eles se zangaram, eles se chocaram. Eles haviam sofrido uma repreensão pública, e lhes doeu mais ainda porque era verdade. Seu vexame era tal, que transparecia em seus rostos, e foi notado pelos discípulos.
O Pastor observou que tem muita gente hoje com grande religiosidade, pessoas que se esconde na igreja, mas seu coração não está com Cristo.
O fato interessante é que as leis criadas pelos homens muitas das vezes não estão compatíveis com a  Lei de Deus, por isso que nem tudo que a lei aprova, nós cristãos devemos aprovar.
Exemplo: É criada uma lei abolindo o casamento logo esta lei é dos homens, mas não é a Lei de Deus.
- A lei do cristão: A Palavra de Deus
- Jesus Cristo: A Lei de Deus
- Fariseus: Lei dos homens
Outro exemplo: Hoje a professora escolar fornece a “apostila” para não haver reprovações. A lei deu liberdade, virou regra e esta regra não é de Deus.
Neste caso por exemplo são leis (regras) com a finalidade de de atingir o aumento de alfabetizados em nosso pais.
Outro exemplo: O Projeto de Lei 122/96 – que propõe punições a casos de discriminação de homossexuais – virou alvo de polêmica depois do bate-boca sobre o assunto travado entre os candidatos à prefeitura do Rio Solange Amaral (DEM) e Marcelo Crivella (PRB), no debate eleitoral promovido pelo Jornal do Brasil.
Na prática, entendem os opositores do projeto, isso significa que não será mais possível, por exemplo, pregar contra o homossexualismo o que incomoda particularmente as igrejas evangélicas. Por conta disso, o texto foi chamado de “excrecência” pelo senador Marcello Crivella.
Há uma grave inconstitucionalidade no texto, que cerceia o direito de opinião das pessoas. Proibir qualquer manifestação contrária ao homossexualismo não ajuda a conter a violência contra esses grupos e traz, em si, uma violência contra a liberdade de expressão. Se a lei foi aplicada à risca, a Bíblia, que contém orientações claras contra práticas homoeróticas, não poderia ser mais editada em território nacional. “Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus” (1.º Coríntios 6: 10).
No relato acima ficou bem claro que mais uma vez a lei do homem está tentando eliminar a Palavra de Deus, o que for falado pelo pregador mesmo em cima da palavra de Deus (bíblia) é descreminação, dai a necessidade dos evangélicos entrar na política.
O Pastor concluiu que realmente o que nós precisamos é da purificação interna para receber o senhor Jesus Cristo, não adianta só vir na igreja sem buscar a purificação, pois assim o Espírito Santo não consegue trabalhar e nem fazer a sua moradia.
O Pastor lembrou dos apóstolos que se reuniram para que o dom do Espírito Santo também fosse derramado sobre os gentios. E os fiéis que eram da circuncisão, todos quantos tinham vindo com Pedro, maravilharam-se de que o dom do Espírito Santo se derramasse também sobre os gentios” (Atos 10: 45).
O Pastor alertou: A televisão é uma bomba de encher o coração de porcaria.
O Pastor aconselhou: Nunca se esqueça que o vosso corpo é a morada do Espírito Santo de Deus e para remover o seu interior peça cada vez mais ao Senhor Jeus Cristo a sua santificação.
Olhe para dentro de você e veja como esta tua vida diante de Deus; não olhe para aquele que erra, mas olhe para aquele que acerta, não se esquecendo que você é escolhido por Deus, pois ele te ama.
Nós geralmente olhamos o errado e se conformamos porque erramos menos dos que são do mundo (errado).
Não olhe o outro se está certo ou errado, olhe para o Senhor Jesus cristo. “Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus” (Felipenses 3: 14).

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor (Provérbios 21: 31)

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


Sexta feira 23 de maio de 2008                                                                                  N.º 85

Culto de libertação IEQ Borda da Mata MG
Tema:A bênção do Senhor é que enriquece; e não traz consigo dores
Texto básico: Josué 14: 6 - 9

“Então Moisés naquele dia jurou, dizendo: Certamente a terra que pisou o teu pé será tua, e de teus filhos, em herança perpetuamente; pois perseveraste em seguir ao SENHOR meu Deus” (Josué 14: 9).
Um homem não deixa de ser guerreiro quando envelhece, mas, quando perde seus sonhos, a sua visão. Não é por ser idoso que alguém não vai conquistar as batalhas, nem vencer a guerra.    

Com a idade de 85 anos, reivindicou essa promessa. Apesar da idade, ele ainda tinha a força de um jovem.    
Se você deixar seus sonhos morrerem, jamais será um vencedor. Seja como Calebe, ousado e determinando. Idade não é empecilho. “O justo florescerá como a palmeira; crescerá como o cedro no Líbano” <-> “Os que estão plantados na casa do SENHOR florescerão nos átrios do nosso Deus” <-> “Na velhice ainda darão frutos; serão viçosos e vigorosos,” (Salmo 92:12-14).
1. Possuía fé e visão – Te faz desfrutar do sobrenatural de Deus.
Em Números 14: 7-9 vemos como ele era ousado. Ele pronunciou em voz alta para o povo que, se eles não fossem rebeldes contra o Senhor e não temessem, iriam destruir os gigantes como se come pão. Iriam rasgar os inimigos nos dentes.
“E falaram a toda a congregação dos filhos de Israel, dizendo: A terra pela qual passamos a espiar é terra muito boa” <-> “Se o SENHOR se agradar de nós, então nos porá nesta terra, e no-la dará; terra que mana leite e mel” <-> “Tão-somente não sejais rebeldes contra o SENHOR, e não temais o povo dessa terra, porquanto são eles nosso pão; retirou-se deles o seu amparo, e o SENHOR é conosco; não os temais” (Números 14: 7-9).
2. Andava em obediência – Não ficou parado – Teve uma atitude -  
Por isso, atraiu a glória de Deus para si. Se você quer atrair essa glória, faça como Calebe, ande em obediência.
3. Perseverou até o fim.       

Quando temos um sonho, não recuamos diante de nenhuma situação adversa. Pelo contrário, avançamos para vencer os desafios, ainda que sejam como gigantes encontrados na terra que Deus já nos deu. Não podemos ter relatórios incrédulos.     
4. Josué e Calebe tinham unidade – Um só pensamento – Um só coração -       
Josué e Calebe eram UM. Os outros 10 espias, apesar de estarem com os dois, de terem saído no mesmo momento e investigado a mesma terra, eram incrédulos. Calebe os confrontou, dizendo que Deus iria lhes entregar Canaã, mas os 10 insistiram que era impossível.
Trazendo para os dias de hoje qualquer um de nós acharíamos a situação desses espias muito difícil, praticamente impossível aos nossos olhos, mas Calebe teve fidelidade com Deus – aconteça o que acontecer serei fiel naquilo que Deus falou-
O Pastor levantou um caso interessante:
Às vezes nos sempre dizemos e pensamos que somos fieis a Deus, mas será que acreditamos?
Acreditar é incluir muitas coisas em nossas vidas, tem pessoas que é igual a Tomé, só vendo para acreditar!
Porque a benção do Senhor diz respeito daquilo que Deus é em essência. Então, o que você mais precisa é de amor, alegria, paz, mansidão, ou seja, de todos os frutos de Espírito, que são qualidades que o Espírito de Deus trabalhará na sua personalidade. Na verdade, o que o Senhor mais deseja é lhe dar isto. Ele deseja trabalhar no seu coração para que diariamente você esteja expressando a natureza de Deus. Isso é o que significa ser um homem abençoado, porque tal homem foi transformado pela vida de Deus e por Sua palavra. “A bênção do SENHOR é que enriquece; e não traz consigo dores(Provérbios 10: 22).
Como vou acreditar em algo se não for envolvido?
Que dor? Acrescenta e não terá dor?
Não é isto que Salomão queria dizer e sim dizer que o povo que estava em busca da terra prometida tinha dúvida sobre se era verdade ou não de Moisés, eles tinham dores sim, mas dizer que foi acrescentado não.
Calebe viu a terra logo confiou, Calebe tinha dor até a hora em que viu a terra.
Foram 45 anos de promessas sem domínio, se fosse com nós dormiríamos pensando com o que poderia acontecer  no futuro.
Isto não aconteceu com Calebe porque ele permaneceu fiel e Deus segurou a força física dele; por isso dor Calebe tinha, mas não foi acrescentado.
O Pastor entende que Calebe não viveu vida deprimida, vida estressada, pensando que estava ficando velho, cabelos branco, sem forças, Calebe não agiu com este pensamento.
Deus tem início para tudo e resposta para tudo. Eperei com paciência no Senhor, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor” <-> “Tirou-me dum lago horrível, dum charco de lodo, pôs os meus pés sobre uma rocha, firmou os meus passos;” <-> “E pôs um novo cântico na minha boca, um hino ao nosso Deus; muitos {o} verão, e temerão, e confiarão no Senhor” (Salmos 40: 1, 2 e 3).
Se conseguirmos viver nesta graça querendo conquistar o que o nosso Deus tem para nós, com certeza seremos vencedores e sairemos fortalecidos como Calebe saiu, pois ele não se desgastou e nem deixou o desanimo tomar conta porque creu nas promessas do Senhor. “Porém o meu servo Calebe, porquanto nele houve outro espírito, e perseverou em seguir-me, eu o levarei à terra em que entrou, e a sua descendência a possuirá em herança” (Números 14: 24). Deus conservou Calebe com a mesma força e mesmo vigor porque viu a fidelidade dele.
Como é bom permanecermos fiel ao nosso Deus. A justiça de Deus é assim: Se cremos veremos a sua glória, mas se não cremos as coisas se tornam impossíveis.
Calebe foi positivo naquilo que foi espiar, enquanto que os outros (10) voltaram assustados, amedrontados se comparando como gafanhotos perante aos moradores da terra. “Também vimos ali gigantes, filhos de Enaque, descendentes dos gigantes; e éramos aos nossos olhos como gafanhotos, e assim também éramos aos seus olhos” (Números 13: 33).
O Pastor nos alertou que tudo o que nós temos é herança nossa, e sendo assim Deus nos dará todo o fortalecimento e coragem. Porque, assim como desce a chuva e a neve dos céus, e para lá não tornam, mas regam a terra, e a fazem produzir, e brotar, e dar semente ao semeador, e pão ao que come” <-> “Assim será a minha palavra, que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei” (Isaías 55: 10 e 11).

Veja este trabalho e outros no site: 
www.grupodehomensmissionarios.com

Em Cristo
Mario A. Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor. Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Domingo 25 de maio de 2008                                                                                     N.º 86
Culto de Louvor
Tema: “Tu és o Cristo filho do Deus vivo”
Texto básico: Marcos 8: 27- 30
“E ele lhes disse: Mas vós, quem dizeis que eu sou? E, respondendo Pedro, lhe disse: Tu és o Cristo” (Marcos 8: 29).

Então, Jesus e os seus discípulos partiram para as aldeias de Cesaréia de Filipe; e, no caminho, perguntou-lhes: Quem dizem os homens que sou eu? E responderam: João Batista; outros: Elias; mas outros: Algum dos profetas. Então, lhes perguntou: Mas vós, quem dizeis que eu sou? Respondendo, Pedro lhe disse: Tu és o Cristo. Advertiu-os Jesus de que a ninguém dissessem tal coisa a seu respeito
O Senhor Jesus Cristo fez uma pergunta importante querendo saber como era conhecido pelas pessoas e pelos seus discípulos.
Nos dias de hoje acontece duas coisas:
a) Pessoas que freqüentam a igreja evangélica e guardam o mandamento de algumas “seitas” e o Senhor Jesus Cristo acaba ficando as margens, estas pessoas precisam saber que só os ensinamentos não salvam, é necessário ter o Senhor Jesus Cristo como o verdadeiro Salvador.
b) Pessoas que gostam só da benção (caixinha de promessas) e se esquecem que Deus está com seus braços abertos para abençoar, e que depende somente de cada um de nós, pois como o próprio Deus diz em sua palavra que o pecado faz separação entre Ele e nós.
A Bíblia ensina-nos que todos são criaturas de Deus, mas nem todas as pessoas são filhos de Deus. Na verdade, o facto dos seres humanos terem decidido enveredar por caminhos diferentes daquele caminho que Deus tinha definido desde o princípio, fez com houvesse separação entre as pessoas e Deus. O pecado, desobediência em relação à vontade de Deus, atingiu toda a humanidade e criou um muro que separa cada homem e mulher da comunhão total com Deus. Mais ainda, essa desobediência deu origem a que o mundo em que vivemos esteja ferido pelo sofrimento, dor e morte. “Eis que a mão do SENHOR não está encolhida, para que não possa salvar; nem agravado o seu ouvido, para não poder ouvir” <-> “Mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça” (Isaías 59: 1 e 2).
A Bíblia é como uma lâmpada para nós, e sendo uma lâmpada, nunca precisaremos andar nas trevas, pois a Bíblia sempre ilumina o nosso caminho “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para o meu caminho” (Salmos 119:105).
Se estiver em mim terá a Salvação.
È necessário ter Jesus Cristo como Salvador, não havendo nenhuma verdade ou entendimento fora dele. A plenitude da divindade está em Cristo Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade;” <-> “E estais perfeitos nele, que é a cabeça de todo o principado e potestade; “ (Colossenses 2: 9 e 10).
Quando morremos para o pecado, morremos para aquela natureza inferior que nós tínhamos quando andávamos segundo o príncipe da potestade do ar, morremos para essa religião ritualista, morremos para a sujeição do diabo e passamos a ter uma vida, juntamente, com Cristo.
Existimos em Cristo e movemos nele.Porque nele vivemos, e nos movemos, e existimos; como também alguns dos vossos poetas disseram: Pois somos também sua geração” (Atos 17: 28).
Jesus Cristo é o rio que eu faço parte, um rio calmo que alegra e refresca o povo de Deus. São águas tranqüilas, pacíficas que correm continuamente como uma fonte inesgotável de alegria e bênção. Há um rio cujas correntes alegram a cidade de Deus, o lugar santo das moradas do Altíssimo” (Salmos 46: 4).
O Pastor lembrou que o inimigo (adversário) usa todos os artifícios de um bom pescador, transformando a mídia como uma das maiores pescadoras, pois diurnamente milhares de iscas são lançadas no intuito desenfreado de nos tirar fora do rio.
O importante mesmo é estar na Rocha, ou temos Jesus ou não temos, ou estamos nele ou não estamos, estamos dentro do Rio ou estamos fora.
O que Deus semeia no coração dos eleitos ninguém pode tirar. Quem é nascido da semente incorruptível, mediante a Palavra de Deus, é incorruptível. Ou seja, a semente que está em nós não apodrece, não envelhece, não fica bolorenta. É renovada, viva e eficaz, é uma palavra poderosa. Uma vez semeada, o inimigo não pode tocar. Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não peca; mas o que de Deus é gerado conserva-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca” (1.º João 5: 18).
Nunca podemos se esquecer que o Senhor Jesus Cristo é o rio de nossas vidas.
O Pastor fez uma rápida lembrança de Noé, homem que Deus capacitou e o responsabilizou para construir a arca e alertar as pessoas do grande dilúvio apesar dessas mesmas pessoas (inclusive Noé) nunca ter visto chuva.
Noé cumpriu a ordem de Deus e fez a arca, mas os únicos que entraram na arca foram a sua família e os animais.
Hoje não é diferente, o Senhor Jesus Cristo é a arca, ou você entra ou fica fora da proteção.
Portanto o Senhor Jesus Cristo não é o Noé, nem o João Batista, nem o Elias, mas a arca é o Senhor Jesus Cristo.
O importante é estar em Jesus Cristo, esteja no Rio que será a benção de sua vida, e o maior Rio é o Senhor Jesus Cristo o Salvador.
Ele, Jesus, veio por um único motivo: Salvar a raça humana que estava perdida. Jesus sabia que a tarefa era dura, mas conseguiu com êxito superar o pecado que nos envolvia. “Então aparecerá no céu o sinal do filho do homem, e todos os povos da terra se lamentarão e verão o filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória” (Mateus 24:30).

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor (Provérbios 21: 31)

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
   
Terça feira 27 de maio de 2008                                                                                   N.º 87

Culto da família “Deus Salva a família”
Tema: “Faça como o cego Bartimeu e busque sua maior necessidade”
Texto básico: Marcos 10: 48
“E muitos o repreendiam, para que se calasse; mas ele clamava cada vez mais: Filho de Davi! tem misericórdia de mim” (Marcos 10: 48).

Bartimeu tinha grande necessidade de enxergar, andava, mas não enxergava.
Quando estamos na casa do Senhor não podemos perder a oportunidade, a Pastora declarou que esta Palavra a tocou em seu coração e que mais uma vez através deste exemplo estamos sendo estimulados a não desistir nunca.
Observem que aquele povo queria que o pobre cego não clamasse; situação esta que com nós não é diferente, pois sempre aparece alguém nos forçando a desistir (obstáculos), e quando estes obstáculos surgem é que precisamos ser fortes, é necessário que a nossa força seja transformada na força da renovação da águia, e anexado à determinação do cego Bartimeu.
Por isto é que devemos sempre estar revestidos do Espírito Santo, pois quando chegar os obstáculos nada nos impedirá de continuarmos buscando a vitória sempre esperando confiantemente no nosso Deus maravilhoso. “Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu um Deus além de ti que trabalha para aquele que nele espera” (Isaías 64: 4).
O cego não se deixou influenciar pelos outros, nem se abateu pela condição em que se encontrava, pois ele sabia o que queria. Muitos desistem de buscar a Deus por se acharem pecadores demais, quando na verdade, esse é o principal motivo para buscar renovação. “Mas os que esperam no SENHOR renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão” (Isaías 40.31).
A Cura de Bartimeu é mais do que a história de um cego que com fé e persistência invejável pediu e foi presenteado com a cura de sua cegueira, mas também é o caminho dos que querem ver para seguir Jesus.
Nosso Deus trabalha para aqueles que esperam e confiam Nele, pois o Seu agir por ninguém poderá ser impedido. Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; agindo eu, quem o impedirá?” (Isaías 43: 13).
Nós não estamos aqui por acaso, temos promessas do nosso Pastor que nada nos faltará O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará” (Salmos 23: 1), que comeremos do melhor Se quiserdes e me ouvirdes, comereis o melhor desta terra.” (Isaías 1: 19), promessas da cura Chegada a tarde,         trouxeram-lhe muitos endemoniados; e ele meramente com a palavra expeliu os espíritos e curou todos os que estavam doentes;” (Mateus 8: 16), do viver bem O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância” (João 10:10), e o principal e maravilhoso propósito da graça de Deus personificada em Jesus, como sabemos é salvar o ser humano. Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus;” <-> “não de obras, para que ninguém se glorie” (Efésios 2: 8 e 9).
Para encerrar a Pastora lembrou de Neemias como um bom exemplo para ser comparado ao de Bartimeu, pois os discípulos de Jesus estavam fazendo parte dos homens que estavam contra os propósitos de Neemias.
Neemias olhou para si e para o seu povo, e viu a desolação a que chegaram, por terem transgredido os mandamentos de Deus. Mas embora ele tivesse reconhecido que era merecida aquela situação, Neemias não se conformou com aquilo. Neemias não encostou o “burro na sombra” e deixou para lá. Pelo contrário. Neemias foi em busca da restauração sua e de seu povo. Como Neemias muitos estão vivendo em meio a tribulações. Muitos não estão vivendo as promessas de Deus, a vida de Deus. Muito se conformaram com o modo de vida que estão vivendo, e não se esforçam mais para que haja uma mudança. Não é isso que Deus quer de você. Não é isso que Deus tem pra você. Endireite o seu corpo, tome postura, levante a cabeça pois Deus, vai restaurar os teus sonhos. E para tanto, é preciso que venhamos a aprender com Neemias. (Ler os 13 capítulos do livro de Nemias).
Irado o inimigo não pode ver você crescer, ele tem como meta te derrubar, ele quer te humilhar, mas você vai fazer como o cego Bartimeu, como o restaurador Neemias, como Davi e muitos outros, nunca se esquecendo que o maior gigante de todos é o nosso Deus criador de todas as coisas. Davi, porém, disse ao filisteu: Tu vens contra mim com espada, e com lança, e com escudo; eu, porém, vou contra ti em nome do SENHOR dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem tens afrontado” (1.º Samuel 17: 45).

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor. Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Sexta feira 30 de maio de 2008                                                                                     N.º 88

Culto de libertação
Tema: “Se aconteceu com Pedro que era discípulo de Jesus, imagine com nós!”
Texto básico: Marcos 8: 27 - 33
“Mas ele, virando-se e olhando para os seus discípulos, repreendeu a Pedro, dizendo: Retira-te de diante de mim, Satanás; porque não compreendes as {coisas} que {são} de Deus, mas as que {são} dos homens” (Marcos 8: 33).

O Pastor tomando como base a repreensão do Senhor Jesus Cristo, iniciou nos alertando do cuidado que devemos ter ao falar alguma coisa. È necessários que falamos as coisas conscientes, pois a força da palavra conduz a pessoa naquilo que não é o seu sonho.
Irmão peça a Deus antes de dar a sua opinião, peça sabedoria e discernimento ao Espírito Santo.
Jesus confirmou que era o Messias, mas não o Messias que Pedro quis. Este, conforme a expectativa do povo do seu tempo quis um Messias forte e dominador, não um que pudesse ir e levar os seus seguidores até a Cruz! Por isso Pedro contesta Jesus, pedindo que nada disso acontecesse. E como recompensa ganha uma das frases mais duras da Bíblia: “Afasta-se de mim, satanás! Você não pensa as coisas de Deus, mas as coisas dos homens.” (v.33-b). Pedro, cuja proclamação de fé parecia ser tão acertada, é agora chamado de Satanás - o Tentador por excelência! Pedro tinha os títulos certos, mas a prática errada!
O Pastor lembrou que se isto aconteceu com Pedro que era discípulo de Jesus, imagine com nós!
O Senhor Jesus mostrou naquele momento que não somos protegidos como pensamos, e a partir desta dedução vamos agarrar em três sugestões:
1) Tome cuidado com opiniões
2) Escute o que a pessoa vai falar
3) Dê sua opinião de maneira que não entra em contraste
Nunca podemos se esquecer que de repente o inimigo (adversário) pode nos usar para tirar determinada pessoa do caminho. Veja o exemplo de Pedro, este estava tentando tirar o Senhor Jesus do caminho, simplesmente estava tentando mudar a promessa de Deus.
O Pastor nos alertou que é necessário muito cuidado para que não haja precipitação em nossas respostas. “Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar” (Tiago 1: 19).
Aprenda a escutar e quando for falar fale depois de ouvir, pois assim sua resposta será benéfica aquela pessoa.
A pessoa tardia para falar não é comum, hoje todo mundo quer falar, pois o ansioso interpreta que falando está descarregando sua ansiedade.
O Pastor aconselhou:
Esposos e esposas escutam com carinho, o Pastor não fala por mal, quando forem conversar (discutir) não usem palavras agressivas, pois como é de conhecimento de todos duas pessoas alteradas não tem acordo, duas pessoas alteradas a razão fica excluída. Nunca esqueçam que a Palavra de Deus nos alerta que a nossa briga não é contra a carne e nem contra o sangue. Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais” (Efésios 6: 12).
Para que brigar? Leve em consideração que a discussão não é de Deus, pois todos nós temos o Espírito Santo de Deus.
Quando perdoamos esquecemos o passado, pois quando convertemos somos novas criaturas e o passado ficou esquecido. Você perdoou? Esqueça tudo!
Esposos e esposas não levantem o passado como forma de agressão, sem perceberem o (adversário) suscita a ira e nasce a agressão.
O Pastor perguntou: Porque os casais se agridem? Homens de Deus e mulheres de Deus têm que dormirem juntos.
O Pastor mandou outro alerta: O adversário sempre está torcendo para que um dos conjugue (principalmente dentro do lar) blasfemando diz: Você está com o diabo!
Nunca esqueçam que principalmente dentro do lar é que devemos cantar louvores.
A paz não depende da fidelidade do outro, da bondade do outro, do pedido de perdão do outro, mas é uma graça de nós ao outros, porque já fomos alcançados por uma graça que     não merecemos.
No que depender de nós, devemos viver em paz com todas as pessoas. “Se {for} possível, quanto estiver em vós, tende paz com todos os homens” (Romanos 12.18).

A vida é curta e bonita, mas o adversário tem como objetivo tirar a nossa paz, por isso da necessidade de cada um de nós procurarmos ter cada vez mais o autodomínio.
Cuidado com sua fala dentro e fora do lar, cuidado com sua opinião, com sua resposta.
Salomão comparou o cão vivo com o leão morto. Naquele tempo, os cachorros eram símbolos dos corruptos, e eram os mais menosprezados de todos os animais. Ora, para o que acompanha com todos os vivos há esperança (porque melhor é o cão vivo do que o leão morto)” (Eclesiastes 9: 4).
A coisa mais gostosa é você ser amado.

Veja este trabalho e outros no site: 
www.grupodehomensmissionarios.com

Em Cristo
Mario A. Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor. Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Domingo 01 de junho de 2008                                                                                       N.º 89

Culto de Louvor – domingo de ceia -
Tema: “Defender a vida das crianças é trabalhar pelo Reino de Deus”
Texto básico: Marcos 10: 13-16
Jesus, porém, vendo isto, indignou-se, e disse-lhes: Deixai vir os meninos a mim, e não os impeçais; porque dos tais é o reino de Deus (Marcos 10: 14).

O Pastor iniciou lembrando a história de certo Pastor que estava fazendo oração para um determinado grupo de jovens e crianças, quando de repente uma criança deu um salto e gritou! Consegui descobrir o caminho! O Pastor sem nada entender perguntou: O que aconteceu garoto? O garoto com certo entusiasmo respondeu que se tratava da descoberta do caminho do quebra cabeça que estava tentando descobrir antes de vir para a igreja.
Outro exemplo foi a narração de como um pai brincava com sua filha ainda criança assim descrito por ele:
Quando minha filha era mais nova, eu brincava com ela de mágica. Fingia que jogava seus brinquedos para o teto, quando na verdade guardava-os por trás de mim. E lembro-me que ela ficava com os olhos fitos para o teto crente que eles desapareciam no ar. Minutos depois eu os fazia cair com um rápido manuseio de troca de mão. E novamente lá estava ela crente de que ao meu comando aqueles brinquedos retornavam do teto.       
No mundo de hoje as pessoas vão perdendo a cada geração que passa essa pureza e inocência de acreditar nas coisas, nas pessoas, em algo que está além de nossa compreensão. Em nome da "razão" estamos sacrificando toda a nossa inocência, pureza, credibilidade e teísmo. Assim, e muitos ainda que crianças fisicamente já se comportem como adultos.
Para Jesus, as crianças simbolizam o que há de mais fraco e desprezado numa sociedade. Fazendo sua opção pelos pobres, Jesus abençoa, acolhe, toca e chama as crianças. Valorizando sua fraqueza, as crianças são, para Jesus, exemplo de entrega e de confiança em Deus.
Aprender com Jesus a trabalhar e a defender a vida das crianças é trabalhar pelo Reino de Deus. Devemos defender o que há de mais frágil e, por isso mesmo, mais divino que é a vida das crianças.
A criança demonstra com facilidade que necessita do adulto, por isso a natureza da criança é bonita, nos forçando a entender que só entraremos no reino do céu quando tornarmos como uma criança. “Em verdade vos digo que qualquer que não receber o Reino de Deus como uma criança de maneira nenhuma entrará nele” (Marcos 10: 15).
O Pastor disse que é interessante observar o comportamento dos pais em relação aos filhos, parece que quanto mais os filhos demonstram dependência mais o amor dos pais aumenta.
Nesse raciocínio dá a entender que o Senhor Jesus está procurando trazer esta mesma dependência ao adulto, pois nós os adultos dependemos quando queremos (quando a coisa aperta), mas o Senhor Jesus quer que sejamos dependentes sempre não importando as circunstancias.
Foi lembrado do “pobre de espírito”: Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus;” (Mateus 5: 3). Com a sua mensagem, Jesus expôs ao povo que Ele é o reino dos céus, e que todos aqueles que reconhecessem que eram pobres de espírito, estes seriam bem-aventurados. Aqueles que reconhecessem a precária condição espiritual que se encontravam a estes pertenciam o reino dos céus, que é Cristo.
Nós adultos se formos dependente do pai tudo ele fará.
O Pastor lembrou-se das crianças de tempos atrás quando saiam ou chegavam pediam a benção a seus pais; hoje nós adultos devemos pedir a benção para o nosso Pai celestial, pois assim sentiremos protegidos e felizes como uma criança diante de Deus.
È a mesma coisa de quando choramos diante de Deus, pois estaremos mostrando toda nossa dependência e isto agrada o Pai.
Também foi lembrado da ceia estabelecida pelo senhor Jesus Cristo.
Jesus estava para ir à cruz, e ao Pai, deixando os Seus amados discípulos neste mundo. Ele estava indo preparar-lhes um lugar, para depois retornar e recebê-los para Si, para que onde Ele estivesse eles pudessem também estar. Sabendo que seus corações facilmente se esqueceriam, e ciente da fria influência exercida pelo mundo, Ele lhes deixou, antes de partir, este simples e amável pedido: "Fazei isto em memória de mim". E, tomando o pão, e havendo dado graças, partiu-o, e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que por vós é dado; fazei isto em memória de mim" (Lc 22.19).
Portanto irmãos somos despenseiros e sendo despenseiros todo o salvo em Cristo tem o seu ministério e é necessário que o exerça com sabedoria e debaixo da unção do espírito. Somos chamados também a sermos despenseiros. Despenseiro é aquele que gere e distribui alimentos. É nosso dever alimentar quem tem fome espiritual. Para isso, a nossa dispensa tem de estar cheia de frutos de benção e ser renovada dia após dia na leitura e meditação da Bíblia, e na comunhão íntima com Deus. “Que os homens nos considerem como ministros de Cristo, e despenseiros dos mistérios de Deus” (1.º Coríntios 4: 1).
Nós dependemos inteiramente de Deus, nosso Pai deseja que nós (galhos da videira) de muitos frutos e o Senhor Jesus Cristo sempre nos dará a vitória.
Lembrete final:
Não importe qual seja a sua importância diante dos homens, mas importe em ser uma criança diante do Senhor, porque deles é o reino dos céus

WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM
Em Cristo
Mario Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor.
Provérbios 21:31

 @@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Terça feira 03 de junho de 2008                                                                                    N.º 90

Culto da família “Deus Salva a família”
Tema: “Nos milagres estão: perseverança, oração, confissão, jejum e reconhecimento”

Texto básico: Neemias 1: 3 até 11
“vós vos convertereis a mim, e guardareis os meus mandamentos, e os cumprireis; então, ainda que os vossos rejeitados estejam na extremidade do céu, de lá os ajuntarei e os trarei ao lugar que tenho escolhido para ali fazer habitar o meu nome” (Neemias 1: 9).

Sabemos que ações geram reações, o que semeio é o que colho e sei que posso semear hoje e colher amanhã, talvez em outro dia, o tempo não sabemos nem quando e nem onde.
Também existe reações como milagres, no caso de Neemias foi preciso vir um homem de fora para acontecer.
Neemias inquiriu sobre seus irmãos, os Judeus que haviam voltado à sua terra, e descobre que estão passando por dificuldades.    
Nesta oração, Neemias mostra o seu profundo amor por seu povo, e sua grande dor por seus problemas.
Ele admite que esses problemas ocorreram por causa do pecado e da desobediência, mas não culpa outros por isso, porém diz... "eu e a casa de meu pai temos pecado". Neemias está ciente da triste ruína de seu próprio povo, os Judeus, e ele está também ciente da fidelidade do Senhor, a quem se volta em oração.       

Neemias tinha uma posição de grande honra ali, mas ele chorou e orou porque o povo do Senhor estava em grande tristeza e tribulação. Repare que ele coloca o grande rei simplesmente como "este homem" diante de Deus.
O Pastor lembrou do episódio triste acontecido dia 31 de outubro de 1983 (25 anos atrás) conforme é narrado abaixo:
Em 31 de outubro de 1983, na cidade de São Paulo, um jovem de 23 anos, chamado Vladimir Tomarevisk acordou de manhã, com sua esposa e a filhinha, acreditando que seria mais um dia normal em suas vidas. Estando ele em sua casa, sua esposa e filha se dirigem a uma agência do Banco Bradesco, para alguma atividade. No banco, no momento em que sua esposa e filha estavam na fila do caixa, entram cinco assaltantes, rendendo vigias e funcionários, anunciando um assalto. No desespero, acontece um tiroteio dentro do banco, que fatalmente atinge sua esposa e filha, tirando-lhes a vida. No conflito e fuga da polícia, três dos assaltantes morrem, e dois são aprisionados. Câmeras de segurança do banco gravavam todo o episódio, sendo depois transmitido pela televisão, fazendo o jovem conhecer os fatos de maneira aterradora, pelo noticiário. Tempo depois, em um programa de televisão, dirigido pelo Pastor Caio Fábio, este jovem é convidado a dar testemunho de todo o ocorrido. O Pastor lhe pergunta sobre o que estava sentindo, com a morte da esposa e filha. –Um sentimento terrível de vazio, que ninguém pode preencher. Solidão e saudades. Elas eram tudo o que eu tinha na vida – respondeu o jovem, em lágrimas. O Pastor ainda lhe pergunta  - É sabido que dois dos assaltantes estão presos. O que você diria a eles? Estás com mágoas no coração? Deseja se vingar? –Não!! – respondeu o jovem. Nenhuma vingança pode trazê-las de volta para mim. Não posso consertar um mal com o mal. Ficou um imenso vazio, mas no meu coração não existe espaço para mágoas ou ódio, pois Jesus Cristo habita nele. O que desejo é que estes homens, que participaram do assalto e assassinato tenham um encontro com nosso Senhor Jesus Cristo, para que sejam perdoados. Da minha parte, eu os perdôo!!!
Anos mais tarde, um dos assaltantes, convertidos ao evangelho na cadeia, se torna um grande pregador.
José Paulo Ventura, ex- Paulinho Bang-Bang, agora pastor da Igreja Batista de Belo Horizonte.
O interessante é que logo após estas declarações a mídia tirou de foco do triste assassinato e passou a dar ênfase ao grande amor deste pai.
Este pai passou a visitar os presídios ofertando o Senhor Jesus Cristo como o único Salvador e muitos se converteram.
Razões para jejuar:
Pela condição assolada de Jerusalém e pela obra do Senhor. “E sucedeu que, ouvindo eu estas palavras, assentei-me e chorei, e lamentei por alguns dias; e estive jejuando e orando perante o Deus dos céus” (Neemias 1: 4).
Jesus Cristo foi levado pelo Espírito ao deserto para jejuar.
O Pastor lembrou que o senhor Jesus Cristo começou seu ministério jejuando 40 dias. E quarenta dias foi tentado pelo diabo, e naqueles dias não comeu coisa alguma; e, terminados eles, teve fome” (Lucas 4: 1), também lembrou que  Josafá e Judá jejuaram para libertação e proteção na batalha “Então Jeosafá temeu, e pôs-se a buscar o SENHOR, e apregoou jejum em todo o Judá” <-> “E disse: Dai ouvidos todo o Judá, e vós, moradores de Jerusalém, e tu, ó rei Jeosafá; assim o SENHOR vos diz: Não temais, nem vos assusteis por causa desta grande multidão; pois a peleja não é vossa, mas de Deus. (2.º Crônicas 20: 3 e 15).
Sendo o Pastor oriundo de casa de recuperação não poderia deixar de dar seu testemunho inerente a jejum e oração. Ele lembrou que em certo momento determinada casa de recuperação já não tinha mais o que comer e nem o que beber foi quando partiram para o jejum e oração e o milagre aconteceu.
O Pastor citou o livro: “O PODER SECRETO DO JEJUM E DA ORAÇÃO” de  Mahech Chavda.
É o fundador e pastor emérito da Igreja para Todas as Nações de Charlote, na Carolina do Norte, Estados Unidos. Como evangelista internacional, Chavda e Bonnie, sua esposa, têm levado mais de 700 mil pessoas de todo o mundo a Cristo.
Mahech Chavda descreve abaixo como foi o início de sua caminhada:
No início de minha caminhada com o Senhor, fui trabalhar em um hospital para crianças com deficiência mental na cidade de Lubbock, Texas. Assim como Jesus foi levado pelo Espírito ao deserto, eu também fui impelido em meu próprio deserto no Texas; e este deserto era aquela entidade pública para crianças com sérios distúrbios mentais. Aquele era um dos lugares mais trágicos que eu poderia ter escolhido para trabalhar. Os meus dias eram repletos de dolorosas horas de relacionamentos com crianças emocional e fisicamente feridas numa atmosfera tomada pelos mais fétidos odores que alguém possa imaginar. As crianças com as quais eu trabalhava não possuíam controle das funções intestinais. Muitas das vezes elas se lambuzavam com os próprios excrementos, as portas ou até mesmo quem estivesse por perto. Eu freqüentemente orava, "Senhor é este o Seu propósito? O Senhor realmente me trouxe até aqui?”.
Trecho do livro:
Durante um período de 18 anos o Senhor, pela Sua graça e misericórdia, comissionou-me a observar vários períodos regulares de 40 dias de jejum. Fui, por muitas vezes, tocado pela glória de Deus e naqueles momentos, em minha consciência eu não queria mais viver. Eu, na verdade, anelava pela morte e assim estar com Ele nesta intimidade para sempre. Em um único momento, a Sua glória transformou meus valores e percepção da vida. Sim, eu tenho para acreditar em Deus por me conceder um Mercedes novo ou qualquer outro bem, todavia, prefiro focar a minha fé e energias em ver 100.000 pessoas se renderem a Jesus em uma única noite.
As bênçãos materiais e as provisões são coisas muito boas, porém, o meu coração foi transformado pela Sua Glória. A minha alma simplesmente deseja estar em Sua presença e realizar os desejos de Seu coração. Quando somos tocados pela glória de Deus, as coisas da terra são instantaneamente ofuscadas e perdem o total valor. Quanto mais perto nos achegamos dEle, mais percebemos a nossa insignificância e quanto o mundo se torna nada. “Mas todos nós, com cara descoberta, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor.” (2Corintios 3.18). Todavia, se não vivemos em Espírito, não somos capazes de ver as coisas misteriosas de Deus e muito menos experimentar a Sua glória. No entanto, se estivermos dispostos a pagar o preço de buscar a Sua face em jejum e oração, estaremos assim, aptos a experimentar uma profunda transformação de vida e literalmente viveremos “arraigados” Nele e fortificados na força de Seu poder. Esta é a única maneira de lutarmos “o bom combate da fé”.
Na pratica do jejum esta intimamente relacionada com a palavra de Deus. Se lermos as escrituras com o devido cuidado, perceberemos que ela foi um instrumento de vitória para lideres na Antigo e no Novo Testamento. Desta maneira, se o registro bíblico é digno de nossa confiança e um princípio a ser seguido, então podemos afirmar que “os vencedores jejuam e os derrotados não”. “Ainda assim, agora mesmo diz o SENHOR: Convertei-vos a mim de todo o vosso coração; e isso com jejuns, e com choro, e com pranto” (Joel: 2: 12).

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor. (Provérbios 21: 31)

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Sexta feira 06 de junho de 2008                                                                                          N.º 91

Culto de libertação
Tema: “Aprenda a repreender o inimigo”
Texto básico: Marcos: 9: 14 -27
“E ele, respondendo-lhes, disse: Ó geração incrédula! até quando estarei convosco? até quando vos sofrerei ainda? Trazei-mo” (Marcos 9: 19).

Havia naquele momento discussões por causa do demônio, se percebe claramente que o inimigo queria tumultuar (como sempre) e colocar dúvidas.
Como entender a reação enérgica de Jesus, quando alguém lhe disse que os discípulos não foram capazes de expulsar um espírito mudo, que infernizava a vida de um menino? Eles foram chamados de "raça incrédula", incapaz de realizar a missão confiada por Jesus, por pura falta de fé. Se foram enviados para expulsar os demônios, por que hesitaram neste caso concreto? E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura” <-> “Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado” <-> “Estes sinais hão de acompanhar aqueles que crêem: em meu nome, expelirão demônios; falarão novas línguas;” <-> “pegarão em serpentes; e, se alguma coisa mortífera beberem, não lhes fará mal; se impuserem as mãos sobre enfermos, eles ficarão curados” (Marcos 16: 15-18). Só porque o demônio se mostrava tão feroz?
O desabafo de Jesus estava carregado de evocações. Lembrava o povo de Israel no deserto, quando foi incapaz de perceber o amor salvífico que Deus lhe manifestara de tantos modos. Agindo desta forma, colocaram Deus e seu enviado sob suspeita.
Pode ter havido falta de fé nos discípulos, quando se viram diante de um caso difícil de possessão demoníaca. Devem ter duvidado do poder recebido do Mestre, julgando-o insuficiente para resolver aquela situação. Por sua vez, o pai do menino possuído pelo espírito mudo deve ter desconfiado do poder dos apóstolos, preferindo recorrer diretamente a Jesus. De onde a impossibilidade de o milagre ser realizado.
A confissão do pai - "Creio, Senhor! Mas aumenta minha fé" - deveria ter sido feita também pelos discípulos, já que também eles necessitavam de fortificar a própria fé, para não serem vítimas da dúvida, nos momentos difíceis de seu ministério.E imediatamente o pai do menino exclamou {com lágrimas}: Eu creio! Ajuda-me na minha falta de fé!” (Marcos 9: 24).
Hoje a nossa geração é a mesma coisa, bastam pequenas situações desagradáveis e já desesperamos. Nós acabamos se colocando como pessoas comuns e não somos pessoas comuns, pois somos pessoas do Alto da Gloria por isso temos que fazer valer a autoridade que o Senhor nos deu.
Todo o poder nos foi dado, em usar o Nome sobre todos os Nomes Jesus. O Espírito Santo nos torna embaixadores de Cristo na terra. Tudo o que Jesus recebeu do Pai, Ele dá a cada um que n’Ele crer, aprender, fazer, confiando, fazer as mesmas obras na terra que Ele fez!… e maiores do que estas farão, Ele afirma!… Assim é a sua Promessa.
“De sorte que somos embaixadores em nome de Cristo, como se Deus exortasse por nosso intermédio. Em nome de Cristo, pois, rogamos que vos reconcilieis com Deus” (2.º Coríntios 5: 20).
O Pastor recordou a atitude de um amigo Pastor, assim que terminava a ceia ele lia uma palavra e abençoava todos os compartimentos da igreja e todos os lares das famílias.
Não cobre as pessoas pela suas faltas, abençoa-as. Diz a Bíblia: abençoar-te-ei e será uma bênção. E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção<-> “E abençoarei os que te abençoarem (Gênesis 12:2-3-b). O abençoado, abençoa; porque se não cancela o estado de abençoado. Se não abençoas as pessoas cortas o fluir.
O Pastor nos alertou que toda coisa estranha, todo rebuliço não vem de Deus
A nossa luta não é como as lutas antigas, mas elas nos servem de exemplo para o que devemos fazer em meio à prova e guerrear “Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais” (Efésios 6: 12).
 Mas quando o problema vier lutar, como? De joelho no chão, orando e jejuando, crendo em Deus de todo o coração, tomando posse da vitória. Deus ama muito você e hoje Ele te chama para peleja.
Mais uma vez o Pastor voltou a nos alertar que tendo fé a Palavra de Deus se transforma em benção, mas se não acreditarmos nada adianta; e quando formos à igreja não devemos ir só à busca da benção e sim em busca de Jesus Cristo que é o dono da benção, pois com Ele tudo é possível.
Também nos alertou que nunca podemos ficar na dependência do outro, ou centralizar numa só pessoa.
Hoje acontece a mesma coisa, é só o Pastor se ausentar que a igreja balança demonstrando muita dependência.
Para evitar esta dependência é necessário ter fé porque aquele que crê verá a gloria de Deus.
A semente do Evangelho de Cristo está sendo lançada, porém poucas são as terras boas, vemos essa incredulidade tão grande porque muitos corações estão carregados com os cuidados dessa vida. Haja visto que para muitos Deus tem a obrigação de matar a fome da humanidade, enriquecer todo mundo, curar todas as enfermidades, porque se Ele não faz isso então não existe ou é isso ou aquilo. Mas felizes são aqueles que compreendem que não a nossa vontade, mas a Deus deve ser feita em primeiro lugar. Com base nisso afirmo com certeza que essa incredulidade vai durar até o momento em que todos compreenderem que Deus está mais preocupado em resgatar a alma do homem do que lhe proporcionar demasiado conforto nesse mundo morto no maligno.

Veja este trabalho e outros no site: 
www.grupodehomensmissionarios.com

Em Cristo
Mario A. Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor. Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Domingo 08 de junho de 2008                                                                                         N.º 92

Culto de Louvor
Tema: “A importância do autodomínio”
Marcos 9: 42 - 50
“E, se tua mão te faz tropeçar, corta-a; pois é melhor entrares maneta na vida do que, tendo as duas mãos, ires para o inferno, para o fogo inextinguível” (Marcos 9: 43).

O Pastor iniciou dizendo que a pouco conversava com seus auxiliares que de Noé até a volta do Senhor Jesus Cristo as coisas mudaram e continuarão mudando muito, mas o homem é o mesmo sendo que o tempo todo a Palavra não muda.
O Senhor Jesus Cristo fala sobre a seriedade de levar outras pessoas a benção ou a maldição, ou seja, tomar cuidado com nossas condutas.
Por exemplo: O que estamos falando? Como estamos agindo?
A nossa conduta deve ser vigiada para sermos exemplos, sendo primordial a conduta do Pastor em cobrar da igreja o bom comportamento no falar, no vestir e assim por diante.
Por isso é de extrema importância que as nossas condutas sejam vigiadas, que cada vez mais as nossas condutas sejam a mesma na igreja, no lar e lá fora, pois onde estivermos devemos ser o sal da terra e a luz do mundo. Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens” <-> “Vós sois a luz do mundo; (Mateus 5: 13 e 14-b).
Uma coisa é certa, para conseguir ser abençoado o pecado tem que ser eliminado, sabemos que pecamos, mas o importante é também sabermos que se alguém pecar temos alguém para nos perdoar, mas nunca devemos persistir no erro. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça” (1.º João 1: 9).
O Pastor nos alertou do perigo das doutrinas tais como: da regressão do purgatório, da regressão e muitas outras coisas.
È necessário sabermos que através da bíblia nada disso existe (é céu ou inferno).
A bíblica descarta qualquer verdade que possa haver na teoria da reencarnação. De fato, esta diz que um ser sobrevive ao longo de várias existências em diferentes corpos. Isso exigiria, portanto, várias mortes para passar de uma vida a outra.
Tal afirmação exclui igualmente a suposição de um aniquilamento final. Pois não é verdade que a história de cada ser humano termina quando este morre, como no caso dos animais. Não; existe um porvir; a morte não é o fim, como alguns pensam... ou fazem como se cressem para se tranqüilizar.        
A morte introduz o ser humano no que se pode chamar de sala de audiência do tribunal de Deus, na qual cada um será julgado. “E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo, depois disso o juízo” (Hebreus 9: 27).
O nosso Deus nos cobra para que sejamos o exemplo, o “sal verdadeiro da terra”
“E, se o teu olho te escandalizar, lança-o fora; melhor é para ti entrares no reino de Deus com um só olho do que, tendo dois olhos, seres lançado no fogo do inferno” (Marcos 9: 47). Ele não quis dizer que deveríamos mutilar os nossos corpos, mas em vez disso tomar medidas drásticas quando somos tentados a pecar. Livros, revistas, ou vídeos que despertam desejos errados devem ser deliberadamente evitados. Isto é o que Paulo também tinha em mente quando afirmou que seria bom “Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis" (Romanos 8:13). Alguém que é indiferente ao pecado à sua volta ou não lhe dá o valor devido na sua própria vida está em sério perigo.
O Pastor indagou a igreja dizendo: Você leu o jornal, assistiu televisão, internet, vídeos, enfim, como você está neste final de domingo? Você foi para a escola dominical, cantou louvores, ouviu e leu a Palavra de Deus?
O Pastor nos alertou da importância de cada um de nós em ter o autodomínio ficando sempre vigilante nas coisas preferida do adversário (inimigo) tais como a soberba e a concupiscência da carne.
    
# Soberba: que tem soberba; orgulhoso; altivo; vaidoso; presunçoso; magnífico; sublime; Grandioso.

# Concupiscência: desejo ardente de bens ou gozos materiais; lascívia; luxúria; apetite sexual.

Por exemplo, vejam as conseqüências de nossas ações (céu ou inferno), antigamente quando começaram a aparecer às vacinas no mundo muitos achavam que era bobagem tal prevenção, mas a coisa era muito séria e a febre amarela matou muita gente em nosso país.
Assim é na vida espiritual, pois também existe necessidade de estarmos vacinados através do Senhor Jesus Cristo.
O Pastor ressaltou que viver em paz é ter comunhão não só com os de nossa igreja, mas é necessário que haja comunhão com todos mantendo a fé no coração e nunca caminharmos sozinhos.
O mandamento veio de Deus: “Não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia. (Hebreus 10: 25). Congregar-se é reunir-se com o povo de Deus para exaltar ao Pai e glorificar o Filho. Deus deseja abençoar o seu povo, edificar, equipar, encorajar, consolar, amparar, instruir na justiça e na congregação, todos poderemos experimentar e receber essas bênçãos.
È necessário que sempre estejamos em comunhão, se alguém caiu por sua causa, vai lá e acerta com ele, não esquecendo que você é uma benção de Deus.
Seja uma pessoa bonita por dentro e por fora, pois você é a moradia do Espírito Santo de Deus. Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?” (1.º Coríntios 3: 16).

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario  A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor. (Provérbios 21:3)

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Terça feira 10 de junho de 2008                           N.º 93

Culto da família “Deus Salva a família”
Tema: “E saiba que a tua vida é preciosa aos olhos de Deus”
Texto básico: Apocalipse 5: 8 e 9
“E, havendo tomado o livro, os quatro animais e os vinte e quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo todos eles harpas e salvas de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos.” (Apocalipse 5: 8).

E quando Ele (o Cordeiro) tomou o rolo, os quatro seres viventes e os vinte e quarto anciãos caíram diante do Cordeiro. Eles foram para o chão novamente, em plena adoração. Cada um tinha uma harpa e seguravam vasos cheios de incenso que são as orações dos santos. Enquanto cantavam um cântico novo: Você é digno de tomar o livro e abrir os selos, porque foi morto, e com seu sangue comprou homens para Deus, de toda tribo e língua e povos e nações. Você fez deles reino e sacerdotes para servir a Deus,       eles reinarão sobre a terra.  
Não é suficiente apenas ter uma religião em sua vida. Quando nós somos consumidos pela adoração para nosso Criador, nós nos tornamos os homens e mulheres a quem Ele quer confiar o Seu reino. Deus está adquirindo homens para Ele mesmo, através dos quais o seu reinado será sentido e conhecido na terra. Ele está mexendo, estimulando, marcando, tocando, abençoando, curando e chamando as pessoas para si mesmo. Ele está formando e preparando cada um de nós para sermos pessoas que reinarão.
A Pastora confessou que é difícil falar de Apocalipse, mas tem certas passagem que se tornam mais claras e uma destas estão no capítulo 5: versículos 8 e 9.
A Pastora entende que existe muita gente, inclusive crentes, que ainda não conseguem valorizar o sacrifício feito pelo nosso Senhor Jesus Cristo.
Vejam que o nosso Deus fez de tudo para que o povo obedecesse sua Palavra, inclusive com sua maior prova de amor quando deu  seu filho (Jesus) para que atraves do seu sacrifício aquele que o aceitar será salvo. “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3: 16).
Também lembrou a Pastora que lá não haverá choro e nem sofrimento, pois por maior que seja a dor e o sofrimento, não durarão para sempre: Há momentos de extrema dor e sofrimento que Deus nos permite passar para fazer em nossas vidas a Sua vontade. Momentos que nos provocam profundo desespero. Mesmo que percamos nessas horas todas as certezas, mesmo que soframos com intensidade todas as dores, neste dia o Senhor lhe diz que com Ele esse não é o fim da história. Ele vem para nos consolar. Ele vem para nos remir. Ele vem para nos livrar. “E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas” (Apocalipse 21: 4).
È de grande importancia a nossa atenção e obediencia quando adentrarmos na casa do Senhor e nunca podemos esqucer que o Senhor Jesus Cristo é o caminho, a verdade e a vida, mas o adversário (satanás) veio para roubar, matar e destruir.
O Senhor Jesus Cristo quer de nós a nossa fidelidade, quer que sempre tenhamos em mente que o Sangue de Jesus tem Poder.
Porque não há força no mundo, nem mesmo uma força invisível; nem mesmo satanás com todo o inferno, pode vencer, e destruir a Igreja. Porque ela está envolvida, na bandeira ensangüentada do Calvário, que é o sangue de Jesus.
O Senhor Jesus veio buscar e salvar o mais vil pecador, libertando da escravidão do pecado, mas para isto foi necessário que Ele morresse em uma cruz, derramando o seu precioso sangue para nos purificar de todo o pecado. Este foi o preço que Jesus pagou para nos libertar! E, se invocais por Pai aquele que, sem acepção de pessoas, julga segundo a obra de cada um, andai em temor, durante o tempo da vossa peregrinação,” <-> “Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais,” <-> “Mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado,” (1.º Pedro 1: 17, 18 e 19).
Portanto meus amados irmãos dê mais valor a tua salvação, a tua liberdade em Cristo Jesus, não troque por nada, não faça negócio nenhum com ela. E saiba que a tua vida é preciosa aos olhos de Deus. Mesmo que alguém diga que você não tem valor, não dê ouvidos, você já conhece a história do seu preço! “Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus” (1.º Coríntios 6: 20). Viva de forma que Deus seja glorificado no vosso corpo, dando exemplo de verdadeiros cristãos, que valorizam o Sangue de Cristo que foi derramado, para que hoje pudéssemos agradar a Deus. Sabendo que não somos de nós mesmos, Já fomos comprados! Pertencemos a Deus. “E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo, e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo” (2.º Tessalonicenses 5: 23).
A Pastora também lembrou que ao falarmos do Senhor Jesus Cristo sempre ouve, haverá e continuará havendo resistência de alguns.Vós tendes dito: Inútil é servir a Deus; que nos aproveita termos cuidado em guardar os seus preceitos, e em andar de luto diante do SENHOR dos Exércitos?” <-> “Ora, pois, nós reputamos por bem-aventurados os soberbos; também os que cometem impiedade são edificados; sim, eles tentam a Deus, e escapam.” <-> “Então aqueles que temeram ao SENHOR falaram freqüentemente um ao outro; e o SENHOR atentou e ouviu; e um memorial foi escrito diante dele, para os que temeram o SENHOR, e para os que se lembraram do seu nome” (Malaquias 3: 14, 15 e 16).
Aqueles que vencerem o mundo pela crença na Palavra de Deus viverão eternamente, vestidos na justiça de Deus como Seus santos e servindo às obras de Deus. “O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos” (Apocalipse 3:5).
A Pastora lembrou-se da passagem do profeta Eliseu quando saiu de casa e viu aquele exército enorme cercando a cidade atrás de um único homem que era ele, Deus permitiu-o ter a visão do que estava acontecendo no mundo espiritual naquele momento. Eliseu olhou para os montes em redor da cidade e disse ao seu servo: "Não temas; porque mais são os que estão conosco do que os que estão com eles." (2.º Reis 6:16).
O Senhor também aprovará a sua fé e escreverá seus nomes no Livro da Vida, e estes nomes não serão apagados para sempre.
Irmão procure que seu nome esteja escrito no livro da vida, não perca tempo, aja agora e não espere mais. E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo” (Apocalipse 20:15).

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor. (Provérbios 21: 31)

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Sexta feira 13 de junho de 2008                          N.º 94

Culto de libertação
Tema: “Você está dando frutos?”
Texto básico: Marcos: 11: 12 -14
“E Jesus, falando, disse à figueira: Nunca mais coma alguém fruto de ti. E os seus discípulos ouviram isto” (Marcos 11: 14).

O Pastor dividiu esta passagem em duas situações de grande importância:
1.ª situação interpretou sobre o fracasso
2.ª situação interpretou o lado da fé, o lado da vitória
Fracasso: A árvore (figo) representa coisa importante, servindo de lição para os discípulos e para nós.
Árvore: simboliza pessoa fingida (é necessário tomar cuidado com isso) a árvore estava com folhas bonitas, só que não tinha frutos, mas acontece que o Senhor Jesus Cristo quer que o homem e a mulher que ele comprou estejam sempre cheios do Espírito Santo para que de frutos bons e contínuos.
O Pastor nos alertou que alguns cristãos vão à igreja só para cumprir um ato religioso, não percebendo que o Senhor Jesus Cristo quis mostrar aos discípulos e a nós que a beleza nada tem a ver com a santidade. Por tudo isso é que não se deve esconder na igreja, pois o Senhor nos provou que ele conhece a figueira se ela dá bons frutos ou não.
A primeira lição do fracasso foi nos mostrar uma figueira fraudosa, mas não dando frutos, mostrando ser uma figueira mentirosa.
Para recebermos bênçãos temos que estar de acordo com o abençoador. Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?” (Amós 3: 3).
O Pastor perguntou: Como vai sua vida com Deus? Você está dando frutos? Você é igual em todos os lugares?
O Pastor aconselhou: Cuidado para você não ir à igreja somente para cumprir a parte social, procure desenvolver o hábito de cultuar a Deus em família, o que envolve o ir juntos à Casa do Senhor, como vem acontecendo desde os dias do Velho Testamento. “Todo o Judá estava em pé diante do Senhor, como também as suas crianças, as suas mulheres e os seus filhos. (2.ªCronicas 20.3) <-> “E ofereceram, no mesmo dia, grandes sacrifícios e se alegraram; porque Deus os alegrara com grande alegria; e até as mulheres e os meninos se alegraram, de modo que a alegria de Jerusalém se ouviu até de longe” (Neemias 12: 43).
Voltando a mensagem sobre a figueira o Pastor lembrou que somos uma figueira onde nosso Pai limpa os galhos para que de mais frutos, e a figueira que dá bons frutos é abençoada por Ele. “Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador” <-> “Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto” (João 15:1-2).
O lado da fé, o lado da vitória: O Senhor Jesus Cristo está garantindo: E Jesus, respondendo, disse-lhes: Tende fé em Deus;” <-> “Porque em verdade vos digo que qualquer que disser a este monte: Ergue-te e lança-te no mar, e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que disser lhe será feito” <-> “Por isso vos digo que todas as coisas que pedirdes, orando, crede receber, e tê-las-eis” <-> “E, quando estiverdes orando, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguém, para que vosso Pai, que está nos céus, vos perdoe as vossas ofensas” (Marcos 11: 22-25).
Por isso é necessário nossa plena confiança em Deus; confiança real e absoluta na certeza que Deus proverá, não acontecendo no tempo que nós desejamos é necessário que tenhamos paciência, pois o Senhor Jesus Cristo está garantindo.
O Pastor também ressaltou que o Senhor Jesus Cristo não está dizendo que poderá acontecer e sim afirmando que acontecerá.
De vez em quando lemos na grande imprensa, que a empresa automobilística “tal” está fazendo o “recall” porque determinado modelo de veículo saiu da fábrica com defeito e deve retornar para trocar peças ou passar por uma revisão, isto é garantia das coisas que os homens produzem, mas muito diferente das coisas de Deus, pois com as suas coisas não é necessário devido tratar-se de coisas incorruptíveis com qualidade assegurada.
A palavra monte (versículo 23a) quer dizer problema, barreiras que encontramos dia a dia, e quando deparamos com estas barreiras nos falta ousadia, ou seja, coragem de confiar em Deus e fazer o que esta escrito.
O Pastor disse que tem pessoas que recebem oração e nem bem saiu da igreja já está pedindo outra.
O Pastor aconselhou: Não faça isso, coloque em seu coração e diga: Já estou abençoado!
Nesta Palavra também nos dá a entender que a Palavra de Deus não volta atrás. “Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria?” (Números 23: 19) <-> “As palavras do SENHOR são palavras puras, como prata refinada em fornalha de barro, purificada sete vezes” (Salmos 12: 6).
O primeiro livro sobre a fé na Coréia ensinava exercitar a visualização daquilo que se pretende como se fosse um sonho.
O Pastor comentou do menino que pediu em suas orações uma bicicleta de presente, depois de algum tempo a igreja recebeu como doação uma bicicleta e presenteou este menino. Tal foi à surpresa deste garoto que quando viu a bicicleta percebeu que era a mesma dos seus sonhos e exclamou em voz alta: Não é possível, é do jeitinho que eu pedi até a cor é igual!
Portanto irmão, quando pedir diga ao Senhor o que você quer, diga a cor para Ele, não se esqueça nunca que o Senhor satisfaz os desejos de seu coração. Deleita-te também no SENHOR, e te concederá os desejos do teu coração” (Salmos 37: 4).
Importante: Não tenha medo do que vai pedir, pois o Senhor Jesus Cristo garante!

Veja este trabalho e outros no site: 
www.grupodehomensmissionarios.com
Em Cristo
Mario A. Cabestre

O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor. Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Domingo 15 de junho de 2008                                                                                     N.º 95              

Culto de Louvor

Tema: “A Palavra de Deus é a força mais poderosa do universo”
Texto básico: Isaías 55: 10-11
“Porque, assim como desce a chuva e a neve dos céus, e para lá não tornam, mas regam a terra, e a fazem produzir, e brotar, e dar semente ao semeador, e pão ao que come” <-> “Assim será a minha palavra, que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei” (Isaías 55: 10 e 11).
Não sendo o Pastor titular, este iniciou dizendo que a fé vem por ouvir não o pregador, mas o autor da Palavra. “De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus” (Romanos 10: 17).
Chuva e a neve, em nosso caso vamos ficar com a chuva, e ficando com a chuva me lembro da letra “Faz chover”

Assim como a corsa anseia por águas
como a terra seca precisa da chuva
meu coração tem sede de Ti
Rei meu e Deus meu.

Faz chover Senhor Jesus
derrama chuva neste lugar
vem com Teu rio
Senhor Jesus
inundar o meu coração.

O propósito da chuva não é causar tragédias e sim trazer bênçãos, portanto a chuva sempre será uma benção sendo que para nós é a Palavra de Deus, é como uma semente que cai sobre a terra diversa e produz frutos diversos. A Palavra de Deus é semente porque gera vida e é chuva que alimenta   a vida, que permite à semente brotar.   
A chuva rega a terra preparando para receber a semente e a Palavra prepara nossos corações para recebermos as bênçãos.
Vejam o exemplo de um lugar que não chove a mais de mil anos:
O deserto de Atacama é tão seco que há lugares onde nunca choveu, pelo menos não que se tenham registros, há outros lugares onde não choveu durante 1450 anos, e é o único lugar do mundo onde se registrou umidade do ar igual a zero.
A importância da chuva é incalculável basta lembrar que sem chuva não existe alimentos, a chuva faz produzir e brotar alimentos.
Pesquisa sobre a chuva:
Antes de mais nada, a quantidade de chuva que cai sobre a terra é sempre a mesma. Estima-se que em um segundo, 16 milhões de toneladas de água evaporam da terra. Este número é igual à quantidade de água que cai sobre a terra em um segundo. Isto significa que a água circula continuadamente num ciclo equilibrado, de acordo com uma "proporção". Uma outra proporção relacionada com a chuva é a velocidade de sua queda. A altitude mínima das nuvens de chuva é de 1.200 metros. Um objeto que tenha o mesmo peso e tamanho de uma gota de chuva, quando cai dessa altura, se acelera continuamente e cai  ao chão a uma velocidade de 558 km/h. Certamente, qualquer objeto que se choque com o chão a essa velocidade, provocará um grande dano. Se a chuva caísse da mesma forma, todas as terras cultivadas seriam destruídas, áreas residenciais, casas e carros seriam danificados, as pessoas não poderiam andar sem tomar as devidas precauções. O que é mais, esses cálculos foram feitos apenas para as nuvens de 1.200 metros de altura, ao passo que existem também nuvens de chuvas a uma altitude de 10.000 metros. Uma gota de chuva caindo dessa altura certamente alcançaria uma velocidade destrutiva.
Mas, não é como funciona; não importa de que altura a chuva caia, a média de velocidade de chuva é de apenas 8-10 km/h quando alcança o solo. A razão para isto é a forma especial que suas gotas têm. Esta forma especial aumenta o efeito de fricção da atmosfera e impede a aceleração quando as gotas de chuva atingem a uma certa velocidade "limite". (Hoje em dia, os pára-quedas são desenhados usando-se essa técnica).
Na perfeição da chuva assim é a Palavra de Deus. “E te humilhou, e te deixou ter fome, e te sustentou com o maná, que tu não conheceste, nem teus pais o conheceram: para te dar a entender que o homem não viverá só de pão, mas que de tudo o que sai da boca do Senhor viverá o homem” (Deuteronômio 8: 3).<-> “E Jesus lhe respondeu, dizendo: Escrito está que nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra de Deus” (Lucas 4: 4).
A Palavra que sai da boca de Deus rega e transmitem graça as pessoas que ouvem mesmo que seja como um puxão de orelha, pois sempre estará fazendo o trabalho da chuva e vise versa.
O Pastor alertou da importância na obediência a Palavra e que muitos entram na terra e não as possuem por causa da desobediência e lembrou que a ovelha bem alimentada não precisa de bom pasto.
Portanto se o irmão sentiu que esta sendo regado pela chuva não fique mudando de lugar, permaneça nesta terra que o Senhor está regando com chuvas de bênçãos.
A Palavra vem para trazer descanso, mas é necessário tomar cuidado, pois existe dois tipos de profetas, o verdadeiro e o mentiroso.
O mentiroso: O profeta mentiroso não rega e por isso se torna impossível dar frutos. Existem muitos Ananias pregando a Palavra do Senhor. “Manda a todos os do cativeiro, dizendo: Assim diz o SENHOR acerca de Semaías, o neelamita: Porquanto Semaías vos profetizou, e eu não o enviei, e vos fez confiar em mentiras” (Jeremias 29: 31).
Vejam o inverso da Palavra Isaías 55: 10-11: É evidente que Deus não tolerará um homem que coloca palavras em sua boca. O Senhor mandou Jeremias a Hananias com a seguinte mensagem: “Disse Jeremias, o profeta, ao profeta Hananias: Ouve agora, Hananias: O SENHOR não te enviou, mas tu fizeste que este povo confiasse em mentiras” <-> “Pelo que assim diz o SENHOR: Eis que te lançarei de sobre a face da terra; morrerás este ano, porque pregaste rebeldia contra o SENHOR” <-> “E morreu, pois, o profeta Hananias, no mesmo ano, no sétimo mês” (Jeremias 28:15-17).
O verdadeiro: Quando o profeta é verdadeiro a Palavra é como “neve/chuva”, dela sai “milagres” não só de curas, mas de alívio e o principal de tudo de Salvação.
O Pastor lembrou que se o irmão foi um soldado ferido, e que agora está acabando de se recuperar, não se preocupe, pois novamente a chuva abençoada começou a cair em sua terra, que as coisas que ficaram já se passaram. Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim,” <-> “Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus” (Felipenses 3: 13-14).
Agora o irmão cantou no louvor e voltou a sentir alegria no coração, alegria esta que foram trazidas pela chuva abençoada, porque a Palavra tem vitalidade espiritual. É por isso que não volta vazia. Sempre que encontre um coração aberto, ela traz frescura, nutrição, e vida nova “Tu visitas a terra, e a refrescas; tu a enriqueces grandemente com o rio de Deus, que está cheio de água; tu lhe preparas o trigo, quando assim a tens preparada” <-> “Enches de água os seus sulcos; tu lhe aplanas as leivas; tu a amoleces com a muita chuva; abençoas as suas novidades” <-> “Coroas o ano com a tua bondade, e as tuas veredas destilam gordura” <-> “Destilam sobre os pastos do deserto, e os outeiros os cingem de alegria” <-> “Os campos se vestem de rebanhos, e os vales se cobrem de trigo; eles se regozijam e cantam” (Salmos 65: 9-13).

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor. (Provérbios 21:3)
 
@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Terça feira 17 de junho de 2008                                                                                    N.º 96

Culto da família <-> Deus Salva a família
Tema: “O Senhor Jesus Cristo é o médico dos médicos”     

Texto básico: Mateus 4: 23 - 25
“E a sua fama correu por toda a Síria, e traziam-lhe todos os que padeciam, acometidos de várias enfermidades e tormentos, os endemoninhados, os lunáticos, e os paralíticos, e ele os curava” (Mateus 4: 24).

Nesta passagem nos mostra uma parte do ministério do Senhor Jesus Cristo que é a cura física, psicológica e espiritual.           
È importante ressaltar para que os irmãos não percam o foco que o ministério da Salvação foi e continua dos sendo o de maior prioridade do Senhor Jesus Cristo. Mas hoje em atenção ao capítulo e versículos acima iremos explanar sobre o ministério da cura.
O Pastor iniciou dizendo que a leitura da Palavra de Deus restaura a alma.
“Porventura a minha palavra não é como o fogo, diz o SENHOR, e como um martelo que esmiuça a pedra?” (Jeremias 23: 29) <-> “A lei do Senhor é perfeita e restaura a alma; o testemunho do Senhor é fiel e dá sabedoria aos símplices” (Salmo 19:7 e 8).
A origem do problema é físico, psicológico ou espiritual?
Muitas vezes tem casos que não é demônio e tem casos que não é físico. Portanto é físico, espiritual ou demoníaco.
Por isso a Palavra de Deus diz que o Senhor Jesus Cristo curava o físico, o espiritual (alma) e o psicológico.
A cura de dois cegos foi cura de problema físico.
Lembre-se que eles eram cegos, imaginem a dificuldade desses dois homens, seguindo a Jesus. Eu imagino que não foi nada fácil para eles, estarem seguindo a Jesus sem visão alguma. Mas eles não deixaram que seu problema, no caso, a visão, os impedissem de alcançarem um milagre do Senhor em suas vidas. “E, partindo Jesus dali, seguiram-no dois cegos, clamando, e dizendo: Tem compaixão de nós, filho de Davi” (Mateus 9: 27).
Nem todo epilético ou paralítico sofria de possessão por demônios. É verdade que, às vezes, possessão causava os mesmos sintomas que essas doenças, no caso de Mateus 9:32 e 33 descrito abaixo tratava se de espiritual.
O fato de um homem ser mudo não quer dizer que ele esteja, necessariamente, possuído por demônios. E não devemos concluir que todas as pessoas insanas estejam possuídas por demônios. “E, havendo-se eles retirado, trouxeram-lhe um homem mudo e endemoninhado” <-> “E, expulso o demônio, falou o mudo; e a multidão se maravilhou, dizendo: Nunca tal se viu em Israel” (Mateus 9: 32 e 33).
A influência demoníaca é uma constante na vida do homem o que varia é o seu grau, a palavra influencia é diferente de posseção esta segunda é mais difícil e normalmente só ocorre em não cristãos. “Senhor, tem misericórdia de meu filho, que é lunático e sofre muito; pois muitas vezes cai no fogo, e muitas vezes na água;” <-> “E, repreendeu Jesus o demônio, que saiu dele, e desde aquela hora o menino sarou” (Mateus 17: 15 e 18).
No texto abaixo não se tratava de enfermidade ortopédica e sim de enfermidade espiritual segundo a bíblia.
“E eis que estava ali uma mulher que tinha um espírito de enfermidade, havia já dezoito anos; e andava curvada, e não podia de modo algum endireitar-se” <-> “E vendo-a Jesus, chamou-a a si, e disse-lhe: Mulher, estás livre da tua enfermidade” <-> “E pôs as mãos sobre ela, e logo se endireitou, e glorificava a Deus” (Lucas 13: 11, 12 e 13).
Os fariseus estavam mais interessados em suas discussões teológicas do que as necessidades, as dores e o espírito de enfermidade que dominava aquela mulher há dezoito anos. Um demônio opressor causava a enfermidade nela, e sua religião não podia fazer nada. Aquela mulher entrava e saia atormentada todos os dias. É com pesar que digo isto, mas acontece o mesmo em nossos templos hoje. Os fariseus não tinham poder e autoridade porque também estavam encurvados, ainda não se tinham dado conta disso, mas estavam dominados por um espírito de religiosidade, de legalismo, de orgulho, de justiça própria e obras mortas.
O Pastor lembrou-se de pessoas que caiam freqüentemente, sendo muitas vezes até mesmo dentro da igreja e que com toda certeza são problemas espirituais.            
“Como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com virtude; o qual andou fazendo bem, e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele” (Atos 10: 38).
O Pastor terminou dizendo:
Irmãos sendo a doença que for sempre devemos ter em nossas mentes que o Senhor Jesus Cristo é o médico dos médicos.

Veja este trabalho e outros no site: 
www.grupodehomensmissionarios.com

Em Cristo
Mario A. Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor. Provérbios 21:31
 
@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


 Sexta feira 20 de junho de 2008                                                                                          N.º 97

Culto de libertação
Tema: “Daí a Cesar o que é de Cesar”
Texto básico: Marcos: 12: 13 -17
“E eles lha trouxeram. E disse-lhes: De quem é esta imagem e inscrição? E eles lhe disseram: De César” <-> “Jesus, respondendo, disse-lhes: Dai pois a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus. E maravilharam-se dele” (Marcos 12: 16 e 17).

Antes de qualquer coisa é necessário explicarmos quem eram os fariseus e quem eram os herodianos.
Os fariseus:
Eram os partidários da mais importante escola judaica, de caráter religioso. Cento e cinqüenta anos antes do nascimento de Jesus já existiam os fariseus. Diferenciavam-se dos demais judeus pelo rigoroso apego ao cumprimento dos rituais, no exercício de uma religiosidade apenas exterior.
Os herodianos:
Os herodianos, como o próprio nome diz, eram partidários do rei Herodes, da Galiléia. Foram os responsáveis pela morte de João Batista. Mais que uma vez, estiveram a ponto de agarrar Jesus. Amigos dos romanos perseguiam os zelotas e todo mundo que eles julgavam perigoso para a ordem estabelecida. E enviaram-lhe alguns dos fariseus e dos herodianos, para que o apanhassem em {alguma} palavra” <-> “E, chegando eles, disseram-lhe: Mestre, sabemos que és homem de verdade, e de ninguém se te dá, porque não olhas à aparência dos homens, antes com verdade ensinas o caminho de Deus; é lícito dar o tributo a César, ou não? Daremos, ou não daremos?” (Marcos 12: 13 e 14).
Para confundir Jesus, fariseus e herodianos propuseram-lhe uma pergunta capciosa a respeito da legalidade de pagar o tributo ao imperador romano.
O pano de fundo desta questão era complexo. Sob o aspecto político, tratava-se de saber se Jesus era contra ou a favor da dominação estrangeira. Sob o aspecto religioso, a resposta de Jesus revelaria que imagem ele fazia de Deus, que escolhera Israel para ser o povo de sua predileção, e não se contentava em vê-lo oprimido. Afinal, o Deus de Jesus era um Deus libertador? Sob o aspecto econômico, a questão levava Jesus a posicionar-se diante da penúria do povo, do qual se exigia pagamento de tributo. Sob o aspecto social, Jesus deveria dizer se concordava com a situação de opressão a que estava reduzido o povo de Israel.
A resposta do Mestre, aparentemente evasiva, revela sua visão da história, centrada no Reino de Deus. Não existe contraposição entre César e Deus, uma vez que estão situados em níveis diferentes. O pagamento do tributo ao imperador é irrelevante, quando este não cede à tentação de  Deus, tiranizando as pessoas.
O Pastor trouxe esta questão a luz de nossos dias e fez a seguinte ponderação:
Nós pagamos os impostos que nos são apresentados (que não são poucos), mas será que estamos dando para Deus o que é de Deus? Damos para Deus o tempo devido? Você trabalha com se fosse para Deus?
Quando temos o habito de ir à igreja, de louvar ao Senhor, devolver o dízimo e ofertas com alegria, nós somos felizes.
O Pastor lembrou que Deus não obriga a dar o dízimo, apenas Ele escreveu que a décima parte dos ganhos deve ser dada (devolvida).
Nós passamos o dia preocupado com a “moeda de Cesar” e acabamos esquecendo Deus. “Dai pois a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus” (Marcos 12: 17-b).
Todo o nosso agir é para o nosso Deus!
Conclusão: Quanto tempo você dedica a Deus? No seu dia a dia você agradece a Deus?
Nunca se esqueça que você agradando o coração de Deus tudo lhe será dado por Ele.
O que você faz do seu corpo? Se não está cuidando bem do seu corpo, trate de cuidá-lo, pois o seu corpo é o templo do Espírito Santo de Deus. “Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?” <-> ”Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo” (1.º Coríntios 3: 16 e 17).
O Pastor fez questão de lembrar que a casa (sua moradia) que você gosta de manter limpa e enfeitada não é diferente do seu corpo que é a moradia do Espírito Santo de Deus.
Portanto é nosso dever honrar de todas as maneiras o nosso Deus, fazendo o possível e o impossível para agradá-LO procurando não deixar o nosso Deus em segundo plano.
Outra coisa que é necessário é ter conhecimento que ninguém é mais importante que você na presença de Deus.
Temos que ser servos mesmo sabendo que o servo não tem querer, ele sempre faz a vontade do seu Senhor, ele cuida do negocio do Senhor, passa a ser propriedade do Senhor. Na época de Jesus quando um escravo conseguia a sua liberdade, mas queria continuar a servir o seu dono voluntariamente. “O maior dentre vós será vosso servo” <-> “E o que a si mesmo se exaltar será humilhado; e o que a si mesmo se humilhar será exaltado” (Mateus 23: 11 e 12).
O mundo quer saber da riqueza se esquecendo que é o nosso Deus que nos sustenta, pois Ele é dono do ouro e da prata. “Minha é a prata, e meu é o ouro, disse o Senhor dos Exércios” (Ageu 2: 8).
O meu talento é Dele, quanto mais eu faço para o Senhor mais bênção virão a mim.
O Pastor terminou pedindo para que cada um medite como foi a semana de trabalho, de obediência e de louvor a Deus.

Veja este trabalho e outros no site: 
www.grupodehomensmissionarios.com

Em Cristo
Mario A. Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor. Provérbios 21:31

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

 Domingo 22 de junho de 2008                                                                                      N.º 98

Culto de Louvor
Tema: “O demônio também crê, mas não obedece”
Texto básico: Marcos 12: 28-34
“Aproximou-se dele um dos escribas que os tinha ouvido disputar, e sabendo que lhes tinha respondido bem, perguntou-lhe: Qual é o primeiro de todos os mandamentos?” (Marcos 12: 28).

Qual era o objetivo dos escribas?
Todos eles tinham como principal objetivo da vida a interpretação e o cumprimento exato da Lei. Eram chamados “Doutores da Lei”
Novamente queriam encostar o Senhor Jesus Cristo na parede, desta vez era um dos escribas, ele perguntou e o Senhor respondeu: “Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento” <-> “E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes” (Marcos 12: 30 e 31).
A resposta do Senhor Jesus Cristo foi bonita, nesta resposta deu para se perceber que este mestre da Lei (escriba) seria como se fosse um sacerdote que ainda não estava confirmado no Reino de Deus.
“E Jesus, vendo que havia respondido sabiamente, disse-lhe: Não estás longe do reino de Deus. E já ninguém ousava perguntar-lhe mais nada” (Marcos 12: 34).
O Pastor deduziu que crer é uma coisa, mas obedecer a Deus é diferente. O demônio também crê, mas não obedece.
“Tu crês que há um só Deus; fazes bem. Também os demônios o crêem, e estremecem” (Tiago 2: 19).
Estar perto do Senhor não é suficiente, muitos estavam perto e quantos aceitaram a maior prova de amor dada pelo Pai. Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3: 16).
O que não pode é conhecer a Palavra como o escriba conhecia e não aceitar o Senhor Jesus Cristo como o nosso único Salvador, pois quando o Senhor disse que o escriba não estava longe do Reino de Deus tudo indica que ele ainda não estava salvo. Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo” (Apocalipse 3: 20).
È necessário viver mais Cristo a cada dia.
A atitude do escriba é a mesma coisa do maço de cigarros com figuras horríveis, mas o sujeito não observa e sai fumando.
Irmão aceita a Palavra não queira fazer as coisas do seu jeito, não precisa ser um escriba para compreender, aceitar e praticar a Palavra.       
O Pastor novamente voltou a falar que crer é uma coisa, aceitar e praticar são outra e que o importante é ler, entender e aceitar.
Na escola dominical vamos aprender a Palavra na certeza o que tudo passa, mas a Palavra não passará.
Por isso da necessidade de pertencermos à família de Deus.
As vantagens no conceito de Deus nada existem de diferente, apenas um fator modifica tudo que é ter ou não ter o Senhor Jesus Cristo como o único Salvador.
È muito importante para cada um de nós que o culto seja realmente da intenção de cultuar o nosso Deus, mas se sua presença permanece como leigo é necessário que haja integração de vossa parte.
O Pastor fez um pedido: Igreja venha preparada e determinada para que aja alimentação espiritual.
Deus mesmo provoca fome e sede da Palavra. Eis que vêm dias, diz o Senhor DEUS, em que enviarei fome sobre a terra; não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do SENHOR” <-> “E irão errantes de um mar até outro mar, e do norte até ao oriente; correrão por toda a parte, buscando a palavra do SENHOR, mas não a acharão” (Amós 8: 11 e 12). Estamos enfastiados de discursos vazios, palavras falsas, lábia, demagogia, mentira.
Estamos ensurdecidos de tanta propaganda enganosa e ideologias. Nossa fome é da palavra que contém o esplendor da verdade e a revelação do amor. A palavra de Deus é de amigo para amigo que provoca encontro, conversão e aliança. A Bíblia é carta de amor, a Palavra amiga.
A palavra sai da boca de Deus para chegar aos nossos ouvidos, coração e lábios. Ele, porém, respondendo, disse: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus”(Mateus 4: 4).  Assim acontece a revelação íntima de Deus, sua comunicação gratuita, sua relação interpessoal e também o diálogo amigo, a comunhão de vida.
O pastor alertou a igreja para que faça agora e não deixe para amanhã, não fique inerte e permaneça em Cristo porque o Senhor é a nossa fortaleza.
Creia em Cristo, mas tenha plena convicção que só estará seguro quando estiver lavado no sangue do cordeiro. E um dos anciãos me falou, dizendo: Estes que estão vestidos de vestes brancas, quem são, e de onde vieram?” <-> “E eu disse-lhe: Senhor, tu sabes. E ele disse-me: Estes são os que vieram da grande tribulação, e lavaram as suas vestes e as branquearam no sangue do Cordeiro” (Apocalipse 7: 13 e 14).
Todo aquele que nasceu de Deus, nasceu de cima, pode pecar algumas vezes, mas não habitualmente e que o maligno nunca poderá levá-lo a cometer algum tipo de pecado que não possa ser perdoado por Deus. Graças a Deus pela grande salvação que recebemos!  “Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não peca; mas o que de Deus é gerado conserva-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca” (1º João 5: 18).
Portanto irmãos a garantia inabalável é permanecermos entronizados no nosso Senhor Jesus Cristo.
“O Senhor é contigo, homem valoroso" (Juízes 6:12). Deus pronuncia apenas seis palavras aqui. E as quatro primeiras não são dirigidas apenas a Gideão, mas a todo o Seu povo, inclusive à igreja hoje em dia: "O Senhor é contigo." O Senhor está dizendo essencialmente: "Vocês só precisam dessa promessa: Eu estou com vocês."

ET: ESTE TRABALHO SE ENCONTRA NA PAGINA:
WWW.GRUPODEHOMENSMISSIONARIOS.COM

Em Cristo
Mario A. Cabestre 
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor. (Provérbios 21:3)

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Terça feira 24 de junho de 2008                                                                                         N.º 99

Culto da família <-> Deus Salva a família
Tema: “O coração puro é a habitação do Espírito Santo”        
Texto básico: Isaías 57: 15
“Porque assim diz o Alto e o Sublime, que habita na eternidade, e cujo nome é Santo: Num alto e santo lugar habito; como também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos, e para vivificar o coração dos contritos” (Isaías 57: 15).

A Pastora iniciou dizendo da importância em ter um coração quebrantado. Não é eficaz ir á igreja com o coração duro, pois a Palavra do Senhor não penetra.
Um curso superior, uma posição de autoridade sobre os outros, facilmente enche o coração de vaidade, especialmente quando se nota que os colegas e amigos não alcançaram nenhuma posição de influência. A soberba se insinua tão sutilmente que persuadimos a nós mesmos que Deus nos deu uma posição de destaque porque somos melhores do que os outros. “Semelhantemente vós jovens, sede sujeitos aos anciãos; e sede todos sujeitos uns aos outros, e revesti-vos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes” (1.º Pedro 5: 5).
È necessário que no nosso cotidiano deixemos entrar a vontade de Deus e não a nossa vontade, certamente encontramos problemas e muitas das vezes com a permissão de Deus para que aja nosso reconhecimento na Sua soberania.
Existe o tipo que recebe a correção de Deus e acaba não aceitando, passa a fica com o coração receoso e começa a achar que entrou no esquecimento de Deus.
Por outro lado tem pessoas que se fortalece e quebranta mais o seu coração e sai fortalecido na presença do Senhor. “E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar” (2.º Coríntios 12: 7).
O Que é quebrantamento? Quebrantamento é nossa resposta de humildade e obediência à convicção do Espírito Santo, ou à revelação da Palavra de Deus. É o processo onde Deus começa a quebrar toda a casca exterior da nossa carne, das nossas capacidades naturais, da nossa autoconfiança, a fim de liberar a própria vida do seu Espírito e da sua natureza divina dentro de nós.
Deus habita num coração quebrantado
No plano de Salvação Jesus como homem acabou ficando abandonado, mas não murmurou e continuou com seu coração quebrantado para que o plano de Deus fosse cumprido. “E, perto da hora nona, exclamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lemá sabactâni, isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?” (Mateus 27: 46).
A exclamação de desamparo de Jesus representa o fardo do pecado de toda a humanidade, e verdadeiramente o Pai abandonou Jesus naquele momento.
Mas como que um Pai abandona um filho em um momento tão difícil? Em um momento de sofrimento, vendo um filho prestes a morrer? Deus meu, Deus meu, por        que me   desamparaste?
O Pai ali presente assistindo tudo, ouvindo tudo, sem poder fazer nada, tendo o mesmo sofrimento, sentindo a mesma dor ou mais, afinal foi o Senhor Deus, o próprio pai que enviou seu filho, seu único filho, para esta dolorosa missão.

Com certeza não foi um sussurro, foi um grito tão forte, tão forte, que ainda hoje ecoa em nossos corações, porque ali estava o grito de toda a humanidade.
Que cada um de nós tenha plena convicção, que os nossos pecados são grandes, extremamente grande, mas que possa perceber também que esse grito, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? Significa dizer que o amor de Deus é infinitamente maior que os nossos pecados.
Ali estava morrendo Jesus para que nós pudéssemos ter vida e vida em abundancia.

A Pastora lembrou que a alegria do Senhor é a nossa força, que a alegria esta intimamente ligada com a força. Muitas pessoas estão buscando a felicidade do mundo em lugar de buscar a alegria do Senhor. “Disse-lhes mais: Ide, comei as gorduras, e bebei as doçuras, e enviai porções aos que não têm nada preparado para si; porque este dia é consagrado ao nosso Senhor; portanto não vos entristeçais; porque a alegria do SENHOR é a vossa força” (Neemias 8: 10).
Foi lembrado que o nosso Deus como sempre é misericordioso e perdoará aqueles que se arrependem com um coração contrito. Ele deseja ardentemente estar em paz com a sua família que se afastou, porem não há paz para os perversos e impertinentes.“Pela iniqüidade da sua avareza me indignei, e o feri; escondi-me, e indignei-me; contudo, rebelde, seguiu o caminho do seu coração” <-> “Eu vejo os seus caminhos, e o sararei, e o guiarei, e lhe tornarei a dar consolação, a saber, aos seus pranteadores” (Isaías 57: 17 e 18).
Deus está lhe dizendo: "Filho meu, por um tempo estive zangado contigo. Eu te entreguei ao vazio e à solidão. Mas agora vou te restaurar tudo que o diabo destruiu".
A sua vida pode ser um jardim novamente. Jamais é tarde para reiniciar. Deixe que o Senhor torne esse o primeiro dia de um novo começo para você.

Veja este trabalho e outros no site: 
www.grupodehomensmissionarios.com

Em Cristo
Mario A. Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor. Provérbios 21:31

 
@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Sexta feira 27 de junho de 2008                                                                                          N.º 100

Culto de libertação
Tema: “O jovem de coração preso às riquezas materiais”          
Texto básico: Mateus: 19: 16 -22
“Disse-lhe Jesus: Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, e segue-me” (Mateus 19: 21).

O Pastor iniciou dizendo que se trata de uma Palavra conhecida, mas como a Palavra diz em Isaías 55: 10 e 11, a mesma não volta antes de cumprir.
Nosso coração é terreno fértil que acolhe a mensagem de vida e liberdade semeada por Jesus, pois assim como a terra fértil faz germinar e crescer. Vamos abrir à Palavra de Deus que Jesus deseja semear em nossos corações. Ela, com certeza produzirá frutos bons, se encontrar acolhida em nós. Porque, assim como desce a chuva e a neve dos céus, e para lá não tornam, mas regam a terra, e a fazem produzir, e brotar, e dar semente ao semeador, e pão ao que come” <-> “Assim será a minha palavra, que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei” (Isaías 55: 10 e 11).
Hoje virou modismo as pessoas se declararem "cristãs", como se seguir a Cristo fosse algo fácil de se fazer. Uma coisa é declarar-se cristã, outra coisa que é muito mais importante é testificar da presença de Cristo em nossas vidas.
Uma coisa é receber Cristo como Salvador, outra coisa muito mais importante é aceitá-lo como Senhor de nossas vidas, tornando-nos seu discípulo.
O jovem rico da parábola descrita não foi capaz de deixar a sua riqueza para seguir a Jesus. Seu coração estava preso às riquezas materiais. Será que nós estamos dispostos e preparados para deixar o conforto e a segurança que hoje desfrutamos para seguir a Jesus?
O Pastor procurando trazer para os dias de hoje perguntou: Seria possível um jovem com carisma e muito dinheiro vidrado nas coisas do mundo fazer o que o Senhor Jesus mandou? Sim, teria condições desde que tivesse boa vontade, perseverança e humildade, poderia ser um dos discípulos entre nós.
Só que com o Senhor Jesus Cristo era diferente, para ser servo de Deus não é só ir para cumprir obrigações, é necessário que haja alegria e satisfação, é isto que o Senhor queria dizer.
O Senhor Jesus Cristo também percebeu naquele moço que tinha uma dúvida entre obedecer a Deus ou obedecer aos bens matérias.
Por isso o Senhor Jesus cristo colocou certas restrições:
-No guardar os mandamentos o Senhor percebeu que eram guardados por obrigação e não por amor.
-No pedido para vender tudo o Senhor queria testar o jovem; se este jovem aceitasse vender tudo com toda certeza o Senhor Jesus Cristo não aceitaria, pois se tratava de um teste para medir a fé deste moço.
Neste entendimento de testar a fé deste jovem o Pastor associou-se com o teste de fé que Abraão passou quando Deus pediu que seu filho Isaque fosse sacrificado. Abraão estava comprometido com os planos de deus, mesmo quando Deus pediu para sacrificar o próprio filho. Embora Abraão não entendesse a vontade de Deus, a sua fé era tão grande que estava disposto a fazer o que Deus lhe mandasse. E disse: Toma agora o teu filho, o teu único filho, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de Moriá, e oferece-o ali em holocausto sobre uma das montanhas, que eu te direi” (Gênesis 22; 2). (Ler Gênesis Cap.22, Vercículos 1 até 19).
Também o Pastor fez questão lembrar que o Senhor Jesus Cristo não pediu para vender e guardar na poupança, mas vender e dar aos pobres, mais uma vez o Senhor foi perfeito, pois dando aos pobres não haveria retorno.
Hoje a maioria das pessoas pensa somente na riqueza (carne) que quer ficar rico e acabam entrando em grande tentação passando a substituir o Senhor pelo dinheiro.
O que aconteceu no caso do jovem? O jovem simplesmente deu mais importância ao dinheiro do que ao Senhor, abrindo mão da salvação para ficar com a fortuna.
Vamos se colocar no lugar do jovem.
A bíblia diz que vai chegar a hora que as condições de compra irão diminuir.
O Pastor citou o exemplo de muitos criados em nossa igreja, estudaram, cresceram e hoje saíram do nosso meio, acabaram indo para outras igrejas de maior nível social ou passou a não freqüentar nenhuma.
Quantos saíram daqui e não vemos mais, bastou trocar de posição para o orgulho e soberba tomar conta. “Porque, se no vosso ajuntamento entrar algum homem com anel de ouro no dedo, com vestidos preciosos, e entrar também algum pobre com sórdido vestido” <-> “E atentardes para o que traz o traje precioso, e lhe disserdes: Assenta-te tu aqui num lugar de honra, e disserdes ao pobre: Tu, fica aí em pé, ou assenta-te abaixo do meu estrado” <-> “Porventura não fizestes distinção entre vós mesmos, e não vos fizestes juízes de maus pensamentos?” (Tiago 2: 3 e 4).
O Pastor pediu para que baixássemos nossas cabeças e meditar: O Que em nossa vida se parece com a atitude daquele jovem? Será que alguma parte de nossa vida tem roubado nossa atenção e nos afastados de Deus? Muitas das vezes nem temos notado este distanciamento roubando a atenção do nosso Deus!
Quantos ganharam tanto dinheiro e de nada tiraram proveito. Vejam o caso do jovem que trocou o maior tesouro de sua vida (Jesus Cristo/Salvação) por uma vida repleta de regalias terrenas e de curta duração.
Na verdade a pergunta feita pelo Senhor Jesus Cristo ao jovem é de grande serventia e aprendizado e serve perfeitamente para nós nos dias de hoje.
O senhor Jesus Cristo falou com aquele jovem sobre bens materiais (coisa que ele gostava), porem o Senhor pode falar contigo podendo ser contra o seu gosto, podendo não ser bens, mas costumes pecaminosos.
Resumo: Deus fala conosco (hoje) para que o inimigo não leve aquilo que está agradando a Deus.
Jesus é o filho de Deus que se fez homem e morreu na cruz do calvário para deixar a nós a oportunidade de alcançarmos a salvação de nossas almas.

Veja este trabalho e outros no site: 
www.grupodehomensmissionarios.com

Em Cristo
Mario A. Cabestre
O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor. Provérbios 21:31

 @@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

                                                    "P A R A B E N S"

Você está de parabéns, cumpriu seu voto de 100 cultos interruptos, conseguiu porque foi perseverante, forte e confiante, ou seja, você teve fé meu irmão!
Tenho absoluta certeza que o irmão está abençoado, aliviado e sentindo um grande vencedor!
“Esforça-te, e tem bom ânimo; porque tu farás a este povo herdar a terra que jurei a seus pais lhes daria” <-> “Tão-somente esforça-te e tem mui bom ânimo, para teres o cuidado de fazer conforme a toda a lei que meu servo Moisés te ordenou; dela não te desvies, nem para a direita nem para a esquerda, para que prudentemente te conduzas por onde quer que andares” <-> “Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido” <-> “Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem te espantes; porque o SENHOR teu Deus é contigo, por onde quer que andares” (Josué 1: 6-8).

Em Cristo
Mario A. Cabestre
"Trabalhando para Jesus Cristo" (com desejo no coração de trabalhar em tempo integral)
"Deleita-te também no SENHOR, e te concederá os desejos do teu coração" (SL 37:4)